browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Nazistas alemães explorando o sistema solar a partir de Base em Marte

Posted by on 22/05/2017

Marte-colonia-humana-suasticaEu sou o seu anfitriăo, David Wilcock. Bem vindos, nós estamos explorando o testemunho fascinante de um insider informante chamado Corey Goode. Então, quando terminamos pela última vez, estávamos falando sobre o ICC, ou o Conglomerado Corporativo Interplanetário, como eles são chamados, usando o poder industrial e o poder militar e corporativo dos Estados Unidos após a Segunda Guerra Mundial para criar uma expansão maciça de seu programa espacial SECRETO. (2.10)

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

CONQUISTANDO O SISTEMA SOLAR

Fonte: https://spherebeingalliance.com/

Corey, Obrigado por estar no nosso programa.

CG: Obrigado.

DW : Agora, você disse que houve uma base na lua que era pequena, que foi construída pelos alemães, que foi o embrião e que depois foi então ampliada consideravelmente pelo ICC (que se transformou no LOC-Lunnar Operations Command-Comando de Operações Lunares). E você também disse que havia muitas tentativas dos alemães que falharam para implantar bases em Marte, até que certas bases realmente prosperaram e foram capazes de ficar por lá. E então elas também foram construídas.

CG: Correto.

DW : OK, então quantas bases implantaram em Marte? E onde elas estavam?

CG: O primeiro par de colônias, de bases alemãs que realmente floresceram em Marte estavam localizadas próximas dos 20 graus das regiões polares e distantes do equador do planeta. Havia uma em particular que o ICC – Conglomerado Corporativo Interplanetário usou para expandir e construir mais. E esta estava um pouco perto de uma área de um desfiladeiro, no lado de um desfiladeiro, e avançava para dentro e estava sob a superfície de Marte, não na superfície, era subterrânea.

lunar-operations-command

DW: E você disse que na medida que eles cavaram mais para dentro de Marte foi com eles, foi com uma bomba nuclear chamada de tipo 5, onde eles criaram uma explosão grande e súbita sem radioatividade residual?

CG: Sim.

DW: O que se tornou o pilar, foi no hemisfério norte ou sul?

CG: O hemisfério norte foi onde a primeira base principal foi construída, e tinha um nome alemão, no começo quando foi construída.

DW: OK.

CG: E foi construída com um tamanho enorme. Foi construída para abrigar uma grande quantidade de pessoal técnico, engenheiros e cientistas. E também se construiu um pouco afastado um complexo industrial onde eles  produziriam eu acho que os itens que eles precisavam, a tecnologia que eles precisavam, que vieram de matérias-primas que obtiveram em Marte, nas luas, e no cinturão (os restos de MALDEK) de asteróides. Eles tomaram essas matérias-primas, transformaram-nas em produtos que necessitavam, e até mesmo compósitos, e criaram tudo o que precisavam nessas instalações iniciais um pouco pequenas em seu início da ocupação de Marte.

DW: Então que tecnologia foi considerado desejada e que eles estavam construindo lá no início? Qual foi a sua primeira tentativa? O que eles queriam fazer?

CG: Eles estavam construindo o que era necessário para se expandir na ocupação em Marte.

DW: OK.

CG: Então, no início, eles estavam apenas construindo o que era necessário para expandir sua infra-estrutura em Marte.

DW: Eles estão construindo materiais em Marte obtidos de matérias primas marcianas, como você disse antes, envolvendo os sacos de Kevlar e depois fazendo concreto nas construções de Marte? Qual era a técnica de construção? Você disse que essas instalações industriais que eles tinham e onde estavam construindo as coisas que precisavam.

CG: Sim, eles estavam construindo – as matérias-primas estavam vindo de mineração que estava acontecendo, em Marte, em várias luas, e no cinturão de asteróides. Essas matérias-primas foram levadas para as áreas industriais iniciais de Marte mais afastadas das colônias e convertidas em materiais e produtos utilizáveis, quer sejam fundidos em certos metais que foram colocados ou convertidos em materiais compostos.

DW: Bem, você está tocando em uma coisa interessante agora, porque você está descrevendo mineração que não está apenas acontecendo na lua ou em Marte. Portanto, ainda não chegamos ao âmbito de … Eu acho que teria que haver algum tipo de instalações construídas para mineração nessas luas ou asteróides ou em qualquer outro lugar.

