browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

“Espasmos de Morte” da C.I.A. reverberam através do Globo, após ataque frontal de Trump

Posted by on 09/12/2017

Os “Espasmos de Morte” da C.I.A. reverberam através do Globo na medida em que o presidente Trump vai lutar “até à morte” contra o Governo – Deep State – Oculto que controla e manipula os EUA à décadas. O presidente Trump se cercou ao assumir o cargo com dois dos principais  generais da Marinha dos EUA que criticaram a CIA por se tornar o maior cartel das drogas no mundo – (à esquerda) o  General James ” Mad Dog ” Mattis e o general John Kelly (à direita).

Tradução, edição e imagensThoth3126@protonmail.ch

Donald Trump e seus generais cães de guarda atacam frontalmente o Deep State ao enfrentar e começar o desmonte do maior cartel de drogas do planeta: a agência de Inteligência C.I.A. !

Por: Sorcha Faal  –  Fonte: http://www.whatdoesitmean.com/

Um intrigante relatório do Serviço de Inteligência Estrangeira ( SVR ) que circula no Kremlin hoje está alertando que os ” espasmos da morte ” atualmente experimentados pela Agência Central de Inteligência (CIA) estão começando a reverberar em todo o mundo enquanto o presidente Donald Trump promete lutar “até à morte” contra essa enorme e corrupta organização de inteligência americana pelo seu planejamento para privatizar suas principais funções.  [ Nota: algumas palavras e / ou frases que aparecem em citações neste relatório são aproximações em inglês de palavras / frases russas sem contrapartida exata.]



De acordo com este relatório, os analistas de inteligência de SVR observaram já há algum tempo que o presidente Trump se cercou ao assumir o cargo com dois dos principais generais da Marinha dos EUA que criticaram a CIA por se tornar o maior cartel da droga no mundo – o General James Mad – cachorro louco – Dog Mattis e  o general John Kelly  que apresentou um confronto iminente entre o governo de Trump e a CIA – e cujo pináculo foi alcançado há quinze dias (18 de novembro), quando a 26 ª Unidade Expedicionária Marinha fez uma invasão surpresa no Edifício da sede principal da CIA em Langley, Virgínia.

A partir das informações obtidas pela 26ª Unidade Expedicionária da Marinha durante a sua  incursão surpresa de 18 de novembro na CIA, que esta detalhado neste relatório, o presidente Trump, em 20 de Novembro, foi capaz de desencadear um ataque usando F-22 Raptor Stealth Fighter contra um dos principais laboratórios no Afeganistão de produção de ópio e heroína – e foi  essa a primeira vez na história, que este temido avião de guerra secreto, que não pode ser detectado pelo radar, já foi implantado no Iraque ou no Afeganistão – mas era necessário que a CIA  percebesse que este ataque seria feito para perceber a disposição de Trump de ir até às últimas consequências contra a cabala que controla a maior agência de inteligência do país, em uma clara demonstração de força sobre quem manda no país. 



Outras informações em documentos obtidas pela 26ª Unidade Expedicionária Marinha durante a incursão na sede da CIA, este relatório continua, permitiu ao presidente Trump informar a  Turquia da cumplicidade dessa agência de inteligência na tentativa de golpe de estado de 2016 na Tquele país e isso foi liderado pelo antigo  Chefe do Oriente Médio da CIA Graham Fuller – e que a Turquia, e há apenas algumas horas, emitiu uma sentença de mandado internacional contra ele.

Das informações mais surpreendentes descobertas pela 26ª Unidade Expedicionária da Marinha  durante seu ataque da CIA, no entanto, este relatório observa, foi a obtenção de uma lista detalhada das “unidades (mercenários) terroristas” islâmicas sunitas que estão sendo financiadas pela CIA  para realizar ataques no Irã e que o presidente Trump ordenou ao diretor da CIA, Mike Pompeo,  que fornecesse imediatamente ao major-general Qasem Soleimani – que comanda sua força de inteligência Quds (versão do Irã da CIA ) – e com analistas do SVR que acrescentam que a  resposta do general Soleimani ao recebimento desta informação do diretor Pompeo da CIA  não era nada mais do que um “teatro político” – e que foi citado como dizendo:

O chefe da CIA através de um dos seus intermediários na região enviou uma carta ao General Soleimani, mas ele respondeu: “Não aceito sua carta, nem vou lê-la.   Não tenho nada a ver com essas pessoas”.

Os fatos importantes a serem observados sobre os dois generais dos fuzileiros navais da Marinha  dos EUA que estão liderando e apoiando a guerra do presidente Trump contra a CIA , este relatório do SRV explica, são:

O general Kelly (que é o chefe de gabinete de Trump ), em 2010, perdeu seu amado filho ( o primeiro-tenente dos navios dos EUA, Robert Kelly ) que foi morto na província de Helmond , no Afeganistão, mas depois descobriu-se que esta região de alto crescimento e processamento de ópio estava sendo protegida pela CIA.

O General “Mad Dog” Mattis (Secretário de Defesa de Trump ), em 2001, ficou alarmado quando uma “guerra de facção” da CIA explodiu no Afeganistão sobre quem iria controlar esse comércio de opio global e que, em 5 de dezembro, entrou em erupção no derramamento de sangue quando um comboio da CIA contendo o rei da droga afegão, Hamid Karzai (que a CIA instalou como o presidente afegão) e seu senhor da droga, seu irmão Ahmed Wali Karzai (que estava na folha de pagamento da CIA ) foi atingido por uma bomba inteligente dos EUA – mas esse Mad Dog “Mattis  se recusou a ajudar quando ele soube quem eram esses”defensores“de comboios.



Os militares do exército dos Estados Unidos estavam sendo pagos pela CIA- e com isso só no ano passado, as forças leais ao presidente Trump vazaram como essas tropas de elite dos Green Berets (Boinas Verdes) estavam, de fato, trabalhando para o cartel de drogas da CIA

Com o presidente Trump sendo conhecido por sua intolerância para as drogas e o álcool, e seus bilhões de dólares de riqueza pessoal assim tornando-se incorruptível, este relatório continua, tanto o General “Mad Dog” Mattis como o General Kelly se determinaram para ajudá-lo a se tornarem os americanos na liderança para destruir o cartel das drogas controlado pela CIA – após Trump ganhar sua eleição, viu que ambos entraram em um “pacto secreto” para proteger Trump a todo custo, mas que a mídia de propaganda grosseiramente distorceu esses “pactos secretos” em sua total importância e significado. 

Enquanto os “espasmos da morte” da CIA estão reverberando em todo o mundo hoje, este relatório detalha, o presidente Trump e os seus generais da US Marine Corps General “Mad Dog” Mattis  e John Kelly estão “indo para matar” contra este enorme cartel de drogas, que mesmo o México está agora avisando também os controladores de seu comércio de drogas, para quem planejava  terceirizar as operações secretas da CIA e os esforços de contra-inteligência em “países hostis” para uma empresa privada de ex-oficiais de inteligência dos EUA . 

Protegendo a CIA, em lado oposto ao governo de Trump e seus generais no entanto, este relatório observa, esta o poderoso governo oculto dos EUA, o “Deep State” – que convocou essa organização de inteligência a se juntar com suas  igualmente poderosas gigantes tecnológicas do Silicon Valley – sobretudo a Amazon Inc. – cujo principal proprietário, Jeff Bezos, controla uma vasta empresa de entretenimento que protege o mais vil dos  predadores sexuais de Hollywood (o produtor judeu Khazar Harvey Weinstein), enquanto ao mesmo tempo, sua empresa de mídia e propaganda de notícias falsas” anti Trump do  Washington Post bombardeia ataques desfechados por hora contra o presidente Trump – e que, em 2013, ele concordou em comprar (o WP) em troca do regime de Obama, dando-lhe um contrato de US$ 600 milhões para construir uma infra-estrutura de nuvem para a CIA

Com a criação da infraestrutura de nuvem “Região Secreta” recentemente anunciada da Amazon  teria implicações “deslumbrantes” para a CIA – especialmente porque poderá esconder a verdade de que o movimento TheResistance contra o presidente Trump é uma frente da CIA – observa esse relatório, é o aspecto mais horrível que é o acompanhamento para o uso do Amazon Sumerian Project, no que é uma tentativa flagrante de atrair milhões de pessoas desavisadas para se tornarem acólitos da antiga e satânica religião suméria, praticada por muitos da elite dos EUA.

Um dos especialistas mais conhecedores da América sobre a antiga religião suméria satânica e suas práticas modernas pela CIA e outros globalistas da elite, conclui o relatório, é um ex – oficial do Exército dos EUA chamado Tom Cotton – que há muito avisa sobre a corrupção do sangue  com o seu apelo à detenção de terroristas não só “controlados” da CIA, mas também de suas famílias – e quem agora é o membro mais novo do Senado dos EUA – e a quem o presidente Trump pode logo fazer como novo diretor da CIA para destruir este corrupto e satânico cartel de drogas da CIA de uma vez e para todo o sempre.  


Sobre os controladores do sistema, leitura adicional:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

thoth(172x226)www.thoth3126.com.br

 

17 Responses to “Espasmos de Morte” da C.I.A. reverberam através do Globo, após ataque frontal de Trump

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.