browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

N. York: ‘C[u]omo’ matar uma grande metrópole global próspera em apenas 7 meses

Posted by on 14/10/2020

O fracasso do combate à pandemia pelo Covid-19 em Nova York é uma espiral viciosa dirigida por um regime político sádico, totalitarista, esquerdopata e comandado por sociopatas: Sete meses após o início da pandemia, enquanto muitos estados dos EUA voltam ao “normal”, Nova York está nas garras de uma onda de crimes, bloqueios revigorados, comércio e serviços bloqueados” e medo generalizado de quase tudo. Agradeça ao seu governo local [cidade de N. York] e estadual.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Como acabar com uma grande metrópole global próspera em 7 meses

Fonte:  RT Rússia – By Helen Buyniski, is an American journalist and political commentator at RT.

Como matar uma grande metrópole global próspera em 7 meses: o fracasso do combate à pandemia pelo Covid-19 em Nova York é uma espiral viciosa dirigida por um regime político sádico, totalitarista, esquerdopata e comandado por sociopatas.

Sete meses após o início da pandemia, enquanto muitos estados dos EUA voltam ao “normal”, Nova York está nas garras de uma onda de crimes, bloqueios revigorados, comércio e serviços bloqueados” e medo generalizado de quase tudo. Agradeça ao seu governo local [cidade de N. York] e estadual.

A cidade de Nova York perdeu bilhões de dólares em receitas fiscais sobre turismo, música, arte, teatro, restaurantes e tudo o mais que antes alimentou sua economia gigantesca durante o fechamento da pandemia de Covid-19 de sete meses. Está em pior forma do que a maioria dos estados dos EUA e, ao contrário de muitos outros, seus infortúnios contínuos são em grande parte causados ​​por ele mesmo.

Só o fechamento dos icônicos teatros da Broadway da cidade já deixou centenas de milhares de desempregados e sinalizou para os ricos habitantes da cidade e visitantes de fora da cidade que seu dinheiro é melhor gasto em outro lugar. Os cinemas anunciaram há poucas semanas que as apresentações seriam canceladas até março de 2021, e a Metropolitan Opera House cancelou sua temporada inteira até 2021.

O cenário de restaurantes famosos de Nova York não está se saindo melhor. Os estabelecimentos “sortudos” estão finalmente – há duas semanas – autorizados a operar com 1/4 da capacidade dentro de casa, o que, dada a quantidade de dinheiro que perderam nos últimos 6 meses, é um band-aid em um ferimento de bala de canhão. Os azarados nas recém-invocadas “zonas vermelhas” do governador de Nova York devem continuar a acomodar os clientes ao ar livre no frio congelante, à medida que o verão dá lugar a um outono úmido e frio. Para piorar a situação, não há desfile de Ação de Graças, nem compras na Black Friday, nem diversão permitida.

Talvez os nova-iorquinos ricos, temerosos de uma pandemia, tivessem partido de qualquer maneira, levando consigo os dólares dos impostos. Mas o turismo pode ter preenchido algumas lacunas. Qual cidade em seu perfeito juízo torceria o nariz para US $ 11,5 bilhões, o total estimado gasto apenas por visitantes de fora da cidade nas famosas produções teatrais da cidade? Por que deixar esse dinheiro na mesa, especialmente quando o vírus que manteve a indústria refém por meses está constantemente diminuindo? Com o governador Cuomo exigindo bilhões em alívio do governo federal para compensar um déficit econômico que decorre de suas próprias políticas, certamente ele não pode se dar ao luxo de manter as maiores atrações do estado (e sua maior cidade) fechadas indefinidamente?

Os apelos para cancelar o aluguel caíram em ouvidos surdos e os esforços dos artistas famintos em contornar o problema foram esmagados. Cuomo até aprovou uma ordem executiva em agosto – com o “pico” do coronavírus recuando com segurança no espelho retrovisor – para proibir apresentações ao vivo com ingressos, e revogou as licenças de bebidas alcoólicas de bares que não serviam comida com suas bebidas para viagem. É de se admirar que a cidade esteja perdendo dinheiro, assim como as pessoas criativas e interessantes que o colocaram no mapa?

