browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Covid infecta marinheiros de Porta Aviões nuclear dos EUA que fica inoperante

Posted by on 27/03/2020

Porta aviões nuclear dos EUA, o USS Theodore Roosevelt  (CVN-71) desvia para Guam enquanto casos de infecção pelo COVID-19 aumentam entre a sua tripulação de cerca de 5.700 tripulantes: Um desastre absoluto está se desenrolando rapidamente a bordo do porta-aviões, no Pacífico Ocidental, causando planos de contingência de emergência da Marinha dos EUA. Na quarta-feira, oito marinheiros a bordo do porta aviões nuclear deram positivo para COVID-19, mas claramente o surto a bordo do navio está longe de ser contido, já que na quinta-feira a Marinha dos EUA disse que esse número  saltou para 23 marinheiros confirmados infectados com o vírus, crescimento de quase 200% num único dia.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Um pandemônio no Pacífico: Covid infecta marinheiros de Porta Aviões nuclear dos EUA que fica inoperante

Fonte:  https://www.zerohedge.com/

As autoridades do Pentágono admitiram ainda que a capacidade de realizar testes generalizados a bordo do navio é limitada  em uma situação tão perigosa que o porta-aviões foi desviado de seu curso original, embora o secretário interino da Marinha, Thomas B. Modly, tenha procurado enfatizar que “o navio é capaz de operar e pode fazer sua missão, se necessário”  –  sem dúvida, uma mensagem destinada aos rivais e inimigos dos EUA na região.

Militares dos EUA em formação na base em Guam

O surto enviou tropas dos EUA e soldados dos EUA em Guam, relata The Daily Beast , pois parece que está surgindo um surto para pesadelo entre os militares na região:

Os membros da Marinha e do Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA em Guam foram ordenados na quarta-feira a quebrar sua própria quarentena para criar abrigos improvisados ​​para as tropas americanas que saem de um porta-aviões movido a energia nuclear, onde um surto do  novo coronavírus  está se espalhando rapidamente dentro do casco do navio .

Alguns soldados americanos na Base Naval de Guam, localizadas no lado oeste do território americano no porto de Apra, foram reunidas em grupos de trabalho de 100 homens para começar a transformar algumas das instalações da base em abrigos temporários de quarentena para alguns dos 5.700 membros do serviço chegando do porta-aviões USS Theodore Roosevelt , um navio da marinha onde o COVID-19 está se espalhando rapidamente. 

A natureza da emergência é sem precedentes, fazendo com que um membro do serviço militar não identificado dos EUA diga ao  The Daily Beast :  “Estamos fodidos”  –  dadas as preocupações óbvias de que o pessoal da base agora será potencialmente exposto ao coronavírus pelo desembarque da tripulação infectada do porta aviões USS Roosevelt.

O Pentágono não tentou [ou não pode] subestimar a situação. O secretário interino Modly disse que o caso do surto na tripulação é urgente o suficiente para realizar testes em 100% da tripulação, presumivelmente em Guam.

Encontramos vários outros casos a bordo do porta aviões, agora estamos testando 100% da tripulação desse navio para garantir que possamos conter qualquer propagação que possa ter ocorrido lá … mas também quero enfatizar que o navio é operacionalmente capaz e pode cumprir sua missão, se necessário ” [talvez como um navio fantasma, sem tripulação] disse Modly no Pentágono na quinta-feira. 

Localização de GUAM, para onde foi desviado o porta aviões e sua tripulação infectada pelo Covid-19

Em média, cerca de 7.000 militares norte americanos estão estacionados entre as múltiplas bases americanas de Guam (três bases principais mais quartéis-generais menores). O porta aviões Theodore Roosevelt esteve recentemente em missão na região do Golfo Pérsico e do Oceano Índico como parte da campanha de “pressão máxima” do governo Trump contra o Irã, local onde pode ter sido contaminado [e posto fora de combate] por um “insignificante” e microscópio organismo, o virus Covid-19.

“Mas em Guam, na quarta-feira, os membros do serviço da Marinha e do Corpo de Fuzileiros Navais montaram cerca de 140 camas militares em um ginásio de basquete”, continua o relatório do Daily Beast “Para espremer mais tropas para a academia, os profissionais médicos da Marinha recomendaram medir a distância de seis pés por orientação do CDC do centro da cama, em vez das bordas externas, o que significa que as camas estão na verdade com um metro de distância.”

Marinha dos EUA 060920-N-0000X-001 Vista aérea da Base Naval dos EUA Guam em 20 de setembro de 2006. Uma Base Naval Guam apoia a US Pacific Fleet.jpg

SANTA RITA, Guam (20 de setembro de 2006) Vista aérea da Base Naval dos EUA Guam em 20 de setembro de 2006. A Base Naval Guam apoia a Frota do Pacífico dos EUA. (Foto da Marinha dos EUA / Liberada)

Tudo isso significa que cerca de dez a doze mil militares norte americanos serão espremidos nas bases de Guam no momento em que a Marinha estiver lidando com um desenvolvimento alarmante de 133 casos no total de militares infectados pelo COVID-19 em toda a região da base nesta semana. O resultado deste arranjo começaremos a perceber ao longo das próximas semanas.


“E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim.  Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá FOMES, PESTES e TERREMOTOS, em vários lugares. Mas todas estas coisas são [APENAS] o princípio de dores. 

Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome. Nesse tempo muitos serão escandalizados, e trair-se-ão uns aos outros, e uns aos outros se odiarãoE surgirão muitos FALSOS PROFETAS, e enganarão a muitos. E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará. Mas aquele que perseverar até ao fim, esse será salvo”.  Mateus 24:6-13

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.