browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Dan Burisch: UFOs, Área-51, Majestic-12, Aliens Greys – Parte 2

Posted by on 21/04/2017

TRATADO-ALIENS-EUA-MAJESTIC12Entrevista com Dan Burisch sobre UFOS, abdução, raças de ETs, ÁREA-51 e muito, muito mais, para o Project Camelot – Parte 2 de 3: A maioria dos estudantes e pesquisadores do fenômeno alienígenas/UFOs não precisa de introdução para saber sobre Dan Burisch. Articulado, provocativo, humano, instigador, e – como alguns insistem – desafiando o sistema de crenças do atual paradigma, Dan e sua história são componentes integrais dos nossos esforços para compreender e chegar ao confronto com o labirinto desconcertante que é o mistério de quem são os alienígenas, os extraterrestres  e  por que eles estão aqui, a forma como interagimos (o governo secreto) com eles, e o que pode estar em jogo.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Entrevista com Dan Burisch sobre UFOS, abdução, ÁREA-51, raças de extraterrestres,  e muito, muito mais, para o Project Camelot – Parte 2 de 3

Fonte: http://projectcamelot.org/dan_burisch.html

“… e há um ser humano real por trás disso tudo e, tão confuso como eles estão, provavelmente, mais até… É. Eles deveriam saber disso“.


j-rod-sketchO Relacionamento de Dan Burish com Chi’el’ah, um alien J-Rod, do sistema estelar binário de Zeta Reticuli:

Kerry Cassidy (K): Eu vou lhe dizer, honestamente. Quando eu vi o segmento, a entrevista de Bill Hamilton com você e você está falando sobre seu relacionamento com o alien J-Rod dentro da ÁREA 51 e como você se comunicava com ele por telepatia ... 

Dan Burisch (D):. Uh, huh 

K: Isso me pareceu incrivelmente real. E a partir desse ponto eu estou muito interessado no que você tem a dizer. 

D: Ah … 

K: Como eu disse, este homem realmente experimentou isso. Isso não é besteira. Esta é a coisa real.

D:. Sim. 

K: Então, se você pudesse recontar, tipo de como você começou a trabalhar com o ALIEN J-Rod …

D: Bem, ele estava trabalhando comigo antes mesmo de que eu o conhecesse. Claro, ele estava a bordo (da espaçonave durante a minha abdução), como eu penso. Eu não tenho nenhuma lembrança dele diretamente, mas eu quero dizer, como eu entendo, em 1973 … ele tinha viajado para 73 e, em seguida, … isto é o mesmo que eu disse a Jeff Rense no telefone. Você sabe, eu disse: “Meu Deus, se isso não surpreender.” Quero dizer, ele (J-Rod) confundia a minha mente. E quando você pensa sobre paradoxos temporais para começar. Que ele viajou para ‘1973, quando eu fui pego (foi abduzido) para, em seguida, ele posteriormente viajar de volta para o ano de 53 e houve um acidente. 

O que significa que ele estava preso no Nível S-4, na ÁREA 51, em 1973, no momento em que eu estava jogando beisebol com meu avô, e que ele também estava a bordo da nave, interferindo em nossa linha temporal, me levando (até a sua espaçonave). Prosaicamente homem, isso parece loucura, mas, sim, é um paradoxo, eu acho, eu quero dizer … mas eu realmente entrei em contato direto com ele no final de 1993 e no início de 94. Sim, há algo errado com ele. Durante a totalidade da minha experiência em torno dele, ele aparentava estar, no melhor que eu posso descrever é “distante, deslocado”.

Quase como … Quero dizer, ele era um ser físico. Eu  podia senti-lo através da luva. Houve assunto lá de que ele conversou comigo, mas quase como se ele fosse um fantasma com um corpo. Ele não pertencia… Ele não pertencia (ao local e espaço tempo) onde ele estava. No entanto, quando ele se comunicava, quando ele iria fazer uma observação … ah … elas “martelavam” você. Quase … é quase acusticamente. Elas martelavam sua mente, e … até que finalmente entrassem em contato com as ondas a nível do seu cérebro, onde poderiam começar a se comunicar telepaticamente. E ele vinha em ondas. É quase como vermes sobre um golfinho. Ele vem em ondas. E então você se sente puxado para dentro na medida que o arrastamento está ocorrendo, a percepção está sendo puxada para os olhos. É uma sensação muito pesada [risada].

area51satelite

A gigantesca base Nellis Air Force Range, situada no estado de Nevada, EUA, onde esta instalada a ÁREA-51

Mas então eles arrastam voce, derrubam-no… você sabe, voce fica relaxado quase a um estado theta, como uma coisa de 8 hertz, estado theta, onde você está muito, quase sonolento e eles dizem, você sabe, que eles não vão te machucar. Ele fez isso comigo. Na verdade, ele disse que não iria me prejudicar. Quando ele avançou em minha mente, quando estávamos fazendo o velha “dança da noiva”, como tudo foi apelidado, onde eu … Era para eu dar um passo à frente, quase como tomando passo de uma noiva para o corredor, e então ele fez a coisa de volta para mim quase em tom de brincadeira … mas era tudo tão pesado, porque ele quebrou o protocolo. 

