browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Multidões lotam cemitérios de Wuhan, levantando questões sobre o número real de mortos na China

Posted by on 08/04/2021

Relatadas multidões nos cemitérios de Wuhan, levantando questões sobre o número real de mortos na China: Para qualquer um que preste a menor atenção, o número oficial de casos COVID-19 em Wuhan [cidade origem do surto e pandemai pelo vírus Covid-19], na China, permaneceu amplamente ‘na marca’ para o PCC. Em toda a província de Hubei – que tem uma população de mais de 60 milhões – eles afirmam ter tido apenas 90.000 casos e 4.636 mortes até o momento .

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Grandes multidões de visitantes aos cemitérios de Wuhan levantam questões sobre o número real de mortos de COVID-19 na China

Fonte:  AppleDaily – Zero Hedge – Ibc.co

Para efeito de comparação, o estado fechado da Califórnia – com uma população de 40 milhões – teve 3,7 milhões de casos e 59.000 mortes desde o início da pandemia.

E embora a Califórnia não tenha exatamente preso residentes infectados soldando suas residências dentro de prédios de apartamentos, as discrepâncias entre o número de mortos relatado na China e a experiência do resto do mundo tem prejudicado a credulidade há algum tempo sobre os números de vítimas e infectados no gigante comunista.

Agora, o jornal Apple Daily de Hong Kong relata que blogueiros da China continental estão descrevendo multidões gigantescas de visitantes nos cemitérios em Wuhan para o Festival Ching Ming anual do país – um dia para comemorar os mortos. Portanto, embora alguma  multidão de milhares de pessoas sejam esperadas, a exibição deste ano foi comparativamente massiva de acordo com os relatórios que conseguiram sair do fechado regime comunista.

Blogueiros da China comunista descreveram cenas recentes de cemitérios lotados de visitantes em Wuhan, o epicentro do surto de COVID-19 do ano passado, em um lembrete sutil de que o número oficial de mortos pode estar consideravelmente subestimado.

Um blogueiro, citando uma reportagem recente de um jornal Chutian Metropolis Daily de Hubei , disse que 320.000 residentes visitaram cemitérios e locais afins para homenagear seus familiares mortos, e que multidões e veículos se dirigiram para cemitérios e encheram as ruas de Wuhan no domingo.

Esse relato foi repetido por alguns que afirmavam ser residentes de Wuhan. Um deles comentou que severos engarrafamentos foram vistos nas rodovias que levam aos cemitérios já às 6 da manhã de domingo. As cenas lembram 11 de fevereiro, véspera do Ano Novo Lunar, quando um grande número de residentes de Wuhan compram crisântemos e os levam para os túmulos, disse o blogueiro. -Apple Daily

Conforme o COVID invadiu a província de Hubei no ano passado, começando pela cidade de Wuhan, vídeos e relatórios amplamente divulgados revelaram hospitais superlotados, instalações de cremação sobrecarregadas e uma misteriosa queda de clientes de telefones celulares na maior rede do país , tudo indica que o número de mortos é muito maior do que o relatado pelo PCC, mesmo porque é muito difícil confiar nos dados apresentados pelo governo chinês.


“Parece duvidoso se, de fato, a política de “Botas no rosto” pode continuar indefinidamente.  Minha própria convicção é que a oligarquia governante encontrará maneiras menos árduas e perdulárias de governar e de satisfazer sua ânsia de poder, e essas formas serão semelhantes às que descrevi em Admirável Mundo Novo [uma verdadeira profecia publicada em 1932]

Na próxima geração, acredito que os governantes do mundo descobrirão que o condicionamento INFANTIL e a narco-hipnose são mais eficientes, como instrumentos de governo, do que e prisões e campos de concentração, e que o desejo de poder pode ser completamente satisfeito sugerindo às pessoas que amem sua servidão ao invés de açoita-los e chutando-os até à obediência. ”  Carta de Aldous Huxley  EM 1949 para George Orwell autor do livro “1984”


Mais informação adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.