browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Encontro de Eisenhower com seres Extraterrestres: 67 anos do Primeiro Contato? (1)

Posted by on 18/10/2021

Na noite e madrugada de 20 a 21 de fevereiro de 1954, durante suas férias em Palm Springs, na Califórnia, o presidente Dwight Eisenhower desapareceu e supostamente foi levado à base da Força Aérea então chamada de Muroc Army Air Field (atual Edwards Air Force Basepara uma reunião secreta com seres extraterrestres.  Quando ele apareceu na manhã seguinte em um culto na igreja em Los Angeles, os repórteres foram informados de que ele teve que fazer tratamento odontológico de emergência na noite anterior e tinha visitado um dentista local. 

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Encontro de 1954 do presidente Eisenhower com seres extraterrestres: há 67 anos houve o primeiro contato? – PARTE 1

Fonte: http://exopolitics.org/archived/Study-Paper-8.htm

© Michael E. Salla, PhD

O alegado dentista mais tarde apareceu em uma função naquela noite e se apresentou como o “dentista” que havia tratado Eisenhower. A noite e a manhã em que Eisenhower sumiu subseqüentemente alimentaram rumores de que o então presidente dos EUA estava usando a suposta visita do dentista como uma cobertura para participar de um evento secreto e extraordinário. 

O evento é possivelmente o mais significativo que qualquer presidente americano poderia ter realizado até então:  uma suposta reunião de “Primeiro contato com Extraterrestres” na base da Força Aérea Muroc Army Air Field (atual Edwards Air Force Base), e o início de uma série de reuniões com diferentes raças extraterrestres que levaram a confecção de um ‘tratado’ que acabou sendo assinado. Este surpreendente evento do “Primeiro Contato Extraterrestre”, se ocorreu, teve seu 67º aniversário entre os dias 20 e 21 de fevereiro de 2019.

Este artigo explora as evidências de que a reunião do “Primeiro Contato Extraterrestre” ocorreu com seres extraterrestres com uma aparência “nórdica (Tall Whites) e altos” distinta, a probabilidade de um acordo ter sido rejeitado com essa “raça nórdica”, o início de uma série de reuniões que levaram a um tratado vindo a ser assinado com uma diferente raça extraterrestre apelidada de ‘Greys’, e as motivações das diferentes raças extraterrestres envolvidas nestas discussões do tratado. O documento examinará ainda mais por que esses eventos foram mantidos em segredo por tanto tempo, o significado do próximo 66º aniversário do encontro de Eisenhower com extraterrestres e se um anúncio de divulgação oficial provavelmente acontecerá algum dia em um futuro próximo.


Encontro de 1954 de Eisenhower com extraterrestres: o 67º aniversário do Primeiro Contato?

Introdução [1]

Na noite e na madrugada de 20 a 21 de fevereiro de 1954, durante as férias em Palm Springs, na Califórnia, o presidente Dwight Eisenhower desapareceu e supostamente foi levado à base da Força Aérea de Edwards para uma reunião secreta. Quando ele apareceu na manhã seguinte em um culto na igreja em Los Angeles, os repórteres foram informados de que ele tinha que ter tratamento odontológico de emergência na noite anterior e tinha visitado um dentista local. O dentista mais tarde apareceu em uma função naquela noite e se apresentou como o “dentista” que havia tratado Eisenhower. A noite e a manhã que faltavam subseqüentemente alimentaram rumores de que Eisenhower estava usando a suposta visita do dentista como uma reportagem de cobertura para um evento extraordinário. 

O evento é possivelmente o mais significativo que qualquer presidente americano poderia ter realizado: uma suposta reunião de ‘Primeiro contato’ com extraterrestres na base da Força Aérea de Edwards (anteriormente Muroc Airfield), e o início de uma série de reuniões com diferentes raças extraterrestres que levaram a um ‘tratado’ que acabou sendo assinado. Este surpreendente evento do Primeiro Contato, se ocorrer, terá seu 67º aniversário entre os dias 20 e 21 de fevereiro de 2020.

Este artigo explora as evidências de que a reunião do Primeiro Contato ocorreu com extraterrestres com uma aparência “nórdica” distinta, a probabilidade de um acordo ter sido rejeitado com essa “raça nórdica” de seres muito altos (mais tarde cunhados como “Tall Whites”), o início de uma série de reuniões que levaram a um tratado. sendo assinado com uma diferente raça extraterrestre apelidada de ‘Greys’ (Cinzas), e as motivações das diferentes raças extraterrestres envolvidas nestas discussões do tratado. O documento examinará ainda mais por que esses eventos foram mantidos em segredo por tanto tempo, o significado do aniversário do encontro de Eisenhower com extraterrestres e se um anúncio de divulgação oficial provavelmente será feito em futuro próximo.

Evidência circunstancial apoiando o primeiro contato de Eisenhower com extraterrestres:

Livro de Cooper sobre o GOVERNO (OCULTO) SECRETO dos EUA, o projeto MAJESTIC-12, um governo das sombras, como surgiu e como opera por trás do “(des)governo formal integrado por MARIONETES estilo George Bush (pai e filho) Bill Clinton e Barack H. Obama.

Há evidências circunstanciais e testemunhais apoiando o encontro de Eisenhower com extraterrestres e o início de uma série de reuniões que culminaram na assinatura de um tratado com um grupo diferente de extraterrestres (os Greys). As mais intrigantes são as circunstâncias que cercam as supostas férias de inverno de Eisenhower em Palm Springs, Califórnia, de 17 a 24 de fevereiro de 1954. Em primeiro lugar, existem as “férias para o presidente” que foram anunciadas repentinamente e ocorreram menos de uma semana após suas férias na Geórgia. De acordo com o pesquisador de OVNIs, MiltonWilliam Cooper, tudo isso era bastante incomum e sugeriu que havia mais na visita de uma semana a Palm Springs do que um simples período de folga. [2]

Em segundo lugar, na noite de sábado de 20 de fevereiro, o presidente Eisenhower desapareceu, alimentando especulações da imprensa de que ele adoecera ou até mesmo morrera. Em uma coletiva de imprensa convocada às pressas, o secretário de imprensa de Eisenhower anunciou que o presidente havia perdido uma obturação de um dente enquanto comia frango frito e precisou ser levado às pressas para um dentista local. O dentista local foi apresentado em uma função oficial no domingo, 21 de fevereiro, como “o dentista que tratou o presidente”. [3] A investigação de Moore sobre o incidente concluiu que a visita do dentista estava sendo usada como uma cobertura para o verdadeiro paradeiro de Eisenhower.



Conseqüentemente, Eisenhower esteve desaparecido por uma noite inteira e poderia facilmente ter sido levado de Palm Springs para a vizinha Base da USAF, a base da Força Aérea Muroc Army Air Field, mais tarde renomeada para a atual Edwards Air Force Base. A natureza não programada das férias de Eisenhower, o desaparecimento do presidente e a história de cobertura do dentista fornecem evidências circunstanciais de que o verdadeiro propósito de suas férias em Palm Springs era para ele participar de um evento cuja importância não pudesse ser revelada ao público em geral. Uma reunião com extraterrestres pode bem ter sido o verdadeiro propósito dessa sua visita.

Carta de Gerald Light de que Eisenhower se encontrou com extraterrestres e que ele estava também presente nesse encontro:

A primeira fonte pública alegando uma reunião com extraterrestres foi Gerald Light que em uma carta datada de 16 de abril de 1954 para Meade Layne, o então diretor da Borderland Sciences Research Associates (agora Foundation), nela ele alegou que ele fez parte de uma delegação de líderes comunitários que participaram de um alegado encontro secreto com extraterrestres na base da Força Aérea Muroc Army Air Field (atual Edwards Air Force Base). Em um artigo posterior, Meade Layne descreveu Light como um “escritor e conferencista talentoso e altamente educado”, que era habilidoso tanto em clarividência quanto em ocultismo. [4] Light era um conhecido líder comunitário metafísico na área do sul da Califórnia. O suposto propósito da participação dele e de outros membros da delegação era testar a reação do público na presença de extraterrestres. Light descreveu as circunstâncias da reunião da seguinte forma:

“Meus queridos amigos: Acabei de voltar de Muroc [Edwards Air Force Base]. O relatório é verdadeiro – devastadoramente verdadeiro! Fiz a viagem em companhia de Franklin Allen, dos jornais da Hearst, e Edwin Nourse, do Brookings Institute (antigo consultor financeiro do presidente Harry Truman), e do bispo MacIntyre, da igreja católica de Los Angeles (manter os nomes confidenciais para o presente, por favor).  Quando fomos autorizados a entrar na seção restrita (depois de cerca de seis horas em que fomos verificados em cada item, evento, incidente e aspecto da nossa vida pessoal e pública), tive a nítida sensação de que o mundo havia chegado ao fim com realismo fantástico. Pois eu nunca vi tantos seres humanos em um estado de completo colapso e confusão MENTAL, quando perceberam que o seu próprio mundo havia realmente terminado com tal finalidade quanto a mendigar a descrição. A realidade das formas dos “outros aviões” (espaçonaves aliens) está agora e para sempre removida dos domínios da especulação e tornou-se parte dolorosa da consciência de todo grupo científico e político responsável.  Durante minha visita de dois dias, vi cinco tipos distintos de espaçonaves sendo estudadas e controladas por nossos oficiais da Força Aérea – com a assistência e permissão dos eterenses (seres extraterrestres etéreos)! Não tenho palavras para expressar minhas reações. Finalmente aconteceu.  Agora é uma questão de história. O presidente Eisenhower, como você já deve saber, foi levado a Muroc uma noite durante sua visita a Palm Springs recentemente. E é minha convicção que ele vai ignorar o terrível conflito entre as várias “autoridades” e ir diretamente comunicar ao povo via rádio e televisão – se o impasse continuar por muito mais tempo. Pelo que pude reunir,[5]…”

É claro que nenhum anúncio formal foi feito, e a suposta reunião de Light foi ou o segredo mais bem guardado do século XX ou a fabricação de um místico idoso conhecido por experiências fora do corpo. Os eventos que Light descreve em seu encontro em termos do pânico e confusão de muitos dos presentes, o impacto emocional do suposto pouso, e a tremenda diferença de opinião sobre o que fazer em termos de dizer ao público e responder aos visitantes extraterrestres são descrições plausíveis do que pode ter ocorrido. De fato, o impacto psicológico e emocional que Gerald Light descreve para os líderes seniores de segurança nacional na reunião é consistente com o que se poderia esperar de um evento como uma típica “mudança de realidade de vida”.


{Excerto do post: Projeto Majestic-12, como surgiu e como opera o Governo Oculto dos EUA (2) :

Foi ainda acordado que uma raça alienígena (Greys do planeta SERPO, do sistema solar binário Zeta Reticuli 1 e 2) e os Estados Unidos fizessem um Programa de  Intercâmbio de Pessoal com dezesseis membros (todos militares) com o propósito de aprendermos uns com os outros. Os convidados alienígenas ”permaneceriam na terra. Os seres humanos” convidados “viajariam para o planeta de origem (Serpo) alienígena por um período determinado de tempo após o que em seguida, retornariam, quando a troca inversa seria feita. (n.T: O Planeta alienígena fica a 38 anos luz de distancia da Terra e é conhecido como SERPO, um planeta do sistema solar duplo de ZETA RETICULLI 1 e 2 , e a missão foi entre os anos de 1965-1978 e contou com doze membros). 

A reconstituição deste evento/encontro/reunião entre as duas civilizações de diferentes planetas foi dramatizada no filme Encontros Imediatos do Terceiro Grau de Steven Spielberg. Uma dica de quem trabalha para quem, pode ser determinada pelo fato de que o Dr. J. Allen Hynek serviu como conselheiro técnico para o filme. Notei que o relatório Top Secret contendo a versão oficial da verdade da questão alienígena, intitulado Projeto Grudge , que eu tive acesso e li, enquanto eu estava na Marinha, foi de co-autoria pelo tenente-coronel e amigo Dr. J. Allen Hynek, que foi citado como um ativo membro da CIA ligado ao Projeto Grudge – O Dr. Hynek, aquele mesmo que desmontou muitos incidentes UFO legítimos quando ele funcionava como o responsável científico do Projeto Bluebook (Livro Azul, uma farsa do governo dos EUA) feito para enganar a opinião pública.

Dr. Hynek é o homem responsável pela infame declaração “era apenas gás do pântano” para desmistificar e encobrir verdadeiros contatos com UFOs. Foi acordado que seriam construídas bases subterrâneas para uso da raça alienígena e que duas bases seriam construídas para o uso conjunto da nação alienígena e o Governo dos Estados Unidos. (n.t. a principal e mais sinistra delas foi a Base de DULCE em Archuleta Mesa, na divisa dos estados do Novo México-Colorado.)   O Intercâmbio de tecnologia teria lugar em bases subterrâneas conjuntamente ocupadas.

Estas bases alienígenas seriam construídas em reservas indígenas na área de Four Corners dos estados do Utah, Colorado, Novo México e Arizona, e uma outra seria construída em uma área conhecida como Dreamland(a Terra dos Sonhos, futura ÁREA 51),  que foi construída no deserto de Mojave, na Califórnia perto de, ou em um lugar chamado Yucca.

Algumas das principais bases subterrâneas dos EUA e seu sistema de comunicações via túneis.

Algumas das principais bases subterrâneas dos EUA e seu sistema de comunicações via túneis. DULCE é a mais central e foi fechada e os aliens foram expulsos após um duro combate em que cerca de 300 marines dos EUA perderam a vida. A Base DULCE por ter sido a primeira, fica no centro do sistema de ligação subterrânea existente.

Não me lembro se era Yucca Valley, Yucca Flat, ou Ground Proving Yucca, mas Yucca Valley é o que  sempre me pareceu querer dizer. Mais avistamentos UFO e incidentes ocorrem no deserto de Mojave na Califórnia do que em qualquer outro lugar do mundo (relativamente próximo à Los Angeles, um grande centro urbano). Tantos, na verdade, que ninguém se incomoda mais de fazer relatórios. FIM DE CITAÇÃO.}


O Dr. Edwin Nourse (1883-1974) foi o primeiro presidente do Conselho de Assessores Econômicos do Presidente (1944-1953) e foi o principal conselheiro econômico do presidente Truman. [6] O instituto aposentou-se oficialmente para a vida privada em 1953 e certamente teria sido uma boa escolha de alguém que pudesse dar conselhos econômicos confidenciais à administração de Eisenhower. Se o Dr. Nourse estivesse presente em tal reunião, ele o fez a fim de fornecer seus conhecimentos sobre o possível impacto econômico do Primeiro Contato com os extraterrestres. Outro dos indivíduos mencionados por Light foi o então bispo católico James F. McIntyre.

O Bispo de Los Angeles em 1954, James Francis McIntyre

O depois cardeal James Francis McIntyre era então o bispo e chefe da Igreja Católica em Los Angeles (1948-1970) e teria sido um indicador importante para a possível reação dos líderes religiosos em geral e, em particular, da instituição religiosa mais influente e poderosa do mundo. planeta – a Igreja Católica Romana. Em particular, o Cardeal McIntyre teria sido uma boa escolha como representante para o Vaticano desde que foi nomeado o primeiro cardeal dos Estados Unidos ocidentais pelo papa Pio XII em 1952. Toda a correspondência do Cardeal MacIntyre esta fechada a pesquisadores, tornando assim impossível confirmar qual o impacto que a visita a Muroc teve sobre ele e o que ele comunicou a outros líderes da igreja e ao Vaticano. [7] O cardeal MacIntyre tinha poder e autoridade suficientes para representar a Igreja Católica e a comunidade religiosa em uma delegação de líderes comunitários.

O quarto membro da delegação de líderes comunitários foi Franklin Winthrop Allen, ex-repórter do Hearst Newspapers Group. [8]   Allen tinha 80 anos na época, autor de um livro instruindo repórteres sobre como lidar com Audiências do Comitê do Congresso, e teria sido uma boa escolha para um membro da imprensa que pudesse manter a confidencialidade.

Os quatro representavam líderes seniores das comunidades religiosas, espirituais, econômicas e jornalísticas e estavam bem avançados em idade e status. Eles certamente teriam sido escolhas plausíveis para uma delegação da comunidade que poderia fornecer informações confidenciais sobre uma possível resposta do público a um evento do Primeiro Contato envolvendo raças extraterrestres. Tal seleção teria constituído um grupo de (pseudo) ‘homens sábios’ que teria sido inteiramente em caráter para a natureza conservadora da sociedade americana em 1954. Enquanto Gerald Light pode bem ter como planejada tal lista em uma conta fabricada ou experiência ‘fora do corpo’ como Moore implica em sua análise, não há nada na seleção de Light que elimine a possibilidade de que eles fossem membros plausíveis de tal delegação. [9] Portanto, a seleção desse grupo de “homens sábios” dá algum crédito à afirmação de Gerald Light.

Pode-se concluir, então, que todos os itens seguintes constituem evidências circunstanciais de que uma reunião com extraterrestres de fato ocorreu. A primeira é a noite perdida de Eisenhower. A segunda é a fraca “matéria de cobertura” usada para a ausência de Eisenhower. A terceira é a descrição de Light dos eventos reais na reunião em termos do impacto psicológico e emocional da reunião descrita sobre as pessoas presentes, que é consistente com o que poderia ser antecipado. A final é a descrição de Light da composição de líderes comunitários ou “homens sábios” na reunião. Esses quatro itens coletivamente fornecem evidências circunstanciais de que uma reunião com extraterrestres ocorreu e que Eisenhower estava presente.

