browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Novo documento Majestic-12 corrobora aterrissagem de UFO em Aztec (EUA)

Posted by on 24/06/2017

aztec-ufo-majestic12-sallaO recém-lançado documento de informação Majestic-12 contém muitas informações sobre o início das relações diplomáticas entre o governo dos EUA e visitantes extraterrestres de aparência humana (humanoides) que começaram após o famoso incidente do resgate de um UFO em Aztec de 1948. O primeiro a escrever sobre o caso foi o autor Frank Scully, um jornalista altamente respeitado, que escreveu um livro em 1950 com base no que ele soube contado por duas fontes, um suposto cientista e um comerciante da cidade.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Novo documento Majestic-12 vazado por militares insiders corrobora o histórico livro e best seller Behind the Flying Saucers  sobre queda de UFO em Aztec, Novo México, nos EUA.

Dr. Michael Sallas, Ph.D. – 

Para a Parte Um  Clique aqui

 A primeira parte desta série discutiu o conteúdo do documento explicando como um alienígena adulto sobrevivente do desembarque em Aztec, Novo México, iniciou o processo diplomático com governo e militares dos EUA e deixou três infantes extraterrestres trazidos ao nosso mundo para permanecer e crescerem nos EUA como um gesto de boa vontade.

Aztec-UFO-SITE-EUA

As informações reveladas no documento vazado podem ser comparadas com o que é conhecido publicamente sobre o evento UFO em Aztec, Novo México. Se um alto grau de consistência for encontrado na comparação, ajudará a comprovar que as informações do novo documento são baseadas em informações factuais, são reais, documento que fazia parte de um briefing classificado como Ultra Top Secret em 1989 preparado pela Agência de Inteligência de Defesa (D.I.A.) para o Gabinete do Presidente dos EUA.

O primeiro a escrever sobre o caso Aztec  foi o autor Frank Scully, um jornalista altamente respeitado, que escreveu um livro em 1950 a respeito do caso, com base no que duas fontes locais haviam lhe contado, um suposto cientista Dr. Gee (um pseudônimo usado por um radialista local e proprietário de loja de peças para televisão, que se revelou depois ser Leo A. GeBauer) e Newton Silas (um conhecido prospector de petróleo). O livro de Scully,  Behind the Flying Saucers, rapidamente se tornou um best-seller nacional com a sua história do “primeiro desembarque” extraterrestre de um disco (UFO) voador em 25 de março de 1948:

“[Dr. Gee] foi o homem que nos contou toda a história do primeiro disco voador que aterrissou nos Estados Unidos … Dois telescópios flagraram esta nave não identificada quando ela entrou em nossa atmosfera. Eles assistiram a sua posição e estimaram onde a espaçonave iria pousar. Dentro de poucas horas depois de ocorrer a aterrissagem, vários oficiais da Força Aérea chegaram ao campo de vôo em Durango, Colorado, e saíram em sua busca pelo objeto voador não identificado. Quando o encontraram, estava aterrissado em um território muito rochoso e em um alto planalto, a leste de Aztec, no Novo México. (Behind the Flying Saucers, pp. 138-39)”

Note-se que Scully estava falando sobre um “desembarque controlado”, não um acidente de disco voador, como relatado para o incidente com UFO de Roswell, que recebeu cobertura mundial da mídia (até jornalistas do Japão foram a Roswell investigar) após o primeiro comunicado de imprensa da Força Aérea do Exército dos Estados Unidos em 8 de julho de 1947, logo desmentido no dia seguinte (manchetes do jornal local abaixo). 

roswell2

O novo documento de informação Majestic-12 vazado recentemente (provavelmente por insiders militares aposentados) refere-se de forma semelhante a um “desembarque controlado” na vizinhança de Aztec que ocorreu em 25 de março de 1948:

“O desembarque controlado ocorreu em um pequeno desfiladeiro do deserto sobre a região de pastagem em um rancho de um fazendeiro local … há cerca de 12,2 milhas a nordeste de Aztec,  New Mexico. A nave estava determinado como tendo cerca de 99,983 pés (cerca de 30,40 metros) de diâmetro. (“Assessment of the Situation“, p. C-1-of-10)”

