browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Insiders Corroboram existência da Frota Espacial Secreta operando na Antártida e Missão ao “asteroide” Oumuamua

Posted by on 12/09/2019

Related imageUm ex-oficial {Seal} da Marinha {USNAVY}, Spartan 1 e um insider denunciante operador especial do United States Marine Corps {Corpo de Fuzileiros Navais}, Spartan 2, revelaram em uma entrevista seu conhecimento de uma frota espacial secreta que opera na Antártida, que realizou uma missão de reconhecimento e pouso ao  primeiro  objeto {registrado} visitante interestelar de nosso sistema solar, Oumuamuachamado de “asteroide” pelo establishment científico. Eles foram entrevistados pela veterana pesquisadora de ufologia Linda Moulton Howe, que lançou seus testemunhos surpreendentes em seu canal ao vivo em 20 de fevereiro de 2019.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Insiders da Marinha Corroboram existência da Frota Espacial Secreta operando na Antártida e Missão ao “asteroide”  {na verdade uma antiga nave mãe alien abandonada} Oumuamua

Fonte:  https://www.exopolitics.org/

Linda M. Howe já havia liberado a primeira parte de sua entrevista, onde Spartan 1, um ex-SEAL* da Marinha, descreveu a descoberta da entrada de uma estrutura em forma de octógono, cobrindo cerca de 62 acres perto do Glaciar Beardsmore na Antártida. A história do que ele testemunhou e sua missão ao local da descoberta na Antártida é descrita em artigo anterior.

{(*) SEALNavy SEAL – Membro de uma unidade militar de forças especiais da Marinha dos EUA – USNAVY, que é treinado para guerra não convencional em qualquer ambiente na Terra; “SEAL é um acrônimo para Sea, Air, and Land (Mar, Ar e Terra)” }

Spartan 1 também compartilhou seu conhecimento da existência de uma coalizão de nações importantes que são signatárias do Tratado da Antártida, que operam o desenvolvimento de um programa espacial secreto fora da Antártida.  Esta coalizão de países do Programa Espacial Secreto é composta pela Grã-Bretanha, Estados Unidos, França, Alemanha, Canadá, Rússia. Existe uma frota espacial de espaçonaves de diferentes tipos e sistemas de propulsão exóticos desenvolvida nos últimos 25 anos ”[ Timestamp 9:01 ]

Em resposta à pergunta de Howe sobre quem está pagando e operando essa frota espacial secreta, Spartan 1 afirmou: “Todos esses países da coalizão”. Spartan 1 descreveu as diferentes raças extraterrestres que colaboram com a coalizão espacial e como a Antarctida é o seu centro das operações:

Spartan 1: Só me disseram sobre pelo menos sete espécies diferentes de alienígenas com as quais a coalizão esteve em contato.

Howe: Como eles foram descritos?

Spartan 1: Em qualquer momento, de guerreiro a muito pacífico… [ Timestamp 17:20 ]

Howe: Você tem a impressão de que a Antártida é o centro de cruzamento central para essas sete espécies?

Spartan 1: Sim, eu acredito que seja. [ Timestamp 19:23 ]

Em seguida, Howe apresentou um segundo insider e denunciante, Spartan 2, que também é um operador especial, mas cujo ramo de serviço era, em vez disso, o United States Marine Corps {Corpo de Fuzileiros Navais} dos EUA.

Spartan 2 primeiro entrou em contato com Howe em 22 de março de 2017 por e-mail e escreveu: “A Antártida contém maravilhas além do que a maioria {de zumbis} pode compreender. Tem laços com o espaço e a tecnologia além da crença humana”. [ Timestamp 22:06 ]

Ele revelou que durante a última década ele tem trabalhado com um funcionário da United States Cyber Command {USCYBERCOM}, cujo 8º andar do escritório é responsável por conduzir o comércio do Programa Espacial Secreto com raças extraterrestres. 

O oficial do USCYBERCOM, cujo primeiro nome é Kim, contou aos insiders Spartan 1 e 2 sobre uma missão secreta levada a  efeito para explorar o Oumuamua – o objeto interestelar que provocou especulação científica e intensos debates devido à sua forma incomum de charuto e como ele acelerou quando começou a deixar nosso sistema solar, que Howe discutiu em sua sessão de streaming ao vivo.

Spartan 2 então soltou uma bomba quando disse que:

Recebemos a confirmação de que nossos amigos desembarcaram em Oumuamua meses antes que alguém soubesse que ele estava lá fora. Nossos caras estiveram no Oumuamua, ou como que eles chamam aquela coisa. Não é uma rocha … é uma velha espaçonave abandonada. Pelo menos foi o que nos disseram … e embarcamos para vê-lo meses antes que alguém soubesse disso. [ Timestamp 25:00]

O objeto que se precipitou adentrando o nosso sistema solar, recebeu o nome “Oumuamua”, e veio do espaço interestelar, algo nunca antes registrado. No momento da sua descoberta, o asteroide “Oumuamua acabara de girar ao redor do sol. Telescópios ao redor do mundo apontaram em sua direção para observá-lo antes que ele pudesse deixar o Sistema Solar. 

Em resposta à pergunta de Howe sobre quem lhes deu suas informações, Spartan 1 divulgou:

“Eu só posso dizer que seu primeiro nome é Kim, ele trabalhou para a NSA, trabalhou para a NSA por anos. Então, apenas recentemente, no ano passado, ele foi encarregado de um determinado departamento no CyberCom ​​Command. Tudo o que sei é que ele está no 8º andar do edifício NSA”[ Timestamp 25:30 ]

Spartan 1 confirmou que o 8º andar do Cyber Command é como um departamento de comunicação responsável pelo comércio interestelar com diferentes raças de extraterrestres.

As revelações de Spartan 1 e 2 sobre a missão espacial secreta para explorar o Oumuamua antes de sua “descoberta oficial” em 19 de outubro de 2017 corrobora um relato anterior desta missão pelo insider do núcleo secreto do programa espacial Corey Goode. Goode diz que em 17 de dezembro de 2017, ele foi levado a uma base lunar secreta chamada Comando de Operações Lunares, onde recebeu uma informação sobre a missão de exploração do Oumuamua envolvendo uma aliança de programas espaciais e diferentes nações.

Goode afirmou que durante o briefing ele viu um vídeo da missão de exploração enviada ao Oumuamua, e que foi liderado por um alto funcionário da USAF que ele apelidou de “Sigmund”. Goode disse :

Sigmund bufou orgulhosamente e declarou: “Eu comandei uma expedição para ver a quem esta embarcação pertencia. Espere até ouvir o que encontramos. ”De repente, começamos a ver todo tipo de leitura e telemetria no monitor. Eu também podia ouvir o que parecia uma transmissão de rádio antiga da NASA. Havia bipes junto com um piloto chamando em posições desde sua espaçonave, assim como de onde ele estava tentando atracar. Isso durou cerca de cinco minutos quando vi as duas embarcações se aproximando cada vez mais.

Enquanto o piloto combinava com o giro do objeto que eles estavam se aproximando, você podia ver uma longa estrutura em forma de charuto que tinha manchas brilhantes do que parecia ser gelo do lado de fora. Era aparentemente feito de pedra e parecia ter passado por muitas chuvas de meteoros e colisões. O vídeo rompeu com uma cena em que algumas pessoas vestidas com trajes espaciais estavam penetrando pelo que parecia ser um buraco  na lateral do objeto que levava para dentro da “rocha”.

Mais informações sobre o que Goode foi dito sobre a missão secreta de Oumuamua estão disponíveis aqui . 

Significativamente, os elementos-chave do que Goode disse e revelou publicamente de volta em janeiro de 2018 sobre a missão secreta de exploração ao Oumuamua agora foram corroboradas de forma independente pelos dois novos insiders e denunciantes, Spartan 1 e 2. Isto significa que existem três pessoas que já passaram sobre o registro  público sobre o recebimento de testemunho em primeira mão de uma missão classificada para explorar o Oumuamua por uma coalizão de nações que desenvolveu e controla uma frota espacial secreta de espaçonaves.

O mais notório insider e denunciante do Programa Espacial Secreto, Corey Goode também falou no passado sobre a Antártida como sendo um centro para operações espaciais profundas por diferentes grupos, nações e corporações, o que é consistente com o que Spartan 1 e 2 revelaram.

Goode também descreveu a criação de uma frota espacial internacional criada no início dos anos 90 que se concentra na pesquisa científica no espaço profundo e na exploração de outros sistemas solares, que ele apelidou de “Liga Galáctica Global das Nações”. Novamente, isso é consistente com o que Spartan 1 e 2 acabaram de revelar.

Howe realizou a devida diligência em seus dois novos denunciantes em termos de revisão de documentos confirmando seu serviço e experiência militar. Isso faz com que seus respectivos depoimentos sobre a Antártida e o “asteroide” Oumuamua sejam difíceis de serem descartados, corroborando assim o que Goode havia revelado mais de um ano antes sobre a missão secreta enviada para explorar o objeto Oumuamua.

© Michael E. Salla, Ph.D.


A Matrix (o SISTEMA de CONTROLE MENTAL): “A Matrix é um sistema de controle, NEO. Esse sistema é o nosso inimigo. Mas quando você está dentro dele, olha em volta, e o que você vê? Empresários, professores, advogados, políticos, carpinteiros, sacerdotes, homens e mulheres… As mesmas mentes das pessoas que estamos tentando despertar. 

Mas até que nós consigamos despertá-los, essas pessoas ainda serão parte desse sistema de controle e isso as transformam em nossos inimigos. Você precisa entender, a maioria dessas pessoas não está preparada para ser desconectada da Matrix de Controle Mental. E muitos deles estão tão habituados, tão profunda e desesperadamente dependentes do sistema, que eles vão lutar contra você para proteger o próprio sistema de controle que aprisiona suas mentes …”


Mais informações sobre ANTÁRTIDA, leitura adicional:

Permitida a reprodução desde que mantida na formatação original e mencione as fontes.

phi-golden-ratiowww.thoth3126.com.br

 

One Response to Insiders Corroboram existência da Frota Espacial Secreta operando na Antártida e Missão ao “asteroide” Oumuamua

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.