Era como se tudo o que tinha sido estabelecido de confiança naquele momento … fosse para o inferno. E eu tinha tanto medo. Houve uma resposta animal em mim naquele momento, uma resposta animalesca muito, mas muito humana … “Para o inferno, me tirem para fora daqui.” Sim, eu dei um passo para trás e cai de costas sobre mim mesmo, foi como realmente eu me percebi fazendo. Como eu disse a Jeff [Rense], eu me senti como se eu fosse uma barata, você sabe, deitado de costas lá dentro. E ele subiu em cima de mim. Eu os ouvi gritando: “Atirem para reprimir.” Eles estavam indo para alvejá-lo. Eles estavam agindo para impedi-lo, para que ele não me machucasse e eu estava tentando gritar “Não!”

E eu nem mesmo tenho certeza até hoje se eu realmente gritei: “Não” ou se foi apenas algo em minha mente. O estresse foi tão ruim naquele momento. E ele andou, andou, literalmente, em cima de mim e sentou no meu peito. Ele não me bateu, nem nada. Houve, eu acho, Ron ou um par de outras pessoas disseram: “Oh, nós sabemos que ele bateu-lhe mais na roupa limpa.” Ele não podia me agredir. Ele estava fraco demais para me derrubar. Mesmo que ele quisesse, dado o seu tamanho, ele não poderia ter me derrubado. 

K: E quão alto era ele? 

D:. Só um pouco mais de três pés (Cerca de um metro), curvado para baixo 

K:. Uh ! 

D: Quase quatro pés, se ele fosse estendido no sentido longitudinal, se ele estivesse deitado de costas e estendido no sentido longitudinal. Mas a doença, as patologias, sob o qual ele estava sofrendo, o levou a ter… fraqueza generalizada, alteração do andar, mudança de postura, onde na maior parte do tempo ele ficava com o corpo extremamente curvado para a frente e ele realmente não conseguia ficar de pé ereto. Quando ele caminhava, parecia cambalear e prestes a cair. Ele estava muito doente, muito doente. 

K: Então, ele esta sobre o seu peito. Ele se pôs em cima do seu peito, ou sentou-se em seu peito. 

D: Ele realmente estava sentado na área do meu abdômen, mas ele estava se inclinando para colocar as suas mãos em meu peito, me empurrando para baixo. 

K: foi ele … então ele estava em comunicação nesse momento de que ele não ia te machucar? 

D: Sim, ele disse, “. Eu não vou te machucar, Be-anie” Ele me chamou Be-anie. E isso vale para Beanie … Ele usou um Inglês muito estranho. 

K: E você ouviu isso na sua cabeça, eu estou supondo … 

D: Eu ouvi isso dentro da minha cabeça. 

K: … não era som ?

D: Não, eu ouvi isso na minha cabeça, na minha própria voz introspectiva mas claramente não vindo de mim. 

K:. Uh huh …

D: Você conhece o “som” de si mesmo quando você fala para si mesmo. É o mesmo som, exceto … é a lingüística errada, com o texto errado. Você pode dizer que não é você. E, inicialmente, quando isso acontece, também, há uma … da minha perspectiva, inicialmente, quando isso estava acontecendo, havia um sentimento de muito pânico. Mas é claro que, inicialmente, aconteceu quando eu era parte da equipe da unidade B quando Steven [Dr. Steven Mostow] ainda estava indo para a esfera limpa. Ele olhou para mim através da esfera limpa e falou comigo e disse: “Eu me lembro” e “Olá”. 

area51-NTS-NellisAFB-Map

K: Significando que ele … a pessoa que era … você ligou … o que era o seu nome, mais uma vez ? O J-Rod olhou para você … 

D:. Chi’el’ah 

K: Chi’el’ah olhou para você quando você … quando Steve estava na esfera limpa com ele … 

D:. Sim 

K : … ele se virou e olhou para você … 

D: É. Ele se virou e olhou para mim.Eu fazia parte de uma equipe de Unidade-B para começar. Na verdade, o que ia ser a minha ocupação real lá dentro, estava ajudando o cientista-chefe e ir para a esfera limpa, até que ele me identificou como alguém, eu acho, especial para ele … Chi’el’ah … e ele queria que eu fosse a pessoa a ir para lá. É por isso que eu fui promovido, em última instância, para o grupo de trabalho mais tarde. Porque eu não tinha o preparo, não tinha a antiguidade. Eu. .. apenas não era o meu lugar. Mas é por isso que a promoção aconteceu. 