ELA TOSSIU, ASSASSINATO

Para entender a motivação que alguém como o governador democrata [esquerdopata] Andrew Cuomo poderia ter para destruir a cidade cuja economia uma vez manteve seu estado vivo, ajuda a entender o conceito de “casquinha de sorvete que se lambe”, uma frase que foi atribuída a cientistas da NASA, mas pode em geral, descrever qualquer sistema que existe por poucos motivos a não ser para justificar continuamente sua própria existência.

Andrew Cuomo Corona GIF - Find & Share on GIPHY

O governador democrata [esquerdopata] Andrew Cuomo

Todo político que já sonhou em se tornar um ditador totalitário fascista [seja de direita ou de esquerda] abraçou a diretriz “nunca deixe uma crise ir para o lixo”, e tanto Cuomo quanto o prefeito democrata [também um esquerdopata] de Nova York, Bill de Blasio, são verdadeiros “crentes” no totalitarismo. Depois de obter poderes sem precedentes por meio de medidas de emergência aprovadas sob a cobertura da “pandemia” pelo Covid-19, eles não estão dispostos mais a largá-los e ir em silêncio e aparentemente criaram uma máquina de crise de movimento perpétuo que – acidentalmente ou não – garante que Nova York permanecerá para sempre financeiramente no buraco.

O tipo de dinheiro que pode trazer a cidade de volta em pé sob seus pés – como fez uma blitz de turismo pós atentado de 11 de setembro – está bloqueado (ninguém vai visitar uma Nova York onde dançar, jantar, beber, consumir em suas lojas, visitar museus e assistir a um show e filme estão proibidos). Os nova-iorquinos comuns [zumbis] também ficaram paralisados ​​com o sentimento de pânico do vírus assustador à espreita do lado de fora de suas portas, acabando por aprender a amar obediente e bovinamente seus captores, ao estilo da Síndrome de Estocolmo – se o perfil bajulador de Cuomo de Nova York deste mês servir de indicação.

Com o vírus não sendo mais tão perigoso quanto era em abril, e com médicos do mundo todo e da própria OMS DECLARANDO que os bloqueios, máscaras e distanciamento social DEVEM SER evitados, os candidatos a ditadores montaram o que parece para todo o mundo um plano diabólico [um CIRCO] para esvaziar a cidade e tirar proveito dos valores de qualquer propriedade, empregos e negócios reduzidos artificialmente pela pandemia… de medo.

Primeiro, os criminosos foram soltos das cadeias. Atolada em uma diretiva para impor a gama cada vez maior de [pasmem] “crimes relacionados ao distanciamento social e ao uso de máscaras”, a polícia de Nova York não é páreo para a enxurrada de criminosos reais libertados nas ruas sob a “reforma da fiança” em todo o estado que quase garante o ” captura e soltura ”de assaltantes, desordeiros, sociopatas, e de outros criminosos cujas ofensas não chegam a ser estupro e assassinato. Ainda mais canalhas receberam liberdade condicional mais cedo devido às desculpas de superlotação relacionadas à pandemia [de medo] pelo Covid-19.

Em seguida, as ameaças são transmitidas 24 horas por dia, 7 dias por semana, em todos os meios de comunicação da mídia servil e PRE$$TITUTE. Vídeos de CCTV de ataques horríveis e não provocados a mulheres idosas, crianças pequenas, tipos de meia-idade comuns, um pianista de jazz, uma suposta vítima de estupro em uma plataforma de metrô – o ponto é que todos são vítimas em potencial do PÂNICO GENERALIZADO.

