browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Conexão Epstein-Clinton foi ‘costurada’ por Ghislaine Maxwell, mas QUEM é ela?

Posted by on 23/07/2019

O prolífico pedófilo e traficante sexual de meninas menores de idade Jeffrey Epstein foi apresentado ao ex-presidente Bill Clinton através da sua confidente de longa data, ex namorada e suposta agenciadora de garotas jovens – a filha de um agente do Mossad israelense, Robert Maxwell(*), a ‘Lady’ (‘madame’) Ghislaine Maxwell. Não está claro como Epstein e ‘Lady’ Ghislaine Maxwell, que estudaram em Oxford, se conheceram, no entanto, eles namoravam em 1992 por volta da morte de seu pai. Ela também foi ‘agenciadora’ de meninas jovens, muitas vezes menores de idade, para alimentar os impulsos sexuais de Epstein de acordo com acusadores e testemunhas contra eles. 

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

A Conexão Jeffrey Epstein – Bill Clinton foi ‘costurada’ por “Lady” Ghislaine Maxwell. Mas QUEM é ela?

Fonte: https://www.zerohedge.com/

Trata-se da filha de um editor em apuros e suspeito do agente Mossad, radicado na Rússia, o judeu khazar Robert Maxwell, e Ghislaine Maxwell, de 57 anos, mantinha uma alta órbita como uma “socialite” da Costa Leste dos EUA, segundo o Politico.

{(*Ian Robert Maxwell (10 de junho de 1923 – 5 de novembro de 1991), nascido Jáv Ludvík Hyman Binyamin Hoch, era um rico judeu khazar proprietário da mídia britânica e membro do Parlamento inglês (MP).  Originalmente da Checoslováquia, Maxwell levantou-se da pobreza para construir um extenso império  editorial.  Após sua morte, por assassinato, grandes discrepâncias nas finanças de suas empresas foram reveladas, incluindo sua fraudulenta  apropriação indébita do fundo de pensão Mirror Group. O Ministério das Relações Exteriores  britânico suspeitava que Maxwell era um agente secreto de um governo estrangeiro (Israel), possivelmente foi um agente duplo ou um agente triplo, e “um caráter totalmente ruim”. 

Conhecia links para o Serviço Secreto Britânico (MI6), para a KGB e para o serviço de inteligência israelense Mossad. Seis ex-chefes dos serviços de inteligência israelense (Mossad) compareceram ao funeral de Maxwell em Israel, enquanto o primeiro-ministro de Israel,  Yitzhak Shamir o elogiou e declarou: “Ele fez mais para Israel do que hoje pode ser dito”. Em 5 de novembro de 1991, Maxwell esteve em contato pela última vez com a tripulação de seu iate, o Lady Ghislaine, às 4h25, hora local, mas foi descoberto seu desaparecimento no final da manhã. Presume-se que Maxwell tenha caído ao mar do navio, que estava cruzando as Ilhas Canárias, e seu corpo nu foi mais tarde  recuperado do Oceano Atlântico}

Não está claro como Epstein e ‘Lady’ Ghislaine Maxwell, que estudaram em Oxford, se conheceram, no entanto, eles namoravam em 1992 por volta da morte de seu pai. Então, em 1995, Epstein nomeou o agora extinto negócio de Palm Beach “Ghislaine Corp.” Em 2003, Epstein descreveu Maxwell como sua “melhor amiga”.

Ela também estava procurando meninas jovens, muitas vezes menores de idade, para alimentar os impulsos sexuais de Epstein de acordo com os acusadores e testemunhas de Jeffrey Epstein. De acordo com a Corte de Justiça, Maxwell teria contratado, supervisionado e demitido funcionários domésticos para Epstein,  enquanto dirigia as visitas de dezenas de “massoterapeutas” à residência de Epstein, segundo um  relatório do Wall Street  Journal no  início deste mês.

