browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Cometa PanSTARRS (C/2016 R2) apresenta estranho comportamento

Posted by on 12/01/2018

COMETA AZUL PANSTARRS (C / 2016 R2) APRESENTA ATIVIDADE SELVAGEM E INÉDITA:

Localizado muito além da órbita de Marte, o Cometa PanSTARRS (C / 2016 R2) está deslizando através de uma região fria e distante do sol no espaço interplanetário de nosso sistema solar, onde as coisas normalmente acontecem mais lentamente, como deveria ser ao menos. 

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

COMETA AZUL PANSTARRS (C / 2016 R2) APRESENTA ATIVIDADE SELVAGEM E INÉDITA

Fonte: http://spaceweather.com/ (NASA)

Mas o cometa PanSTARRS não é um cometa comum. Em 10 de janeiro, o astrofotógrafo austríaco Michael Jäger registrou mudanças dramáticas no cometa em apenas duas horas, mesmo ele estando muito distante da influência do Sol. Michael Jäger é um veterano observador de cometas, e ele diz que ele nunca viu nada assim antes: 

Cometa PanSTARRS (C / 2016 R2) em foto de 06 de janeiro

“Ao longo dos anos, fotografei 850 cometas. Mas não houve outro cometa que tenha mudado de aparência tão rápido a tão grandes distâncias do sol. Lembro-me de alguns cometas como o Comet Lovejoy 2015 com mudanças significativas do dia a dia, mas ele estava muito mais perto do sol [onde a luz do sol quente podia provocar sua atividade]”, diz Jäger.

Apenas alguns dias atrás, o Cometa PanSTARRS (C / 2016 R2) parecia substancialmente diferente. Jäger tirou a foto anterior em cores em 6 de janeiro.

Desde novembro de 2017, o Cometa PanSTARRS mudou sua aparência quase sempre que os astrônomos o observam. As imagens mostram jatos jorrando de forma selvagem ao redor do núcleo do cometa e nuvens de gás que percorrem a cauda do cometa.

Cometa C/2016 R2 (PANSTARRS) na constelação de Taurus em 12 de Janeiro, 2018 (High Precision Live Sky Chart)

O que está acontecendo? A cor azul é uma pista reveladora. Essa é a cor do monóxido de carbono ionizado (CO +) que fluoresce no vácuo do espaço interplanetário. 

O Comet PanSTARRS tem abundantes estoque de CO. No mês passado, os astrônomos K. Wierzchos e M. Womack da Universidade do Sul da Flórida usaram o Telescópio Submilimétrico de 10 m do Observatório de Rádio do Arizona no Monte Graham para detectar tantos como 4,7 x 10(28) moléculas de CO emergentes do núcleo da cometa a cada segundo

“Este cometa parece ser muito rico em CO”, escreveram no telegrama CBET 4464 da União Astronômica Internacional.

Taken by Gerald Rhemann on January 10, 2018 @ Farm Tivoli, Namibia SW-Africa

O gás monóxido de carbono pode fazer um cometa agir de forma estranha porque é extremamente volátil. O CO pode sublimar (mudar de repente de sólido para gás) a temperaturas tão baixas como -248 C (25 K). Apenas um pouco de luz solar é necessária para transformar depósitos de CO congelado em jatos selvagens de gás e nuvens ondulantes. 

“O último cometa notável com alto CO registrado foi o Cometa Humason em 1962, então esta é uma visão bastante rara”, observa outro veterano observador de cometas, Michael Mattiazzo, da Austrália. “Será muito interessante assistir o Comet PanSTARRS à medida que ele se aproximar mais do sol (2,6 AU) em maio de 2018.” Fiquem ligados!


Permitida reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

thoth(172x226)www.thoth3126.com.br

One Response to Cometa PanSTARRS (C/2016 R2) apresenta estranho comportamento

  1. HÉLCIO GONCALVES

    NA NATUREZA MADA SE CRIA NADA SE PERDE TUDO SE TRANSFORMA.
    Assim se voce misturar algo com qualquer coisa, tem que dar exatamente o não sei o que.

    O gás monóxido de carbono pode fazer um cometa agir de forma estranha porque é extremamente volátil. O CO pode sublimar (mudar de repente de sólido para gás) a temperaturas tão baixas como -248 C (25 K). Apenas um pouco de luz solar é necessária para transformar depósitos de CO congelado em jatos selvagens de gás e nuvens ondulantes.

    HÉLCIO GONÇALVES DA SILVA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.