Em relação ao diâmetro do disco voador, Scully deu a seguinte informação:

As dimensões gerais da espaçonave foram constatadas como sendo com menos de 100 pés de diâmetro. Para ser exato, mediu 99,99 pés de largura. [ Behind the Flying Saucers ,p. 138-39]

Notavelmente, a medida precisa de Scully do diâmetro da embarcação, do disco voador que aterrissou corresponde exatamente ao relatório do documento de informações de 1989 recentemente librado sobre o tamanho e a natureza do pouso. Scully revelou detalhes importantes sobre a equipe científica enviada para investigar o disco voador:

O Dr. Gee e sete cientistas magnéticos de seu grupo foram chamados para examinar essa espaçonave estranha. Quando chegaram no local, decidiram que a melhor coisa a fazer era não tocá-lo ou tentar entrar nele. Eles estudaram a nave à distância segura durante dois dias, bombardeando-o com contadores Geiger, raios cósmicos e outros dispositivos com proteção. [Behind the Discos Voadores, p. 138-39]

Scully foi informado de que oito cientistas participaram da análise preliminar da embarcação extraterrestre. De acordo com o novo documento do Majestic-12, a equipe de recuperação envolveu quatro membros científicos da recém-criada diretoria do grupo Majestic-12 (MJ-12) e seis outros cientistas se reuniram no local de aterragem no Hart’s Canyon perto da cidade de Aztec:

Para acompanhar completamente o curso da recuperação e investigação da espaçonave em Aztec, NM, é importante neste momento detalhar os nomes e os antecedentes acadêmicos dos membros da equipe IPU / MAJICOPS antes de retornar a uma cronologia dos eventos no Harts Canyon. Apenas quatro dessas pessoas estavam na diretoria dos MAJICOPs. Eram o Dr. Lloyd Berkner, Dr. Detlev Bronk, Dr. Vannevar Bush e Dr. Jerome Hunsaker …. Os seguintes foram selecionados pela diretoria do MAJESTIC-12 para acompanhar a equipe de recuperação IPU / MAJICOPS para os locais de desembarque de Hart Canyon:

aztec-roswell-novo-mexico

  • Dr. Carl A. Helland, Diretor e cientista sénior do Laboratório de Geofísica e Ciências Magnéticas da Escola de Minas do Colorado;
  • Dr. John von Neumann … Seu trabalho no disco asteca acabou levando ao idioma binário usado hoje em todos os computadores eletrônicos modernos;
  • Dr. Robert J. Oppenheimer … Atuando para seu amigo, Dr. Bush, que ainda não chegou às astecas, selecionou a maioria dos membros da equipe de recuperação e organizou com a Marinha dos EUA para armazenamento em suas instalações em Los Alamos até que locais permanentes pudessem estar preparado;
  • Dr. Johann von Roesler, químico especialista em nitrogênio … Originalmente incluído como consultor sobre a possível necessidade de obter entrada forçada no disco por uso de potentes explosivos, ele finalmente trabalhou com o Dr. Detlev Bronk na investigação do nitrogênio liquido refrigerado Sistema criogênico de suspensão da vida usado no disco pelos extraterrestres membros da tripulação [sic];
  • Dr. Merle A. Tuve … Melhor pioneiro na propagação de rádio-salvamento na atmosfera superior. Mais tarde, faz parte da equipe da Bell Laboratories, que desenvolveu os princípios da física da luz laser derivada do estudo dos sistemas encontrados a bordo da espaçonave em Aztec.
  • Dr. Horace van Valkenberg , foi Diretor da Escola de Metalurgia da Universidade do Colorado.(Assessment of the Situation, pp. C-3&4-of-10)