CG: Alguns desses asteróides são incrivelmente grandes onde há equipes de três a quatro homens que vivem lá nesses asteróides e operam a mineração –

DW: Três ou quatro pessoas?

base-secreta-marte

CG: Três a quatro pessoas. E eles operam essas instalações de mineração. Muita coisa é feita com robótica e remotamente através de máquinas remotas. As matérias-primas são então colocadas em grandes naves de carga e, em seguida, rumam de volta para o planeta Marte para a instalação industrial que será abastecida. Em seguida, as matérias-primas são retirados dessas naves de carga e convertidos em materiais e produtos que são necessários.

DW: Você disse em um episódio anterior que os alemães descobriram, através de assistência extraterrestre, esses portais esféricos e naturais que poderiam usar para teleportar algo tão grande quanto uma espaçonave de guerra para Marte ou para qualquer outro lugar. Há tais portais naturais disponíveis para eles nesses asteróides ou nas luas dos planetas do sistema solar? Ou por que eles teriam que usar uma espaçonave, é realmente o que pergunto.

CG: É apenas mais prático para eles transportar esses materiais nestes espaçonaves cargueiro de grande porte para e do cinturão de asteróides e nas luas para esses locais.

DW: Se víssemos uma dessas espaçonaves cargueiro, como seria?

CG: É quase como um contêiner de transporte super grande com pequenas asas pequenas em cada lado que apenas mal saem para fora da estrutura principal. As asas não parecem que são grandes o suficiente para usar o princípio Bernoulli para dar-lhes vôo em uma atmosfera planetária, mas há asas sobre elas, no entanto, mas realmente pequenas. E a frente tem cerca de um ângulo de 45 graus onde o cockpit de comando esta situado. E a parte traseira é basicamente um equipamento grande ou um recipiente de transporte. Essa parte é destacável. Mas nunca a vi separada. Eu só os vi conectados e indo e vindo carregados.

DW: Você disse que a espaçonave alemã original estava usando este sistema de propulsão de plasma a mercúrio. Qual é a fonte de alimentação para uma embarcação com este tipo de sistema de propulsão. Eles ainda estão usando o mercúrio neste momento? Ou eles começaram a usar um sistema de propulsão mais avançado?

CG: Eles estão usando sistemas de propulsão mais avançados, e há diferentes tipos de sistemas de propulsão. Existem os sistemas de torção gravitacional, que muitas pessoas chamam de Warp Drive (pode ser muitas vezes mais rápido do que a velocidade da Luz).

DW: Pessoas no programa espacial secreto realmente dizem que é uma unidade de Warp Drive ? Ou você está apenas dizendo aos leigos?

CG: Nós a consideramos impulsão de Warp Drive. Ele cria um campo de torção gravitacional espaço temporal. Você tem o sistema central de propulsão, e de cada lado, você tem uma torção vindo do centro do dispositivo para fora.

DW: O campo de torção espaço temporal?

CG: O campo, o campo de torção. E então eles controlam quanta energia está entrando na torção, o campo de cada lado. E faz com que o espaço temporal possa ser retorcido, fazendo com que seja puxado em uma direção (futuro) ou puxado em outra direção (passado) por causa de basicamente como funciona a unidade de Warp Drive que eles descreveram na obra de “ficção” Star Trek. E há–

DW: Então é quase como se estivesse criando uma elevação no espaço-tempo na medida em que se vai para a frente voce entra nele .

CG: Certo. E há drives de salto temporal que são extremamente avançados. Eles tiveram que colocar buffers (amortecedores) sobre essas unidades temporais para que as pessoas não pulassem para trás e para frente no espaço tempo em nossa área local.

DW: Significa viagem no tempo.

CG: Certo. E funciona quase como um teletransporte. É instantâneo.

DW: Então, qual foi a sua compreensão do tempo como ele foi apresentado a você? Será que eles explicam as discrepâncias entre a física do tempo, como Einstein dizendo que é unidimensional, e só avança?

portal-stargate-elevação

CG: Sim. Basicamente eles mostraram uma das equações de Einstein – ele tinha chegado muito perto. Ele só precisava virar uma equação aqui. Houve coisas posteriores que foram suprimidas, ele tinha chegado mais perto. Mas a física que está sendo ensinada para nós é arcaica. Se compararmos com termos médicos, é como se você tivesse febre, vamos cortar você e deixá-lo fazer sangrias. É tão distante na maneira de pensar daquilo que é real.