A solução é apresentada como um paradoxo: os nova-iorquinos que acabaram de passar meses exigindo que a cidade controle sua polícia AGORA querem mais policiais patrulhando as ruas? Certamente isso não é muito “acordado” por eles. Enquanto eles hesitam, a agitação continua, e o debate termina com moradores da cidade desamparados e enlouquecidos de medo levantando as mãos e implorando a Cuomo e de Blasio para fazer algo, qualquer coisa, para fazer os homens maus pararem e salvá-los. Os dois se fingem de idiotas – não há nada que eles possam fazer! Melhor se acostumar com o crime ou fugir! [como fizeram os mais ricos, num êxodo sem precedentes]

TERROR NOS TÚNEIS

A situação do metrô é instrutiva e exemplar. O lendário sistema de trem aberto 24 horas da cidade que nunca dorme foi condenado a encerrar o serviço da 1h às 5h da madrugada em maio, aparentemente para ser “limpo” por causa do “perigosíssimo” vírus. Os sem-teto que a partir de então passaram a dormir nos carros do metrô na madrugada eram um risco para a saúde pública , disseram aos nova-iorquinos, e a cidade prometeu alternativas de transporte gratuito para aqueles cujos empregos exigiam que eles pudessem se deslocar durante esse período (promessas que em muitos casos não se concretizaram). O número de passageiros, já severamente reduzido devido a temores da pandemia de “pânico”, caiu 90 por cento em um ponto, enviando o sistema já sem dinheiro para o vermelho absoluto.

Agora, dizem, a falta de pessoas (e policiais) no metrô o tornou um playground de toda espécie de predadores. A falta de testemunhas torna mais fácil para criminosos inescrupulosos roubar uma carteira, atacar um viajante inocente e de outra forma causar MAIS medo nos corações daqueles nova-iorquinos que ainda pensam que há um futuro para sua cidade. Agora alguns começaram a gritar “Precisamos de mais policiais!” os tipos pedindo pela volta da lei e da ordem choram, apenas para descobrir que o MTA está mais fundo no buraco financeiro do que nunca e de Blasio está desconfiado de aumentar o orçamento da polícia. Presumivelmente, o próximo movimento será diminuir ainda mais as horas de operação policial, garantindo que a espiral descendente continue indefinidamente.

Uma cidade baseada no turismo e no entretenimento sem nem mesmo um sistema de transporte público está, simplesmente, condenada a deixar de existir, sendo abandonada pelos seus moradores. A única questão, então, é por que os sociopatas esquerdistas Blasio e Cuomo estão tão determinados a destruir Nova York?

O “conselho de reabertura econômica” de Cuomo é guiado por parceiros de private equity de Wall Street que realmente lucram com as carcaças de empresas mortas e moribundas, então não é nenhum mistério por que ele está ansioso para ver restaurantes e cinemas quebrando e queimando. Os parceiros de fundos de private equity de Wall Street podem ganhar bilhões em todo o espaço de escritórios vagos e propriedades abandonadas de instituições municipais forçadas a abandonar suas apostas.

Se Cuomo fizer o que seus doadores abastados de Wall Street lhe dizem – ele não é chamado de “governador 1 por cento” pelos progressistas à toa – ele pode até conseguir aquele suposto cargo de procurador-geral para o qual está sendo considerado no governo democrata se eleito o senil e pedófilo Joe Biden. E talvez de Blasio – apesar de nunca ter apurado acima de 0,1 por cento durante as primárias de 2020 – realmente pense que tem uma chance no papel de governador do estado de N. York. Para sociopatas com tendências totalitárias e fascistas é melhor reinar no inferno do que servir no céu, como diz o ditado popular.


“E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim.  Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá FOMES, PESTES e TERREMOTOS, em vários lugares. Mas todas estas coisas são [APENAS] o princípio de dores. – Mateus 24:6-8

“E faz que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos, lhes seja posto um sinal na sua mão direita, ou nas suas testas, Para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome. Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento, calcule o número da BESTA; porque é o número de um homem, e o seu número é seiscentos e sessenta e seis[666]“.  –  Apocalipse 13:16-18


Mais informações, leitura adicional:

Permite reproduzir desde que mantida a formatação original e a conversão como fontes.

phi-cosmoswww.thoth3126.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.