browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Insiders do SSP confirmam bases humanas em planetas e luas, no sistema solar e além

Posted by on 04/04/2019

Insiders da Marinha dos EUA confirmam existência de Programa Espacial Secreto (SSP) de coalizão multinacional com bases humanas instaladas em Luas e planetas por todo o sistema solar e além: Na terceira parte da extraordinária série Earthfiles {Arquivos da Terra} na Antártida publicadas no Youtube, Linda Moulton Howe, jornalista investigativa premiada com o Emmy, lançou mais um testemunho  impressionante em vídeo de dois insiders anônimos membros da Marinha sobre uma coalizão multinacional de países que tem um programa espacial secreto com bases na Antártida, na nossa Lua, em Marte e até mesmo além do nosso sistema solar.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Insiders da Marinha dos EUA confirmam existência de Programa Espacial Secreto (SSP) de coalizão multinacional com bases em luas, planetas por todo o sistema solar e até mesmo além.

Fonte:  https://www.exopolitics.org/

PELO DR. MICHAEL SALLA Ph.D. EM .

De acordo com os seus desejos, Linda Moulton Howe não revelou suas identidades e, em vez disso usou os pseudônimos Spartan 1 e Spartan 2, e contou com iluminação de fundo e tecnologias de voz alterada nas suas entrevistas. 

Howe confirmou através da documentação oficial que eles lhe forneceram que o insider Spartan 1 serviu como um membro das forças especiais SEAL (*) da Marinha dos EUA de 1984 a 2004, quando ele se aposentou com o posto de Comandante. O insider Spartan 2 serviu no Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA (que pertence ao Departamento da Marinha) e como especialista em inteligência de 1992 a 2016.

{(*) SEALNavy SEAL – Membro de uma unidade militar de forças especiais da Marinha dos EUA – USNAVY que é treinado para guerra não convencional; “SEAL é um acrônimo para Sea, Air, and Land (Mar, Ar e Terra)” }

Spartan 1 afirma que ele visitou a Antártida em agosto de 2003, onde ele testemunhou a existência de uma grande estrutura em forma de octógono enterrada cerca de 50 pés {15 metros} sob o gelo do Glaciar Beardmore, que se estendia profundamente para o interior da Antártida, como discutido na parte 1 da série de Howe .

O testemunho do insider Spartan 2 apareceu pela primeira vez em seu relato na parte 2, e discutiu atividades secretas em instalações do 8º andar da sede da N.S.A. em Fort Meade, casa de comando do US Cybercommand, sendo que ambos estão envolvidos na execução das operações espaciais de uma aliança multinacional de países e o comércio interestelar em contatos que esta aliança conduz com inúmeras e diferentes raças de extraterrestres.

Uma dessas missões multinacionais envolveu uma viagem ao objeto interestelar Oumuamua, que foi descoberto como sendo uma antiga espaçonave abandonada, como discutido em artigo anterior. O insider Spartan 1 descreveu a existência de uma base secreta do outro lado da Lua usada por uma aliança multinacional:

Pelo que entendi, ela existe em instalações tanto acima quanto abaixo do solo lunar. É uma instalação multi-estruturada que penetra profundamente na crosta [da Lua] do planeta. [ Timestamp 6:16 ]

O insider Spartan 2 também explicou o que ele sabia sobre esta base na Lua:

Disseram-me que o lado escuro da Lua não tem apenas {instalações em} estruturas acima do solo, mas também uma operação subterrânea. Eles estão construindo uma nave-mãe lá em cima. Eles são {produzidas com} materiais de mineração. [ Timestamp 9:02 ]

Ele prosseguiu afirmando que existem cerca de 2.500 pessoas trabalhando na Lua em tais operações, declarações com as quais o insider Spartan 1 concordou. As declarações sobre a existência da base lunar de Spartan 1 e Spartan 2 sugerem que nenhum deles visitou a base da Lua, mas eles sabem disso através de documentação, briefings e / ou através de uma fonte em primeira mão que encontraram durante missões secretas ou trabalho de inteligência.

