browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Não existe ‘Vacina contra a Tirania’

Posted by on 05/11/2020

A Organização Mundial da Saúde (OMS) admitiu recentemente que os bloqueios causam mais mal do que bem à saúde pública e a economia em geral. Após este anúncio, seria de se esperar que os políticos americanos [e de outros países] acabassem imediatamente com os bloqueios. Afinal, os pronunciamentos da OMS são considerados infalíveis, tanto que as redes sociais e a mídia mainstream [pre$$titute] silenciam quem ousa desafiar a grande e poderosa OMS. Ainda assim, governadores, prefeitos e outras autoridades governamentais em todos o países estão ignorando a posição anti-lockdown da OMS.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Não existe ‘Vacina contra a Tirania’

Em vez de admitir que os bloqueios foram um erro, muitos na classe política, que inclui um número preocupante de profissionais médicos cujas posições e prestígio dependem do governo, afirmam que não podemos voltar à nossa normalidade até que uma vacina contra o coronavírus esteja em ampla utilização. Isso sugere que as pessoas entre a maioria dos americanos que não desejam ser vacinadas permanecerão sob bloqueio ou serão forçadas a ser vacinadas contra sua vontade.

O ataque à nossa liberdade não terminará com a implantação e uso em massa e das massas de uma vacina. Moncef Slaoui, o conselheiro-chefe da Operação Warp Speed ​​da administração Trump, uma “parceria público-privada” responsável pela produção e distribuição de uma vacina contra o coronavírus, disse que aqueles que receberem uma vacina serão monitorados por sistemas de “rastreamento incrivelmente precisos … .” Slaoui também indicou que os gigantes da tecnologia [Big Techs] Google e Oracle ajudarão o governo a manter o controle sobre os indivíduos vacinados. Portanto, o programa de vacinas levará a um aumento na vigilância governamental sobre todos os vacinados!

Slaoui é apenas o mais recente “especialista” a endossar o fato de forçar o povo americano a abrir mão de seus poucos restos de privacidade para deter o coronavírus. O Dr. Anthony Fauci e Bill Gates recomendaram o desenvolvimento de um “certificado digital” para os vacinados contra o covid-19.  Pessoas sem o certificado teriam suas liberdades severamente restringidas.

Aqueles que pensam que o novo sistema de vigilância e rastreamento será limitado ao coronavírus devem lembrar que os números da Previdência Social deveriam ser usados ​​apenas para administrar o programa da Previdência Social. Eles também devem considerar que a expansão da Lei PATRIOTA após os atentados em New Yorh às torres gêmeas, sobre escutas telefônicas sem justificativa deveria se limitar a deter terroristas. 

No entanto, esses poderes têm sido continuamente usados ​​para uma ampla variedade de outros propósitos. Sempre que o governo recebe o poder de abusar de nossos direitos por um motivo, ele inevitavelmente usará esse poder para abusar de nossos direitos também por outros motivos.

O certificado digital de Fauci e Bill Gates poderia, e provavelmente será, expandido para incluir a prova de que os indivíduos receberam uma variedade de outras vacinas e tratamentos médicos. O certificado digital pode até mesmo se estender para monitorar as escolhas de estilo de vida de uma pessoa, sob o argumento de que hábitos pouco saudáveis ​​tornam a pessoa mais suscetível a doenças.


O certificado digital também pode ser vinculado ao programa REAL ID [sob controle e supervisão do DHS-Department of Homeland Security] para negar aos indivíduos que não foram vacinados o direito de viajar. Também poderia ser combinado com um futuro sistema obrigatório E-Verify para negar a indivíduos não vacinados o direito de manter um emprego. Aqueles que consideram esta “paranoia” deveriam considerar que a Grã-Bretanha já está desenvolvendo um passaporte obscuro.

A liberdade perdida na “guerra contra o vírus covid” nunca mais será devolvida voluntariamente quando a ameaça do coronavírus terminar – presumindo que o governo algum dia pare de “mover as traves do gol” e declare que a ameaça do coronavírus acabou. Em vez disso, o povo deve estar preparado para retomar sua liberdade dos políticos. 

Felizmente, ainda temos a capacidade [??] de fazê-lo por meios pacíficos de educar nossos concidadãos e pressionar nossas autoridades eleitas a reverter o curso. Devemos todos fazer o que pudermos para usar essas ferramentas pacíficas antes de entrarmos em um “inverno negro” de autoritarismo.


Copyright © 2020 do RonPaul Institute. A permissão para reimprimir no todo ou em parte é concedida com prazer, desde que todos os créditos e um link ativo sejam fornecidos.

Por favor, contribua com nosso trabalho fazendo uma doação para o blog.


Questione tudo, nunca aceite nada como verdade sem a sua própria análise, chegue às suas próprias conclusões.


“E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim.  Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá FOMES, PESTES e TERREMOTOS, em vários lugares. Mas todas estas coisas são [APENAS] o princípio de dores. – Mateus 24:6-8

“E faz que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos, lhes seja posto um sinal na sua mão direita, ou nas suas testas, Para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome. Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento, calcule o número da BESTA; porque é o número de um homem, e o seu número é seiscentos e sessenta e seis[666]“.  –  Apocalipse 13:16-18


Mais informações, leitura adicional:

Permite reproduzir desde que mantida a formatação original e a conversão como fontes.

phi-cosmoswww.thoth3126.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.