browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Mais um escândalo abala Facebook e atinge Mark Zuckerberg

Posted by on 12/12/2018

Depois de justificar seus tortuosos caminhos através de uma série de audiências no Congresso dos EUA na primavera passada, o fundador e CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, está de volta às manchetes após a revelação de que seu império de mídia social esta comprometido ainda mais com crimes com o seu mau uso de dados de seus usuários privados.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Mais crimes de Zuckerberg são EXPOSTOS: Documentos internos provam que o Facebook é uma operação criminosa de mineração de dados sem respeito às Leis

Fonte:  https://www.naturalnews.com/

Uma plêiade de novos documentos recentemente entregues a legisladores no Reino Unido prova, de uma vez por todas, que o Facebook repetidamente desconsiderou a lei para chegar onde está hoje – assim como mostra que cada um de seus agentes, incluindo o próprio Zuckerberg, deveria estar na prisão.

De acordo com o conteúdo desses documentos internos, o Facebook usou uma rede virtual privada (VPN) da Onavo, empresa que adquiriu posteriormente, para espionar as atividades de grandes concorrentes como Snapchat e WhatsApp, ambos também alvos de aquisição para o Facebook. O Facebook também direcionou seletivamente os aplicativos de seus concorrentes, impedindo-os de funcionar como planejado.

Além disso, depois de revisar minuciosamente esses mesmos documentos, os principais legisladores do Reino Unido descobriram que acordos secretos de “whitelisting” haviam sido estabelecidos pelo Facebook com empresas selecionadas, dando-lhes acesso preferencial a vastas quantidades de dados de usuários – informações anteriormente lacradas pelo Tribunal da Califórnia.

“Um tesouro de correspondência interna, publicado on-line na quarta-feira por legisladores do Reino Unido, dá uma vista nas formas como os chefes do Facebook, incluindo o seu diretor executivo Mark Zuckerberg, trataram as informações postadas pelos usuários como uma commodity que poderia ser aproveitada no seu negócio”, revelou. Nate Lanxon e Sarah Frier em uma peça para a Bloomberg sobre essas revelações.

“Os aplicativos foram convidados a usar a rede do Facebook para crescer, desde que isso aumentasse o uso do Facebook. Certos concorrentes, em uma lista revisada pelo próprio Zuckerberg, não tinham permissão para usar as ferramentas e dados do Facebook sem a aprovação pessoal dele”.

Para mais notícias sobre os crimes de Mark Zuckerberg e Facebook, não deixe de conferir o Facebook.Fetch.news .

O Facebook violou ainda mais a privacidade dos seus usuários, realizando pesquisas globais secretas de uso de aplicativos móveis sem o seu tácito consentimento

Muitos de nossos leitores vão relembrar uma reportagem que publicamos no início deste ano sobre como o Facebook supostamente violou os registros de chamadas privadas e os contatos de usuários de telefones celulares com sistema Android. Bem, agora sabemos que isso estava, de fato, ocorrendo sem o conhecimento dos usuários.

As chamadas “pesquisas globais” estavam sendo conduzidas pelo Facebook, permitindo que a corporação multinacional monitorasse os hábitos de uso do cliente sem seu conhecimento ou permissão. Foi uma mudança secreta que a Bloomberg disse que permitia que o Facebook registrasse “dados de chamadas e mensagens” sem que os usuários soubessem o que realmente estava acontecendo.

Dentro desses documentos agora liberados há um e-mail datado de 4 de fevereiro de 2015, de um engenheiro do Facebook que admitiu que o aplicativo Android do Facebook continha a capacidade de “carregar continuamente” o histórico de chamadas e SMS (mensagens de texto) de um usuário, publicamente revelado. Se tivesse sido feito (como de fato foi), explicou este mesmo engenheiro, teria sido uma “coisa de alto risco para fazer a partir de uma perspectiva de relações públicas”.

Para mais notícias sobre crimes de tecnocracia, confira Technocrats.news .