De acordo com o documento Majestic-12, havia dez cientistas envolvidos na recuperação em Aztec. No entanto, o Dr. Vannevar Bush chegou mais tarde do que os outros na cena. Scully foi informado de que havia oito cientistas no local, que é muito próximo do número dos indivíduos inicialmente presente (nove) ao local. Se outro membro científico da Direcção MJ-12 tivesse acompanhado Bush e também chegou tarde, isso corresponderia precisamente aos oito cientistas que trabalhavam no início da investigação do UFO que aterrissou na região, de acordo com o que Scully tinha contado em seu livro. Scully passou a descrever como a equipe de recuperação conseguiu entrar na espaçonave:

Aparentemente, não havia nenhuma porta para acessar o que, sem dúvida, era a cabine do UFO. A superfície externa não mostrava nenhuma marcação de qualquer tipo, exceto por uma porca quebrada, que no primeiro exame pareceu ser de vidro … Finalmente, pegamos uma grande estaca e abrimos um buraco através desse defeito na espaçonave. [Behind the Discos Voadores, p. 139]

Esta descrição de como a equipe de recuperação mandada à Aztec obteve acesso ao interior da nave corresponde ao que o documento MAJESTIC-12 recentemente vazado diz:

Descobriu-se que a abertura original foi forçada no canto inferior de uma espécie de grande janela retangular ou uma espécie de vigia que tinha sido quebrada. Essas vigias não eram visíveis do lado de fora, mas estavam localizadas por todo o caminho ao redor do compartimento em enormes retângulos curvos e separados por apenas uma armadura estrutural fina entre elas. A exceção era  o buraco forçado pelo qual a equipe ganhou entrada à espaçonave. [Assessment of the Situation, p. C-6-of 10]

Imagem do que seriam os restos do UFO resgatado em ROSWELL, em Julho de 1947.

Imagem do que seriam os restos do UFO resgatado em ROSWELL, em Julho de 1947.

O documento MAJESTIC-12 também se refere ao uso de “uma varinha longa e fina usada para sondar o que parecia ser alavancas ou botões dentro da espaçonave”, o que corresponde à descrição de Scully de uma “estaca grande” usada através da vigia. Em seguida, chegamos ao número de ocupantes no incidente Azteca do disco voador. Scully foi informado pelo Dr. Gee:

[Nós] olhamos para o interior da espaçonave. Lá pudemos contar dezesseis corpos, que variavam em altura de cerca de 36 a 42 polegadas (0,90 a 1,05 metros)…. Examinamos os corpos muito de perto e com muito cuidado. Eles eram normais sob todos os pontos de vista e não tinham aparência de ser o que chamamos os anões em nosso planeta. Eles eram perfeitamente normais em seu desenvolvimento. O único problema era que sua pele parecia ter sido carbonizada, apresentando com uma cor chocolate muito escura. [Behind the Discos Voadores, p. 139]

Agora podemos comparar a narrativa de Scully sobre os 16 extraterrestres mortos com o que os documentos MAJESTIC-12 dizem:

Dentro da cabine superior … a equipe encontrou os corpos de dois (2) humanóides pequenos de cerca de quatro pés de (cerca de 1,20 metros) altura amarrados em assentos como aqueles no cockpit de um caça à jato … Esses extraterrestres estavam mortos. [Assessment of the Situationpágina C-6 de 10]

O documento vazado declara que os extraterrestres morreram por causa de um problema atmosférico causado por um impacto da espaçonave com um penhasco próximo. O relatório descreveu então a descoberta de 14 tubos criogênicos no nível inferior da nave, 12 dos quais continham corpos de aparência humana – quatro dos quais posteriormente foram ressuscitados com sucesso:

Um olhar mais atento aos tubos selados que pareciam as portas dos secadores de roupa em uma lavanderia revelava que eles eram uma forma complexa de sistema de refrigeração (espécie de criogenia). Dois estavam vazios e doze continham os corpos do que parecia ser adultos humanos e crianças pequenas, bem como de bebês, todos congelados como se fossem espécimes preservados para…. Eventualmente, a equipe médica foi capaz de ressuscitar um homem humano semelhante aos da Terra, e três (3) crianças humanoides semelhantes às da Terra, todos com aproximadamente seis (6) meses de idade: e mais dois homens e uma mulher. O resto dos bebês e mais um pequeno EBE (Extraterrestrial Biological Entity · E.B.E.), de pele cinza (N. T: características de um alien GREY, QUE NÃO POSSUEM GÊNERO SEXUAL) e de cabeça grande, pereceram.