K: OK. Então … 

D: Mesmo modo como um monte de promoções acontecem no mundo, eu acho. Mas … 

K: [risos] Para voltar … 

D:. O Princípio de Peter D & K: [rindo] 

K: Então, ele subiu em seu peito, ele disse que ele não iria machucá-lo.Será que eles realmente, então ou eles … 

D: Eu acredito que sim, porque senão eu teria sentido … ele começou a me arrastar imediatamente e com força. Ele me relaxou. As encefalinas e endorfinas estavam em grande momento. Eles me arrastaram em vários níveis e eles são capazes de relaxar por realmente inundar você com opiáceos naturais. 

K:. Uh huh 

Marci: Como  um corredor. 

D:. Certo.

K: Então. O que aconteceu depois disso? Você … Estou assumindo … 

D: Ou o estado que você fica quando você está passando o processo natural de morte. 

K:. Uh huh M: Uh huh. É. Onde você naturalmente expulsa os opiáceos … 

D:. Sim. 

K: Mas … OK. Então, mas o que aconteceu depois disso? 

D: Ah … depois que eu comecei a afundar longe do que estava acontecendo dentro da esfera limpa e com o pânico que se estava a passar no rádio … porque eu os ouvia. Tinhamos duas unidades separadas, uma unidade de E e unidade B no rádio. Eles eram como freqüências de rádio separadas. E eu poderia apertar o botão e falar de forma independente. Mas eles estavam pisando umas sobre as outras, gritando, dizendo: “Obtenham uma unidade secundária pronto:” … para me tirar de lá. Eles estavam indo para entrar e me puxar para fora. E você não pode simplesmente entrar lá rapidamente. Quero dizer, eles têm que atender à alguém até trazê-los para dentro. Você sabia que antes quee você entrasse lá que o J-Rod … ah … Fomos treinados de que ele era uma ameaça. 

K: Realmente .. . 

D: Pelo que não deveríamos nos comunicar reservadamente com ele ou qualquer coisa assim, tivemos um certo trabalho a fazer e que iríamos fazê-lo. E esse foi o trabalho científico de remover as amostras e, em seguida, o estudo das amostras para o uso da engenharia de volta aos produtos químicos.

K: A idéia era reverter a sua … uma doença que ele e seu povo têm … 

D:. Sim. 

K: O 52s 

etserpo-grey

Um alien Grey do planeta SERPO, do sistema estelar binário de Zeta Reticuli

D: Os 52s. E o que nós estávamos tentando fazer inicialmente … pulando para a biologia um pouco … o que estávamos tentando fazer é que nós estávamos tentando realmente tirar o citoplasma exterior para fora das células e ah, produzir as células que funcionam de forma independente, em seguida, para compreender estas células bioquimicamente, geneticamente, de modo a que essas células pudessem então ser re-adicionadas como um enxerto em J-Rod para tentar melhorar a neuropatia. Isso foi uma das metas estabelecidas. Mais fácil dizer do que fazer. 

K: Então está bem … 

D: Foi-nos dito, porém, que, se algo desse errado lá, não haveria correção imediata. Você, você não estava há um milhão de quilômetros de distância, mas você estava vários milhares quando você estava lá dentro. Então você estava muito sozinho, mesmo que você tivesse a comunicação de rádio. Foi essencialmente ficar isolado em uma nave espacial, se você quiser. E não facilmente … você sabe, não é fácil para chegar em casa. Porque eles tinham que fazer todas as repressurizações do pórtico, trazer alguém novo para, em seguida, levá-lo para fora, levá-lo desintoxicado … a limpeza … a descontaminação e, em seguida, tirá-lo de lá, então tirá-lo da roupa especial, dar-lhe tratamento médico. 

Então, estamos falando de algumas horas. Assim, se algo der errado lá dentro… e eles são potencialmente capazes de prejudicá-lo por causa do, o arrastamento … você estaria morto. E isso é … você aceitou tudo antes que você entrasse lá. E … Mas, uma grande parte não era, você sabe, não era bravata de nossa parte, dizendo: “Não é grande coisa”, mas você tinha que aceitar que apenas trabalhar no interior do estabelecimento. Você sabia que, se houvesse uma … uma contaminação, se os alarmes começaram a soar, a velha piada era: “sente em uma cadeira de espaldar reto, e  ___ adeus.” Ele tinha acabado. Porque, se os alarmes começassem a disparar, a instalação seria selada e eles iriam bombear o gás e acionar o dispositivo de ar. Whoa! Isso é o que o … que é o que as válvulas de explosivos eram para fazer. Os chamados túneis de fuga, para que você pudesse sair no caso de haver uma emergência. Aqueles eram aberturas de escape da explosão … 

K: Hum. 