O Facebook deliberadamente bloqueou a ferramenta de vídeo do Vine sob a direção de Zuckerberg

Enquanto o Facebook alega estar comprometido com a justiça e a qualidade, o gigante do Vale do Silício também foi pego visando uma ferramenta de compartilhamento de vídeos desenvolvida por Vine em 2013 que teria permitido aos usuários do Vine se conectarem ao Facebook e procurarem seus amigos através da plataforma. Um engenheiro do Facebook, revelado por e-mails internos, sugeriu a desativação desse recurso de busca de amigos para enriquecer o monopólio do Facebook. Em resposta, Zuckerberg deu sua bênção, tendo escrito: “Sim, vá em frente.”

O Facebook também facilitou a propagação de um aplicativo de mineração de dados desenvolvido por uma empresa conhecida como Six4Three, que analisava os perfis das pessoas no Facebook e tirava todas as fotos de garotas de biquíni. O aplicativo tornou-se possível por meio de uma interface de programação de aplicativos (API) concedida a privilégios especiais pelo Facebook para acessar esses dados livremente e novamente sem o consentimento dos usuários.

O fundador do Six4Tree, Ted Kramer, obteve um tesouro de documentos reveladores sobre este e outros malefícios do Facebook como parte de uma grande ação judicial contra o gigante da mídia social.

“Um pequeno número de documentos já se tornou público na semana passada, incluindo descrições de e-mails sugerindo que os executivos do Facebook tinha discutido dando acesso aos seus dados de usuários valiosos para algumas empresas que compraram publicidade quando ele estava lutando para lançar o seu negócio de telefonia móvel”, revelou o The Washington.

“A suposta prática começou há sete anos, mas se tornou mais relevante este ano porque as práticas em questão – permitindo que desenvolvedores externos coletem dados não apenas de usuários de aplicativos, mas de seus amigos – estão no centro do escândalo Cambridge Analytica do Facebook.”

Facebook, é claro, nega qualquer irregularidade no que se refere a qualquer uma dessas revelações poderosas. A empresa diz que os documentos são “enganosos sem contexto adicional” e que as várias mudanças de plataforma foram feitas para proteger os usuários do Facebook contra violações de dados, em vez de encorajá-los.

Mas isso não impediu que as coisas “transbordassem” na sede do Facebook. Com uma crise após outra se sucedendo chegando ao gigante da tecnologia, muitos membros da empresa estão enfrentando dificuldades. Os relatórios indicam que as “tensões internas” são agora tão extremas que estão “se espalhando para percepção pública”.

“Internamente, o conflito parece ter dividido o Facebook em três campos: os leais a Zuckerberg e a diretora de operações Sheryl Sandberg; aqueles que vêem os escândalos atuais como prova de um colapso corporativo mais amplo; e um grupo que vê toda a narrativa – incluindo o retrato da contratação da firma de consultoria em comunicação Definers Public Affairs – como exemplos de ataques tendenciosos da mídia”, relatou o Buzzfeed News .

Veja MarkZuckerberg.news para mais cobertura do mal puro na indústria de tecnologia.

Fontes para este artigo incluem: ZeroHedge.comBloomberg.comNaturalNews.com


A Matrix (o SISTEMA de CONTROLE): “A Matrix é um sistema de controle, NEO. Esse sistema é o nosso inimigo. Mas quando você está dentro dele, olha em volta, e o que você vê? Empresários, professores, advogados, políticos, carpinteiros, sacerdotes, homens e mulheres… As mesmas mentes das pessoas que estamos tentando despertarMas até que nós consigamos despertá-los, essas pessoas ainda serão parte desse sistema de controle e isso as transformam em nossos inimigos. Você precisa entender, a maioria dessas pessoas não está preparada para ser desconectada da Matrix de Controle. E muitos deles estão tão habituados, tão profunda e desesperadamente dependentes do sistema, que eles vão lutar contra você para proteger o próprio sistema de controle que aprisiona suas mentes …”


Saiba mais:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

 

2 Responses to Mais um escândalo abala Facebook e atinge Mark Zuckerberg

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.