DW: Tudo bem, vamos ficar com as unidades por um minuto. Assim você tem o tempo do espaço, tipo da coisa como o aperto da semente de abóbora para fora entre seus dedos, onde ela está caindo no próprio furo que cría.

CG: Sim, um campo de torção.

DW: Campo de torção. Então você tem esse impulso temporal, onde você pode realmente viajar no tempo, mas você diz que eles colocam buffers (amortecedores) nele. E por que eles precisam dos buffers?

CG: Bem, para evitar que as pessoas o façam de propósito, e também há acidentes. Eles realmente tinham desenvolvido um dispositivo de comunicação, e foi realmente baseado em algo que você mencionou anteriormente, emaranhamento quântico.

DW: Certo.

CG: E cada um desses dispositivos, eles levariam um isótopo ao qual eles estavam emaranhados.

DW: Certo.

CG: E esses dispositivos, você os usaria, e eles também tinham vídeo. E não havia nenhum sinal sendo enviado entre eles. Eles eram completamente seguros e não hackeados.

DW: Certo.

CG: E eles chamavam-lhes dispositivos de comunicação de correlação quântica. E estes estavam em vasos. E se uma pessoa teve um salto ruim no tempo e acabou em algum lugar ou algum tempo errado, os dois isótopos estariam fora de harmonia, eu acho que eles chamariam, por uma certa quantidade de nanosegundos. E eles seriam capazes de calcular quando e onde a pessoa ou o outro dispositivo estaria calculando quanto tempo levou as vibrações para voltar à harmonia.

DW: Então você poderia falar com alguém em um momento diferente por emaranhamento quântico?

CG: Mm-hmm.

DW: Sério? Uau.

CG: Qualquer coisa que é emaranhamento quantum, não importa o quão longe você os separe, em dimensão diferente, realidade, tempo, espaço, eles ficam emaranhados e conectados.

DW: E como o efeito Doppler, o tempo de latência, você pode calcular as coordenadas de espaço e tempo de onde essa pessoa acabou caindo?

CG: Exatamente.

DW: Você experimentou paradoxos no tempo, esse tipo de coisa? É por isso que eles não querem que as pessoas saltem de volta? Eles podem mexer com nossa linha do tempo de alguma forma?

time-is-over-tempo-acabouCG: Houve muitos experimentos de pessoas voltando no tempo e fazendo experiências. E eles estavam dizendo, oh, nós criamos todos esses cronogramas (linhas temporais) divergentes. E então eles estavam enviando equipes para tentar consertá-los e fazendo as coisas ficarem cada vez mais piores. E finalmente, eles perceberam que o tempo é como o espaço. É elástico. E todos esses paradoxos desmoronam e retornam a uma singularidade. E que nossa consciência controla esses cronogramas, a consciência (individual e coletiva) também tem um efeito sobre esses cronogramas e qual cronograma nós vamos ser – nós escolhemos qual o cronograma (“realidade”) em que vamos estar conscientemente.

DW: Vamos voltar ao que estamos  cobrindo neste episódio, por agora, que algumas pessoas estão viajando em drives temporais, e há criação de colônias em nosso sistema solar. Então, se olharmos para a história, você tem a ocupação da Lua primeiro, depois Marte. Quão logo eles chegaram a Marte e implantaram acampamentos bem sucedidos e estáveis, eles começaram a construir instalações nos asteróides ou em outras luas do sistema solar?

CG: Quase imediatamente.

DW: Sério?

CG: Sim, os alemães já começaram a extrair minerais de certos asteróides. E esta é uma das razões pelas quais o ICC queria ir para lá. Eles ouviram que havia asteróides por aí que tinham platina e ouro. E a conversa aqui na Terra sobre a existência de uma quantidade em ouro, o ouro sendo raro, prata sendo rara, que é uma manipulação total. Quero dizer, na Terra os sindicatos da Cabala esconderam um monte de ouro e outros metais.

DW: Certo.

CG: Há toneladas de ouro. E o ouro que eles estão encontrando nestes asteróides do cinturão (os restos do planeta MALDEK) de asteroides, atomicamente você olha para o ouro da Terra e este ouro, eles são o mesmo metal da Terra. Eles não têm estruturas atômicas diferentes. É ouro. Portanto, há uma abundância de ouro no sistema solar e tantas toneladas de ouro e platina e prata e outros elementos no cinturão de asteróides.

