browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Deutsche Bank inicia processo de demissão de 18 mil empregados. 

Posted by on 19/07/2019

O abate de 18 mil empregos no Deutsche Bank começou apenas algumas horas depois que o banco divulgou sua revisão estratégica mais radical em duas décadas, com equipes inteiras de traders de ações na Europa, EUA e Ásia sendo demitidas na manhã de segunda-feira 08 de julho. Um funcionário do Deutsche Bank em Londres disse: “Isso é realmente triste o que está acontecendo agora no banco, mas acho que do ponto de vista da alta gerência é o que era necessário ser feito.” 

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Deutsche Bank inicia processo de demissão de 18 mil empregados. Maior banco alemão inicia sua “revisão estratégica” mais radical nas últimas duas décadas

Fonte:  https://www.ft.com/

Por Olaf Storbeck em Frankfurt, Stephen Morris em Londres, Leo Lewis em Tóquio e Stefania Palma em Cingapura

Com base numa tentativa de 20 anos de entrar nas fileiras de Wall Street, o executivo-chefe da companhia ,  Christian Sewing, divulgou no domingo planos de fechar os negócios de negociação de ações do Deutsche e encolher suas operações de títulos e taxas de forma significativa.

Um homem deixa os escritórios do Deutsche Bank em Londres, carregando itens pessoais © Charlie Bibby / FT

As ações do Deutsche Bank caíram 4,5% a 6,85 euros na segunda-feira. Sewing disse a jornalistas em uma ligação na manhã de segunda-feira que os cortes de empregos “têm sido a parte mais difícil e dolorosa de nossas decisões”, já que “as pessoas e seus destinos são muito importantes para nós”, acrescentando que o banco precisa ser honesto. em si e “dizer onde estamos fortes e onde não estamos”.

Um funcionário do Deutsche Bank em Londres disse: “Isso é realmente triste o que está acontecendo agora no banco, mas acho que do ponto de vista da alta gerência é o que era necessário ser feito.”  Os funcionários que perderam seus empregos em Londres receberam avisos de “risco de notificação”, e receberam uma sessão de consulta com os recursos humanos e depois tiveram o dia de folga, de acordo com uma pessoa familiarizada com o assunto.

Um bancário, que disse ser o gerente do departamento de ações do Deutsche em Londres, disse que foi chamado para uma sala de reunião, demitido e enviado para limpar sua mesa e sair. “É muito estranho porque as coisas em que eu estava trabalhando ainda impactam o portfólio, então não sei o que vão fazer com ele (o portfólio)”, acrescentou ele ao deixar a sede do Deutsche Bank no Reino Unido carregando uma caixa com objetos pessoais.

Oito horas após a publicação do registro regulatório na Alemanha, os gerentes seniores de Tóquio começaram a informar à equipe em uma breve reunião que a operação de negociação de ações na Ásia seria fechada. A equipe de recursos humanos do banco iniciou sessões de grupo com funcionários afetados imediatamente depois.

O Deutsche Bank não divulgou uma divisão regional dos cortes de empregos. Mas, à medida que as operações de trading do banco de investimento foram mais duramente atingidas, os escritórios do credor em Londres e Nova York sofrerão o impacto. Quando perguntado sobre a atmosfera no escritório na manhã de segunda-feira, um funcionário de Cingapura cuja equipe não foi atingida pelos cortes disse:

“O clima está sempre deprimido no Deutsche. As pessoas sabem que o banco não está indo bem. . . Não é como numa festa”. 

Os cortes no banco de investimento do Deutsche Bank são uma das mais drásticas perdas de empregos numa única instituição desde que cerca de 26.000 funcionários se viram sem trabalho quando o Lehman Brothers {fundado em 1850 por Henry Lehman e seus irmãos Emanuel e Mayer, que quebrou em 15 de setembro de 2008, quando a empresa pediu falência, já que vinha tendo prejuízos causados pela crise dos subprimes nos Estados Unidos. A solicitação marcou a maior falência da história americana} que faliu em setembro de 2008 por conta da crise no mercado imobiliário. O poderoso sindicato de serviços Verdi da Alemanha, que tem vários representantes no conselho de supervisão do Deutsche Bank, saudou os cortes no banco de investimentos, argumentando que estabilizará o banco e os empregos alemães, onde 41.600 de seus 91.500 funcionários globais trabalham. 