Testemunhos de Apoio ao Encontro de Eisenhower com Extraterrestres:

Há uma série de outras fontes alegando uma reunião extraterrestre na base da Força Aérea de Edwards que correspondeu a um evento formal do Primeiro Contato. Essas fontes são baseadas em testemunhos de insiders e “denunciantes” que testemunharam documentos ou aprenderam com seus “contatos internos” de tal reunião. Esses depoimentos descrevem o que parece ser dois encontros separados envolvendo diferentes grupos extraterrestres que se encontraram com o Presidente Eisenhower e / ou com funcionários da administração de Eisenhower durante um curto período de tempo. 

A primeira dessas reuniões, o evento ‘Primeiro Contato’, não levou a um acordo e os extraterrestres (Tall Whites) foram efetivamente rejeitados. A segunda dessas reuniões levou a um acordo, e isso aparentemente se tornou a base de interações secretas subsequentes com raças extraterrestres envolvidas no “tratado” que foi assinado. Há alguma discrepância na sequência de reuniões e onde eles foram realizados, mas todos concordam que uma reunião do ‘Primeiro Contato’ envolvendo o Presidente Eisenhower ocorreu, e que uma dessas reuniões ocorreu com sua visita de fevereiro de 1954 à base da Força Aérea Edwards.

A primeira versão do encontro de Eisenhower é descrita por um dos denunciantes mais “controversos” que já se apresentou na arena pública para descrever uma presença extraterrestre. Milton William Cooper serviu na equipe de briefing de Inteligência Naval para o Comandante da Frota do Pacífico entre 1970 e 1973, e teve acesso a documentos confidenciais que ele precisava rever para cumprir suas obrigações de instrução. Ele descreve o plano de fundo e a natureza do ‘Primeiro contato’ com extraterrestres da seguinte forma:

“Em 1953, astrônomos descobriram grandes objetos no espaço que se moviam em direção à Terra.  Primeiro se acreditou que eles eram grandes asteróides. Evidências posteriores provaram que os objetos só podiam ser grandes naves espaciais. O Projeto Sigma interceptou as comunicações dos alienígenas. Quando os objetos alcançaram a vizinhança da Terra, eles tomaram uma órbita muito alta ao redor do Equador. Havia vários espaçonaves enormes e sua intenção real era desconhecida. Projeto Sigma, e um novo projeto, Platão, através de comunicações de rádio usando a linguagem binária do computador, foi capaz de organizar um pouso que resultou em contato face to face com seres alienígenas de outros planetas. O projeto Platão foi encarregado de estabelecer relações diplomáticas com essa raça de alienígenas extraterrestres do espaço. Enquanto isso, uma raça de alienígenas de aparência humana (Tall Whites) contatou o governo dos EUA. Este grupo alienígena nos alertou contra os alienígenas recém chegados que estavam orbitando o Equador da Terra e se ofereceram para nos ajudar com o nossa evolução e desenvolvimento espiritual. Eles exigiram que nós desistíssemos,  desmantelássemos e destruíssemos nossas armas nucleares como sua principal condição. Eles se recusaram a nos ceder tecnologia, alegando que ainda éramos incapazes e imaturos espiritualmente para lidar com a tecnologia que já possuíamos. 

Eles acreditavam que usaríamos qualquer nova tecnologia para nos destruirmos uns aos outros. Esta raça (Tall Whites – Nórdicos Brancos Altos) afirmou que estávamos em um caminho de auto-destruição e deveríamos parar de nos matar, parar de poluir a Terra, parar de estuprar os recursos naturais do planeta e aprender a vivermos em harmonia.  Esses termos foram recebidos com extrema suspeita, especialmente a principal condição do desarmamento nuclear. Acreditava-se que atender a essa condição nos deixaria desamparados diante de uma ameaça alienígena óbvia. Também não tínhamos nada na história para ajudar nessa decisão.  O desarmamento nuclear não foi considerado dentro do melhor interesse dos Estados Unidos. As ofertas desta raça (Tall Whites – Nórdicos Brancos Altos) foram rejeitadas” [10]

O ponto significativo sobre a versão de Cooper é que a raça extraterrestre humanóide não estava disposta a entrar em trocas de tecnologia que pudessem ajudar no desenvolvimento de armas, e ao invés disso estava focada na ajuda de nosso desenvolvimento espiritual. Significativamente, as ofertas desses extraterrestres humanoides brancos e altos (Tall Whites) foram recusadas.