DW: Você poderia realmente encontrar asteróides inteiros que são apenas como um pedaço de ouro ou um pedaço de prata?

CG: Bem, eu não diria que eles são inteiramente uma grande pepita de ouro, mas que tem muito ouro. Não é preciso um lote inteiro de refinação para separar o ouro do rochedo, ou o que costumava ser rocha, do ouro que está dentro.

DW: Bem, eu acho que se eles quisessem trabalhar num asteroide assim, você precisaria de uma espaçonave muito grande. Assim qual era o tamanho original das naves que os alemães estavam usando enquanto fizeram esta expansão para fora de Marte?

CG: Naves pequenas. Eles estavam voando para estes grandes – quero dizer, imagine um enorme asteroide e estas pequenas espaçonaves dos nazistas. Eles estão aterrissando nesses asteróides, e então eles estão montando instalações de mineração e lentamente escavando cada vez mais e mais esses asteróides onde eles estão ficando mais e mais vazios. Bem, esses asteróides estão constantemente sendo atingidos por outros pequenos asteróides e esse tipo de coisa.  Bem, você tem condições de trabalho mais seguras dentro, escavando. Assim, a maior parte do que está acontecendo está localizadas mais para dentro dos asteroides. E uma vez que eles tinham reunido uma certa quantidade de matéria-prima, quer seja de ouro, platina ou qualquer uma dessas outras coisas, seria carregado em grandes embarcações e, em seguida, voarem para o seu destino em Marte para transformar os minerais em materiais utilizáveis.

DW: Quando eu estava conversando com Pete Peterson, ele descreveu as propriedades realmente interessantes de um metal chamado bismuto. E ele disse que você poderia extraí-lo em um fio muito, muito longo e, em seguida, fazer uma bobina com bismuto e executar corrente elétrica através dela, e você começa a ter todos os tipos de coisas estranhas acontecendo.

CG: Sim, eu acredito que isso é o que é usado nas armas Gauss.

DW: O que é Gauss … Gausskin?

CG: Armas, as armas que são basicamente armas de energia.

DW: Oh.

mineração-asteroide

Asteroides já estariam sendo explorados em seus recursos minerais

CG: Quando eles as separaram para me mostrar, elas tinham hastes correndo pelo cano e então este fio fino – eles chamaram de bobina – que funcionava ao longo do exterior que basicamente funcionava como uma arma de feixe. Um campo eletromagnético pulsante. E também um campo eletromagnético pulsante percorrendo a haste e emitindo um projétil com velocidade – eu não posso recordar exatamente. Parecia em torno de 5,000 milhas (8 mil Km) por hora ou algo assim. É uma velocidade incrível. E os projéteis eram de grosso calibre, como de calibre 50.

DW: Uau.

CG: E no fundo eles tinham basicamente um lançador de granadas. E essas granadas eram como munição, cartucho de espingarda calibre 20, apenas em tamanho e forma – elas não se pareciam com cartuchos de espingarda – que são lançados de forma semelhante, que tinha um tipo de explosivo muito potente que dava um impacto muito maior ou explosão do que como um lançador de granadas M203. E estes eram os rifles que os seguranças carregariam.

DW: O ICC ou os alemães desenvolveram tecnologia avançada de computador em Marte mais rápido do que na Terra e que poderiam começar a usar em toda essa mineração robótica e coisas assim?

CG: Sim. Tiveram computadores, sistemas de computador e computadores quânticos muito, muito mais cedo do que … bem antes que Bill Gates e a IBM começassem a colocar placas-mãe e chips integrados nas máquinas aqui na Terra.

DW: Então você pode soletrar para nós agora – quando os alemães começaram, qual era o ano aproximado em que eles conseguiram uma base estável na nossa Lua ? Você sabe exatamente?

CG: Eu sei que foi no final dos anos 1930 que eles já estavam usando uma instalação mais antiga que eles tinham pressurizado e estavam usando enquanto eles estavam construindo uma outra base menor.

Nossa Lua é artificial e completamente oca, com várias bases extraterrestres e da própria humanidade, construídas em seu lado oculto.

Nossa Lua é artificial e completamente oca, com várias bases aliens, extraterrestres e da própria humanidade, construídas em seu lado oculto.

DW: Essa era um tipo de ruínas deixadas pela ABR-Anciente Builder Race, a antiga raça de construtores que eles encontraram?

