browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Itália torna o ‘Passe de Saúde’ Covid-19 obrigatório para todos os trabalhadores

Posted by on 17/09/2021

O governo italiano aprovou na quinta-feira uma das  regras COVID-19 mais  rígidas do mundo, determinando que todos os funcionários do setor público e privado recebam a vacina e apresentem prova de vacinação, teste negativo ou recuperação recente de infecção, disseram as autoridades. O governo de Mário Draghi [Dragões em italiano …] aprovou um plano para tornar o certificado ‘Green Pass’ [‘Passe Verde’] da VACINAÇÃO Covid obrigatório para todos os trabalhadores do pais. O plano, que faria com que quem não tivesse o passe ficasse em licença sem vencimentos, está previsto para ser implementado no próximo mês. Aprovado pelo governo do país na quinta-feira, deve ser colocado em prática no dia 15 de outubro.

Itália torna o ‘Passe de Saúde’ Covid-19 obrigatório para todos os trabalhadores e qualquer pessoa sem ele pode ser suspenso do emprego SEM PAGAMENTO. O Senado italiano apoiou a medida de forma esmagadora, com 189 votos a favor, com apenas 32 contra e duas abstenções. 

Fontes: Rússia TodayThe Epoch Times

O plano ‘Passe Verde’ vigorará pelo menos até o final deste ano. De acordo com as novas regras, todos os trabalhadores dos setores público e privado na Itália terão que obter um certificado Covid-19 ‘Passe Verde’ . Aqueles que não apresentarem o certificado quando solicitado podem ser suspensos de seus empregos após um período de carência de cinco dias, mas não podem ser demitidos.

“Estamos estendendo a obrigatoriedade do ‘Passe Verde’ a todo o mundo do trabalho, público e privado, e o fazemos por dois motivos essenciais: tornar esses locais mais seguros e fortalecer ainda mais nossa campanha de vacinação”, disse o ministro da Saúde, Roberto Speranza, falando para os repórteres.

Os empregados sem um certificado de saúde ‘Passe Verde’ válido que ainda se atrevam a comparecer ao trabalho podem estar sujeitos a multas pesadas, que variam de € 600 a € 1.500 (cerca de $ 705 a $ 1.175 dólares).  Mais detalhes do plano devem ser revelados oficialmente em breve.

Concebido como uma ferramenta para documentar o status Covid-19 de uma pessoa e as vacinas para facilitar as viagens, os certificados de saúde contra o coronavírus já foram introduzidos em vários países da UE. Em agosto, a Itália tornou a aprovação obrigatória para visitar locais públicos, como restaurantes e bares, tornando-a obrigatória para professores e outros funcionários do setor público no início deste mês. Agora, tornou-se o primeiro país europeu a tornar o certificado obrigatório para toda a sua força de trabalho.

As regras cada vez mais rígidas do ‘Passe Verde’ geraram vários protestos em toda a Itália. Na semana passada, a polícia italiana afirmou que os antivaxxers mais radicais vinham tentando lançar ataques armados durante os protestos, com oito pessoas investigadas por incitação ao crime.

Embora alguns estados da União Européia tenham ordenado que seus profissionais de saúde recebessem vacinas, nenhum tornou os passaportes da vacina obrigatórios para todos os funcionários, tornando a Itália a primeira a fazê-lo no continente. Outros países como a França determinaram que os passaportes de vacinas entrem em restaurantes, academias, algumas formas de viagem e outros locais.

No último fim de semana,  protestos eclodiram  na  Itália sobre  a regra do passe verde, com relatos dizendo que houve manifestações em 120 cidades. Em março, a Itália ordenou que os profissionais de saúde fossem vacinados ou seriam suspensos.

Até hoje, 728 médicos foram suspensos, disse a federação dos médicos na quinta-feira. Não ficou imediatamente claro quantas enfermeiras ou cuidadores se recusaram a obedecer. Uma medida semelhante na França entrou em vigor na quarta-feira. O ministro da Saúde, Olivier Veran, disse na quinta-feira que cerca de  3.000 profissionais de saúde  foram suspensos.

Enquanto isso, o presidente Joe Biden anunciou na semana passada que instruirá o governo federal a penalizar funcionários e empresas do setor privado para forçar os trabalhadores a se submeterem a testes semanais de COVID-19 ou a tomar a vacina. O anúncio atraiu críticas significativas de governadores republicanos e procuradores-gerais, que ameaçaram abrir processos contra o governo.

O procurador-geral do Arizona, Mark Brnovich, se tornou o primeiro funcionário do estado  a processar  o governo Biden no início desta semana, argumentando que o governo viola a Constituição ao exigir que os cidadãos dos EUA tomem a vacina enquanto os imigrantes ilegais não precisam.


Precisamos do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal  AGENCIA: 1803 – CONTA: 00001756-6 – TIPO: 013 [poupança] e pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa).


E foi-lhe concedido que desse espírito à imagem da besta, para que também a imagem da besta falasse, e fizesse que fossem mortos todos os que não adorassem a imagem da besta.
E faz que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos, lhes seja posto um sinal na sua mão direita, ou nas suas testas, Para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome.
Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento, calcule o número da besta; porque é o número de um homem, e o seu número é seiscentos e sessenta e seis”.

Apocalipse 13:15-18


Saiba mais, leitura adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.