browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Imprensa Ocidental corrupta, prostituída e controlada pelo sistema ignora Assange

Posted by on 10/06/2019

Quando Julian Assange foi arrastado à força da embaixada equatoriana em Londres e preso pela polícia por ordem da Justiça, à pedido do governo dos Estados Unidos, a maioria dos “jornalistas” ocidentais zombou, riu e fez fila para lavar as mãos dele publicamente. Os artigos de opinião e as peças de pensamento que declararam que Assange não era “um jornalista” {afinal ela era um mero “denunciante”} vieram de forma grossa e rápida. Hackers presunçosos diminuíram sua importância no Twitter. Eles ansiosamente  compartilharam rumores loucos sobre seus hábitos pessoais. 

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

“Jornalistas” da Mídia Maistream (MSM) estão em silêncio sobre a situação de Assange, pois  são cúmplices em sua prisão e tortura

Muitos compraram a linha de pensamento de que foi seu suposto “mau comportamento” que levou Quito a expulsá-lo da embaixada do Equador em Londres subitamente depois de sete anos – e defenderam a administração Trump ao arcar com uma acusação de conspiração por ele hackear um computador do governo, argumentando que realmente Assange não era assim um “grande negócio”. O denunciante das atrocidades dos governos não estava em seu clube, então havia pouca necessidade de defendê-lo.

Essa resposta indiferente à prisão do jornalista e denunciante mais importante de nosso tempo foi exatamente no que as autoridades britânicas e norte-americanas mais confiaram – e eles não ficaram desapontados. A indiferença dos “meios de comunicação e seus jornalistas” de ambos os lados do Atlântico à situação de Assange foi como uma luz verde piscando para as “autoridades” para intensificar as coisas contra ele, o que é claro que eles fizeram, anunciando 17 novas acusações em maio.

Foi nesse ponto que os “jornalistas {muitos comprados pela CIA} tradicionais” de repente começaram a perceber algo mais.  Agora, desde as novas acusações relacionadas à publicação real de material classificado, tudo isso estava começando a parecer um “pouco incompleto”. Se Assange pudesse ser perseguido por publicar documentos secretos, mas muito reveladores de uma realidade escondida pelos governos ocidentais, por que não poderia o mesmo acontecer a um jornalista do New York Times? E assim começaram a surgir as fracas defesas de Assange, oferecidas por puro interesse próprio e MEDO. O New York Times, o Washington Post, a CNN, a Fox News e uma série de outros “grandes veículos da Mídia Maistream” de repente se sentiram compelidos a tomar uma posição. Mesmo a fervorosa Rachel Maddow que odiava Assange, defendeu “o cara do WikiLeaks” na MSNBC.

É uma pena vergonhosa que eles não tenham sido despertados para essa ameaça contra o “jornalismo” durante os sete anos que Assange definhava na embaixada equatoriana temendo acusações dos EUA e possível extradição – mas eles estavam muito ocupados destruindo seu personagem, espalhando mentiras sobre o WikiLeaks sendo uma operação de inteligência russa {de novo a Rússia} e argumentando que era apenas o seu  “orgulho” que o impedia de sair pela porta. Em outras palavras, por sete anos, eles foram cúmplices na prisão e tortura de Assange dentro da embaixada – e somente quando parecia que seu destino poderia estar entrelaçado com o deles, eles finalmente “abriram os olhos”.

Muitos que relutantemente se opõem às últimas acusações, ainda apimentam suas defesas débeis e desapaixonadas com declarações narcísicas sobre como eles não gostam de Assange pessoalmente, apesar do fato de que enquanto sua vida está em jogo pelo crime de expor crimes do governo americano, seus traços de caráter deve ser totalmente irrelevante.

Estes “jornalistas” covardes, repentinamente cientes da ameaça à sua profissão, não devem esperar elogios e parabéns por fazer o mínimo para defender um homem que o relator especial da ONU sobre tortura Nils Melzer disse que exibe sinais graves de tortura psicológica devido ao seu longo prazo de confinamento arbitrário, perseguição judicial sistemática, assédio e “ridicularização coletiva deliberada, insultos e humilhação”. Perguntado se ele temia que Assange pudesse morrer na prisão, Melzer disse que há um medo “muito real” de que isso aconteça.

Os médicos que visitaram Assange na embaixada de Londres em 2018 imploraram às autoridades que permitissem que ele fosse levado a um hospital para receber os cuidados adequados. Onde então estava a “grande mídia e seus jornalistas”? Em 2016, um Grupo de Trabalho da ONU sobre Detenção Arbitrária pediu sua libertação e argumentou que o Reino Unido e a Suécia – onde Assange enfrenta acusações de estupro duvidosas – deveriam compensá-lo por “privação de liberdade”. Onde os “jornalistas” estavam então? Quando Assange foi finalmente preso, seu asilo legal foi violado e levado a uma prisão de segurança máxima em vez de hospital, onde eles estavam então?

 – A C.I.A. é DONA da mídia  dos EUA e Europa

Qualquer humano levemente compassivo pode imaginar o que sete anos dentro de um espaço confinado, monitorado de perto e sem acesso a tratamento médico adequado, a luz do sol e ao ar fresco faria a eles, tanto mental quanto fisicamente. No entanto, ao vê-lo arrastado pelas portas da embaixada em abril, visivelmente frágil e doente, os “jornalistas” fizeram piadas no Twitter sobre o preço que o calvário lhe causara.

Ainda há muitos na mídia; desde analistas, alguns que se dizem jornalistas, que se recusam a defendê-lo – e cada um deles é cúmplice em sua contínua perseguição. Uma maneira de saber com certeza o quão insinceros e hipócritas os jornalistas ocidentais são quando se trata de suas preocupações com uma {pseudo} imprensa livre é examinar a imediata manifestação de simpatia e indignação pelo jornalista russo Ivan Golunov na semana passada. O fato é que batalhar por um jornalista russo faz com que eles se sintam bem, mas defender o homem que Hillary Clinton culpa por sua derrota para Donald Trump e que expôs e envergonhou o império dos EUA, que eles continuamente protegem, é demais para eles para lidar.

Agora que Assange está ao alcance da máquina do governo {DEEP STATE} dos EUA, aqueles de nós preocupados com sua situação temem que nada possa ser feito para salvá-lo da extradição e da vida na prisão, ou pior. Seus partidários continuarão a protestar e manter vigílias. Mídia independente e alternativa continuará a destacar as muitas injustiças que cercam seu caso – mas a realidade é que nada disso pode fazer qualquer diferença.

A única coisa, no entanto, que poderia afetar o destino de Assange é a pressão consistente de grandes empresas influentes e decentes jornalistas proeminentes. Se o governo britânico enfrentou indignação generalizada – tanto da mídia quanto do público – por causa do tratamento dado a ele, ele pode ter uma chance melhor, ou talvez não, mas é um abandono do dever não tentar fazê-lo.


“Existem três coisas que não podem ser escondidas por muito tempo: a  Lua, o Sol e a VERDADE” – Sidhartha Gautama (Budha)


Image result for puppet gifA Matrix (o SISTEMA de CONTROLE MENTAL):   “A Matrix é um sistema de controle, NEO. Esse sistema é o nosso inimigo. Mas quando você está dentro dele, olha em volta, e o que você vê? Empresários, professores, advogados, políticos, carpinteiros, sacerdotes, homens e mulheres… 

As mesmas mentes das pessoas que estamos tentando salvar. “Mas até que nós consigamos salvá-los, essas pessoas ainda serão parte desse sistema de controle e isso os transformam em nossos inimigos. Você precisa entender, a maioria dessas pessoas não está preparada para ser desconectada da Matrix de Controle Mental. E muitos deles estão tão habituados, tão desesperadamente dependentes do sistema, que eles vão lutar contra você  para proteger o próprio sistema de controle que aprisiona suas mentes …”


Mais informações, leitura adicional:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.