CG: Correto.

DW: OK.

CG: E então isso foi no início dos anos 40, eu acho, que eles completaram essa pequena base deles.

DW: Quando foi a primeira base estável que fizeram em Marte?

CG: Eu acho que em torno de ‘1952 a ‘1954 é quando eles realmente começaram a conseguir (forçar) os Estados Unidos a assinarem acordos, e eles só tinha realmente um bom ponto de apoio em Marte até então. Eles realmente tiveram muitos contratempos em Marte. Eles perderam muitas vidas.

DW: Então houve como uma luta de 18 anos.

CG: Sim. Quero dizer, eles realmente fizeram o trabalho pioneiro em Marte.

DW: Mas eles tiveram melhor sucesso construindo instalações de mineração em asteróides e luas antes de se estabilizar em Marte?

CG: Isso foi ao mesmo tempo.

DW: Oh.

CG: Sim. Uma vez que eles tinham uma área estável para chamar de seu próprio território em Marte, então eles estavam começando suas operações de mineração. E suas operações de mineração foram mais – eu acho que quando um geólogo vai em torno de uma grande região e está pegando certas rochas, fazendo amostras do núcleo, obtendo uma boa ideia do terreno a ser explorado e, em seguida, determinar certas áreas e grades. Acho que foi mais uma escavação e descobrir o que estava lá fora. E quando encontraram certas coisas de que precisavam, começariam pequenas operações de mineração.

DW: Alguém da Terra que nós saberíamos de ficar como o show de cães e pôneis talvez para ajudar a mantê-los quietos, como um presidente ou primeiro-ministro, no início deste jogo? Eles conseguiram ver o que estava acontecendo para que eles soubessem o que estavam envolvidos?

CG: Eu acredito que Eisenhower teve conhecimento. Ele foi o que acabou, ironicamente – ele sendo um general e comandante supremo das aliados na Segunda Guerra Mundial, que pretensamente “derrotaram” os nazistas, eu imagino que foi muito difícil para ele chegar aos termos assinando tratados com estes grupos nazistas separatistas alemães.

DW: Ah, sim.

CG: Posso imaginar que foi muito difícil para ele. Mas eu acho que ele acabou depois … em 1952, as coisas realmente ficaram aquecidas porque estávamos recusando as ofertas, as demandas desses nazistas, que pressionavam os EUA. Os alemães estavam fazendo um monte de exigências sobre querer o acesso aos Estados Unidos e aos nossos recursos industriais como parte de um tratado secreto. E estávamos negando. Nós dissemos não. Estávamos tentando fazer negociações duras.  E através do operação PAPERCLIP, este grupo alemão nazista separatista sabia que o interesse era de que os Estados Unidos não queriam que ninguém soubesse sobre a existência de extraterrestres ou existência de tecnologia superior (especialmente desenvolvida por nazistas), então eles usaram isso contra nós para obrigarem o governo dos EUA a assinar um tratado com eles. E nesse processo, tenho certeza de que Eisenhower mais do que provável, junto com todas essas pessoas do ICC, ou o Conglomerado Corporativo Interplanetário, que viram os sinais para ganhar muitos dólares.

DW: Claro, isso faz sentido. Você só meio que disse “luas e asteróides”. Então, de que luas estamos falando? Quantas luas em nosso sistema solar – porque há muitas luas em nosso sistema solar.

CG: Sim.

DW: Há pelo menos 100.

CG: Certo. Há muito mais 100.

DW: OK. Então, até onde isso aconteceu? E quanto ela se expandiu ao longo do tempo? Quais foram as primeiras luas que foram conquistadas ou que eles desembarcaram?

Cinturão de asteroides

Cinturão de asteroides

CG: Tudo isso é muito complicado diplomaticamente, porque muitas luas estão fora dos limites de todo mundo porque eles são território diplomático, “de propriedade” de alguns desses 40 ou 60 grupos de extraterrestres que estão aqui.

DW: A Super Federação de extraterrestres.

CG: Sim a Super Federação de povos aliens, especialmente em torno de Saturno.

DW: Sério? Saturno tem muitas luas.

CG: Sim, sim. Mas havia muita atividade ao redor das luas de Júpiter.

DW: Alemães e pessoas do ICC-Conglomerado Corporativo Interplanetário?