A confirmação de que a reunião do Primeiro Contato envolveu extraterrestres que foram efetivamente rejeitados por tomarem o que poderia ser considerado uma posição de princípio sobre assistência tecnológica e armas nucleares vem do filho de um ex-Comandante da Marinha que afirmou que seu pai estava presente no evento de Primeiro Contato de Eisenhower em 20-21 de fevereiro de 1954. De acordo com Charles L. Suggs, um sargento aposentado do Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA, seu pai Charles L. Suggs (1909-1987) foi um ex-comandante da Marinha dos EUA que participou da reunião na Edwards Air. base de força com Eisenhower. [11] Sgt Suggs relatou as experiências de seu pai na reunião em uma entrevista de 1991 com um proeminente pesquisador de OVNIs:

“O pai de Charlie, comandante da Marinha Charles Suggs, acompanhou o Presidente Ike junto com outros em 20 de fevereiro. Eles se encontraram e falaram com dois nórdicos de cabelos brancos que tinham olhos azuis pálidos e lábios incolores. O porta-voz parou a alguns metros de Ike e não o deixou aproximar-se mais. Um segundo nórdico ficava na rampa prolongada de um disco biconvexo que ficava no trem de pouso do tripé na pista de pouso. De acordo com Charlie, havia B-58 Hustlers no campo, embora o primeiro não tenha voado oficialmente até 1956. Esses visitantes disseram que vieram de outro sistema solar. Eles fizeram perguntas detalhadas sobre nossos testes nucleares.” [12]

Outro ‘denunciante’ insider que confirma que o Primeiro Contato envolvia uma raça extraterrestre sendo rejeitada por sua posição de princípio sobre a transferência de tecnologia é o filho do famoso criador dos jatos executivos Lear Jet, William Lear. John Lear é um ex-comandante da Lockheed L-1011 que pilotou mais de 150 diferentes aeronaves de teste e deteve 18 recordes mundiais de velocidade e, no final dos anos 60, 1970 e 1980, foi piloto contratado da CIA. Lear desenvolveu um relacionamento próximo com o diretor da CIA (DCI), William Colby, que estava encarregado das operações secretas no Vietnã antes de se tornar DCI. De acordo com Lear, houve de fato uma advertência de outra raça de extraterrestres antes de um acordo ser assinado com os extraterrestres Greys, e ele afirmou que eles visitaram Muroc / Edward e que ocorreu o seguinte:

“Em 1954, o Presidente Eisenhower reuniu-se com  representantes de outra espécie alienígena no Muroc Test Center, que agora é chamado Edwards Air force Base. Este alienígena sugeriu que eles poderiam nos ajudar a nos livrar dos Greys, mas Eisenhower recusou a oferta porque eles não ofereciam nenhuma tecnologia”. [13]

bobdean-ufos-greys
A ideia de Cooper e Lear de mais de uma raça extraterrestre interagindo com a administração Eisenhower é apoiada por outros denunciantes como o ex-sargento Major Robert (Bob) Dean

A ideia de Cooper e Lear de mais de uma raça extraterrestre interagindo com a administração Eisenhower é apoiada por outros denunciantes como o ex-sargento Major Robert (Bob) Dean que, como Cooper, teve acesso a documentos secretos enquanto trabalhava na divisão de inteligência do Supremo Comandante de um grande Comando militar dos EUA na Europa pós Segunda Guerra. Nos 27 anos de distinta carreira militar de Bob Dean, ele serviu no Supremo Quartel das Forças Aliadas da Europa, onde testemunhou estes documentos enquanto servia sob o Comando Supremo Aliado da Europa. Dean afirmou:

“Os grupos na época, havia apenas quatro (raças alienígenas) que eles tinham certeza e os Greys eram um desses grupos. Houve um grupo que se parecia exatamente como nós. Havia um grupo humano que se parecia tanto com nós que realmente deixava os almirantes e os generais loucos porque eles determinavam que essas pessoas, e as tinham visto repetidamente, tinham tido contato com elas, houve abduções, houve contatos … Dois outros grupos, havia um grupo muito alto, eu digo grande mesmo, eles eram de 6 a 8 pés (1,80 a 2,40 metros) talvez às vezes 9 pés (cerca de 2,70 metros) de altura e eles eram humanóides, mas eles eram muito pálidos, muito brancos, não tinham nenhum cabelo em seus corpos em absoluto. E então havia outro grupo que tinha uma aparência reptiliana para eles. Nós os encontramos, militares e policiais de todo o mundo encontraram esses caras reptilianos. Eles tinham pupilas verticais em seus olhos e sua pele parecia ter uma qualidade muito parecida com o que você encontra em um lagarto (reptilianos). Então esses eram os quatro grupos de extraterrestres que eles conheciam em 1964″. [14] 



Há alguma discrepância nos depoimentos a respeito de qual base da Força Aérea os extraterrestres rejeitados se encontraram com o Presidente Eisenhower e / ou funcionários da administração de Eisenhower. Willian Cooper afirma que isso ocorreu na base da Força Aérea de Homestead, na Flórida, e não em Edwards. [15]Por outro lado, Lear e Suggs sugerem que ocorreu em Edwards. Em sua carta, Gerald Light apontou para um intenso desacordo entre os oficiais de Eisenhower em responder aos extraterrestres na reunião da Edwards. Tal desacordo intenso pode possível e previsivelmente ter ocorrido se as autoridades de segurança nacionais estivessem respondendo a um pedido extraterrestre para abandonar a busca de tecnologias de armas. 

Dada a intensidade da Guerra Fria contra a URSS naquele momento, os oficiais de segurança nacional presentes podem muito bem ter decidido que era mais prudente procurar termos melhores antes de concordar com o pedido daqueles extraterrestres altos e bancos de aparência nórdica. O testemunho de Gerald Light implica que a reunião em Edwards não resultou em um acordo, mas resultou em um intenso desacordo entre os oficiais de Eishenhower.  Consequentemente, vou concluir que a versão de Lear e Suggs é mais precisa,


De acordo com os testemunhos examinados até agora, a reunião de 20 a 21 de fevereiro de 1954 não teve êxito, e os extraterrestres foram rejeitados devido a sua recusa em entrar em trocas tecnológicas e insistência no desarmamento nuclear pelos EUA e presumivelmente outras grandes potências mundiais. Cooper descreve as circunstâncias de um acordo subseqüente que foi alcançado após o fracasso da primeira reunião. Embora Cooper tenha uma versão diferente de datas e horários para as reuniões de 1954, ele concorda que houve dois grupos de reuniões envolvendo diferentes extraterrestres reunidos com o Presidente Eisenhower e / ou funcionários da administração de Eisenhower. [16]

“Mais tarde, em 1954, a raça de alienígenas (Greys) cinzentos de grandes cabeças que orbitava a Terra aterrissou na Base Aérea Holloman. Um acordo básico foi alcançado. Esta raça identificou-se como originária de um planeta em torno de uma estrela vermelha na Constelação de Orion que chamamos de Betelgeuse. Eles afirmaram que seu planeta estava morrendo e que, em algum momento futuro desconhecido, eles não poderiam mais sobreviver lá”. [17]

Constelação de ÓRION e as três estrelas do seu cinturão alinhadas com as Três pirâmides em Gizé. BETELGEUSE esta situada à esquerda embaixo. CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR
 

A reunião na base da força aérea Holloman no Novo México teria sido o local de reuniões com aliens extraterrestres subseqüentes com os mesmos extraterrestres que serão mostrados assinando o tratado (“Greada Treaty”) de 1954. Em 1972-73, por exemplo, aos produtores Robert Emenegger e Allan Sandler, supostamente foram oferecidos e testemunharam filmagens reais da Força Aérea de uma reunião envolvendo extraterrestres Greys que ocorreram na base da força aérea Holloman em 1971. [18] Cooper explicou os termos do tratado de 1954 alcançado com os extraterrestres Greys da seguinte forma:

“O tratado afirmava que os alienígenas não interfeririam em nossos assuntos e que não interferiríamos nos deles. Nós manteríamos a presença deles na terra em segredo. Eles nos forneceriam tecnologia avançada e nos ajudariam em nosso desenvolvimento tecnológico. Eles não fariam nenhum tratado com nenhuma outra nação da Terra. Eles poderiam seqüestrar (ABDUZIR) seres humanos em uma base limitada e periódica para fins de exame médico e monitoramento de nosso desenvolvimento, com a estipulação de que os humanos não seriam prejudicados, e que seriam devolvidos ao seu ponto de abdução, não teriam memória do evento, e que a os extraterrestres Greys forneceriam ao (Grupo) Majestic-12 uma lista de todos os contatos humanos e dos SERES HUMANOS abduzidos regularmente”. [19]

Continua na SEGUNDA PARTE…


 
[1] I sincerely thank H.M for his generous support of my research and providing the intellectually stimulating environment for many of the ideas in the paper to be developed. Grateful thanks also to George Arnold and two other librarians at American University’s Main Library who provided research assistance. I am also grateful to William Hamilton for permission to cite his personal notes of a 1991 interview with Sgt Charles L. Suggs. Finally thanks to Clay and Shawn Pickering for arranging interviews with individuals who had personal knowledge of meetings between the Eisenhower administration and extraterrestrials.
[2] William Moore, “UFO’s: Exploring the ET Phenomenon,” Gazette (Hollywood, CA., March 29, 1989). Available online at: http://www.presidentialufo.com/ike&the.htm
[3] William Moore, “UFO’s: Exploring the ET Phenomenon,” http://www.presidentialufo.com/ike&the.htm
[4]   John Spencer, “Light, Gerald,” The UFO Encyclopedia: Inexplicable Sightings, Alien Abductions, Close Encounters, Brilliant Hoaxes (Avon Books, 1991) 188.
[5] “A Covenant With Death by Bill Cooper,” http://www.alienshift.com/id40.html Also in William Cooper, Behold a Pale Horse (Light Technology Publishing 1991), 203.
[6] For biographical details on “Edwin G. Nourse, Ph.D. (1883-1974)”  go to: http://www.coopheroes.org/inductees/nourse.html
[7] For closure of Cardinal McIntyre’s records, see regulations governing access to the Los Angeles Catholic Archives http://www.archivalcenter.org/Archival_Regulations/arcreg.html
[8] Franklin Winthrop Allen was author of Instructions for Reporters for Hearings Before the Interstate Commerce Committee (Dispatch Press, 1918).
[9] See William Moore, “UFO’s: Exploring the ET Phenomenon,” http://www.presidentialufo.com/ike&the.htm
[10] Cooper, “Origin, Identity, and Purpose of MJ-12,” http://www.geocities.com/Area51/Shadowlands/6583/maji007.html
[11] Personal notes from Bill Hamilton from a 1991 interview with Sgt Suggs.
[12] Personal notes from William Hamilton from a 1991 interview with Sgt Suggs. See also William Hamilton, Cosmic Top Secret (Inner Light, 1992).
[13] “John Lear Disclosure Briefing,” Coast to Coast Radio (November, 2003) http://www.coasttocoastam.com/shows/2003/11/02.html
[14] 21st Century Radio’s Hieronimus & Co. “Transcript of Interview with Bob Dean, March 24, 1996,”  http://www.planetarymysteries.com/hieronimus/bobdean.html . See also Larry Lowe, “Perspective on Robert O. Dean: Let’s Listen to the Man,” (CNI News, 1995) http://www.reptilianagenda.com/research/r110199j.html
[15] Milton William Cooper, “Origin, Identity, and Purpose of MJ-12,” http://www.geocities.com/Area51/Shadowlands/6583/maji007.html . See also Cooper, Behold A Pale Horse, 202.
[16]   Milton William Cooper, “Origin, Identity, and Purpose of MJ-12,” http://www.geocities.com/Area51/Shadowlands/6583/maji007.html
[17] Milton William Cooper, “Origin, Identity, and Purpose of MJ-12,” http://www.geocities.com/Area51/Shadowlands/6583/maji007.html
[18]   “1972 Film Disclosure Offer,” http://www.presidentialufo.com/disclosure_72-75.htm
[19] Milton William Cooper, “Origin, Identity, and Purpose of MJ-12,” b   http://www.geocities.com/Area51/Shadowlands/6583/maji007.html, also in Cooper, Behold a Pale Horse, pages 203-204.

 
A Matrix (o SISTEMA de CONTROLE): “A Matrix é um sistema de controle, NEO. Esse sistema é o nosso inimigo. Mas quando você está dentro dele, olha em volta, e o que você vê? Empresários, professores, advogados, políticos, carpinteiros, sacerdotes, homens e mulheres… As mesmas mentes das pessoas que estamos tentando despertar. “Mas até que nós consigamos despertá-los, essas pessoas ainda serão parte desse sistema de controle e isso os transformam em nossos inimigos. Você precisa entender, a maioria dessas pessoas não está preparada para ser desconectada da Matrix de Controle. E muitos deles estão tão habituados, tão desesperadamente dependentes do sistema, que eles vão lutar contra você  para proteger o próprio sistema de controle que aprisiona suas mentes” 
 

Muito mais informações, leitura adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

thoth(172x226)

www.thoth3126.com.br/

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.