browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Dispositivo secreto para ver o passado/futuro, em local específico, dos militares dos EUA

Posted by on 07/08/2020

Tecnologia avançada via “quantum entanglement-entrelaçamento quântico“: O fundador do Centre for the Study of  Intelligence [Centro para o Estudo da Inteligência Extra-Terrestre], Steven Greer, descreveu um mecanismo estranho que teria sido desenvolvido no laboratório de armas secretas dos EUA em White Oaks, em Maryland. Durante sua pesquisa, ele descreveu como um conselheiro militar da Marinha dos EUA o confidenciou sobre um dispositivo que poderia extrair informações [através do espaço e do tempo] em um local específico de “um século atrás, mil anos atrás, ou um milhão de anos atrás”. 

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

O dispositivo secreto para ver o passado, em um local específico, dos militares dos EUA

Fonte:  Express.co.UK

Por BRIAN MCGLEENON – Sentenças entre [ ] são de Thoth.

Um dispositivo militar secreto dos EUA, criado na década de 1970, foi capaz de observar o que aconteceu a qualquer momento no passado, em um local específico, afirma um grande ufologista americano que informou os presidentes dos EUA sobre o fenômeno ET.

Falando ao Express.co.uk, o Dr. Greer disse: “Um dos meus informante e insider dos militares estava trabalhando com a inteligência naval. Antigamente havia instalações navais em White Oaks, nos arredores de Washington DC”.

Um dispositivo de viagem no tempo dos EUA desenvolvido na década de 1970

Militares dos EUA teriam desenvolvido secretamente um dispositivo de viagem no tempo durante a década de 1970 (Imagem: GETTY

“A instalação desenvolveu um dispositivo eletrônico que podia extrair de qualquer ponto do espaço algo que havia acontecido no passado de um determinado local. Eles chamavam de ruído branco do espaço-tempo”O pesquisador de OVNIs e vida extraterrestre explicou que esse projeto de viagem no tempo foi desenvolvido durante a década de 1970.

Greer o descreveu como um sistema eletrônico “que permite ver o que aconteceu há um determinado momento no espaço em que você esteve sentado naquele momento”. Ele acrescentou: “Você também pode extrair as informações sobre o que aconteceu há um século, ou mil anos atrás, ou um milhão de anos atrás”.

O doutor Greer, que é um dos principais pesquisadores mundiais sobre extraterrestres, e um fervoroso defensor da liberação dos segredos de governos sobre o assunto [Disclosure Project] disse que havia entrevistado muitos insiders “denunciantes” sobre tecnologias avançadas que pareciam funcionar via “quantum entanglement-entrelaçamento quântico“.

Encontros próximos com outros terrestres

Encontros próximos com outros terrestres de outros espaços temporais (Imagem: GETTY)

O entrelaçamento quântico descreve como duas partículas atômicas que estão separadas por grandes distâncias no espaço ou no tempo podem ser conectadas e como seus movimentos misteriosamente se correlacionam. Ele disse: “Eu informei ex-ministros da defesa sobre esses projetos. Existem projetos altamente compartimentados que não foram revelados nem aos membros do governo do Reino Unido”.

O pesquisador de OVNIs sugeriu que a máquina explorasse “o que os místicos [da antiga Índia] costumavam chamar de registro Akashico”O registro Akashico é descrito como o “local” de armazenamento de todos os eventos, pensamentos, palavras, emoções e intenções humanas que já ocorreram no passado, presente ou futuro de todas as esferas planetárias existentes no Cosmos.

Até o momento, não há “evidências científicas” para a existência do registro Akashico. O doutor Greer descreve que o registro Akashtico armazena tudo o que aconteceu em um espaço/tempo específico. Ele disse:

“Esse registro é armazenado no espaço interdimensional e existem interfaces como a tecnologia desenvolvida em White Oaks, em Maryland, que podem interagir com esse domínio de armazenamento de todas as informações.

“Acontece agora que, na verdade, existem sistemas eletrônicos que podem acessar o registro Akashico, isso significa acessar a história de tudo que já aconteceu em um local preciso [de qualquer planeta]”.

“Um membro da minha equipe estava na base de Maryland na década de 1970 e testou este dispositivo eletrônico que extraía informações de qualquer volume de espaço”.

O doutor Greer é um explorador da ciência do que ele considera “tecnologias da consciência”. Uma nova fronteira de pesquisa e desenvolvimento que combina a metafísica com a mecânica quântica.

Ele o descreve como o desenvolvimento de como “os sistemas eletrônicos estão relacionados com os quanta do pensamento”. Ele faz referência ao projeto Neuralink de Elon Musk como um exemplo disso. A neurotecnologia que a empresa Neuralink está progredindo no desenvolvimento permitirá finalmente um link de banda larga de baixa latência, onde pensamentos serão capazes de controlar dispositivos elétricos.

