browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Dinamarca desenvolvendo ‘Passaporte digital COVID-19’ para vacinados

Posted by on 13/01/2021

A Dinamarca é o último país a anunciar que está lançando um ‘Passaporte Digital Covid-19’, para permitir que aqueles que tomaram a vacina se movam na sociedade sem quaisquer restrições:  A Reuters observa que o passaporte de imunidade está sendo desenvolvido pelo governo dinamarquês. A Organização Mundial de Saúde disse no ano passado que estava trabalhando em um certificado de vacinação eletrônica, um “cartão amarelo inteligente” ou versão digital dos livretos de vacina amarela usados ​​em muitos países.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

A Dinamarca é o último país a anunciar que está lançando um ‘Passaporte Digital Covid-19’, para permitir que aqueles que tomaram a vacina se envolvam na sociedade sem quaisquer restrições.

Fonte:  Summit News

“Espera-se que possa haver exigências de outros países para apresentar a documentação da vacina no momento da entrada em fronteiras. Um passaporte de vacina dinamarquês pode ser usado aqui ”, disse o Ministério da Saúde dinamarquês em um comunicado na sexta-feira.

Relatórios adicionais indicam que o documento de certificação de imunidade ‘Passaporte Digital Covid-19’ será emitido por meio do Portal eHealth dinamarquês, com um login emitido pelo governo, e será um documento de ‘impressão automática’. Um exemplo do documento foi fornecido à mídia dinamarquesa:

Michael Svane, diretor da indústria da Federação Dinamarquesa de Transporte, comentou que a mudança é um ‘passo no caminho para uma sociedade “mais aberta”‘. “Um passaporte de vacinação é a maneira de colocarmos as restrições para trás e viajar muito mais de avião”, afirmou Svane.

Svane também observou que espera que soluções internacionais sejam desenvolvidas para garantir que o passaporte da vacina seja aprovado globalmente. O movimento em direção a um passaporte de vacina também foi elogiado por Esben Marcher, chefe do secretariado do Dansk Live, um dos maiores organizadores de eventos do país.

Marcher observou “Acho que muitos festivais o usarão, porque pode ajudar a garantir que não haja surtos de infecção durante a implementação”.

O sistema seria semelhante em natureza àquele que está sendo considerado pela Ticketmaster, que foi revelado que está considerando fazer os clientes provarem que receberam a vacina ou um teste de coronavírus negativo antes de permitir a compra de ingressos.

Posteriormente, a Ticketmaster  esclareceu  que a decisão final sobre tais medidas caberia aos organizadores do evento, mas que eles ainda estavam refletindo sobre a implementação do sistema.

O espectro dos chamados ‘passaportes de imunidade’ está se propagando globalmente.  Recentemente,  o governo de Ontário, Canadá, admitiu  que está explorando ‘passaportes de imunidade’ em conjunto com restrições a viagens e acesso a locais sociais para os não vacinados.

No mês passado,  Israel anunciou  que os cidadãos que tomarem a vacina COVID-19 receberão ‘passaportes verdes’, que os permitirão ir aos locais de encontro e comer em restaurantes.

O governo britânico contratou duas empresas para desenvolver ‘passaportes de liberdade’ do COIVD, que seriam usados ​​para separar a sociedade entre aqueles que foram testados ou vacinados contra o COVID e aqueles que não o fizeram.

Nós relatamos anteriormente , em novembro, sobre os planos ativos do governo para desenvolver um sistema de código QR para usar como um ‘passaporte de imunidade’.

O relatório, proveniente de  fontes próximas ao governo , observou que “aqueles que se recusarem a receber o jab Covid-19 provavelmente terão sua entrada negada nos locais, como parte das mesmas propostas”.

Outros relatórios sugeriram  que um aplicativo já usado com destaque no Reino Unido por pessoas para agendar consultas médicas e hospitalares poderia implementar uma seção de status de vacinação que mostrará se uma pessoa tomou a vacina contra o coronavírus ou não, e que as empresas podem usá-lo para recusar a entrada para aqueles que não têm.

Uma  litania  de  outras  figuras de governo  e da  indústria de viagens  nos Estados Unidos, na Grã  Bretanha  e em outros lugares  sugeriram que os ‘passaportes COVID’ estão chegando para  ‘a vida voltar ao normal‘.

Sam Grant, gerente de campanha do grupo de defesa das liberdades civis  Liberty, advertiu que “qualquer forma de passaporte de imunidade corre o risco de criar um sistema de dois níveis de cidadãos em que alguns de nós têm acesso à liberdade e suporte, enquanto outros são excluídos do sistema”.

“Esses sistemas podem resultar em pessoas que não têm imunidade [não aceitarem a VACINA] sendo potencialmente bloqueadas de acesso aos serviços públicos essenciais, trabalho, transporte ou moradia – com os mais marginalizados entre nós sendo os mais atingidos”, advertiu Grant.

“Isso tem implicações muito mais amplas também porque qualquer forma de passaporte de imunidade pode abrir caminho para um sistema de identidade completo – uma ideia que tem sido repetidamente rejeitada como incompatível com a construção de uma sociedade que respeite os direitos individuais e a liberdade de seus cidadãos”, disse Grant.


Questione tudo, nunca aceite nada como verdade sem a sua própria análise, chegue às suas próprias conclusões


“Parece duvidoso se, de fato, a política de “Botas no rosto” pode continuar indefinidamente.  Minha própria convicção é que a oligarquia governante encontrará maneiras menos árduas e perdulárias de governar e de satisfazer sua ânsia de poder, e essas formas serão semelhantes às que descrevi em Admirável Mundo Novo [uma verdadeira profecia publicada em 1932]Na próxima geração, acredito que os governantes do mundo descobrirão que o condicionamento INFANTIL e a narco-hipnose são mais eficientes, como instrumentos de governo, do que e prisões e campos de concentração, e que o desejo de poder pode ser completamente satisfeito sugerindo às pessoas que amem sua servidão ao invés de açoita-los e chutando-os até à obediência. ”  Carta de Aldous Huxley  EM 1949 para George Orwell autor do livro “1984” 


Mais informação adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.