Roswell_X-Files

Scully relatou que 16 corpos foram encontrados no interior da espaçonave de Aztec. O documento MAJESTIC-12 vazado informou dois corpos extraterrestres pequenos (encontrados na cabine superior) mais 14 tubos criogênicos (encontrados na cabine inferior) – 12 dos quais estavam ocupados por alienígenas de aparência humana congelados com a vida em suspensão.

O que não foi  informado a Scully, no entanto, era de que quatro dos extraterrestres ainda estavam vivos em suas câmaras criogênicas. Aparentemente, sua fonte, o “Dr. Gee”, não sabia que esses quatro foram reavivados com sucesso. O documento informativo que foi vazado explica como esses funcionários que estavam no local, sem necessidade de conhecer e saber todos os fatos, receberam a falsa notícia de que todos os extraterrestres morreram:

A história rapidamente circulou que, sim, corpos foram encontrados – todos falecidos, e que estes seriam removidos para posterior análise. Os corpos dos dois pequenos “pilotos” foram apresentados a alguns outros membros da equipe de recuperação que ouviram falar sobre eles, e então selados em câmaras de gelo seco, assim como o cadáver do EBE que expirou na bagagem de carga após o descongelamento. Uma grande exibição disso foi realizada em plena visão dos outros membros da equipe e outras cápsulas de transporte de gelo seco foram carregadas secretamente de sujeira e pedra antes que todo o grupo fosse carregado em um caminhão refrigerador rotulado de ” altamente explosivo” para o transporte. (Assessment of the Situation, p. C-3-de-10)

O que isso sugere é que a equipe de recuperação viu 2 EBEs pequenos e 16 cápsulas de gelo seco preparadas para os 14 tubos criogênicos (12 ocupados). Então eles viram os dois corpos dos pequenos EBEs da cabine superior sendo carregados em duas das cápsulas de gelo seco, em vez de tubos criogênicos vazios. A suposição natural era que 16 corpos extraterrestres de aparência humana mas pequenos haviam sido recuperados, exatamente o que Scully contou.

Claramente, o que acima sugere é que, mesmo em uma operação de recuperação altamente classificada, como o que ocorreu com oUFo e os extraterrestres em Aztec, a compartimentação estava muito instavel. As informações sobre os extraterrestres vivos que estavam sendo resgatados deveriam ser mantidas sob segredo, mesmo dos muitos funcionários que estavam envolvidos na secreta operação de recuperação da espaçonave. Todos foram informados de que os extraterrestres nas 16 cápsulas de gelo seco estavam mortos. Uma campanha oficial de desinformação já estava em andamento para o desembarque em Aztec, e isso não parou apenas com o próprio pessoal que trabalhou no local de recuperação da espaçonave.

As duas fontes de Scully, Newton e Dr. Gee (GeBauer) parecem também terem sido apanhados na campanha de desinformação em torno do desembarque em Aztec. Segundo Scully, o Dr. Gee era um especialista magnético na equipe de recuperação no local de aterrissagem em Aztec:

No verão de 1949, ele [Silas Newton] conheceu o Dr. Gee, um engenheiro magnético que havia sido lançado em julho após sete anos de servidão do governo em todos os tipos de projetos de cúpula superior. Ele tinha se tornado um mestre sobre energia magnética … [Behind the Discos Voadores, p. 72] 

UFOS-OVNIS-AZUL

Tanto a Newton quanto GeBauer atraíram investidores para vários esquemas de perfuração de petróleo na região com base em tecnologias que afirmam ter desenvolvido a partir do conhecimento sobre o desembarque de UFO em Aztec, Mais tarde ambos foram presos pelo FBI em outubro de 1952 e condenados por fraude após uma queixa de um dos Investidores de propecção de petróleo, Herman Flader.

Os antecedentes de Newton e GeBauer foram detalhados em um artigo altamente crítico de 1956 na revista True by JP Cahn, intituladoFlying Saucer Swindlers“.

O relato de Scully sobre o desembarque do UFO em Aztec agora estava completa e finalmente desacreditado, e ele foi amplamente ridicularizado por ser enganado por dois homens de confiança com acusações criminais relacionadas ao suposto desembarque. O caso de Aztec agora foi aceito como um engodo, embora Scully continuasse a acreditar que era genuíno até a sua morte.

O novo documento de informação Majestic-12 recentemente liberado por insiders militares aposentados contém um parágrafo sobre o que aconteceu com Newton, GeBauer e Scully, que fornece informações valiosas sobre os eventos reais e como os três foram apanhados na campanha oficial de desinformação levada a efeito naquele momento para encobrir os fatos reais:

Visitando com o fazendeiro naquela época e planejando caçar animais silvestres em sua terra, estavam os donos de uma oficina local de reparação de rádio [Dr. Gee / GeBauer] mais um inventor e pequisador de petróleo desempregado [Silas Newton]. Esses dois últimas parceiros, mais tarde se reuniram e contaram sua história para um colunista da Variety Magazine, chamado Frank Scully. Este autor publicou mais tarde um livro em 1950 detalhando partes da história da aterrissagem e recuperação de um UFO e extraterrestres em Aztec, NM. Essa violação da segurança foi … pelo uso de uma história de cobertura para os trabalhadores da UIP / MAJICOPS que se revelaram ineficazes.

Decidiu-se disfarçar os esforços em Aztec como uma exploração de petróleo por uma empresa de perfuração fictícia, fato que não estava de acordo com o conhecimento do caçador de petróleo desempregado que sabia que não havia petróleo nessa área. Mais tarde, tanto este caçador de petróleo independente quanto o colunista Scully foram desacreditados por fatos vazados para um escritor [Cahn] na True Magazine por agentes secretos da MAJESTIC-12 Enforcement Division. Esta ação foi infeliz, mas muito vital à luz da sensacional natureza das descobertas em Aztec. Felizmente, Scully rotulou este caçador de fortuna como um “cientista” em seu livro e durante o período das vendas do livro, este aventureiro foi condenado por fraude por tentar vender um dispositivo que ele alegou encontrar petróleo. Principalmente por sorte, a violação sobre a seguranças do que ocorreu em Aztec se resolveu e o livro foi rapidamente esquecido depois de uma “pequena ajuda” do MAJESTIC-12. (Assessment of the Situationp. C-2-de-10) 

manipulação-puppets-controleEssencialmente, o documento recentemente vazado do Majestic-12 revela que uma campanha de desinformação foi implementada com sucesso para desacreditar Scully e suas duas principais fontes: Newton e GeBauer. O erro de Scully foi que ele se referiu incorretamente a GeBauer como um cientista magnético, o que facilitou a campanha de desinformação em seu sucesso.

Dadas as extensas semelhanças entre os registros de Scully sobre o incidente do disco voador em Aztec e o que se encontra no novo documento de informações do Majestic-12, pode-se concluir com grande confiança que ambos estão descrevendo o mesmo evento. Isso leva a duas possíveis conclusões sobre o documento de esclarecimento e sua relação com o desembarque em Aztec desacreditado.

O primeiro é que é uma desinformação baseada na história de Scully sobre o incidente do disco voador em Aztec como meio para um documento inventado confundir ou desinformar novamente a comunidade de pesquisa de OVNI / extraterrestres. O fato de o documento emergir do Escritório de Contra-Espionagem na Agência de Inteligência da Defesa levanta essa possibilidade.

A segunda conclusão é que o atual documento vazado é genuíno e reivindica a maior parte do que Scully foi informado quase quarenta anos depois do incidente em Aztec. Importante, o documento informativo confirma que Scully não foi enganado por dois vigaristas. Newton e GeBauer haviam revelado informações precisas sobre o desembarque no que foi considerado uma grande violação de segurança pelo Majestic-12. O livro de Scully revelou com sucesso detalhes operacionais de um dos maiores segredos de discos voadores detidos pelo establishment de segurança nacional.