Spartan 2 repetidamente se referiu ao seu contato principal como um oficial sênior do Comando {US Cybercommand} Cibernético dos EUA chamado Kim (ou Ken), que o informou sobre as operações altamente classificadas da força espacial multinacional. Em resposta a perguntas sobre quando a construção da base lunar começou e quais países estavam usando, o insider Spartan 1 respondeu:

Isso remonta à coalizão, está acontecendo há anos. Muitas das vezes quando as coisas {foguetes da NASA, ESA e outras agências espaciais} estavam subindo, e nos disseram que estava indo para a Estação Espacial Internacional, não era assim. A missão estava indo para nossa lua … Eu teria que dizer que é um grupo multinacional … Grã-Bretanha, França, Alemanha, Estados Unidos, Canadá [ Timestamp 7:04 ]

Foram 15 países que assinaram o Acordo Intergovernamental para a criação da Estação Espacial Internacional em 29 de janeiro de 1998.

Foram 15 países que assinaram o Acordo Intergovernamental da Estação Espacial Internacional em 29 de janeiro de 1998. Além daqueles nomeados pelo insider Spartan 1, outros países que assinaram os documentos fundadores são: Rússia, Noruega, Espanha, Suécia, Itália, Holanda, BRASIL, Dinamarca, Japão e Bélgica.

Na parte 2 da série de vídeos de Howe, o denunciante insider Spartan 2 disse que o agrupamento multinacional tem “uma frota espacial há 25 anos” [ Timestamp 9:01 ]. Isso remonta a 1994, apenas quatro anos antes da assinatura formal do contrato de criação da Estação Internacional, em acordo que estabelece a Estação Espacial Internacional e apenas três anos após a dissolução formal do Pacto de Varsóvia e da União Soviética.

Surpreendentemente, isso corrobora o que o membro do núcleo do programa espacial secreto, o denunciante e insider, Corey Goode vem publicamente afirmando desde 2015. Ele foi o primeiro a revelar a existência de uma aliança multinacional que opera missões em frotas interestelares. Goode chamou essa aliança multinacional de “Liga Galáctica Global das Nações”, e ele afirma ter visitado uma de suas bases interestelares em uma exoneração durante seu serviço de 20 anos (1987-2007).

Um capítulo inteiro no meu livro de 2015, Insiders Reveal Secret Space Programs e Extraterrestrial Alliances  analisou as alegações de Goode sobre a aliança multinacional, suas operações e como ela foi formada como resultado de um acordo secreto que encerrou a Guerra Fria. O insider denunciante Spartan 1 continuou explicando as atividades que ocorrem na base secreta da lua:

Eu acho que eles estão treinando, e até onde eles vão … Eu sei que são muitos anos-luz de distância.  [ Timestamp 8:02 ]

Sua declaração de que as operações são conduzidas “a lugares há muitos anos-luz de distância” é muito significativa, dadas as alegações anteriores de Goode de ter visitado uma Exomoon {uma lua em órbita de um planeta fora do nosso sistema solar} em um sistema solar desconhecido administrado pela aliança multinacional.

Os testemunhos dos insiders Spartan 1 e Spartan 2 corroboram ainda o que Goode e outros membros do programa espacial secreto têm dito sobre uma base secreta na Lua chamada Comando de Operações Lunares (LOC). Goode diz que ele foi levado várias vezes para o LOC, e em janeiro de 2018 ele fez um extenso passeio  visitando grande parte das instalações que existe no subsolo.

Comando de Operações Lunares existente na Lua da Terra de acordo com Corey Goode. 

 

Além disso, Spartan 1 e 2 discutiram a existência de portais, ou tecnologia stargate encontrados na Antártida. Um desses portais está localizado nas proximidades da anomalia magnética da Terra de Wilkes, que Spartan 1 elaborou assim:

O que eu ouvi é que é um portal. Um portal leva você de uma estrutura para outra embarcação fora da nossa atmosfera. Como um elevador invisível. Este portal em particular estava no subsolo dentro de uma estrutura … Tinha uma moldura. Ele tinha hieróglifos… O quadro deste portal agia como um buraco de minhoca para se viajar de um ponto A ao ponto B. [Timestamp 15:45 ]

Ele descreveu o portal como muito semelhante à superfície de uma piscina lunar, onde, em vez de se mover através dele para a água, a pessoa percorre o portal verticalmente alinhado. Ele descreveu da seguinte forma: “ Tenho certeza que você já viu o filme Stargate…. Exatamente a mesma coisa, exceto que o local é quadrado. ”[ Timestamp 17:48 ].

Uma piscina lunar: fonte: International Ocean Discovery Program

Da mesma forma, Emery Smith, outro insider denunciante ex-assistente cirúrgico da Força Aérea dos EUA, diz que realizou missões de portal para uma aliança corporativa multinacional e descreveu os portais como retangulares.

Os insiders e denunciantes Spartan 1 e 2 também discutiram as FUTURAS mudanças na Terra e a destruição generalizada que isso deve criar, e como a coalizão multinacional criou muitos postos de parada ao redor do planeta em caso de uma situação de emergência exigindo a evacuação planetária imediata de pessoal humano e recursos, não ao contrário do que retratou o filme “2012”.


O terrível cenário descrito por Spartan 1 e 2 é similar às revelações anteriores de Goode e outros que divulgaram a presciência possuída por líderes do programa espacial secreto sobre um evento planetário provocado por um gigantesco Flare solar e mudanças de pólos norte e sul, os polos geomagnético e geofísico.

Muitas das revelações os insiders e denunciantes e Spartan 1 e 2 corroboram as alegações anteriores de vários outros insiders, como Corey Goode, o excepcional {pela sua história pessoal}  William TompkinsPete PetersonEmery Smith, Randy Cramer e outros insiders denunciantes que se dispuseram bravamente e com coragem a compartilhar seus conhecimentos sobre a existência dos programas espaciais secretos, o contato com inúmeras civilizações extraterrestres e o papel secreto da Antártida nessas operações secretas.

Os testemunhos de Spartan 1 e 2 lançam muita luz sobre a coalizão multinacional por trás desses programas espaciais secretos, que podem ser atribuídos a signatários de importantes tratados internacionais, como o Tratado da Antártica e o Acordo Intergovernamental da Estação Espacial Internacional.

No livro Hidden History (2018), na Antártica, foram apresentadas evidências de que a assinatura do Tratado da Antártida foi usado como cobertura para acordos secretos entre a administração de Eisenhower e um grupo nazista alemão dissidente na Antártida e também a assinatura de um tratado formal com uma raça de seres {Greys} extraterrestres. Isso levou ao início de uma ampla cooperação entre empresas americanas e européias, especialmente empresas alemãs ligadas ao grupo nazista separatista instalado na Antártida.

Os testemunhos de Spartan 1 e 2 corroboram que tal coalizão havia realmente sido estabelecida e que a Antártida era um centro para suas operações subseqüentes, que culminou décadas depois com o surgimento de uma frota espacial multinacional emergindo do fim da Guerra Fria e da assinatura do Acordo Intergovernamental da Estação Espacial Internacional.

série de entrevista de Linda Moulton Howe com os insiders denunciantes Spartan 1 e Spartan 2 é de vital importância para a compreensão das principais nações e agências governamentais envolvidas em programas espaciais secretos, atividades fora do mundo, contatos formais com muitas raças de extraterrestres e sobre às catástrofes que podem estar no futuro imediato para o nosso próprio planeta e para a humanidade.

© Michael E. Salla, Ph.D.


A Matrix (o SISTEMA de CONTROLE MENTAL): “A Matrix é um sistema de controle, NEO. Esse sistema é o nosso inimigo. Mas quando você está dentro dele, olha em volta, e o que você vê? Empresários, professores, advogados, políticos, carpinteiros, sacerdotes, homens e mulheres… As mesmas mentes das pessoas que estamos tentando despertar.

Mas até que nós consigamos despertá-los, essas pessoas ainda serão parte desse sistema de controle e isso as transformam em nossos inimigos. Você precisa entender, a maioria dessas pessoas não está preparada para ser desconectada da Matrix de Controle Mental. E muitos deles estão tão habituados, tão profunda e desesperadamente dependentes do sistema, que eles vão lutar contra você para proteger o próprio sistema de controle que aprisiona suas mentes …”


Mais informações sobre ANTÁRTIDA, leitura adicional:

Permitida a reprodução desde que mantida na formatação original e mencione as fontes.

phi-golden-ratiowww.thoth3126.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.