browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Incêndios na Austrália: ‘Isto não é um incêndio florestal, é uma bomba atômica’

Posted by on 06/01/2020

O governo da Austrália anunciou que convocará 3.000 reservistas militares para enfrentar uma crise sem precedentes de incêndios florestais que está produzindo “tornados de fogo”,  um pesadelo – tornados ciclônicos de incêndio – e condições que  alguns estão comparando como as consequências da devastação por uma guerra nuclear tamanha a devastadora e inédita violência dos incêndios.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

“É tão devastador quanto uma bomba atômica” – Austrália emprega militares enquanto tempestade monstruosa cria sua própria crise climática

Fontes:  https://www.sciencealert.com/ –  https://www.zerohedge.com/

Os violentos incêndios da Austrália são tão ruins e devastadores que os satélites a milhares de metros acima da Terra podem facilmente identificar suas chamas e fumaça desde o espaço.

Os incêndios provavelmente começaram naturalmente, embora os especialistas pensem que as mudanças climáticas causada pelo homem [?] exacerbou as condições quentes e áridas que alimentam o crescimento de tais chamas. As estimativas atuais sugerem que a crise de incêndios florestais no leste da Austrália arrasou mais de 14 milhões de acres de terra, matou cerca de meio bilhão de animais e deslocou centenas de milhares de pessoas, com 23 vítimas desaparecidas.

A foto acima – que mostra plumas de fumaça aproximadamente metade da área da Europa que escurece o céu até a Nova Zelândia em uma névoa amarela – foi tirada na quinta-feira pelo satélite Himawari-8 da Agência Meteorológica do Japão.

A NASA divulgou esta impressionante visualização por satélite da situação dos incêndios na Austrália …

O satélite Himawari-8 foi lançado em outubro de 2014 e pesa tanto quanto uma caminhonete Ford F-150. Agora orbita sobre o mesmo ponto, a cerca de 22.300 milhas acima do nosso planeta. Usando uma variedade de sensores a bordo, o Himawari-8, o satélite Suomi-NPP da NASA e outras máquinas de monitoramento da Terra estão retornando imagens impressionantes da terrível situação da Austrália.

Aqui estão algumas das fotos, animações e ilustrações mais reveladoras da crise na Terra, vistas do espaço sideral.

O Himawari-8 tem vista para o hemisfério ocidental e fotografa essa face da Terra uma vez a cada 10 minutos. Austrália, seus incêndios florestais e plumas de fumaça são facilmente visíveis.

5e0e35f8855cc270b766bb74

(NICT Science Cloud / CEReS / Universidade de Kpchi / Museu de Ciência de Nagoya)

As brasas dos incêndios que começaram em setembro se espalharam facilmente durante o período de seca anormalmente longo e mais abrangente.

RAMMB / CIRA / CSU Uma animação mostra a visão do satélite Himawari-8 dos fogos de artifício e nuvens de fumaça australianos em 2 de janeiro de 2020. Melbourne é visível no canto inferior esquerdo.

Visão do satélite Himawari-8 sobre os incêndios florestais em 2 de janeiro de 2020. Melbourne está no canto inferior esquerdo. (RAMMB / CIRA / CSU)

Esta animação, de 1 e 2 de janeiro, destaca vários pontos ativos na luz infravermelha normalmente invisível. Dois focos especialmente grandes de incêndios florestais (mostrados ao sudoeste do centro) se estendem por dezenas de quilômetros de comprimento.

(RAMMB / CIRA / CSU)

(RAMMB / CIRA / CSU)

As vistas diurnas por satélite do solo são igualmente tão, senão mais dramáticas ainda. O satélite Sentinel-2 da Agência Espacial Européia [ESA] captou essa imagem de incêndios florestais crescentes enquanto passava por Bateman Bay na véspera de Ano Novo.

Copernicus EMS; Sentinel 2 / ESA Uma visão de um incêndio florestal

Bateman Bay, Austrália, em 31 de dezembro de 2019. (Copernicus EMS; Sentinel 2 / ESA)

O alcance, amplitude e violência dos incêndios é difícil de compreender. Somente em Nova Gales do Sul, as chamas criaram uma frente de incêndio no estado que – se colocado em linha reta – se estenderia de Sydney, através do Oceano Índico até o Afeganistão.

Atualmente, a nuvem de fumaça tem atualmente cerca de 1,3 bilhão de acres, ou metade do tamanho da Europa, e está flutuando mais de 1.000 milhas sobre a Nova Zelândia, onde está sufocando e amarelando os céus.

Até agora, os incêndios florestais australianos atingiram mais de duas vezes a área que queimaram nas florestas tropicais da Amazônia em 2019.

Pelo menos 23 pessoas desapareceram nos incêndios, oito morreram e centenas de milhares foram evacuados. Bombeiros voluntários estão trabalhando dia e noite para reduzir o desastre, embora as intensas queimadas possam continuar até que as temperaturas mais baixas do outono cheguem ao Hemisfério Sul daqui a alguns meses [em Março].

Shane Fitzsimmons, o comissário de bombeiros rurais de Nova Gales do Sul, ficou visivelmente abalado quando anunciou como o caminhão de combate ao fogo capotava no que ele descreveu como uma  “linha de fogo piro-convectiva”  de  “ventos do tipo ciclônico”.  Ele disse:

“As equipes locais que foram capazes de encontrá-lo em campo no local do acidente descrevem o que eles experimentaram como realmente horrível. Eles o descreveram como um evento de vento extraordinário, descrevendo-o como um tornado de fogo. Temos uma família completamente devastada, uma comunidade local devastada, o que acaba de ser uma perda extraordinária. ”

Até sábado, mais de 23 vidas foram reivindicadas pelos incêndios mortais, que queimaram mais de 13 milhões de acres de terra, uma área maior que a Suíça. No sábado, Fitzsimmons, do Corpo de Bombeiros Rural de New South Wales (NSW), confirmou aos repórteres que mais de 148 focos ativos de incêndios continuam queimando em seu estado, 12 dos quais estão em níveis de emergência. Enquanto isso, em Victoria, as autoridades dizem que 50 incêndios ativos continuam a arder sem controle.

Os ecologistas temem que  cerca de 500 milhões de mamíferos, répteis e aves – incluindo 8.000 coalas – tenham sido mortos, embora o número atual de mortes de animais selvagens seja impossível de se calcular. A enorme perda de vidas e de sistemas ecológicos inteiros ameaça balançar para sempre espécies inteiras de animais e plantas em um continente insular onde 87% da vida selvagem é endêmica do país, o que significa que só pode ser encontrada na Austrália.

Cangurus, coalas, wallabies, wombats, potoroos, bandicoots, equidnas, gambás e outras espécies têm populações que vivem em regiões atualmente devastadas pelos incêndios – e porque os incêndios se estenderam às áreas úmidas, florestas secas de eucalipto e até florestas tropicais , os animais não têm nenhum lugar para encontrar refúgio.

Jim Radford, pesquisador da Universidade La Trobe, em Melbourne, disse ao  Times :

“Nunca vimos incêndios como esse, nem nessa extensão, nem de uma só vez, e o reservatório de animais que poderia vir e repovoar as áreas, eles podem não existir mais”.

Muitos especialistas estão usando termos para descrever a crise que antes seria inimaginável. O New Zealand Herald  relata  que Andrew Constance, ministro dos Transportes de NSW, disse à   rádio ABC :

“Eu tenho que ser honesto com você, isso não é um incêndio florestal, é uma bomba atômica. É indescritível o inferno que é causado e a devastação que é causada. ”

Talvez isso adicione mais contexto ao que esta acontecendo na Austrália …

Vários moradores e turistas foram resgatador pelo mar, na ânsia de se salvarem das chamas, muitos estavam confinados nas praias desde 31 de dezembro. Devido as altíssimas temperaturas durante os meses de janeiro e fevereiro no país, não há nenhuma previsão do fim dos incêndios.

Incêndios Australia 3 - Subiu para 23 o número de mortos devido aos incêndios florestais na Austrália
Foto: Reprodução

Alguns fatores combinados se juntaram para favorecer os incêndios: Temperaturas acima de 44 graus, vegetação extremamente seca e ventos muito fortes. Qualquer foco de fogo é facilmente espalhado pelos fortes ventos.


As mudanças climáticas que o planeta esta enfrentando são inevitáveis, causarão grandes mudanças e tem como causa FATORES EXTERNOS, algo que muitos cientistas já descobriram. Saiba mais em:


A Matrix (o SISTEMA de CONTROLE MENTAL): “A Matrix é um sistema de controle, NEO. Esse sistema é o nosso inimigo. Mas quando você está dentro dele, olha em volta, e o que você vê? Empresários, professores, advogados, políticos, carpinteiros, sacerdotes, homens e mulheres… As mesmas mentes das pessoas que estamos tentando despertar.

Mas até que nós consigamos despertá-los, essas pessoas ainda serão parte desse sistema de controle e isso as transformam em nossos inimigos. Você precisa entender, a maioria dessas pessoas não está preparada para ser desconectada da Matrix de Controle. E muitos deles estão tão habituados, tão profunda e desesperadamente dependentes do sistema, que eles vão lutar contra você para proteger o próprio sistema de controle que aprisiona suas mentes …”


Mais informações, leitura adicional:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

 

 

2 Responses to Incêndios na Austrália: ‘Isto não é um incêndio florestal, é uma bomba atômica’

  1. Frederico Feroli

    Realmente muito triste , mas essas mudanças climáticas causadas pelo homem estão terríveis com o planeta mesmo , nunca ninguém no mundo iria imaginar que em pleno verão da Austrália estaria muito quente e tudo completamente seco …

  2. Alexsandro Martins Silva Santos Tameirão.

    Estes terríveis e anormais incêndios na Austrália, com inúmeros focos em todo o país, só pode ter sido causado, com certeza muito ampliado, p/HAARP, e aviões com lazer, como comprovadamente em Portugal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.