browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Garoto inglês de 15 anos hackeia CIA e FBI e expõe planos do Deep State

Posted by on 22/01/2018

Um garoto britânico de apenas quinze anos controlava os computadores, e-mails, dispositivos móveis (celulares) e televisões de suas vítimas através das quais teve acesso a informações secretas sobre as operações da inteligência dos EUA no Afeganistão e no Irã, se apresentando como diretor da CIA, relata a mídia do país. O sistema de controle começa a ser exposto, até mesmo de forma ridícula. Sinais dos tempos…

Edição e imagensThoth3126@protonmail.ch

Garoto inglês de 15 anos hackeia CIA e FBI se fazendo passar por seus chefes. Os serviços de “inteligência” sendo expostos ao ridículo, o sistema de controle esta ruindo.

Fonte: https://br.sputniknews.com/ e http://www.whatdoesitmean.com/

A partir de sua casa localizada no condado britânico de Leicestershire, Kane Gamble utilizou a engenharia social, a prática de obter informações confidenciais através da manipulação dos usuários legítimos, para acessar e-mails, computadores, dispositivos móveis e até algumas TVs dos pesos pesados, a “elite” dos serviços secretos norte-americanos, informa o diário The Telegraph.

Kane Gamble

A série de “hackeamentos” de Gamble ocorreu ainda em 2015, quando ele tinha apenas 15 anos, mas os detalhes das suas atividades ilegais foram divulgados só nesta semana, em uma audiência realizada nos tribunais britânicos.

Kane conseguiu infiltrar os sistemas de segurança informática do então chefe da CIA, John Brennan, e do vice-diretor do FBI, Mark Giuliano. Quando o acesso foi bloqueado, o adolescente se fez passar por suas vítimas para poder mudar senhas e perguntas de segurança para continuar com os seus objetivos.

Essa mesma prática foi usada com o ex-secretário da Segurança Nacional, Jeh Johnson e com o diretor da Agência de Inteligência Nacional (DIA) do governo de Barack Obama, James Clapper, entre outros.

Gamble “zombou de suas vítimas, divulgando informações pessoais, assediando-os com chamadas e mensagens, baixou pornografia em seus computadores e assumiu o controle de seus dispositivos móveis e televisões”, disse o procurador durante o julgamento.

Usando apenas suas habilidades de “engenharia social“,  o adolescente britânico Kane Gamble , de 15 anos , desde seu “covil de espiões” do seu quarto de infância, conduziu sozinho uma das intrusões mais massivas à comunidade de inteligência dos EUA já conhecida, quando ainda dominada pelo Deep State no governo do marionete Obama – invasão que durou “incríveis 8 meses“.

Durante este período foi roubado alguns dos segredos mais altamente classificados do Deep State,  aterrorizando todos os  altos funcionários de inteligência do regime de Obama, colocando até mesmo pornografia nos computadores das principais autoridades de inteligência dos EUA e, o mais importante, a obtenção de ferramentas classificadas e mensagens de texto de 20 mil funcionários do FBI – onde estavam detalhados os principais objetivos do “governo” (do Deep State) de Obama e que incluíram hacking dos seguintes funcionários:

O diretor da CIA, John Brennan , o diretor de Inteligência Nacional James Clapper , o secretário de Segurança Interna dos EUA, Jeh Johnson , o vice-diretor do FBI Mark Giuliano, o agente do FBI Amy Hess, o diretor do Escritório de Ciência e Tecnologia John Holdren, a Eexecutiva Vonna Weir Heaton da Agência de Inteligência da US National Geospatial Intelligence e o Assessor de Segurança Nacional da Casa Branca, Avril Haines.

O “hacking” continuou por oito meses e terminou em fevereiro de 2016, quando Kane acessou a rede do Departamento de Justiça dos EUA, após o que as autoridades norte-americanas contataram a polícia britânica e o menor foi preso. Gamble, que hoje tem 18 anos, se confessou culpado de 10 crimes e sua sentença será anunciada em uma audiência futura.

A incrível lista de coisas que um adolescente fez durante ataques cibernéticos contra altos funcionários dos serviços de inteligência dos EUA

O que não foi tornado público é que o  recente presidente eleito dos EUA, Donald Trump, recebeu do então diretor da Agência de Segurança Nacional do (des)governo Obama, o almirante Mike Rogers, toda a informação dos planos secretos do “Deep State” hackeados pelo garoto espião inglês, inclusive um plano para impedir e se necessário, até mesmo eliminar Trump para que ele não assumisse o governo dos EUA.  O Almirante Mike Roger é diretor da poderosa NSA do governo Trump.


“Portanto, não os temais; porque nada há encoberto que não haja de revelar-se, nem oculto que não haja de saber-se”.  Mateus 10:26

“Porque nada há encoberto que não haja de ser manifesto; e nada se faz para ficar oculto, mas para ser descoberto”.   Marcos 4:22


Mais informações, leitura adicional:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

thoth(172x226)www.thoth3126.com.br

55 Responses to Garoto inglês de 15 anos hackeia CIA e FBI e expõe planos do Deep State

  1. Silvio J. B. Maia

    Como sabem os usuários avançados muito boa parte do que se processa é por intuição -luminais unidos nos dois lados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *