browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Eclipse total da lua, ‘Superlua de sangue’ ficará visível neste domingo. Júpiter e Vênus se encontram

Posted by on 20/01/2019

O primeiro eclipse total da Lua de 2019 será também o último visível da Terra até 2021, segundo dados da Nasa, a agência espacial americana. Entre a noite deste domingo, dia 20 de janeiro, e a madrugada de segunda, dia 21, a Lua será encoberta pela sombra da Terra, que estará alinhada entre o astro e o Sol, e o eclipse será visível em todo o Brasil. Na madrugada do dia seguinte um pouco antes do nascer do sol outro espetáculo acontece, a conjunção planetária entre Vênus e Júpiter. Essa raríssima e majestosa conjunção planetária poderá ser visível do final da madrugada até o amanhecer à Leste, sentido onde o Sol nasce… imperdível

Edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Com eclipse total da lua, ‘Superlua de sangue do Lobo’ será totalmente visível em todo o Brasil neste domingo de madrugada

Fonte: https://www.bbc.com/  e  http://www.astrope.com.br/

Durante o fenômeno, os raios de sol não chegam na Lua diretamente, apenas algumas faixas de frequência da luz solar conseguem passar pela atmosfera do nosso planeta e, com a refração, atingir o astro, segundo o Observatório Nacional.

Visibilidade no Mundo do Eclipse Lunar Total de 20 a 21 de janeiro de 2019. Crédito: TimeandDate.

Visibilidade no Mundo do Eclipse Lunar Total de 20 a 21 de janeiro de 2019. Crédito: TimeandDate. (CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR)

Isso faz com que nós possamos vê-lo mesmo quando ele está totalmente mergulhado na sombra da Terra e deixa nosso satélite natural com uma cor avermelhada – o que é popularmente conhecido como “lua de sangue”.

O fenômeno astronômico será ainda mais interessante neste domingo porque vai acontecer bem na época em que a Lua está mais perto da Terra e, por isso, aparenta estar maior no céu – o que é conhecido como “superlua”.

A lua deve assumir uma coloração avermelhada provocada pela dispersão da luz solar refletida pela atmosfera da terra, por isso é chamada de Lua de Sangue.

Como ver o eclipse lunar

Quem quiser observar a ‘”superlua de sangue” só precisa localizar o astro no céu entre 1h34 e 4h51 (horário de Brasília) da madrugada de domingo para segunda, quando o astro estará alinhado com a Terra e o Sol – não é preciso nenhum aparelho especial para ver o eclipse.

No entanto, aparelhos como telescópios e binóculos podem ser usados para observar os detalhes da superfície lunar durante o fenômeno, que deve começar pelo lado esquerdo do observador.

Vale a pena também checar se o céu não estará nublado na sua região do país – o que pode dificultar a observação.  Às 2h41 começa o eclipse total, quando a sombra Terra escurece a superfície visível da Lua como um todo.

A partir de 01h34 ocorrerá o primeiro contato da Lua com a sombra da Terra. A partir de então, é possível que os observadores vejam a sombra avançando sobre a superfície lunar até cobri-la totalmente à 02h41. Nesse momento, a lua deve assumir uma coloração avermelhada provocada pela dispersão da luz solar refletida pela atmosfera da terra. O ponto máximo deve acontecer às 03h12. Às 03h43, a Lua começa a sair da sombra da terra e a partir desse momento a sombra vai recuando na superfície da lua até as 04h50 quando a fase parcial do eclipse se encerra. (todos os horários são de Brasilia). (CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR)

O fenômeno causará um efeito alaranjado sobre o astro, assim como acontece no crepúsculo matutino e vespertino, que estamos acostumados a ver antes de o nascer e após o pôr do Sol.

Outros eclipses vão acontecer nos próximos anos, mas, até 2021, nenhum deles será total, ou seja, apenas parte do astro ficará na sombra (também chamada de umbra). O último eclipse total havia acontecido em julho de 2018, mas não foi totalmente visível no Brasil todo.  [ Super Blood Moon Eclipse Lunar Total: Guia Completo ]

Vênus em conjunção com o planeta Júpiter em 22 e 23 de janeiro de 2019:

Nos finais das madrugadas de 22 e 23 de janeiro de 2019, Vênus estará em conjunção com o planeta Júpiter! Porém, a máxima aproximação aparente entre Vênus e Júpiter acontecerá em 22 de janeiro de 2019.

Vênus em conjunção com Júpiter em 22 e 23 de janeiro de 2019. Crédito: SkySafari Pro 5.
Vênus em conjunção com Júpiter em 22 e 23 de janeiro de 2019. Crédito: SkySafari Pro 5. Clique AQUI para ampliar

Essa será uma raríssima conjunção planetária que envolverá os dois planetas mais brilhantes do céu! Esse fenômeno poderá ser visto no final da madrugada com ambos os planetas razoavelmente altos no céu em relação ao horizonte Leste, sentido onde o Sol nasce. E no final do mês, em 31 de janeiro de 2019, Vênus volta a ficar em conjunção com a fina Lua Minguante. O planeta Júpiter também estará presente nessa magnífica conjunção.


Saiba mais, leitura adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.