CG: Mm-hmm. E Urano. E depois o cinturão de asteroides. Mas eu não sei nem me lembro de nenhum nome real de alguma lua ou de qual elemento real ou que recurso mineral eles estavam explorando e qual corpo planetário.

DW: Bem, (a lua) IO é um desses corpos estranhos que tem muitos vulcões e coisas assim em torno de Júpiter. E é muito perto, e é muito quente. É uma lua como que também é um local inóspito para eles?

CG: Sim, há alguns corpos que não se tem acesso. Lembro-me de ler – havia uma lua que estava circulando em torno de um gigante de gás que estava vomitando alguma nuvem de algum elemento que eles estavam coletando, eles estavam coletando do espaço por trás da lua. Eu sei que isso parece ridículo.

DW: Não, de jeito nenhum, na verdade.

CG: Eu não vi nada que diz que uma lua em torno de um gigante de gás está vomitando coisas no espaço, mas –

DW: Bem, eu realmente sim. IO, como estávamos falando, tem vulcões muito ativos que estão vomitando um monte de partículas –

CG: Para o espaço?

DW: – que criaram um anel. Esse anel cai com o campo gravitacional de Júpiter. E tem havido um aumento significativo na densidade de partículas desse anel desde os anos 1970 que a NASA tem acompanhado.

CG: Eles fizeram uma análise espectral de qual o produto químico está saindo?

DW: Sim, e tem muitas coisas estranhas nele como argônio, néon, hélio e oxigênio e um monte de coisas que poderíamos usar.

CG: OK.

contagem-regressiva-azulDW: Então isso faz sentido para mim.

CG: OK.

DW: Toda vez que eu faço perguntas, eu estou aprendendo todos os tipos de coisas novas. Então, isso é realmente emocionante. Isto é ” Divulgação Cósmica ” porque vocês precisam saber. E eu sou David Wilcock, e nos veremos da próxima vez.   


Mais informações:

  1. http://thoth3126.com.br/operacao-highjump-nazistas-na-antartica/
  2. http://thoth3126.com.br/nazistas-na-antartica-operacao-highjump-final-2/
  3. http://thoth3126.com.br/nazismo-operacao-paperclip/
  4. http://thoth3126.com.br/o-3o-reich-nazista-fatos-desconhecidos/
  5. http://thoth3126.com.br/eventos-incriveis-acontecendo-na-antartica/
  6. http://thoth3126.com.br/nazistas-na-antarticaum-video-russo-a-respeito/
  7. http://thoth3126.com.br/a-sociedade-thule-e-adolf-hitler/
  8. http://thoth3126.com.br/discos-voadores-dos-nazistas-alemaes/
  9. http://thoth3126.com.br/sociedades-secretas/
  10. http://thoth3126.com.br/carta-de-um-politico-da-noruega-sobrefimdostempos/
  11. http://thoth3126.com.br/serpo-zeta-reticuli-o-programa-de-intercambio-post-6/
  12. http://thoth3126.com.br/entrevista-com-um-alienigena-introducao/
  13. http://thoth3126.com.br/antartica-aberturas-e-base-nazista-neuschwabenland/
  14. http://thoth3126.com.br/nazismo-os-arquivos-secretos-da-waffen-ss/
  15. http://thoth3126.com.br/illuminati-1-revelacoes-de-um-membro-no-topo-da-elite/
  16. http://thoth3126.com.br/eua-sabiam-sobre-acordo-nazista-com-extraterrestres-de-draco/
  17. https://thoth3126.com.br/secredos-ocultos-e-proibidos-da-sociedade-secreta-nazista-vril/
  18. https://thoth3126.com.br/estatua-de-deus-roubada-pelos-nazistas-feita-de-meteorito-com-15-mil-anos/
  19. https://thoth3126.com.br/os-nazistas-construiram-bases-em-antigas-ruinas-na-lua-e-em-marte/
  20. https://thoth3126.com.br/nazistas-eram-cacadores-de-antiga-artefatos-tecnologia-perdida/
  21. https://thoth3126.com.br/corey-goode-fala-sobre-maldek-o-super-planeta-que-explodiu/

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

thoth(172x226)www.thoth3126.com.br

 

36 Responses to Nazistas alemães explorando o sistema solar a partir de Base em Marte

  1. Beatriz J L Marcondes Machado

    Considero que esse monte de cientistas não descobriram um meio de desligar o vulcão de Yellostone? os EUA serão destruidos.
    Aí eles vão morar só em Marte. ou morreram todos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *