browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Grupo Bilderberg: reunião secreta da Elite na Suíça começa hoje

Posted by on 30/05/2019

Nessa quinta-feira, uma das organizações secretas mais controversas do mundo – o Grupo Bilderberg – vai iniciar uma reunião de quatro dias novamente a portas fechadas em um {como sempre} resort de luxo em Montreux, na Suíça.  O grupo tem cerca de 130 líderes políticos da elite global {marionetes} – e há entre os convidados figuras importantes da indústria, finanças, academia científica, indústria de defesa e da mídia mainstream. Este ano, entre os convidados norte americanos da Elite estão Jared Kushner, genro do presidente Donald Trump, Satya Nadella, CEO da Microsoft, Eric Schmidt, ex-presidente do Google, o bilionário Peter Thiel, fundador do PayPal, o ex-secretário de Estado Henry Kissinger… 

Edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Grupo Bilderberg: o Secreto e Fechado Clube da elite global que se encontra todos os anos em hotéis de luxo

Fonte:  https://www.bbc.com/portuguese/internacional-48440059

Não importa quais jornais você leia, canais de TV você assista ou rede social que você use, provavelmente será impossível ler relatos sobre esse encontro em veículos da Mídia Mainstream, porque nenhum jornalista vai presenciar a conferência – eles são todos proibidos de entrar.

A Elite global

Este ano, entre os convidados norte americanos da Elite estão Jared Kushner, genro do presidente Donald Trump, Satya Nadella, CEO da Microsoft, Eric Schmidt, ex-presidente do Google, o bilionário Peter Thiel, fundador do PayPal, e o ex-secretário de Estado Henry Kissinger. Os participantes de outros países são tão proeminentes quanto os americanos. Mas não são apenas figuras que já estão no topo da economia e do poder. Há também gente que está subindo nessa trajetória.

Quando Bill Clinton compareceu em 1991, ainda não estava claro se ele seria indicado pelo Partido Democrata para concorrer à Presidência dos Estados Unidos no ano seguinte. Ele acabou ganhando a indicação e as eleições, vencendo George H. W. Bush (1924-2018).

O ex Primeiro Ministro britânico Tony Blair foi ao evento em 1993. Ele só se tornaria líder do Partido Trabalhista no ano seguinte, após a morte de John Smith. Três anos depois, Blair foi eleito primeiro-ministro do Reino Unido.

Diplomacia ou conspiração?

Mas será que o Grupo Bilderberg é apenas uma chance para os membros da elite mundial falar de maneira aberta e relaxada apenas para um grupo seleto? Ou é, como seus maiores críticos afirmam, ele é um círculo fechado que busca minar a democracia global?

Os teóricos da conspiração acusam o Grupo Bilderberg de quase tudo: desde criar deliberadamente crises financeiras até planejar matar 80% da população mundial. Leia as pedras guia da Geórgia.

Das cinzas da guerra

A longa e misteriosa história do Grupo Bilderberg explica em partes as fortes acusações que ele atrai. O primeiro encontro ocorreu em 1954, com o objetivo de reforçar as relações entre os EUA e a Europa e impedir outro conflito global depois da Segunda Guerra Mundial.

Desde então, tudo o que é dito e tudo que foi debatido no encontro fica em segredo. E o método se repete há décadas. Nenhum jornalista é convidado, nenhum comunicado é enviado à imprensa após a conclusão das reuniões e a organização mantém apenas um site básico que parece ter sido desenvolvido nos anos 1990.

As Pedras Guia da Geórgia (Georgia Guidestones) é um monumento em granito localizado num cume no condado de Elbert, estado norte-americano da Geórgia. O monumento fica a 72 quilômetros de Atlanta, no estado da Geórgia, e são visíveis da Rodovia 77 (Highway 77). O granito da região é um dos melhores de todo o mundo, clima moderado e a posição geográfica (ponto mais elevado do condado) foram essenciais para a sua construção. FONTE

Apenas um lugar para conversar?

Porém, apesar de o Grupo Bilderberg parecer um clube privado para vilões no estilo da série de James Bond, comentaristas políticos e econômicos dizem que ele é muito menos sinistro do que parece. David Aaronovitch, colunista do jornal britânico The Times, diz que o medo das pessoas em relação ao Grupo Bilderberg “é ridículo.”

“É realmente um clube de jantar ocasional para os ricos e poderosos”, argumenta.