Dois funcionários deixam escritórios do Deutsche Bank em Londres © Reuters

As leis trabalhistas são rígidas no mercado doméstico do Deutsche Bank, e os sindicatos são poderosos. O Deutsche comprometeu-se a não demitir empregados bancários alemães contra a sua vontade até meados de 2021. Desde o final de 2017, a empresa cortou cerca de 2.000 empregos por ano usando atrito natural e demissões voluntárias. “Por enquanto, não podemos atribuir um número às conseqüências para as unidades de infra-estrutura baseadas na Alemanha”, disse o chefe da Verdi e membro do conselho de supervisão do Deutsche, Frank Bsirske.

Ele acrescentou que o sindicato espera que o Deutsche continue a se abster de demissões forçados na Alemanha. A nova estratégia sinaliza uma retirada das ambições globais do Deutsche e seu objetivo de ser o principal rival da Europa para o Goldman Sachs {The Goldman Sachs Group, Inc., com sede em N. York, fundado pelos judeus khazares Marcus Goldman e Samuel Sachs, hoje o maior banco de investimentos do planeta} .

Um ano antes do aniversário de 150 anos do Deutsche Bank {o banco foi fundado em 22 de janeiro de 1870, em Berlim}, o Sr. Sewing está reorientando o banco em suas fundações históricas – financiando clientes corporativos alemães e europeus e bancos de varejo domésticos. “As medidas anunciadas são uma dieta radical”, disse Alexandra Annecke, gerente de fundos da terceira maior gestora de recursos da Alemanha, a Union Investment, acrescentando que as medidas eram necessárias e estavam atrasadas. 

Sem nomear nenhum indivíduo, o Sr. Sewing criticou duramente seus antecessores no topo do Deutsche Bank durante uma entrevista com jornalistas. Ele os acusou de criar uma “cultura de alocação de capital precária” e perseguir ganhos em prol da receita segura.  O Sr. Sewing prometeu que isso terminaria com a nova estratégia, já que o banco “só operará onde formos competitivos”.

Ficheiro:Deutsche-Bank-Frankfurt-am-Main.jpg

A imponente sede do Deutsche Bank em Frankfurt, na Alemanha

Ele também disse aos analistas que investirá uma “quantia substancial” de seu salário fixo n aquisição de ações do Deutsche Bank. Detalhes sobre esse movimento serão anunciados em 24 de julho com a publicação dos resultados do segundo trimestre. O Deutsche criará um novo banco ruim – chamado de “unidade de liberação de capital” – que compreende € 74 bilhões {valor real de mercado} de ativos ponderados pelo risco, equivalente a € 288 bilhões de exposição de alavancagem {valor de face dos títulos} no balanço patrimonial.

O credor espera financiar os custos de reestruturação de € 7,4 bilhões sem um aumento de capital, ajudado pela redução dos níveis mínimos de capital e pela suspensão do pagamento de dividendos por dois anos.  A empresa também espera que a venda de ativos permita devolver € 5 bilhões de euros aos acionistas por meio de dividendos especiais ou recompras de ações a partir de 2022. “Isso ainda pode ser otimista”, afirmaram analistas do Citi em nota para clientes, acrescentando que a probabilidade de dividendos ou recompras depois de 2022 foi “muito magra”. Kian Abouhossein, analista do JP-Morgan, disse que o plano de Sewing era “ousado e confiável”, acrescentando que a questão-chave agora era: “Eles podem executar?” 

Additional reporting by Anna Gross and Salome Pkhaladze in London


A Matrix (o SISTEMA de CONTROLE MENTAL): “A Matrix é um sistema de controle, NEO. Esse sistema é o nosso inimigo. Mas quando você está dentro dele, olha em volta, e o que você vê? Empresários, professores, advogados, políticos, carpinteiros, sacerdotes, homens e mulheres… As mesmas mentes das pessoas que estamos tentando despertar. 

Mas até que nós consigamos despertá-los, essas pessoas ainda serão parte desse sistema de controle e isso as transformam em nossos inimigos. Você precisa entender, a maioria dessas pessoas não está preparada para ser desconectada da Matrix de Controle Mental. E muitos deles estão tão habituados, tão profunda e desesperadamente dependentes do sistema, que eles vão lutar contra você para proteger o próprio sistema de controle que aprisiona suas mentes …”


Muito mais informações, leitura adicional:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

2 Responses to Deutsche Bank inicia processo de demissão de 18 mil empregados. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.