browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Enquanto enfrentamos o Armagedom, o mundo ocidental esta “Acéfalo”

Posted by on 25/06/2019

De acordo com as notícias veiculadas nos principais veículos da mídia mainstream, cuja validade não pode ser determinada pelo público em geral, um governo ensandecido dos EUA chegou a estar apenas 10 minutos para ter incendiado uma conflagração geral no Oriente Médio, cujas consequências poderiam ter sido catastróficas para todos. Os belicistas imbecis do alto escalão – Bolton, Pompeo e Pence – e seus mestres senhores do Lobby Pró Israel estão determinados a fazer a GUERRA, e não abandonaram sua campanha de guerra total contra o Irã.  

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Enquanto enfrentamos o Armagedom, o mundo ocidental não tem um líder político confiável

Fonte:  https://www.paulcraigroberts.org/2019/06/22/as-we-face-armageddon-the-western-world-is-leaderless/

Pelo Dr. Paul Craig Roberts


“Eis que eu farei aos da sinagoga de Satanás, aos que se dizem judeus, e não são, mas mentem: eis que eu farei que venham, e adorem prostrados a teus pés, e saibam que eu te amo”.Apocalipse 3:9


É claro que os mentirosos dizem que o Irã simplesmente aceitará sua punição por defender seu território derrubando um caríssimo drone dos EUA e não haverá guerra.   Mas isso não é o que o Irã diz.  E eu acredito no Irã.

Alguns da pequena porcentagem de pessoas no mundo ocidental que ainda são capazes de pensar se arrependem de que Trump tenha cancelado o plano insano de ataque ao Irã.  Eles acham que as conseqüências teriam sido a destruição dos governos saudita e israelense – dois dos mais perversos da história – e o corte do petróleo para os EUA e a Europa, com uma resultante depressão global causando a derrubada dos governos ocidentais de guerreiros assassinos. Eles acreditam que a derrota americana catastrófica seria a única maneira pela qual a paz pode ser restaurada ao mundo. 

Em outras palavras, não está claro se Trump evitando o ataque nos salvou ou nos condenou. O Lobby pró Israel nos EUA e seus agentes neoconservadores {infiltrados por todo o espectro de governo dos EUA} não aprenderam uma lição. Trump não demitiu Bolton e Pompeo por quase incendiarem uma conflagração final no Oriente Médio, e não investiu seu imbecil vice-presidente. Então, tudo pode acontecer novamente. 

E provavelmente vai acontecer. A lição que Bolton e Israel aprenderam é que as notícias falsas sobre um ataque iraniano a um cargueiro japonês, negado pelos próprios japoneses, não foram suficientes para Trump ser pego em “cara de salvação” ao atacar o Irã.   Portanto, esteja preparado para uma provocação orquestrada ainda maior. Bolton e Israel sabem que os representantes do Ocidente mentirão por eles. Fique atento a uma nova (False Flag Attack) provocação que permita a Trump nenhuma alternativa a não ser um ataque em resposta.

O uso dos governos em Washington de notícias falsas e ataques de “bandeira falsa” (False Flag Attack) para lançar e justificar ataques e invasões militares remonta um longo caminho. No século 21, tivemos uma dose mais concentrada – as armas de destruição em massa de Saddam Hussein, o “atentado” as torres gêmeas do WTC em N. York, o uso de armas químicas por Assad, armas nucleares iranianas, invasões russas, Maduro matando seu próprio povo, as infinitas mentiras sobre Gaddafi. Sim, eu sei que tem mais. Mas Eu estou escrevendo um artigo, não uma enciclopédia.

Washington se acostumou a atacar países com falsos pretextos e se safar disso.   Portanto, não há nada que desencoraje o Lobby pró Israel e seus fantoches de Washington de continuarem a preparar o Irã para um ataque.   O sucesso e a arrogância gera o descuido.   O ataque ao Iraque foi encenado por um confiável secretário de Estado dos EUA perante a ONU.   O ataque à Líbia foi encenado por uma resolução da ONU que uma Rússia e China enganadas não conseguiram bloquear.   

Em situações como essas, Washington organizou um sinal verde para seus crimes de guerra.  No entanto, Washington não conseguiu organizar obter uma luz verde da comunidade internacional (mais alerta) para um ataque ao Irã. Além disso, o Irã é um país maior (cerca de 80 milhões de habitantes) e com uma força militar muito mais poderosa do que o Iraque e a Líbia, e a extensão da profundidade do apoio russo e chinês ao Irã é desconhecida para Washington e para o ocidente.

Se Israel conseguir ques os seus fantoches em Washington finalmente ataquem o Irã, desta vez Israel e seus agentes neoconservadores não aceitarão o fracasso de seu objetivo.   Eles vão lutar contra o fracasso com movimentos mais perigosos.   Eu posso facilmente imaginar os fanáticos vendo Trump “tentando salvar sua cara” destruindo o mundo e lançando alguns ultimatos para a Rússia e a China, ou recorrendo ao uso de armas nucleares contra o Irã em função da feroz resistência que os persas irão oferecer. 

Os despreocupados norte americanas – na verdade, todos os ocidentais – são mantidas ignorantes dos perigos pelos acéfalos donos do poder.   É função dos assessores de imprensa controlar as explicações dadas às pessoas desavisadas.   O Congresso dos EUA é comprado e pago pelo Lobby pró Israel, assim como os políticos mais importantes do Reino Unido e da Europa.   O que estou dizendo aqui é que é muito fácil para os fanáticos e seus marionetes acéfalos produzirem o Armagedom.

Stephen Cohen e eu, e alguns sobreviventes, vivemos a Guerra Fria do século XX. Nos últimos anos, temos relatado em numerosas ocasiões que a ameaça da guerra nuclear hoje é muito maior do que durante a Guerra Fria.   Uma razão é que durante a Guerra Fria, os líderes dos EUA e da União Soviética trabalharam para aliviar as tensões e construir confiança e mantinham uma linha de comunicação direta, sem intermediários.   Em contraste, desde o regime de (marionete) Clinton, os EUA têm trabalhado consistentemente para criar tensões.   Tanto Cohen quanto eu listamos em muitas ocasiões as atividades de construção de tensão buscadas por todos os governos pós-Reagan / George H.W. Bush.

Os russos não confiam mais em Washington e nem os chineses.   Washington mentiu para a Rússia com tanta frequência no século 21 que a confiança russa em Washington está esgotada.   Não importa o quanto o governo russo queira confiar em Washington, não se atreve mais a fazê-lo. Portanto, é preciso muito pouco erro de cálculo para que os idiotas em Washington causem uma resposta ameaçadora da Rússia, já que Washington convenceu o governo russo de que os EUA pretendem destruí-los.  

A orquestração do (pseudo) escândalo do Russiagate pelo Partido Democrata, os conglomerados do Complexo Militar Industrial, as agências de segurança e inteligência e suas prostitutas da mídia mainstream controlada, como Stephen Cohen enfatizou, forçaram o presidente Trump em um ato de autopreservação a adotar a atitude neoconservadora em relação à Rússia e outros governos “não-conformes”.   Essa atitude é perigosa o suficiente no melhor dos tempos.   É extremamente perigoso depois que a confiança foi destruída por anos de mentiras e falsas acusações. 

Talvez haja alguém na administração Trump que tenha inteligência para entender a situação perigosa e que tenha a confiança de Trump.   Mas eu não sei quem é essa pessoa. Temos que encarar o fato de que, ao encararmos o Armagedom, o mundo ocidental não tem liderança, pois esta acéfalo.

 

Sobre o autor: O Presidente Reagan nomeou o Dr. Paul Craig Roberts Secretário Adjunto do Tesouro para a Política Econômica em seu mandato. De 1975 a 1978, o Dr. Roberts atuou na equipe do Congresso, onde elaborou o projeto de lei Kemp-Roth. Depois de deixar o Tesouro, ele atuou como consultor do Departamento de Defesa dos EUA e do Departamento de Comércio dos EUA. O Dr. Roberts foi editor associado e colunista do The Wall Street Journal e colunista da Business Week e do Scripps Howard News Service. Ele era um colunista sindicalizado nacionalmente para o Creators Syndicate em Los Angeles. Em 1992, ele recebeu o Prêmio Warren Brookes de Excelência em Jornalismo. Em 1993, o Forbes Media Guide classificou-o como um dos sete principais jornalistas nos Estados Unidos.


{ Excerto do post: NWO-Nova Ordem Mundial: A missão anglo-saxônica – 2

Bill Ryan: Tudo bem. Então o que você está dizendo, é que há um plano a longo prazo que vem sendo decidido há algum tempo para definir a situação, para configurar o tabuleiro de xadrez, o tabuleiro de xadrez global, de modo que vai ser uma guerra contra a China . Isto é o que você está dizendo.