“Em depoimentos recebidos em 2009 e 2010 como parte de processos civis contra Epstein, empregados da casa disseram que  Ghislaine Maxwell era uma figura central na vida privada de Epstein  Vários funcionários disseram que Maxwell pessoalmente contratou, supervisionou e demitiu funcionários domésticos, enquanto dirigia as visitas de dezenas de “massoterapeutas” – normalmente mulheres muito jovens”.

“Juan Alessi, que disse, em um dos seus depoimentos, que ele serviu como gerente da casa em Palm Beach de 1992 a 2002,  descreveu uma cesta de brinquedos sexuais no banheiro de Maxwell.  Ele disse que os encontraria quando limpasse as visitas das jovens”.  – WSJ

“O réu trabalhou com outras pessoas, incluindo funcionários e associados, que facilitaram sua exploração de menores, entre outras coisas, contatando vítimas e agendando seus encontros sexuais com o réu”, segundo os promotores norte-americanos, referindo-se ostensivamente a ‘Lady” Maxwell.

E depois há os Clintons …

De acordo com o  Politico, Maxwell ficou próxima dos Clintons depois que Bill Clinton deixou a presidência, numa viagem de férias em um iate com Chelsea Clinton em 2009, participando de seu casamento em 2010 e participando da Clinton Global Initiative em 2013, anos depois que o seu nome. primeiro surgiu em relatos do alegado abuso sexual de Epstein”.

Chelsea foi, por sua vez, apresentada a Epstein através do bilionário Ted Waitt, de La Jolla, CA, fundador da empresa de computador Gateway, um ex namorado de Ghislaine Maxwell, .

“Uma pessoa próxima a Chelsea Clinton descreveu Waitt como um “amigo íntimo da família” de Clinton e seu marido, Marc Mezvinsky, e disse que o casal conheceu Maxwell através dele em 2011. A pessoa disse que Clinton e seu marido terminaram sua amizade com Maxwell quando ela e Waitt se separaram no início de 2011 e contestou que Maxwell e Chelsea Clinton estivessem sempre “próximos”.

“Duas pessoas familiarizadas com a relação entre Maxwell e os Clintons disseram que Maxwell, Clinton e Mezvinsky voaram juntos em um avião particular para o encontro com Waitt para uma viagem no iate de Waitt . Uma dessas pessoas disse que a viagem aconteceu em 2009″.

“Waitt, cujos esforços filantrópicos se concentram nos oceanos do mundo,  deu  algo entre US $ 10 milhões e US $ 25 milhões à Fundação Clinton” .  Politico

Clinton, Epstein e o “Lolita Express”

Não é verdade, de acordo com um amigo de ‘Lady’ Maxwell, que disse ao Politico: “Os Clintons eram relativamente íntimos com ela”, disse um amigo de Maxwell ao Politico. Enquanto isso, “em 2002 e 2003, os registros de vôo  mostram  que Bill Clinton voou em 26 ‘pernadas’ de voo no jato particular de Epstein” conhecido como “Lolita Express”, segundo o relatório.

De modo que estamos claros – os Clintons tornaram-se “relativamente íntimos” com Maxwell – que era conhecido como a inseparável assistente de Epstein e sua “agendadora sexual” – muito depois de Epstein admitir ser um pedófilo em um controverso acordo judicial de 2008 na Flórida. 

“Os laços de Maxwell com Clintonworld, entretanto, durariam mais uma década. Uma amiga de Maxwell, que falou sob condição de anonimato, descreveu sua surpresa ao comparecer a um jantar em seu apartamento no Upper East Side por volta de 2005 para encontrar Doug Band, então um dos principais assessores de Bill Clinton e da Fundação Clinton, entre os 8 a 10 convidados. Em 2006, uma instituição de caridade administrada pela Epstein, a Fundação COUQ, doou US$ 25.000 à Fundação Clinton   informou o Daily Beast”. – Politico

“Ghislaine Maxwell sempre foi o contato entre Epstein e Clinton”, disse uma pessoa familiarizada com o relacionamento ao Politico.” Ela acabou sendo próxima da família porque ela e Chelsea acabaram se tornando próximas”  .