Mas, com o desenvolvimento da inteligência artificial, há o risco de ocorrer o inverso, onde ao invés dos seres humanos controlarem máquinas, as máquinas começarem a controlar os pensamentos e os próprios seres humanos. O ufólogo norte americano acredita que civilizações avançadas de além de nosso sistema solar estão usando tecnologias de consciência que usam as propriedades da mecânica quântica para viajar através do espaço-tempo e aparecer na Terra.

Um encontro próximo com extraterrestres

Um encontro próximo com abdução pelos extraterrestres (Imagem: GETTY)

Greer cita essas tecnologias como uma das possíveis explicações para avistamentos de OVNIs e outros eventos paranormais, como aparições e contato com seres alienígenas e de outros níveis de densidade/consciência.

Isso pode ser visto no documentário recente sobre seu trabalho chamado “Close Encounters of the Fifth Kind: Contact has Begun” [Encontros próximos do quinto tipo: o contato começou]. O documentário já está disponível na Amazon.

De acordo com John Archibald Wheeler, da Universidade de Princeton, as leis da mecânica quântica afirmam que as partículas atômicas existem em estado de possibilidade constante. Por exemplo, eles podem estar em qualquer lugar, em todo lugar ou lugar nenhum nas dimensões do tempo e do espaço.

O que os ancora numa determinada posição espaço temporal é o pensamento [CONSCIÊNCIA] ativo do observador, como um cientista em um laboratório, buscando resultados em suas pesquisas.

Viagem no espaço/tempo através do entrelaçamento quântico (Imagem: GETTY)

Greer, que informou os presidentes e chefes de estado sobre o fenômeno ET, sugere que as propriedades misteriosas associadas ao mundo quântico podem ser usadas para permitir que seres vivos viajem no tempo e no espaço. O doutor Greer disse que: “A mente humana em si mesma não se limita ao nosso núcleo cerebral, aos corpos, ao espaço e ao tempo”.

“A CIA desenvolveu a Visão Remota [Remote Viewing] na década de 1970, quando os seus oficiais puderam ver e prescrutar partes e instalações da União Soviética remotamente. “Eles usaram o deslocamento da consciência de determinados agentes treinados para isso como uma nave espiã e os resultados foram bastante bem-sucedidos [os soviéticos – os russos – também desenvolveram o mesmo tipo de programa com pessoas que tinham fortes habilidades psíquicas].

“A comunidade de inteligência levou isso muito, muito a sério. “Nem tempo nem o espaço limitam a consciência humana.” O doutor Greer tem um aplicativo chamado “Contato CE5”, que significa ‘Contatos próximos do quinto tipo de contato’. O aplicativo é de interesse para quem deseja explorar a [perigosa] seção transversal entre consciência e tecnologia.


• [Nota do editor]  Tem havido muitos relatos de diferentes fontes de que o governo dos EUA desenvolveu a tecnologia de visualização no tempo / viagem no tempo há décadas [Visão Remota [Remote Viewing].

Em uma entrevista na televisão de 1964, o contatado por ETs George Van Tassell disse que extraterrestres de aparência humana lhe mostraram uma tecnologia que poderia ser usada para ver uma cena de qualquer período histórico, que a Marinha dos EUA possuía. A descrição deste dispositivo que podia ver eventos passados ​​era muito semelhante ao que o lendário denunciante de OVNIs e cientista da Área-51 Bob Lazar revelou em 1989 como o “Project Looking Glass“, um projeto classificado executado pela Marinha dos EUA nas instalações subterrâneas S-4 na Área 51 desde o início dos anos 1960. Lazar afirmou que a tecnologia ‘Looking Glass’ se baseava na distorção do espaço-tempo pela gravidade.

Padre Pellegrino Ernetti

A referência mais antiga da tecnologia do tipo ‘Project Looking Glass’ veio da Itália na década de 1950. Um padre dominicano da igreja católica chamado Padre Pellegrino Ernetti inventou um dispositivo “cronovisor” capaz de espiar o passado modificando eletronicamente as frequências de cânticos dos monges beneditinos. Ernetti alegou ter testemunhado a crucificação de Cristo e outros eventos históricos por esse dispositivo. A tecnologia do cronovisor foi entregue ao Vaticano, que a repassou à CIA, que continuou a desenvolver a tecnologia por meio de orçamentos negros nas décadas de 1960 e 1970.

O denunciante da CIA, Andrew Basiago, confirmou a experiência da CIA com o “cronovisorde Ernetti” . Basiago disse que de 1967 a 1971, quando garoto de seis anos, esteve envolvido no “Projeto Pegasus” quando a CIA e a nefasta agência DARPA refinaram a tecnologia dos cronovisores. Em 1970, Basiago e outras crianças participantes visitavam regularmente várias instalações classificadoras de cronovisores no norte de Nova Jersey, onde podiam acessar eventos passados ​​e futuros da Terra. Basiago corroborou sua afirmação em uma entrevista de 2015 com o apresentador de rádio da C2C Art Bell, quando disse a Bell que se lembrava de ter visto Bell trabalhando em um projeto classificado em uma instalação da ITT em Nutley, Nova Jersey, em 1970. Um Bell atônito admitiu que estava realmente empregado pela ITT em um projeto de comunicação classificado da OTAN na época, que Bell nunca havia revelado publicamente.

Em seu livro de 1992, Montauk Project: Experiments in Time, Preston Nichols descreveu experiências militares bizarras realizadas na Estação Aérea de Montauk, Long Island, NY, de 1971 a 1983. Uma cadeira de controle de navegação de uma embarcação extraterrestre foi montada na instalação. Quando uma pessoa se sentava na “cadeira Montauk“, suas habilidades psíquicas se tornavam tão aprimoradas e expandidas que eram capazes de distorcer o tempo para olhar o passado ou o futuro. Nichols descreveu o que aconteceu quando um sujeito de teste, Duncan Cameron, sentou-se na cadeira de Montauk. Ele foi orientado por seus manipuladores de inteligência militar a se concentrar em uma abertura no tempo. Um ‘buraco’ ou ‘portal do tempo’ apareceria na frente da cadeira, pelo qual uma pessoa poderia atravessar. Parecia um corredor circular com uma luz na outra extremidade. A porta do tempo permaneceria aberta enquanto Duncan (ou quem quer que fosse) se concentrasse em um determinado momento no passado ou no futuro.

La CIA posee la máquina del tiempo de la Ciudad del Vaticano?

Uma imagem real de Jesus Cristo obtida pelo cronovisor do padre Ernetti

Observar antecipadamente eventos e cronogramas futuros incentiva o espectador a mudar as circunstâncias para alterar o cronograma futuro de acordo com a sua agenda. Isso causa fraturas na linha do tempo com a abertura de diversas linhas temporais paralelas de muitos futuros possíveis.  Como resultado, a observação de prazos futuros tornou-se incerta e os grupos de inteligência da CIA / DARPA diminuíram o uso desse tipo de manipulação da linha do tempo [foram forçados a parar por “seres de fora da Terra”].

Em um artigo de 2019 do Dr. Michael Salla, intitulado:Projeto Looking Glass – a Guerra Temporal QAnon e o Deep State” , Salla observou que tanto as facções do estado [Deep State] profundo quanto as da ‘Aliança’ da inteligência militar [QAnon] têm acesso a esse tipo de visualização de tempo e tecnologia de viagem no espaço tempo, para olhar para o futuro e antecipar os movimentos um do outro. O estado profundo usou a tecnologia para antecipar e frustrar as ações da Aliança contra eles, como previsto por QAnon. Mas, como essa é uma tecnologia não confiável devido a cronogramas fraturados, os dois lados se concentraram mais na tecnologia de viagem no tempo. Isso criou uma “guerra temporal”, com as duas facções tentando gerenciar eventos passados de acordo com suas agendas, a fim de influenciar e manipular cronogramas de eventos futuros, de acordo com suas respectivas agendas.


“E vi subir da terra outra besta, e tinha dois chifres semelhantes aos de um cordeiro; e falava como o dragãoE exerce todo o poder da primeira besta na sua presença, e faz que a Terra e os que nela habitam adorem a primeira besta, cuja chaga mortal fora curada. E faz grandes sinais, de maneira que até fogo faz descer do céu à Terra, à vista dos homens. E engana os que habitam na Terra com sinais que lhe foi permitido que fizesse em presença da besta, dizendo aos que habitam na Terra que fizessem uma imagem à besta que recebera a ferida da espada e vivia. E foi-lhe concedido que desse espírito à imagem da besta, para que também a imagem da besta falasse, e fizesse que fossem mortos todos os que não adorassem a imagem da besta. 

E faz que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos, lhes seja posto um sinal na sua mão direita, ou nas suas testas, Para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome. Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento, calcule o número da besta; porque é o número de um homem, e o seu número é seiscentos e sessenta e seis[666]“.  –  Apocalipse 13:11-18


 Mais informações, leitura adicional:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

thoth(172x226)www.thoth3126.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.