browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Como Israel trata seus “vassalos” e “marionetes”

Posted by on 11/03/2019

O primeiro-ministro japonês, (um marionete dos judeus khazares) Shinzo Abe, e seu homólogo israelense, Benjamin Netanyahu, estavam jantando quando o chefe de cozinha do premiê de Israel trouxe a sobremesa. O único problema? Chocolates foram oferecidos literalmente dentro de um sapato – um forte tabu cultural no Japão e considerado uma grande ofensa. “Não há nada mais ofensivo na cultura japonesa do que sapatos. Eles [japoneses] não somente entram descalços em casa, como também você não vai encontrar sapatos em escritórios. Seria como servir chocolate em pratos em forma de porco para visitantes israelenses”

Edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Na residência de Netanyahu, o primeiro ministro de Israel, em jantar oferecido ao primeiro ministro do Japão, Shinzo Abe foi servida sobremesa dentro de sapatos ao premiê japonês 

Fontehttps://br.sputniknews.com/

Trata-se da segunda visita de Shinzo Abe a Israel. Ele e sua esposa foram convidados por Netanyahu para jantar. Os pratos foram preparados pelo chefe de cozinha, Moshe Segev, que é considerado uma “celebridade” no país, tendo ganhado fama pelos seus livros de receitas e pelas participações em programas de TV locais.

Moshe serviu a sobremesa de chocolate em um sapato masculino. Diplomatas japoneses e israelenses ficaram chocados com o ato, segundo a edição  do  Jerusalem Post.

“Tratou-se de uma decisão tola e indelicada”, segundo explicou um dos diplomatas israelenses.

“Não há nada mais ofensivo na cultura japonesa do que sapatos. Eles [japoneses] não somente entram descalços em casa, como também você não vai encontrar sapatos em escritórios. Seria como servir chocolate em pratos em forma de porco para visitantes israelenses”, assinalou.

“Nenhum país coloca sapatos na mesa. No que estava pensando este chefe de cozinha famoso Segev? Caso tenha sido uma brincadeira, não achamos engraçada. Posso dizer que ficamos insultados pelo nosso premiê”, afirmou, por sua vez, um diplomata japonês.

O cozinheiro israelense publicou no Instagram fotos do prato e do jantar ministerial. Muitos internautas apontaram “erro” cometido pelo chefe de cozinha.

“Se você servir porco a judeus, eles ficariam insultados. Mas eles não se preocupam (em respeitar) com outras culturas e tradições […] Você demonstrou ignorância, não somente ao cometer um grande erro, mas também ao publicar aqui essa foto. Você insultou todo o Japão”, afirmou o usuário vagabondeagle.

Trata-se do segundo escândalo envolvendo o Japão recentemente. Na véspera da cúpula intercoreana, o país expressou protesto à Coreia do Sul contra a sobremesa que deveria ser servida durante o evento.. ​

O Japão ficou indignado com o mousse de manga com mapa da Coreia unida, incluindo as ilhas dos Rochedos de Liancourt disputadas por Tóquio. Apesar da insatisfação japonesa, a sobremesa foi servida.



“Eis que eu farei aos da “SINAGOGA de SATANÁS”, aos que se dizem judeus, e não são, mas mentem: eis que eu farei que venham, e adorem prostrados a teus pés (às almas em evolução encontradas dentro de TODAS AS RAÇAS, e não em um “POVO ELEITO”!), e saibam que eu te amo”.  Apocalipse 3:9

“Conheço as tuas obras, e tribulação, e pobreza (mas tu és rico), e a blasfêmia dos que se dizem judeus, e não o são, mas são a SINAGOGA de SATANÁS”. Apocalipse 2:9


Sobre os Judeus Khazares, saiba mais acessando os links:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.