browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Japão: Forte terremoto de 7,1º na escala Richter sacode Tóquio e Fukushima, alerta de Tsunami

Posted by on 13/02/2021

O Centro Alemão de Pesquisa de Geociências (GFZ) relatou um terremoto de magnitude 7,2º na escala Richter no Japão perto de Sendai, Sendai Shi, Miyagi. O terremoto aconteceu tarde da noite no sábado, 13 de fevereiro de 2021, às 23h07, horário local [as 11:07:49 no horário de Brasília], a uma profundidade moderadamente rasa de 59 km. A magnitude, epicentro e profundidade exatas do terremoto podem ser revisados ​​nas próximas horas ou minutos, conforme os sismólogos revisam os dados e refinam seus cálculos, ou conforme outras agências emitem seus relatórios.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Tóquio e Fukushima são fortemente abalados quando um poderoso terremoto de 7+ atinge a costa leste do Japão

Fontes:  Volcano DiscoveryRússia TodayUSGS

Um segundo relatório foi publicado posteriormente pelo Serviço Geológico dos Estados Unidos, que o listou como um terremoto de magnitude 7,1. Outras agências que relataram o mesmo terremoto incluem Geoscience Australia (GeoAu) em magnitude 7,0, e o Centro Sismológico Europeu-Mediterrâneo (EMSC) em magnitude 7,1.

Um terremoto de 7 graus de magnitude atingiu a costa da prefeitura de Fukushima, no Japão, no sábado, sacudindo violentamente cidades na costa leste e gerando temores de um tsunami, semanas antes do aniversário do desastre nuclear de 2011. Diversas agências sismológicas estimaram a magnitude do terremoto, que atingiu o leste da maior ilha do Japão, Honshu, em 7,0 ou mais.

Com base nos dados sísmicos preliminares, o terremoto deveria ter sido amplamente sentido por quase todos na área do epicentro. Isso pode ter causado danos leves a moderados.
Tremor moderado provavelmente ocorreu em Namie (pop. 21.900) localizado a 61 km do epicentro, Watari (pop. 36.300) 76 km de distância, Iwanuma (pop. 42.400) 79 km de distância, Kakuda (pop. 33.200) 79 km de distância, Ishinomaki ( pop. 117.200) 81 km de distância, Shiogama (pop. 59.500) 83 km, Sendai (pop. 1.063.100) 89 km de distância, e Iwaki (pop. 357.300) 100 km de distância.

VolcanoDiscovery atualizará automaticamente a magnitude e a profundidade se eles mudarem e acompanhará se outras notícias significativas sobre o terremoto estiverem disponíveis. Se você estiver na área, envie-nos sua experiência por meio de nosso mecanismo de relatório, online ou vianosso aplicativo móvel . Isso nos ajudará a fornecer mais atualizações em primeira mão para qualquer pessoa no mundo que queira saber mais sobre este terremoto.

Um terremoto de 7 graus de magnitude atingiu a costa da prefeitura de Fukushima, no Japão, no sábado, sacudindo violentamente cidades na costa leste e gerando temores de um tsunami, semanas antes do aniversário do desastre nuclear de 2011.

Diversas agências sismológicas estimaram a magnitude do terremoto, que atingiu o leste da maior ilha do Japão, Honshu, em 7º na escala Richter ou mais. Também foi registrado como o mais alto possível na Escala de Intensidade Sísmica da Agência Meteorológica do Japão. Um terremoto 7 no Japão indica um terremoto violento e pesado que pode sacudir pessoas e objetos, destruir edifícios e rachar o solo.

O forte terremoto gerou temores de um possível tsunami, mas a ameaça foi logo cancelada. Os falantes de inglês no Japão recorreram às redes sociais para expressar seu choque com o terremoto, que alguns descreveram como muito mais violento do que qualquer outro.

Em mais de 7 anos no Japão, esse foi o terremoto mais forte, mais longo e mais assustador que já senti”, escreveu um usuário , enquanto um streamer japonês do Twitch afirmava que o terremoto a fez pular da cama.

O governo japonês emitiu um alerta para a população de uma possível ocorrência de tsunami no país após um forte terremoto de 7.1º atingir a região de Fukushima neste sábado (13). O incidente deixou ao menos 20 pessoas feridas.

Em mais de 7 anos no Japão, esse foi o terremoto mais forte, mais longo e mais assustador que já senti”, escreveu um usuário , enquanto um streamer japonês do Twitch afirmava que o terremoto a fez pular da cama.

Segundo autoridades locais, pelo menos 20 pessoas ficaram feridas nas prefeituras de Miyagi e Fukushima. O porta-voz do governo, Katsunobu Kato, disse que cerca de 950.000 casas ficaram sem eletricidade após o terremoto.

A Agência Meteorológica do Japão disse que não havia informações iniciais de que um tsunami era iminente. As informações foram publicadas pelo portal Kyodo.


Sobre fenômenos oceánicos no litoral do BRASIL:

Fenômenos oceânicos raros no litoral do sul e sudeste intrigam especialistas


Image result for the end gifs

Isto é tudo pessoal, o Tempo acabou!

“Haverá muitas mudanças dramáticas no clima do planeta, muitas mudanças nas condições meteorológicas na medida em que o tempo da grande colheita se aproxima muito rapidamente ao longo dos próximos anos. Você vai ver a velocidade do vento em tempestades ultrapassando 300 milhas (480 km) por hora, às vezes. Deverão acontecer fortes tsunamis e devastação generalizada NAS REGIÕES COSTEIRAS, e emissão de energia solar (CME-Ejeção de Massa Coronal do Sol) que fará  importante fusão e derretimento das calotas de gelo nos polos, e subseqüente aumento drástico no nível do mar, deixando muitas áreas metropolitanas submersas em todo o planeta“.  SAIBA MAIS no LINK


Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

 

 

One Response to Japão: Forte terremoto de 7,1º na escala Richter sacode Tóquio e Fukushima, alerta de Tsunami

  1. Luis

    Fukushima é perigoso,imagina se atinge outras Usinas Nucleares como em 2011,o Mundo viveria um caos radioativo,tomara que não tenha acontecido nada com nenhuma Usina por lá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.