W: Sim, em poucas palavras. Você pode ter isso. É toda uma série de eventos, e muitos deles já se concretizaram. E outra vez eu só posso enfatizar que o tempo que resta parece ser crítico.

Bill Ryan: O que aconteceu, e que ainda está para acontecer, e qual é o plano eventual para o que querem que aconteça, se tudo que eles esperam e planejam venha a ocorrer?

W: Bem, o plano é para que o fusível a ser usado (que inicie o processo para UM ÚLTIMO CONFLITO GLOBAL) seja o Oriente Médio mais uma vez, de uma maneira que faria os conflitos anteriores que aconteceram na região parecerem brincadeira. Essa nova situação de confronto vai envolver o uso de armas nucleares/atômicas (n.t. De ambos os lados, pois ISRAEL tem um arsenal com cerca de 220 ogivas atômicas, desenvolvidas na usina Nuclear de Dimona) e, novamente, é para criar uma atmosfera de caos e medo extremo, não só no Ocidente, mas em todo o mundo, em todo o planeta e para colocar em prática aquilo que eu mencionei como (a implantação de) um governo ocidental unificado e mundial totalitário  (n.t. A NWO,  Nova Ordem Mundial-New World Order), e para fazer isso a CHINA precisa ser retirada de cena, politica, econômica e socialmente, para que isso possa acontecer, segundo os planos de quem deseja essa  NWO-Nova Ordem Mundial.

A destruição da Mesquita do Domo da Rocha, em Jerusalém, em algum tipo de atentado, em um dos locais mais sagrados para o mundo árabe e muçulmano poderia ser um estopim para um conflito armado generalizado no Oriente Médio.

Bill Ryan: Então pelo que estamos vendo aqui, eles estão matando dois pássaros com uma só pedrada. Eles estão usando isso como uma justificativa para criar o que muitos na internet tem chamado o  Governo Mundial Único (NWO – A Nova Ordem Mundial), exceto que não está incluindo a China. Você está falando sobre as nações ocidentais em aliança num bloqueio contra esta nova ameaça.

W: É especificamente as nações ocidentais, mas acho que também temos de incluir o Japão nisto também.

Bill Ryan: E o que dizer sobre a Rússia? Onde é que a Rússia entra nessa conspiração?

W: Eu acredito que a Rússia é um jogador também, mas eu não tenho provas. Por alguma razão ou outra a Rússia realmente não aparece por aqui, e é apenas uma suposição minha, é que o governo russo no momento está de mãos dadas com os agentes de controle que estão operando aqui no Ocidente.

Bill Ryan: Hum. Então você está dizendo isso porque nesta “reunião que você assistiu”, a Rússia não foi mencionada como um fator importante.

W: Não, nenhum fator. A única maneira que foi mencionada é que a ideia é criar uma situação de caos em todo o planeta. Isso mais tarde significaria o uso posterior de armas biológicas, a escassez generalizada de alimentos, o que afetará os países mais vulneráveis em todo o mundo, seguido por fome e doenças. A única menção que a Rússia entra aqui é uma estranha que não consigo explicar e talvez alguém possa. Eu realmente não posso colocar minha cabeça em torno deste fato. Mas dentro desta reunião, foi mencionado: “para fazer com que os militares chineses façam um ataque à região Leste da Rússia” (n.t. Onde estão as principais reservas de gás e petróleo e que é a principal fonte de receita da nação russa pelo seu grande volume de exportação desses itens).  Agora, não posso qualificar isso e por que isso foi mencionado na reunião – eu simplesmente não sei. FIM DE CITAÇÃO. }


A Matrix (o SISTEMA de CONTROLE MENTAL): “A Matrix é um sistema de controle, NEO. Esse sistema é o nosso inimigo. Mas quando você está dentro dele, olha em volta, e o que você vê? Empresários, professores, advogados, políticos, carpinteiros, sacerdotes, homens e mulheres… As mesmas mentes das pessoas que estamos tentando despertar. Mas até que nós consigamos despertá-los, essas pessoas ainda serão parte desse sistema de controle e isso as transformam em nossos inimigos. Você precisa entender, a maioria dessas pessoas não está preparada para ser desconectada da Matrix de Controle MENTAL. E muitos deles estão tão habituados, tão profunda e desesperadamente dependentes do sistema, que eles vão lutar contra você para proteger o próprio sistema de controle que aprisiona suas mentes …”


Sobre os Judeus Khazares, saiba mais acessando os links:


Mais informações sobre NWO, Illuminati, leitura adicional:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.