browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

“Perda total de confiança”: metade dos profissionais de saúde domiciliares franceses resistirão a tomar a vacina

Posted by on 03/03/2021

Novos números surpreendentes da França sugerem o que é, sem dúvida, uma tendência global mais ampla de hesitação, recusa e ceticismo quando se trata do grande impulso atual de todos os governos para “vacinar todos”.  A Reuters, ao cobrir o lançamento da vacina no país, descobriu que apenas cerca de “metade dos profissionais de saúde em lares franceses não quer ser vacinados”  – mesmo depois de muitos deles testemunharem rotineiramente a devastação do COVID-19 em idosos e enfermos. 

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

“Perda total de confiança”: metade dos profissionais de saúde domiciliares franceses resistirão a tomar a vacina

Fonte:  Zero Edge

“Há uma completa perda de confiança”, representante dos trabalhadores de cuidados de saúde uma casa e sindical foi citado no relatório como dizendo , refletindo resistência à forte e crescente pressão sobre a equipe muitas vezes mal pagos em difíceis condições de trabalho que estão sendo requisitados para se vacinar para que não arriscar a segurança dos pacientes idosos. E outro refletia uma resposta comum de “Vou esperar um pouco”.

O intenso ceticismo e resistência às vacinas decorrem do fato de que é o governo que está pagando menos do que eles gostariam de receber, ao mesmo tempo que exige que todos tomem a vacina.

A Reuters apresenta um refrão comum entre os profissionais de saúde prestadores de cuidados da linha de frente , como segue :

Marie-France Boudret, que trabalha em um asilo francês para idosos, viu um paciente morrer sufocado na sua frente porque o COVID-19 havia infectado seus pulmões . Mas quando seu empregador ofereceu a ela uma vacina contra o vírus, a enfermeira hesitou . “Tenho algumas dúvidas”,  disse Boudret, de 48 anos. “Prefiro esperar.”

Essa tendência de recusar a vacina também está sendo observada em toda a Europa, levantando profundas preocupações entre as autoridades de saúde de que a população idosa continua em grande risco, a ponto de uma grande parte dos profissionais de saúde recusar ou pelo menos atrasar ser injetado pela vacina covid-19.

O relatório oferece como exemplos próximos a Alemanha e a Suíça, onde a resistência à vacina entre os profissionais de saúde domiciliar pode ser ainda maior do que na França.  “Na Alemanha, a operadora de lares de idosos BeneVit Group entrevistou funcionários em novembro e descobriu que apenas 30% queriam ser vacinados”, escreve a Reuters.

No ano passado, a França lutou para conter uma série de surtos mortais de coronavírus em asilos e centros de saúde para idosos, semelhantes a tragédias semelhantes em Nova York e outros lugares nos Estados Unidos:

E da Suíça, o relatório cita o seguinte: “Peter Burri, chefe do ProSenectute, o maior grupo suíço de defesa dos idosos, disse que no máximo metade da equipe de enfermagem do setor médico estava disposta a ser vacinada“.

A França tem debatido recentemente se os idosos com doenças pré-existentes devem ou não receber a vacina da AstraZeneca. Anteriormente, Paris havia alertado contra isso, no entanto, na terça-feira, autoridades de saúde do governo revisaram a posição  que havia sido tomada por precaução devido à falta de dados de testes clínicosagora suspendeu a proibição para pessoas com 65 anos ou mais .

Atualmente, a França está se aproximando da marca de 4 milhões (3,8 milhões) em termos do total de infecções COVID registradas desde o início da pandemia, incluindo mais de 87.000 mortes.


Questione tudo, nunca aceite nada como verdade sem a sua própria análise, chegue às suas próprias conclusões.


“Parece duvidoso se, de fato, a política de “Botas no rosto” pode continuar indefinidamente.  Minha própria convicção é que a oligarquia governante encontrará maneiras menos árduas e perdulárias de governar e de satisfazer sua ânsia de poder, e essas formas serão semelhantes às que descrevi em Admirável Mundo Novo [uma verdadeira profecia publicada em 1932]

Na próxima geração, acredito que os governantes do mundo descobrirão que o condicionamento INFANTIL e a narco-hipnose são mais eficientes, como instrumentos de governo, do que e prisões e campos de concentração, e que o desejo de poder pode ser completamente satisfeito sugerindo às pessoas que amem sua servidão ao invés de açoita-los e chutando-os até à obediência. ”  Carta de Aldous Huxley  EM 1949 para George Orwell autor do livro “1984” 


Mais informações adicionais:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

 

2 Responses to “Perda total de confiança”: metade dos profissionais de saúde domiciliares franceses resistirão a tomar a vacina

  1. Valéria Maria Zanelo

    Queria ver aqui no Brasil esta resistência, só vejo no facebook pessoas postando e colocando no perfil: ” Vacina já, salva vidas”….infelizmente este tema é sinônimo de briga

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.