Quanto a qual destas duas conclusões é a mais precisa, é necessário um estudo mais aprofundado sobre o conteúdo do documento de informações de 1989 liberado recentemente.

Continua. Para a Parte Um Clique aqui

© Michael E. Salla, Ph.D. Aviso de direitos autorais


contagem-regressiva“CONHECE-TE A TI MESMO E CONHECERÁS TODO O UNIVERSO E OS DEUSES, PORQUE  SE O QUE TU PROCURAS NÃO ENCONTRARES PRIMEIRO DENTRO DE TI MESMO, TU NÃO ACHARÁS EM LUGAR ALGUM” – Frase escrita no pórtico do Templo do Oráculo de Delphos, na antiga Grécia.


Muito mais informações:

  1. http://thoth3126.com.br/operacao-highjump-nazistas-na-antartica/
  2. http://thoth3126.com.br/nazistas-na-antartica-operacao-highjump-final-2/
  3. http://thoth3126.com.br/nazismo-operacao-paperclip/
  4. http://thoth3126.com.br/o-3o-reich-nazista-fatos-desconhecidos/
  5. http://thoth3126.com.br/eventos-incriveis-acontecendo-na-antartica/
  6. http://thoth3126.com.br/nazistas-na-antarticaum-video-russo-a-respeito/
  7. http://thoth3126.com.br/a-sociedade-thule-e-adolf-hitler/
  8. http://thoth3126.com.br/discos-voadores-dos-nazistas-alemaes/
  9. http://thoth3126.com.br/sociedades-secretas/
  10. http://thoth3126.com.br/carta-de-um-politico-da-noruega-sobrefimdostempos/
  11. http://thoth3126.com.br/serpo-zeta-reticuli-o-programa-de-intercambio-post-6/
  12. http://thoth3126.com.br/entrevista-com-um-alienigena-introducao/
  13. http://thoth3126.com.br/antartica-aberturas-e-base-nazista-neuschwabenland/
  14. http://thoth3126.com.br/nazismo-os-arquivos-secretos-da-waffen-ss/
  15. http://thoth3126.com.br/illuminati-1-revelacoes-de-um-membro-no-topo-da-elite/
  16. http://thoth3126.com.br/eua-sabiam-sobre-acordo-nazista-com-extraterrestres-de-draco/
  17. https://thoth3126.com.br/secredos-ocultos-e-proibidos-da-sociedade-secreta-nazista-vril/
  18. https://thoth3126.com.br/os-nazistas-construiram-bases-em-antigas-ruinas-na-lua-e-em-marte/
  19. https://thoth3126.com.br/corey-goode-fala-sobre-maldek-o-super-planeta-que-explodiu/
  20. https://thoth3126.com.br/nazistas-alemaes-explorando-o-sistema-solar-a-partir-de-base-em-marte/
  21. https://thoth3126.com.br/existencia-de-estacoes-espaciais-secretas-serao-reveladas-em-breve/
  22. https://thoth3126.com.br/o-segundo-sol-esta-chegando-profecia-maia/
  23. https://thoth3126.com.br/aliens-reptilianos-nordicos-nazismo-e-a-luta-pelo-controle-da-terra
  24. https://thoth3126.com.br/ruinas-ets-antigas-descobertas-na-antartida-atlantida-e-a-derrota-da-cabala/
  25. https://thoth3126.com.br/ruinas-ets-antigas-descobertas-na-antartida-e-a-derrota-da-cabala-2/
  26. https://thoth3126.com.br/presidente-dos-eua-eisenhower-e-os-alienigenas-no-controle-da-humanidade/
  27. https://thoth3126.com.br/guerras-no-sistema-solar-entre-a-ssp-alliance-e-a-cabalailluminatidracos/
  28. https://thoth3126.com.br/siemens-implicada-no-rastreamento-de-trabalhadores-escravos-no-espaco/
  29. https://thoth3126.com.br/novos-documentos-do-majestic-12-comprovam-contatos-dos-eua-com-ets/

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

thoth(172x226)www.thoth3126.com.br

40 Responses to Novo documento Majestic-12 corrobora aterrissagem de UFO em Aztec (EUA)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *