browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Emergência nacional no Paquistão por devastadora praga de Gafanhotos

Posted by on 03/02/2020

Um fazendeiro local Theophilus Mwendwa tenta afugentar um enxame de gafanhotos do deserto perto de Enziu, Kitui County, cerca de 200 km a leste da capital Nairobi, QuêniaPaquistão declara emergência nacional após sua pior praga de gafanhotos em 27 anos: Uma enorme praga de gafanhotos está causando grandes estragos no Paquistão, pois enxames “sem precedentes e alarmantes” devastam as lavouras, enquanto vídeos chocantes mostram milhões de insetos varrendo a região vindo desde a Arábia Saudita e o leste da África. O diretor-geral da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura, Qu Dongyu, pediu um financiamento urgente para ajudá-lo a fornecer segurança alimentar para a região. 

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Paquistão declara emergência nacional após sua pior praga de gafanhotos em 27 anos, enquanto vídeo mostra milhões de insetos varrendo uma cidade na Arábia Saudita

Fonte:  https://www.dailymail.co.uk/news/article-7960989/Pakistan-gripped-worst-locust-plague-20-years.html

  • Paquistão declara emergência nacional após país ser atingido por enorme praga de gafanhotos
  • “Estamos enfrentando a pior infestação de gafanhotos em mais de duas décadas”, afirmou o ministro.
  • Os gafanhotos vem como enxames de partes da África Oriental e ameaçam uma crise humanitária

O governo do Paquistão declarou uma emergência nacional nesse fim de semana depois que uma gigantesca infestação de gafanhotos do deserto chegou ao leste do Paquistão. Isso ocorre enquanto as nuvens dos gafanhotos dizimaram as plantações e as pastagens do gado no leste da África, incluindo enxames de gafanhotos em nuvens com cerca de 40 milhas (64 km) de largura. 

Crianças paquistanesas tentam evitar gafanhotos que pululam em Rahimyar Khan, Paquistão

Crianças paquistanesas tentam evitar gafanhotos que pululam em Rahimyar Khan, Paquistão

O enxame de gafanhotos vem causando estragos no leste do Paquistão e destruindo colheitas, incluindo algodão, trigo e milho. “Estamos enfrentando a pior infestação de gafanhotos em mais de duas décadas e decidimos declarar emergência nacional para lidar com essa ameaça”, anunciou o ministro da Informação Firdous Ashiq Awan no sábado. 

A Grande Mesquita de Meca, na Arábia Saudita, o local “mais sagrado” de todo o Islã, enfrentou uma invasão de gafanhotos nesta semana e uma operação foi lançada para erradicar os insetos.

Segundo o Ministro Nacional de Segurança Alimentar Makhdoom Khusro Bakhtiar, os gafanhotos estavam atualmente no deserto do Cholistan, perto da fronteira entre o Paquistão e a Índia. Os gafanhotos chegaram ao Paquistão vindos do Irã em junho. 

“O ataque de gafanhotos é sem precedentes e alarmante”, disse Bakhtiar aos legisladores paquistaneses na sexta-feira. O Paquistão viu pela última vez uma séria infestação de gafanhotos em 1993.  Enquanto isso, enxames de gafanhotos andam pelos céus da Arábia Saudita, com um vídeo circulando on-line mostrando o céu saturado por milhões de insetos. 

Outro mostra uma árvore na Arábia Saudita rastejando com gafanhotos do deserto, que consomem seu próprio peso corporal em comida todos os dias.  

 

A ONU alertou que a praga de gafanhotos nos países da África Oriental, incluindo Etiópia, Quênia e Somália, poderia desencadear uma crise humanitária.  A horda de bilhões de insetos destruiu as plantações e dizimou as terras agrícolas e causou danos em Dijibouti e Eritreia, representando uma ameaça sem precedentes à segurança alimentar de toda a região. 

Enquanto os gafanhotos caem em partes do Quênia no pior surto em 70 anos, pequenos aviões voam baixo sobre as áreas afetadas para pulverizar pesticidas, o que os especialistas chamam de único controle efetivo possível. É a pior devastação por gafanhotos a afetar a Etiópia e a Somália nos últimos 25 anos e pode crescer 500 vezes maior em junho, quando a próxima geração de insetos eclodir. 

Gafanhotos sobrevoam o Estádio Nacional de Críquete, na cidade portuária de Karachi, no Paquistão

Gafanhotos sobrevoam o Estádio Nacional de Críquete, na cidade portuária de Karachi, no Paquistão

O diretor-geral da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura, Qu Dongyu, pediu um financiamento urgente para ajudá-lo a fornecer segurança para a região. Já usou US $ 15,4 milhões dos US $ 76 milhões solicitados para enfrentar a crise emergente nos cinco países. 

A próxima geração de gafanhotos do deserto, dos quais um milhão pode comer comida suficiente para 35.000 pessoas em apenas um dia, deve estar pronta para eclodir e novamente enxamear em abril, o que coincide com a estação de plantio de grãos na região.

Em uma entrevista informal em Roma, Dongyu alertou: ‘Espero que possamos trabalhar duro dia e noite para que as pessoas não percam suas colheitas. O momento e a localização para o combate a praga são cruciais.

Homens correm por um enxame de gafanhotos do deserto para persegui-los no mato perto de Enziu, Kitui County, cerca de 200 km a leste da capital Nairobi

Homens correm através de um enxame de gafanhotos do deserto para persegui-los no mato perto de Enziu, Kitui County, cerca de 200 km a leste da capital Nairobi

A vice-diretora geral de Clima e Recursos Naturais da FAO, Maria Semedo, alertou que os países precisam agir ‘imediatamente’ porque os ‘gafanhotos não esperam’. Eles virão e destruirão TUDO. “Precisamos enfrentar essa emergência, mas precisamos pensar nos meios de subsistência da população afetada e no longo prazo.”

A organização estimou que até 12 milhões de pessoas estão enfrentando uma grave insegurança alimentar aguda e muitas dependem da agricultura de subsistência, que foi completamente dizimada, para sobreviver. Seu serviço de informações sobre gafanhotos descreve a situação atual como “extremamente grave e alarmante” e provavelmente exacerbada por novas infestações.


“E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim.  Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e HAVERÁ FOMES, PESTES e TERREMOTOS, em vários lugares. Mas todas estas coisas são [APENAS] o princípio de dores. Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome. Nesse tempo muitos serão escandalizados, e trair-se-ão uns aos outros, e uns aos outros se odiarão. E surgirão muitos falsos profetas, e enganarão a muitos. E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará. Mas aquele que perseverar até ao fim, esse será salvo”Mateus 24:6-13


Leitura adicional:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

thoth(172x226)www.thoth3126.com

 

2 Responses to Emergência nacional no Paquistão por devastadora praga de Gafanhotos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.