browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Guerra de Trump ao Deep State em nova escalada: prisões em massa à vista?

Posted by on 01/02/2018

Um novo relatório do Serviço de Inteligência Estrangeira ( SVR ), circulando no Kremlin, revela que o Diretor do SRV Sergey Naryshkin foi  convocado para encontro em Washington DC na  semana passada para se reunir com o Chefe do Estado Maior da Casa Branca, John Kelly, o Secretário de Defesa dos EUA, o general James “Mad (Cachorro Louco) Dog” Mattis e o diretor da CIA, Mike Pompeo. O assunto foi a luta do governo de Trump contra o DEEP STATE.

Tradução, edição e imagensThoth3126@protonmail.ch

Chefe da Inteligência russa foi convocado para reunião em Washington, disse que Trump esta considerando efetuar prisões em massa de seus inimigos do Deep State.

Fonte: http://fourwinds10.com/

Durante esta reunião histórica, eles forneceram uma prova documental ao diretor do SVR, Naryshkin  provando que o general do exército americano Joseph Votel, o comandante do  Comando de Operações Especiais dos Estados Unidos (USSOCOM) desobedeceu uma ordem direta do presidente Donald Trump quando ele apareceu de forma surpreendente na rede norte americana de notícias por cabo CNN e ameaçou as forças militares  turcas na Síria – e também durante essa reunião, esses altos funcionários dos EUA declararam ainda que Trump está considerando ordenar a prisão em massa de seus inimigos do “Deep – Estado profundo – State” que estão tentando derrubá-lo com um golpe.

De acordo com este relatório, o presidente Trump, durante a última quinzena, superou habilmente seus inimigos do “Deep State” cortando todas as armas para a CIA apoiar os terroristas na Síria , ordenando que todas as armas pesadas lhes fossem devolvidas e que ordenasse à CIA que declarasse os militantes que estavam apoiando os rebeldes na Síria como terroristas – impedindo assim um choque entre as forças turcas (que acabavam de atacar região da Síria para destruir todos esses terroristas apoiados pelos norte americanos) e as forças dos EUA ilegalmente lá estacionadas. 

Após o presidente Trump fazer suas promessas para a Turquia que o EUA já não seria apoiar os terroristas criados e financiados pela CIA, este relatório continua, as forças turcas, em seguida, ordenaram que os americanos desocupassem imediatamente suas bases militares ilegais na Síria estacionadas no distrito de Manbij onde estes terroristas estão sendo treinados – Mas essa estratégia foi contrabalançada pelo general Votel (um agente do Deep State) que apareceu publicamente na CNN para declarar que suas forças dos EUA não iriam sair, preparando o cenário para a ignição de uma guerra global.

É importante notar sobre o General Votel, é que ele é um conhecido agente de longo prazo do “Deep State” que, em 2014, foi nomeado pelo presidente Obama como comandante do Comando de Operações Especiais dos Estados Unidos – e a quem o presidente turco Recep Erdoğan acusou de estar por detrás da tentativa de golpe de Estado de 15 de julho de 2016 contra ele – e que o então candidato presidencial norte – americano Donald Trump previu ansiosamente que ele também o enfrentaria, se ele ganhasse a presidência – e quem, quando milhões de cidadãos turcos tomaram as ruas para defender o mandato do presidente Erdoğan desse golpe declarou:

Parece que um golpe militar está em andamento na Turquia. Eles estão levando tomando o país de volta!   Será o mesmo nos EUA, se eu for presidente! 

Para a probabilidade de o presidente Trump estar de fato sendo confrontado com um golpe do “Estado profundo“, este relatório diz que a evidência está crescendo a cada dia – e que o deputado dos Estados Unidos, Matt Gaetz, advertiu incrivelmente que é devido a que “a elite criminosa dos EUA esta sabendo que eles são sendo perseguidos“, e cujo último golpe contra eles ocorreu domingo (28 de janeiro), quando o diretor do FBI, Christopher Wray, leu o que está sendo chamado “The Memo” e “ficou chocado com o seu conteúdo“- e isso o levou a demitir o vice-diretor do FBI Andrew McCabe imediatamente e prometendo que “mais cabeças vão rolar” – com o Congresso dos EUA , então, há apenas algumas horas, votar para tornar o acesso do documento “The Memo” disponível para o povo americano também .

Em retaliação rápida contra o presidente Trump, forças lideradas pelo judeu khazar George Soros do “Estado Profundo” e financiador do movimento comunista MoveOn.org anti Trump e o bilionário de esquerda mega-doador do Partido Democrata Tom Steyer, reuniu rapidamente uma reunião de membros das principais elites da América que incluiu estrelas de Hollywood e artistas da música – a qual, em sua reunião radical da cidade de Nova York, chamaram de “People’s State of the Union” prometeu destruir os Estados Unidos e realizar um reinado de terror e genocídio:

“Removendo Trump, e Pence, e todos os demais desprezíveis … ainda não será suficiente.  Devemos  em primeiro lugar remover e substituir o sistema e a cultura que nos deu Trump. À medida que procuramos nos livrar de Trump, devemos também limpar a alma americana do nosso privilégio masculino branco”.

Celebridades, atores e ativistas reuniram-se na cidade de Nova York na noite de segunda-feira para o “Estado Popular da União”, uma manifestação pública destinada a servir de contra-programação para o primeiro discurso do presidente Donald Trump na terça-feira (30).

Ao saber que o “Estado Profundo” planejava a destruição dos Estados Unidos para derrotá-lo e seus ideais de Deus, Família e América Primeiro, esse relatório continua, não foi coincidência que o Presidente Trump escolheu a Bíblia de Lincoln para fazer seu juramento de posse – pois foi com essa Bíblia que foi usada pelo presidente Abraham Lincoln quando ele também tomou posse como presidente dos EUA em 4 de março de 1861 – e quem, ao tomar o poder, como Trump hoje, foi confrontado por um Partido Democrata com intenção de ir à guerra – com os americanos ainda hoje sabendo ser verdade que o Partido Democrata defendia a escravidão, iniciou a Guerra Civil, fundou a KKK e lutou contra todos os principais atos dos direitos civis na história dos EUA.

Com o que o presidente Trump está enfrentando hoje, este relatório explica, assim como o presidente Lincoln foi confrontado por um Partido Democrata radical e fanático alinhado com a mídia mainstream da época (como nos dias de hoje) ao establishment com a intenção de sua destruição, mas que Lincoln respondeu ao fechar mais de 300 jornais alinhados ao Partido Democrata e encomendar seu Departamento de Guerra para prender dezenas de milhares (a estimativa mais baixa é 13.535) de seus jornalistas, editores e proprietários.

Com o presidente Lincoln, tendo confiado no Artigo 1, Seção 9, Cláusula 2 da Constituição dos EUA, que exige que:

O privilégio do recurso de habeas corpus não seja suspenso, a menos que, em caso de rebelião ou invasão, a segurança pública possa exigir isso”.

– e sua Lei de Suspensão de Habeas Corpus de 1863 para justificar legalmente suas prisões em massa, observa este relatório, a temível e formidável arma que o Presidente Trump tem à disposição para o mesmo momento está contida em uma lei que ele apenas reautorizou há semanas (em 12 de dezembro de 2017) chamada Lei de Autorização de Defesa Nacional (NDAA) – e cujas disposições autoriza a detenção militar indefinida, sem acusação ou julgamento, de qualquer pessoa rotulada de “beligerante“contra o estado de direito – incluindo um cidadão americano.

E tendo ignorado esse grave perigo, este relatório detalha, o “Estado (Deep State) Profundo” e seus apoiantes já atravessaram a linha vermelha e, de fato, se tornaram “beligerantes” contra o governo legalmente constituído – e conforme definido pelo código abrangente do Capítulo 18 – TREASON, SEDITION E SUBVERSIVE ACTIVIDADES – o mais grave dos quais é o Código 18 dos EUA, parágrafo 2385 – Advogando derrubar o governo que diz:

“Quem, consciente e/ou deliberadamente, defende, instrui, aconselha ou ensine o dever, a necessidade, a conveniência ou a propriedade de derrubar ou destruir o governo dos Estados Unidos ou o governo de qualquer Estado, Território, Distrito ou Posse dele ou o governo de qualquer subdivisão política nele, por força ou violência, ou pelo assassinato de qualquer funcionário de tal governo; ou;

“Quem, com a intenção de causar a derrubada ou a destruição de tal governo, imprima, publica, edita, emite, circula, vende, distribui ou exibe publicamente qualquer matéria escrita ou impressa que defenda, aconselhe ou ensine o dever, necessidade, desejabilidade, ou intenção de derrubar ou destruir qualquer governo nos Estados Unidos por força ou violência, ou tentar fazê-lo; ou

“Quem organiza ou ajuda ou tenta organizar qualquer sociedade, grupo ou assembléia de pessoas que ensinem, defendam ou incentivem a derrubada ou destruição de qualquer governo por força ou violência; ou se torna ou é membro ou afiliado de qualquer sociedade, grupo ou assembléia de pessoas, conhecendo os seus propósitos –

“Serão multados sob este título ou presos por no máximo vinte anos, ou ambos, e serão inelegíveis para o emprego pelos Estados Unidos ou qualquer departamento ou agência do mesmo, pelos cinco anos subsequentes à sua condenação”.

Com o “Deep State” agora tentando sabotar o mercado de ações dos EUA por ter seus grandes fundos de pensão sindicais despejando todas as suas ações, enquanto ao mesmo tempo o povo  americano não está sendo informado de que o gás natural russo está sendo apressado para salvar  a América, usado para abastecer a rede de energia das Regiões do Nordeste (Nova Inglaterra) que está próxima do colapso por causa do inverno rigoroso, diz o relatório, o último “jogo” usando a retórica contra a Rússia  desempenhado por essas elites do Deep State é o lançamento da chamada “Lista de Oligarcas” – que nomeia 210 (114 figuras políticas seniores e 96 oligarcas) cidadãos russos por razões que ainda não são claras, além de que todos são ricos – e que o embaixador de Trump na Rússia, Jon Huntsman, pediu a Moscou “não reagir de forma muito emocional” – e que o  presidente Putin disse que estava triste por não ser incluído nesta lista, e que resumiu este último efeito de estratagemas de propaganda afirmando: “Os cães latem, mas a caravana passa“.

Assim, com o “Estado Profundo” tão preocupado com os russos ricos, e se o Presidente Trump, de fato, começar a prisões em massa de membros do Deep State, conclui este relatório, os analistas de SVR sugerem que ele poderia começar com a ” Lista dos Oligarcas” americanos que possui 540 bilionários nos Estados Unidos com um valor líquido combinado de US$ 2,4 trilhões – todos os quais agora estão tremendo de medo sobre a libertação pendente do livro bomba “Secret Empires: How Our Politicians Hide Corruption and Enrich Their Families and Friends” que irá expor seus crimes maciços para todos (pelo menos os que são curiosos) verem.

Você já se perguntou por que o “Estado Profundo” precisa que 327 milhões de cidadãos americanos realmente acreditem que 143 milhões de cidadãos russos são o seu inimigo mais terrível – afinal, se o povo americano soubesse a verdade de que uma nação menos povoada como a Rússia tem uma dívida nacional de US$ 195 bilhões (em oposição aos EUA com uma dívida nacional de US$ 21 trilhões – cada americano “deve” US$ 60.500), vivem no maior país do mundo com recursos naturais de US$ 75 trilhões – podem voltar à sanidade e começar a perceber quem são os seus verdadeiros inimigos. 

© EU e EUA todos os direitos reservados. A permissão para usar este relatório na sua totalidade é concedida sob a condição de estar vinculada de volta à sua fonte original no WhatDoesItMean.Com  Conteúdo de base livre licenciado sob CC-BY e GFDL.


Matrix (o SISTEMA de CONTROLE)

“A Matrix é um sistema de controle, NEO. Esse sistema é o nosso inimigo. Mas quando você está dentro dele, olha em volta, e o que você vê? Empresários, professores, advogados, políticos, carpinteiros, sacerdotes, homens e mulheres… As mesmas mentes das pessoas que estamos tentando salvar. 

Mas até que nós consigamos salvá-los, essas pessoas ainda serão parte desse sistema de controle e isso os transformam em nossos inimigos. Você precisa entender, a maioria dessas pessoas não está preparada para ser desconectada da Matrix de Controle. E muitos deles estão tão habituados, tão profunda e desesperadamente dependentes do sistema, que eles vão lutar contra você  para proteger o próprio sistema de controle que aprisiona suas mentes …” 


Mais informações, leitura adicional:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

thoth(172x226)www.thoth3126.com.br

 

 

 

67 Responses to Guerra de Trump ao Deep State em nova escalada: prisões em massa à vista?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.