Um porta-voz de Clinton contestou que as duas mulheres estavam próximas, enquanto Bill Clinton divulgou um comunicado pelo porta-voz Angel Urena, alegando que “o presidente Clinton não sabe nada sobre os terríveis crimes que Jeffrey Epstein confessou na Flórida há alguns anos, ou aqueles com os quais ele foi recentemente acusado em Nova York “.

“Urena disse que os voos incluíram quatro viagens em 2002 e 2003 e que a equipe e o Serviço Secreto estavam presentes em todos os voos. Urena disse que Epstein visitou Clinton em seu escritório no Harlem uma vez em 2002 e que visitou brevemente o apartamento de Epstein uma vez”. – Politico

A conexão Trump

Politico  também revela a profundidade da relação do Presidente Trump com os Maxwells – em particular Robert Maxwell – que remontou “pelo menos ao final dos anos 1980” até que o  homem nascido no Reino Unido morreu após cair de seu iate,  Lady Ghislaine , no Atlântico Oceano (num ‘acidente’).

“Um item de uma coluna de fofoca de maio de 1989 colocou Trump e os dois Maxwells, pai e filha em uma festa a bordo do iate mais luxuoso de Maxwell, chamado Lady Ghislaine, que apresentava caviar vindo de Paris e a presença do ex-senador republicano John Tower do Texas. O item observa que Trump comparou o seu maior iate com o de Maxwell.  Acontece que o iate de Trump, o Trump Princess, pertencia originalmente ao comerciante de armas saudita Adnan Khashoggi – o tio do assassinado Jamal Khashoggi, do Washington Post – e o iate de Maxwell pertencia a um dos irmãos de Adnan”.

“Ele era um personagem e um cara colorido, e acho que tivemos sorte em ter visto um pouco dele em Nova York”, disse Trump a Larry King, de Maxwell, duas semanas depois. “Ele era meu tipo de cara.” Em 1997, ‘Lady’ Maxwell “pegou uma carona” no jato particular de Trump, juntamente com o autor do New Yorker de um perfil de Trump-Mark Singer, que se referiu ao pai de Maxwell como um “nadador inadequado”. Enquanto isso, Maxwell foi fundamental na ascensão de Jeffrey Epstein dentro de sua esfera de influência.

“Não está claro se Ghislaine Maxwell apresentou Trump e Epstein, que socializaram juntos pelo menos já em 1992, mas ela foi crucial para garantir o acesso de Epstein ao mundo de Trump.  Umvídeo dearquivo   desenterrado na quarta-feira pela NBC daquele ano mostra Trump e Epstein cercados por mulheres dançando em Mar-a-Lago, com Maxwell sorrindo ao fundo”.

E com isso, Maxwell também começou a recrutar garotas para Epstein – como detalhado em um processo movido por Virginia Roberts Guiffre – que diz ter sido abordada por Maxwell em 1998 para se encontrar com Epstein, após o qual os dois participaram de seu abuso sexual. Ghislaine Maxwell negou a coisa toda.

De acordo com o  Daily Telegraph , Maxwell também apresentou Epstein ao Príncipe Real Britânico Andrew – os dois foram fotografados com Virginia Roberts, uma acusadora de Epstein,  que afirma ter  visto Bill Clinton  na infame ilha de Epstein enquanto ela estava sendo traficada por sexo.

Epstein também participou de uma festa de aniversário para a Rainha Elizabeth no Castelo de Windsor em 2000. Naquele mesmo ano, Maxwell e o Príncipe Andrew compareceram ao que o Daily Mail descreveu como uma festa de Halloween com tema de “prostitutas e cafetões” oferecida por Heidi Klum.

Um mês depois, no início de dezembro de 2000, Trump, sua futura esposa Melania, Epstein e Maxwell assistiram a um surpreendente 60 aniversário de Barbara Amiel, uma socialite britânica, que também teve a participação de pessoas como Anna Wintour, Charlie Rose e William F. Buckley

Tina Brown, uma notável editora de revistas, lembrou que, por volta desse período, GhislaineMaxwell a procuraria para socializar quando o príncipe Andrew chegasse a Nova York. “Ela era um pouco misteriosa”, lembrou Brown.

Andrew, Ghislaine Maxwell e a então garota menor de idade Virginia Roberts, acusadora de Epstein de abuso sexual

Em suma – quando se trata do socialmente desajeitado Jeffrey Epstein e sua conexão com os círculos de elite em que ele se misturava, tudo gira em torno de “Lady” Ghislaine Maxwell. Podemos perguntar: QUANDO ela será presa?


Rudolph (Rudy) Giuliani: O ‘Caso’ Epstein “Vai Implicar Muitas Pessoas”

Fonte:  https://thehill.com/

O advogado pessoal do presidente Trump, Rudy Giuliani, disse nessa segunda-feira que o caso de Jeffrey Epstein “obviamente implicará muitas pessoas”, acrescentando que não posso dizer quem, mas não vai acabar apenas e tão somente com a condenação de Jeffrey Epstein{Rudolph (Rudy) Giuliani: ex prefeito de New York em dois mandatos sucessivos. Era ele o prefeito quando se deram os Ataques de 11 de Setembro de 2001 que causaram milhares de vítimas no World Trade Center}

Rudolph (Rudy) Giuliani: ex prefeito de New York em dois mandatos sucessivos. 

Falando para a Hill.TV,  Giuliani disse que os investigadores, sem dúvida, vão se concentrar no círculo íntimo de Epstein, e se os indivíduos conheciam  ou participaram  dos crimes sexuais de Epstein.

Se você passou tanto tempo com ele e ele estava tão envolvido com essas meninas menores de idade – com quem você o viu e o que ele estava fazendo e o que ele disse a você e como você não poderia ter percebido tudo?” , disse Giuliani. “Talvez alguns sejam inocentes – talvez alguns não são, mas acho que eles (o FBI) vão investigar todo mundo.”

“As novas acusações contra Epstein são feitas mais de uma década depois que o “rapaz” de sessenta e cinco anos se confessou culpado de tráfico sexual e foi condenado a 13 meses de prisão em regime aberto.  Desde então, eles renovaram o escrutínio de um acordo judicial de 2008 que foi assegurado em parte pela demissionário secretário do trabalho do governo Trump, Alex Acosta, que renunciou este mês devido à reação negativa a sua atuação no caso de Epstein”.

”Acosta era um advogado do Depto de Justiça dos EUA, na Flórida na época da condenação de Epstein por traficar e prostituir garotas menores de idade, e Acosta permitiu que Epstein cumprisse uma condenação de apenas 13 meses em “custódia com liberação para trabalhar”. – The Hill

Embora o envolvimento de Epstein com os Clintons e outros famosos liberais seja bem conhecido (um doador de campanhas para os Clinton (Bill e Hillary), Epstein se gabou de co-fundar a Clinton Global Initiative em algum momento), muitos também questionaram o envolvimento do presidente Trump, muito antes de ser eleito, com o pedófilo condenado. Dito isto, o decreto de segunda-feira de Giuliani sugere que o presidente Trump provavelmente está “limpo”.


Image result for puppet gifA Matrix (o SISTEMA de CONTROLE MENTAL)“A Matrix é um sistema de controle, NEO. Esse sistema é o nosso inimigo. Mas quando você está dentro dele, olha em volta, e o que você vê? Empresários, professores, advogados, políticos, carpinteiros, sacerdotes, homens e mulheres… 

As mesmas mentes das pessoas que estamos tentando salvar. “Mas até que nós consigamos salvá-los, essas pessoas ainda serão parte desse sistema de controle e isso os transformam em nossos inimigos. Você precisa entender, a maioria dessas pessoas não está preparada para ser desconectada da Matrix de Controle Mental. E muitos deles estão tão habituados, tão desesperadamente dependentes do sistema, que eles vão lutar contra você  para proteger o próprio sistema de controle que aprisiona suas mentes …”


Saiba mais, leitura adicional:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

thoth(172x226)www.thoth3126.com.br

 

2 Responses to Conexão Epstein-Clinton foi ‘costurada’ por Ghislaine Maxwell, mas QUEM é ela?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.