Denis Healey, que foi cofundador do grupo e chanceler da Grã-Bretanha na década de 1970, disse ao jornalista Jon Ronson em seu livro Them (Eles, em tradução literal), que as pessoas ignoram os “benefícios” práticos do encontro.

“Bilderberg é o grupo internacional mais útil de que já participei”, disse ele. “A confidencialidade permite que as pessoas falem honestamente sem medo da repercussão.”

Os defensores do Grupo Bilderberg dizem que sigilo permite que os participantes falem francamente a verdade umas às outras, sem se preocupar com o impacto político das falas ou de como elas serão divulgadas pela imprensa, já que nunca há qualquer tipo de divulgação.

Grupo Bilderberg ou Clube Bilderberg é uma conferência anual privada estabelecida em 1954 para cerca de 150 especialistas em política, indústria, finanças, defesa, educação e meios de comunicação que fazem parte da elite política e econômica da Europa e da América anglo-saxônica. A primeira conferência foi realizada no Hotel de Bilderberg em Oosterbeek, Países Baixos, de 29 a 31 maio de 1954. O local deu origem ao nome do grupo.

O Poder real

Mas esses argumentos não significam que o grupo não seja poderoso. Os teóricos da conspiração têm um argumento razoável, diz o professor Andrew Kakabadse, coautor do livro “Bilderberg People: Elite Power and Consensus in World AffairsO grupo tem um poder genuíno que supera de longe o Fórum Econômico Mundial, que se reúne em Davos, argumenta ele. E como o encontro é secreto, é fácil entender por que as pessoas estão preocupadas com sua influência.

No evento, a agenda, que reúne elites políticas tanto da direita quanto da esquerda, mistura-se a um ambiente descontraído e luxuoso. O tema das reuniões do Grupo Bilderberg seria reforçar um consenso em torno do capitalismo ocidental do livre mercado e seus interesses em todo o mundo, diz Kakabadse.

“O Grupo Bilderberg propõe uma ideia de um governo mundial único, uma Nova Ordem Mundial? Em um certo sentido sim. Há um movimento muito forte para ter um governo mundial único nos moldes do capitalismo ocidental de livre mercado”, afirma Kakabadse.

Medo

James McConnachie, coautor do “Rough Guide to Conspiracy Theories (Guia bruto das teorias da conspiração, em tradução livre), diz que a natureza secreta de tais grupos como o Grupo Bilderberg permite que os manifestantes projetem seus próprios medos neles.

Nos Estados Unidos, o receio mais extremo sobre o Grupo Bilderberg é de que ele seja uma seita oculta administrada pela União Europeia e que ameaça as liberdades americanas. Na Europa, a visão sobre o grupo é frequentemente a reunião de um grupo da elite global do livre mercado tentando fazer avançar uma agenda de direita para a sociedade.

Pessoas protestam contra encontro do Grupo Bilderberg e New World Order (Nova Ordem Mundial) no centro de Barcelona © Gustau Nacarino / Reuters

Críticas de pessoas alienadas que buscam ordem em um mundo caótico podem ser verdadeiras, mas há muito mais do que isso, argumenta McConnachie. “A outra explicação é mais perigosa. Os teóricos da conspiração podem estar certos em alguns pontos, mas exageram na forma como articulam os argumentos.”

O Grupo Bilderberg combina com boa parte das teorias da conspiração sobre um grupo secreto que tenta moldar a direção do mundo, diz McConnachie.

“A única diferença é o grau de vilania”, diz ele. “Eles tendem a ver esse grupo como um mal absoluto. Mas as coisas são mais sutis do que isso.”

Muitas histórias extremistas sobre grupos sombrios que governam o mundo têm origem antissemita e sem base verídica sobre os judeus, argumenta McConnachie.

“Ocasionalmente você tem de dar crédito aos teóricos da conspiração que levantam questões ignoradas pela imprensa tradicional. Só recentemente a grande mídia passou a se importar com o Grupo Bilderberg.  A mídia estaria publicando reportagens sobre o assunto se não houvesse essas teorias por aí?”, questiona o autor.

Irracional

Aaronovitch discorda. Acreditar em teorias da conspiração estimula o ódio a certos grupos e obstrui uma visão racional do mundo.

“Ter uma forte crença no poder do Grupo Bilderberg significa acreditar em uma fantasia”, diz ele. “Isso sugere que existem pessoas agindo como um poder superior”, afirma. “Pode ser uma forma de terapia, mas tem pessoas acreditando em uma mensagem “anti-científica”, diz David Aaronovitch.


{Excerto do post  Grupo Bilderberg e o controle da Terra por ETs: Aliens governam o planeta:

A seguinte história me foi contada por um ex-funcionário de hotel que havia trabalhado em um local onde o Grupo BILDERBERG esteve reunido em um determinado ano. Este foi o ano (foi em 1991, no ano seguinte ele foi eleito presidente dos EUA) em que Bill Clinton participou da reunião de acordo com esse funcionário. Eu conheço este antigo funcionário de hotel e simplesmente vou me referir a esta pessoa como o Sr. B, para manter em sigilo a sua identificação. Eu conheço o Sr. B como uma pessoa muito confiável, e ele não tinha nenhuma razão para fabricar o fato que se segue e que descreveu.

Enquanto estava no trabalho durante aquela reunião anual do Grupo BILDERBERG, o Sr. B foi instruído para entregar uma mensagem importante para uma pessoa específica que estava participando de uma reunião em uma das salas menores para reuniões, sendo utilizadas pelos membros do Grupo BILDERBERG. Como agora já é um fato bem conhecido, é uma tradição dos membros do Grupo BILDERBERG o hábito de contratar um hotel inteiro para seu uso exclusivo durante essa sua reunião anual.

Todos os funcionários do hotel estão, durante o evento, basicamente existindo para servir as necessidades dos participantes durante a reunião. Então, não foi incomum para o Sr. B lhe ser dada uma tarefa que ele então era o responsável para executar. Inicialmente, ao Sr. B foi lhe recusada a entrada na sala de reuniões e ao mesmo tempo ele foi convidado para entregar a mensagem para outra pessoa. O Sr. B insistiu que ele estava sob estritas ordens para entregar a mensagem pessoalmente ao destinatário. Depois de alguma discussão acalorada, foi dada permissão ao Sr. B para entrar na sala de reuniões. 

 

É quando as coisas ficam muito bizarras: 

“O Sr. B alegou, que ao entrar na sala, viu cerca de 24 pessoas sentadas ao redor de uma grande mesa retangular. Eles estavam falando em meio a uma cacofonia de sons, nenhum dos quais era inteligível. Não se parecia com qualquer língua que o Sr. B tivesse ouvido falar antes. O Sr. B também não conseguia ver nenhum rosto dos que estavam sentados ao redor da mesa. Ele podia ver seus corpos físicos vestidos com seus ternos, e etc, mas os rostos estavam envolvidos em algo nebuloso, devido a algum tipo de neblina ou nevoeiro. 

O Sr. B relatou que havia um campo de intensa energia que permeava e envolvia toda a sala – aquilo tudo era definitivamente muito incomum e ele sentiu como se fosse oriundo de outro mundo. O Sr. B sentiu um forte ressentimento sendo projetado em sua direção e sobre a sua indesejada presença. Ele foi dirigido para a pessoa a quem ele tinha que entregar a mensagem. O Sr. B entregou a mesma e prontamente deixou o local. Ele não tinha conhecimento do conteúdo da mensagem. Logo após sair da sala, o Sr. B experimentou uma enorme dor de cabeça, que durou vários dias e ele teve que tirar uma folga por causa disso.”

Essa “experiência” do Sr. B sugere que um elemento dentro do Grupo BILDERBERG  tem uma composição e agenda literalmente de outro mundo. É muito provável que o Sr. B tenha assistido o misterioso Comitê Executivo do Grupo BILDERBERG em sessão ordinária, e que as pessoas que comandam o Grupo BILDERBERG  podem estar em contato com e/ou são controladas por uma força externa de um outro PLANETA !!! (n.t. Ou nível de consciência, nesse caso das trevas ???) Fim de citação}


Image result for puppet gif

A Matrix (o SISTEMA de CONTROLE MENTAL):   “A Matrix é um sistema de controle, NEO. Esse sistema é o nosso inimigo. Mas quando você está dentro dele, olha em volta, e o que você vê? Empresários, professores, advogados, políticos, carpinteiros, sacerdotes, homens e mulheres… 

As mesmas mentes das pessoas que estamos tentando salvar. “Mas até que nós consigamos salvá-los, essas pessoas ainda serão parte desse sistema de controle e isso os transformam em nossos inimigos. Você precisa entender, a maioria dessas pessoas não está preparada para ser desconectada da Matrix de Controle Mental. E muitos deles estão tão habituados, tão desesperadamente dependentes do sistema, que eles vão lutar contra você  para proteger o próprio sistema de controle que aprisiona suas mentes …”


Mais informações, leitura adicional:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.