D: … para que pudessem explodir as instalações, explodir para fora da Faixa de Papoose e manter o restante da instalação intacta. 

K: Então … mas sua experiência com o alien J-Rod e os outros que voce conheceu têm basicamente … Estava com medo por sua vida, a qualquer momento? Em outras palavras, não é verdade … 

D: Eu estava com medo pela minha vida quando cruzou em minha direção. Absolutamente eu estava. 

K: Nesse momento … 

D: Naquele momento, mas foi um período muito transitório … você sabe, foi um momento efêmero. 

K: Como você … 

D: … que , que passou muito rapidamente porque a bioquímica me ajudou a acalmar quando ele me arrastou. 

K: Como você se sentiu, porém, em suas, as interações com ele? Em outras palavras, você acha que … Você disse que não se lembrava de conhecê-lo na reunião original … 

D: Não. 

K: … na nave espacial. Certo? 

D:. Correto 

K: Mas ele se lembrava, claramente. 

D: Ele se lembrou. 

K: Então você acha que realmente desenvolveu uma amizade com esse ser … 

D: Ah, eu absolutamente desenvolvi. Eu absolutamente … 

K: … e que surgiu ao longo do tempo … ou você sentiu que foi instantaneamente? 

D: Essa é uma boa pergunta. Eu vou dizer que eu senti uma afinidade com ele durante todo o tempo a partir do momento que ele primeiro olhou para mim. E isso pode ter sido uma consequência de eu ter sido abduzido no parque em minha infância. Isso pode ter sido assim. Minha confiança no que ele estava dizendo para mim cresceu ao longo do tempo. 

Marci: Porque eu me lembro de perguntar-lhe isso. Eu especificamente perguntei-lhe isso. 

D: É. Minha confiança cresceu ao longo do tempo. 

K: Mas foi talvez em um nível mais profundo … 

D: Houve uma conexão existente lá com ele. 

K:. Uh huh 

dan_burisch

Dan Burish

D: E eu acho que pode ter começado por causa da pick up em 73, eu acho. Estou tentando supor isso. Havia uma picape de natureza jovial da nossa amizade ao longo do tempo. Certamente … porque eu tenho um tipo de senso de humor estranho e ele foi capaz de fazer amizade comigo mesmo com meu senso de humor, onde ele iria olhar para mim e ele me dizia que … o comportamento dele era estranho … porque eu não poderia dizer facilmente quando ele estava feliz ou quando ele estava triste por causa de suas características físicas. Você sabe, você pode dizer rapidamente com um ser humano se sente: se eles estão felizes pois eles estão sorrindo para você. Mas eu não poderia dizer se havia dor ou o que expressão estava em seu rosto até que ele especificamente me informasse que aquela expressão é o seu sorriso, que é a sua risada. 

Como que cresceu, minha relação com ele cresceu. Tornei-me bem mais em sintonia com suas respostas físicas e acho que peguei a nossa amizade tão bem, porque eu sou mais fácil de associar-me com outro ser humano pelas reações físicas, bem como, você sabe, na comunicação. Então isso foi difícil. Isso foi muito difícil. Até eu ficar em sintonia, onde fiquei mais relaxado em que suas respostas físicas aconteceram. Quando eu soube que ele estava rindo, depois disso, então ele começou a ter problemas com o pessoal na instalação porque eu reagia naturalmente para suas respostas físicas. “O que está ocorrendo entre vocês dois” E assim eu sorria ou qualquer outra coisa para ele, e eles diriam, nós o ouvimos no rádio. 

K:. Uh huh 

D: Às vezes eu iria para fora e para fora e mentiria para eles e dizia: “Nada.” Porque eu estava com medo. Eu tinha … Eu fiz … Eu tinha um medo de perder a amizade dele também, porque eu queria saber mais sobre ele. E assim eu estava disposto … e estas são as mesmas pessoas que, você sabe, irá apontar a arma para mim, e com muito pouco escrúpulo contra ele. Eu estava disposto a ser amigável, também, porque ele era um prisioneiro lá como eu estava me sentindo, também, um cativo dentro do Majestic, porque eu tinha sido levado em um programa para o qual eu não fazia idéia de que eu estava sendo trazido. Então, eu me senti meio rebelde contra eles também. 

K: Uh huh. Então você tinha uma camaradagem com ele nesse sentido. 

D: É.Nós dois éramos prisioneiros em nosso próprio direito. 

K: Você acha que ele teria capacidade de proteger você? 

D: Não. Eu. .. na verdade, foi … se alguma coisa ocorresse, seria o contrário. 

K : Uh huh.

D: Eu estava cobrindo para ele um monte da sua raiva. Ele tinha raiva nele também, e dor. E a raiva, como resultado da dor a partir das amostras sendo removidas para análise. Eu estava cobrindo para que ele não demonstrasse sua raiva, porque então teria seguido um protocolo de condicionamento operante que haviam estabelecido, em conjunto, contra ele, para puni-lo. Então, eu estava realmente protegendo-o. 

K: Então, mas ele … 

D: Ele é um ser humano, por amor de Cristo. Quero dizer, você ficar preso muitas vezes espetado com uma agulha, você tem que ficar perturbado. E quando você está sendo tratado como lixo … um prisioneiro é um prisioneiro. 

K: De que forma ele foi tratado como lixo, como você diz? 

D: Se ele não responder, pois disse a ele , eles iriam abrir uma válvula de repressão e mudar a pressurização na esfera limpa, fazendo com que ele moderadamente entumecesse, provocando uma mudança de pressão em sua pele, porque ele era de menor densidade, sua densidade física, como em peso e por volume, menor densidade. A razão pela qual eu estou esclarecendo isso que é que eu já ouvi um monte de comentários new-age sobre quarta densidade. Eu não sei tudo sobre isso. Como em peso por tipo de volume e densidade, ele era menos denso, fisicamente, do que nós. Sua estrutura óssea era menos densa do que a nossa. Então, quando acionassem a válvula de repressão, ou eles iriam intumecer ele, e lhe causariam muita dor. E eu estava gritando “Não!” E eu acho que, você sabe, que o tempo que ele ficou em cima de mim, eu acho que eles pensaram que era o melhor dele no momento, porque ele estava claramente me arrastando naquele momento. Então, se eles tivessem disparado a pressurização, nesse ponto, eu teria sentido a dor que ele estava sentindo. E isso poderia ter me matado, eu não sei. 

K: Certo, porque você desenvolveu um … pelo que eu entendo, você desenvolveu … como o filme ET, você desenvolveu a capacidade de realmente sentir a dor dele. 

D : Bem, não era mesmo assim… não foi sendo desenvolvido. Foi imediato. 

K: Ah, foi imediata. 

D: A única coisa que foi desenvolvida …. e eu não tenho certeza. Ele pode ter sido realmente uma espécie de conexão neurológica. Eu não estou certo disso. Mas a coisa que foi desenvolvida foi a incapacidade de desconectar, de romper com ele. 

serpo-zetaK: Mesmo quando você deixou a esfera limpa? Em outras palavras, independentemente de onde você estava? 

D: [acenando sim] Dentro, ah, um determinado intervalo de espaço. Dentro de, você sabe, uma faixa de distância de 15 metros dele. 

K: Por exemplo, como agora

D: Eu estava … eu poderia … 

K: Agora, você poderia … 

D: Não, não, não, não . 

K. .. sentir a sua dor?

D: Não. 

K: Se ele quisesse que você sentisse, você poderia? 

D: Não, eu não acredito que possa. Eu não acredito que eles são, ah … capazes. Quero dizer, você sabe, nós estamos falando … agora estamos falando de diferença de tempo … 

K:. Uh huh 

D: … a sua falta de existência física em nossa realidade. E mesmo que nós estamos falando há diferença de tempo, estamos falando de uma distância linear de quão longe entre aqui e Zeta Reticuli. Meu Deus. Não. 

K: Ele está de volta ao seu sistema solar binário de Zeta Reticuli agora? 

D: É. Tanto quanto eu estou ciente. 

K:. Wow 

D:. tanto quanto eu estou ciente

K:. OK 

D: Tanto quanto eu estou ciente de onde de que ele voltou para casa. Essa é a melhor informação que eu tenho. E, francamente, a partir do momento que … quando isso aconteceu, em 2003, eles não queriam nem discutir o assunto comigo, porque é um verdadeiro ponto dolorido. Eu fiz o que não devia fazer. 

K: Oh … você o empurrou através de um buraco de tempo … 

D: Eu o empurrei para … 

K: … um buraco (portal) estelar. 

D: … um das unidades de Stargate, sim, para a correção cinzenta entre os postes. . Sim. 

K: E esse foi o fim … o fim de seu relacionamento com ele? 

D: Esse foi o fim. Essa foi a última vez que o vi. 

K: Eu quero dizer, é que … 

D:. Era o fim de seu relacionamento também, e é por isso que eles estão tão chateados

K: Por que você estava motivado para empurrá-lo para … 

D: Ele me pediu. Ele me disse que queria ir para casa. Ele queria ver o filho. Então eu fiz. 

K: Então ele era um prisioneiro, mas em algum momento você estava em uma posição … Eu estou pensando que isto estava acontecendo no Egito. 

D: Foi. 

K: De alguma forma vocês foram, foram levados para o Egito? 

D: Sim, eu estava voando lá. 

K: E ele também.

D: Sim, mas ao longo de um transporte diferente. Ele tinha … ele já estava presente no momento da minha chegada. Houve um protocolo de comunicação acontecendo. Ele estava se comunicando com algo. Nunca foi realmente me dito. Tudo o que foi dito foi que havia um problema com a sua comunicação e eles queriam que eu fosse para lá para levá-lo a relaxar ou o que fosse, para facilitar a discussão. E assim eles me queriam basicamente lá como theatri idola, como um ídolo do teatro. Eles queriam me apresentar. Eles me queriam lá, como um ardil de relacionamento com ele. 

zetareticuli1e2-solarsitema

Sistema estelar binário de Zeta Reticuli 1 e 2, onde orbita o planeta SERPO, a origem do alien J-Rod

K: E você teve … 

D: E na tentativa de conexão havia ardil. E isso é algo que eles mal interpretaram, eu acho que, ao longo destes anos, que eu tenho mais do que um parentesco com ele. E para mim, embora ele fosse (um alien), ele era off-set, embora ele parecesse muito diferente, que ele não pertencia à Terra, ele ainda era um ser humano, e qualquer ser humano é um ser humano para mim. Então eu tive um … Eu tinha uma verdadeira amizade com ele. Houve verdadeira afeição lá entre nós dois, porque ele estava me mostrando as coisas de sua infância e eu estava mostrando a ele as coisas da minha e fomos gostando da experiência de  um com o outro… uma espécie de amizade. Foi uma verdadeira amizade e eu realmente não acho que Majestic-12 sempre considerou dessa maneira. Eles se sentem tão superiores, ou que somos superiores a eles. E talvez seja uma reação. Eu não sei, talvez eu esteja racionalizando, que é uma reação às P-45s sensação de que somos inferiores … sentimento de nós sermos os chamados “malandros. Talvez seja uma espécie de grade contra isso ou uma reação contra isso, que eles desenvolveram essa atitude. Eu não sei, mas eu sei que eu não era superior a ele e ele não era superior a mim … ele era muito mais brilhante, mas nós ainda somos apenas seres humanos. E só porque alguém é mais brilhante do que outra pessoa, isso não significa que eles são de qualidade superior. 

K: Então, dentro .. Eu só estou tentando descobrir por que foi no Egito … ele estava lá e, obviamente, fazendo alguns trabalhos com eles. 

D: Ele estava lá como parte de um programa de comunicação que eles tinham em curso após o nosso programa … bem, muito depois do nosso programa, quase uma década, depois de … 

K: Quase dez anos depois 

D: Bem , quero dizer, você sabe, ele tinha terminado em 96 e tivemos mais alguns briefings em 97, mas que era sobre o programa. 

K: Então você está dizendo que você … isso aconteceu recentemente, que voce o empurrou para o stargate? 

D: Foi o que aconteceu no final de 2003 e … você sabe, eu poderia dizer a partir do relacionamento com ele que ele estava sendo honesto comigo. Agora, mais uma vez, houve aqueles que têm me criticado e dito: “Bem, veja, esse cara tem 52 mil anos ao longo de uma linha evolutiva”, o que não significa necessariamente torná-lo mais inteligente, mas certamente não é melhor se você olhar para o … a sua patologia, mas … que ele tinha capacidades, se ele era um ser humano, para fugir. Hum? Sim. E nós falamos um com o outro sobre a mentira e Majestic-12 nunca soube disso. Mas ele me disse sobre as coisas que estaria acontecendo no futuro, inconseqüentes, geralmente coisas inconsequentes.  E então havia algumas coisas muito importantes. Mas algumas coisas geralmente inconsequentes que aconteceram logo depois, o que me disseram, não só era do futuro, mas ele teve acesso ao material futuro, porque ninguém poderia ter previsto nossas conversas. Mas que ele estava sendo honesto comigo também. Eu podia sentir seu coração. E isso é tudo o que podemos realmente fazer. Você sabe, eles … eles transformaram-no em uma brincadeira em Coast to Coast : “O Coast to Coast AM Challenge com Bill Burns e George Noory. Você até a placa e vai fazer este exame do polígrafo? “Agora … porque polígrafo não funciona. Se um polígrafo funcionasse, não precisaríamos de júris. Nós julgamos outras pessoas, outros seres humanos, por sua honestidade, por dados empíricos e evidências, mas pelo seu espírito também. E … o espírito que foi como eu o julguei foi o que eu estava sentindo dele, do seu coração, de sua mente. E eu o julguei por sua relação com uma criança, pela forma como ele considerava sua mãe, por todas estas coisas que nós escolhemos considerar, na família humana, para tomar decisões sobre o outro. As mesmas coisas … Quero dizer, essas coisas comuns ainda estavam presentes. 

K: Então … 

D: Havia muito, você sabe, muitos aspectos incomuns para sua sociedade para a negação de emoção, e a negação de nomes de pessoas fora na sociedade. Ele ainda estava sendo realizado dentro das famílias. Havia um tema comum à família humana, que ainda era existente em seu tempo. E … eu usei isso como parte do meu discernimento prudente dele – ou Deus, espero que tenha sido – que ele era um bom ser humano. 

zetareticuli1e2-marjoriefishmap

K:. Assim, você ajudou-o a atravessar o portal estelar 

D: Eu o empurrei num transporte definido no tipo de carrinho Segway. Ele, parecia campânula, quase, por cima do carrinho tipo Segway onde você poderia … você sabe, era quase … quase na altura da cintura, onde a bar ra estava. Bem, você poderia empurrá-lo em qualquer direção, e me tomou muito pouco esforço para movê-lo. Ah … e ele me pediu para ir para casa. 

K: Então você o empurrou e levou … 

D: eu fiz. 

K: … e o que aconteceu com você quando você o empurrou nesse tipo de carrinho de transporte? 

D: Eu empurrei para a frente, em seguida, o próximo sentimento foi uma sensação de dormência. [Risos] Eu. .. Por um breve momento eu pensei que tinha realmente feito uma grande asneira e talvez a mim mesmo ou porque eu literalmente senti dormencia por todo o corpo. Então eu me lembro um flash de cor cinza. E então eu estava sentado, tossindo, em um bloco de cerca de 20, 30 metros de distância, talvez. E eu tinha pessoas correndo até mim, ainda dramaticamente realmente apontando uma arma de fogo automática para mim, gritando para mim. E eu estava preso, trancado no bloco e retido e me disseram, você sabe, “Você está preso.” E, quero dizer, eu tinha cometido uma grave violação dos protocolos. E eu estava sendo ameaçado com armas apontadas para minha cabeça e coisas assim. 

K: Então, como foi … 

D: “O que ele disse para você?” E, você sabe. Ou: “Você é um espião?” E, você sabe … Eles estavam agindo como paranóicos. Não. Eu não era um espião. Eu só o empurrei para o portal e ele foi bye-bye, embora. E isso é essencialmente o que aconteceu. 

K: Como você … como o pessoal do Majestic-12 reagir depois disso, com você? 

D: Muito irritados, muito irritados, incluindo as pessoas com as quais eu era mais próximo … salvar o presente. . Muito irritados vindo em minha direção 

K: E como é que eles agiram … Como o pessoal do Majestic-12 agiu quando estavam com raiva? Quer dizer, eu acho que isso volta a …. não …  você foi torturado? Quero dizer, foi isso? 

D: Eu não … eu não vou chamar de tortura além do fato de que eu fui falsamente preso. Isso é tortura mental. Eu fiquei por períodos durante de tempo colocado retido no nível em S-4 na ÁREA-51, no nível 3, e basicamente eles me disseram: “Aqui é onde você ficara agora.” 

K: Nível três significando … 

D: Na S-4. 

K: foi em uma cela? 

D: Ah, não. Fiquei num dos quartos, um dos mais, as pequenos suites, se você ver, que foram originalmente colocadas lá. Há 12 delas, neste nível 3. Há três grupos de quatro. E fui colocado na unidade um, mais para a esquerda. E foi essencialmente … Quer dizer, é, você sabe, continha todas as comodidades. Eu poderia pedir comida. Tem tudo o que eu queria só que eu não podia sair. Não havia liberdade. Eu considero que a tortura. Os … os outros itens são atos de crueldade. E atos de crueldade de Majestic-12 pode variar de tudo, de crueldade psicológica – ser rude com você, de ser ameaçador, para ser fisicamente prejudicial. E eu fui agredido. Fui esbofeteado. Eu fiquei retido fisicamente, ou seja, algemado e espancado e golpeado. Eu fui colocado sob fortes luzes. 

K: Quem foi que fez isso… 

D: Droga, eu tinha amigos que fizeram isso comigo. Mas eu fui, sabe, colocado sob luzes intensas e … ao ser algemado, como em interrogatório. Foi-me dito para calar minha boca até o ponto onde duas pessoas me agarraram, me empurraram para baixo, para o chão de uma garagem e outra pisou e quebrou minha mão. 

K: Então … e estes eram ” membros do pessoal do “Majestic-12  que realizaram estes atos… 

D:. Sim. 

K: … os ataques a voce? Em outras palavras, eles não contrataram alguém? 

D: Sim … não os números J. Nem os números J. Estes eram agentes. 

K:. Operativos 

D: Como o pessoal de segurança. É. 

K: Entendo. Portanto, não o de 1 a 12, mas as pessoas que trabalham para eles. 

D: Ah, não, nenhum deles colocou uma mão em mim, nunca. Muito carinho, se alguma coisa, fora deles … 

K: Mas eles estavam sob as ordens … 

D: … como se poderia mostrar muito carinho para um animal de estimação. 

contagem-regressiva-azulK: Estes … OK [risos] Então você estava sendo tratado como um animal de estimação por alguns deles … 

D: Bem, eu não estou dizendo isso … 

K: … mas você também foi maltratados sob  suas ordens? 

D: Eu não estou dizendo que eu era visto como um animal de estimação. Eu estou dizendo que eu não sei o que é … o que eles estão realmente levando em seus corações, em suas mentes, e por isso existe a possibilidade de que o afeto pode ser concedido quer honestamente ou dissimuladamente. Ele pode ser concedido … ah … a uma pessoa para outra no mesmo nível, ou como um ato de condescendência. 

Continua …


Muito mais informações em:

  1. http://thoth3126.com.br/o-governo-oculto-secreto-nos-eua/
  2. http://thoth3126.com.br/grupo-bilderberg-misterios-e-controle-alienigena/
  3. http://thoth3126.com.br/o-governo-oculto-secreto-nos-eua-ii/
  4. http://thoth3126.com.br/category/serpo-zeta-reticuli/
  5. http://thoth3126.com.br/aliens-eles-estao-entre-nos/
  6. http://thoth3126.com.br/henry-deacon-01/
  7. http://thoth3126.com.br/resumo-do-quadro-geral-do-atual-momento-na-terra/
  8. http://thoth3126.com.br/o-maior-dos-segredos/
  9. http://thoth3126.com.br/henry-deacon-segredos-desvelados-3/
  10. http://thoth3126.com.br/area-51-janet-airlines-uma-misteriosa-companhia-aerea-do-governo-americano/
  11. https://thoth3126.com.br/as-motivacoes-dos-ets-tall-whites-brancos-altos-e-seu-significado/
  12. https://thoth3126.com.br/dark-fleet-a-frota-negra-aliada-dos-reptilianos-da-draco-alliance/
  13. https://thoth3126.com.br/base-subterranea-1-extraterrestre-humana-na-antartica-revelada/
  14. https://thoth3126.com.br/a-historia-do-acordo-nazista-com-aliens-reptilianos/
  15. https://thoth3126.com.br/web-cosmica-e-portais-stargates/
  16. https://thoth3126.com.br/gigantes-adormecidos-despertando/
  17. https://thoth3126.com.br/portais-estelares-de-navegacao-temporal-viagem-no-tempo/
  18. https://thoth3126.com.br/portais-espaco-temporais-terra-realidade-paralela/
  19. https://thoth3126.com.br/historia-secreta-da-antartida-aliens-criaram-a-elite-governante-da-terra/
  20. https://thoth3126.com.br/anjos-caidos-livro-de-enoch-presos-na-antartica/
  21. https://thoth3126.com.br/refugiados-de-marte-migraram-para-antartica-ha-mais-de-um-milhao-de-anos/
  22. https://thoth3126.com.br/insider-revela-existencia-de-bases-humanas-e-que-o-ar-e-respiravel-em-marte/
  23. https://thoth3126.com.br/os-eua-estao-usando-bombas-moab-contra-nephilim-gigantes-no-afeganistao/

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

thoth(172x226)www.thoth3126.com.br

2 Responses to Dan Burisch: UFOs, Área-51, Majestic-12, Aliens Greys – Parte 2

  1. José Antônio

    É muito confuso esses relatos de Dan Burish. Difere bem do outro insider Corey Goode, bem mais claro e detalhado. Talvez porque Dan tenta relembrar suas vivencias com os ETs em seus estados alterados de consciência. Vale como relato pessoal de seu envolvimento com o alien J-Rod.

  2. Valéria Maria Zanelo

    Também achei muito confuso, dramático, esquisito, mas quem sou eu pra julgar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *