browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Putin: o Presidente da Rússia, o Poder que o apoia e o “poder” que o odeia…

Posted by on 01/04/2017

russiaputin

Nenhum líder nacional de outro país capturou os corações e a imaginação dos povos do mundo como o presidente Vladimir Putin da Rússia. Nenhuma outra figura mundial tem sido tão deturpada pela Mídia Ocidenteal  Mainstream  enquanto é tão respeitado em sua pátria. Que ele é tanto um enigma duradouro e, no entanto, totalmente previsível ao mesmo tempo o torna ainda mais um mistério, especialmente para aqueles que o consideram um inimigo.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

PUTIN: O Presidente da Rússia e o Poder que o apoia. A NÊMESIS da NWO (Nova Ordem Mundial) Assim como JFK, o presidente Vladimir Putin segue seu próprio caminho. Não deve haver dúvida de que Vladimir V. Putin é o  John F. Kennedy do Novo Milênio.

Fonte: http://stateofthenation2012.com/

O presidente Putin tem sido uma figura proeminente no palco mundial desde que passou a servir primeiramente como primeiro ministro e depois como presidente ativo da Mãe Rússia em 1999. Com cada ano que passa sua estrela levanta-se no firmamento dos (pseudo) luminares do mundo por causa da liderança política extraordinária que demonstrou em cada situção. A (controlada) aldeia global tem assistido ele evoluir para ser um líder nobre e magnânimo que ele é hoje.

A maior parte da evolução de Putin surgiu como resultado de mudanças tectônicas na paisagem geopolítica global, desde o final do século passado, bem como de desafios monumentais dentro da própria Rússia. Ele foi picado e arrasado por forças antagonistas próximas e distantes, a maioria das quais procuram sua queda permanentemente. Desta forma, seus inimigos esperam voltar a recuperar o controle da Rússia para explorar seus vastos recursos naturais (bem como escravizar e exterminar seus diversos povos), como fizeram sob a rubrica do comunismo soviético.

russia_dees-urso

Desta vez, no entanto, a mesma Cabala governante (Governo Global das Trevas ) mudou seu “Modus Operandi” para o uso do capitalismo anglo-americano predatório. As várias administrações russas que vieram e foram embora desde 1988 tiveram de lidar com a implacável interferência externa de representante da Cabala em seus assuntos internos. Embora grande parte dessa intromissão estrangeira tomou a forma de ataques de bandeira falsa nas fronteiras da Rússia (por exemplo, duas guerras civis na Chechênia, o massacre na Ossétia do Norte e o ataque da Geórgia à Ossétia do Sul), operações secretas para interromper a economia e intermitentes Protestos coordenados e financiados pela CIA, as tramas mais intrusivas ocorreram completamente fora do radar do público em geral. Consequentemente, a nação da Rússia e seus sucessivos governos tiveram que aprender muitas lições da maneira mais difícil.

No mandato de Vladimir Putin foi estabelecido um fio ininterrupto de continuidade de conhecimento valioso e experiência instrutiva em relação aos desafios impostos à Rússia por entidades estrangeiras controladas pela Cabala. Essa difícil experiência e conhecimento lutou lentamente e se desenvolveu em sabedoria e discernimento. Que é exatamente por isso que o Eixo Anglo-Americano  (AAA-Anglo-American Axis ) está trabalhando full time 24 horas nos 7 dias da semana para derrubar de qualquer modo Putin e todas as capacidades governamentais da Rússia. Somente com ele e sua incomum e competente equipe de ministros e conselheiros fora do seu caminho os cabalistas da AAA terão qualquer esperança de restabelecer sua dominação continental, ao estilo ocidental. Sua esperança e determinação de ainda transformar a Rússia em um paraíso predatório do ocidente capitalista é muito grande e obsessiva.

Vladimir Putin – Quem é ele? Qual é a sua missão?

No presidente Vladimir Putin o mundo está testemunhando uma verdadeira independência e retidão de estilo de liderança não vista desde o presidente John F. Kennedy. Assim como JFK, ele teve uma curva de aprendizado muito acentuada, embora muito mais longa para assimilar os ensinamentos cruciais de governança em um mundo dominado por subordinados da Cabala. Ambos os presidentes foram obrigados a lidar com alguns personagens internacionais extremamente desagradáveis e atores de estados, assim como cada um deles foi obrigado a entrar em pechinchas bastante duvidosas no início de seus mandatos. O que mais se poderia esperar ao tentar derrubar um regime global de terror e controle total?

Que Vladimir Putin é um patriota russo colorido de lã não há dúvida mesmo entre seus detratores mais raivosos. Entretanto, essa dimensão única se expandiu desde então para um traço de caráter multidimensional muito mais complexo e significativo. Para Putin não é apenas para bem-estar dos cidadãos russos ou para povos falantes do russo (demais 14 países da federação) no exterior; Ele realmente representa a liberdade e prosperidade de todas as pessoas em todos os lugares. Sua extraordinária contenção, juntamente com as respostas cuidadosamente medidas da Rússia no conflito (criado pela CIA – Cabala – para dar início a uma invasão da Rússia) a Ucrânia, são um testemunho dessa qualidade vital.

Agora chegamos a Vladimir Putin e sua banda de compatriotas de princípios que atuam ao serviço da Rússia e da humanidade. Todos esses homens e mulheres exemplares escolhidos por Putin foram cuidadosamente selecionados por suas qualidades nobres e virtuosas. Assim como os Pais Fundadores da República Americana, cada indivíduo da equipe de ministros e conselheiros de Putin desempenha um papel crítico. Na verdade, cada um contribui como uma peça integral com base em sua respectiva base de conhecimento, conjunto de habilidades, riqueza de experiência e, especialmente, sua orientação espiritual.

Particularmente quando lidando com a incomparável belicosidade e arrogância da liderança nacional da Cabala AAA, Putin teve que reunir os melhores estadistas e estrategistas geopolíticos que a Rússia tinha a oferecer. Mais uma vez, assim como JFK, ele bateu na sua rede de São Petersburgo para colaborar com os profissionais do serviço civil, diplomatas de carreira e outros funcionários dedicados do governo que poderiam ser contados para implementar sua política externa e doméstica com um alto nível de proficiência. O Ministro dos Negócios Exteriores de Putin, Serguéi Lavrov, o Alto Conselheiro Econômico Sergei Glazyev e o Ministro da Defesa Sergei Shoygu são exemplos dos jogadores de equipe altamente competentes e leais que ele montou. Assim também o ministro dos Assuntos Internos Vladimir Kolokoltsev.

Putin tem cuidadosamente colocado em prática administradores capazes, burocratas-chave e funcionários bem colocados necessários para executar suas novas e urgentes políticas domésticas. Muitas dessas políticas são agora tão críticas que sua permanência no comando presidencial depende do seu sucesso, especialmente nos próximos dois anos. Até agora, nenhum dos planos de Putin ocorreu sem algumas grandes colisões na estrada. Todo o planeta foi informado de quaisquer erros ou equívocos percebidos que Putin poderia ter feito, poucos embora eles possam ser, pelos veículos Mídia Ocidenteal  Mainstream controlados pela Cabala. No entanto, Putin continua a perseverar em face de alguns dos mais formidáveis obstáculos colocados em seu caminho pelos procuradores AAA da Cabala.

nwo-yahoo-facebook-controle

VLADIMIR PUTIN: Um Agente da Mudança

Vladimir Putin define e repõe seus objetivos de curto prazo, bem como suas trajetórias de longo prazo para a Rússia, como uma questão de extrema necessidade. Neste sentido, seu único e mais importante esforço foi acabar com toda a conduta destrutiva dos agentes da Cabala AAA e influenciar todo o caminho até atingir os quatro cantos do enorme, (duas vezes o tamanho do Brasil) vasto e riquíssimo  território da Rússia. O fechamento das ONGs norte-americanas e britânicas, concebidas e projetadas para minar a soberania russa, foi central para a consecução esse objetivo. O isolamento de agentes treinados pelos EUA, como o ativista político Yale, Alexei Navalny, e o ex-campeão internacional de xadrez Gary Kasparov como peão dos interesses da Cabala que controla o Ocidente, fizeram um longo caminho para revelar a perfídia implícita na agenda dos controladores da AAA.

Putin não perdeu tempo colocando ministros incompetentes e oligarcas egoístas como membros do seu gabinete de governo durante seus primeiros mandatos. Enviando outros para a prisão por prevaricação ou traição também foi uma estratégia integral, pois mandou uma mensagem forte para outros “revolucionários” em potencial.  Escapar para os Estados Unidos, o Reino Unido e Israel para alguns dos oligarcas (judeus) mais ricos e poderosos foi um passo igualmente essencial. Enquanto eles ainda tentam fazer travessuras ou gerar interferência para seus mestres ocidentais da Cabala, sua nefasta influência nos assuntos internos e interesses da Rússia diminuiu à medida que sua cidadania remota se atenuou.

Inevitavelmente, Putin foi fazendo muitos inimigos poderosos ao longo do processo de limpeza da casa da Mãe Rússia. Ele é um agente de mudança, pelo amor de Deus; que agente de mudança real no Planeta Terra algum vez ganhou um concurso de popularidade? Efetuar  essa mudança profunda em uma nação como a Federação Russa é talvez um trabalho tão ingrato como sempre houve. Bem, curiosamente, há um chefe de governo que ainda é admiravelmente amado pelo seu círculo eleitoral. Isso seria o presidente Vladimir Putin.

Aqui novamente, assim como John F. Kennedy, que foi excepcionalmente popular durante todo o seu mandato inacabado por um assassinato a mando da Cabala, Putin é tão reverenciado em casa assim como inversamente ele é vilipendiado pelos veículos da Mídia Ocidental Mainstream controlados pela Cabala no exterior. No entanto, os países BRICS (Brasil, Índia, China e África do Sul) aliados têm uma visão completamente diferente sobre ele. Há também muitos países não-alinhados ao redor do mundo que estão buscando aliar-se com a sua causa – defender os interesses dos seus países e de seus povos contra o domínio e controle da Cabala – para livrar o planeta da dominação ao estilo de uma única superpotência (nesse caso os EUA, que até a eleição de Trump era controlado pela Cabala). Uma grande maioria de todos os países da Terra sofreu com a mesma hegemonia opressiva e predadora que lhes foi insidiosamente imposta ao longo do século passado.

Como agentes de mudanças por excelência, Putin e sua equipe sabiam que tinham de ser mais espertos que a oposição tanto em casa como no exterior … se eles tivessem suficiente longevidade no cargo para completar sua missão. Devido à astúcia e determinação da Cabala AAA a rugir para obter cada pedaço de riqueza russa de qualquer valor real, ele e sua equipe tiveram que subverter suas iniciativas implacáveis para minar a soberania russa. Onde as potências ocidentais se irritaram com a destreza política de Putin em trabalhar no sistema eleitoral russo para permanecer no poder o maior tempo possível, foi apenas porque ele, assim como Kennedy, foi tão eficaz para descobrir suas intrigas incessantes contra os melhores interesses de seu país.

Qualquer agente de mudança bem-sucedido sempre sabe que eles devem obter tantos motores e agitadores quanto possível cantando a mesma música ao mesmo tempo. Desta forma Putin foi capaz de aprender com JFK sobre o que absolutamente não fazer. Pois foram esses erros catastróficos (o maior deles não ser sutil em sua luta contra a Cabala que dominava os EUA naquele momento) cometidos por JFK que estabeleceram seu assassinato e o colapso subseqüente de sua agenda revolucionária. É claro que os contextos são completamente diferentes entre 1960 e 1999. No entanto, Putin sabe que só o “sacrifício” do tipo JFK – para o benefício de toda a humanidade – faz sentido ao confrontar aqueles que promovem sua nefasta estratégia para implantar um governo global ao estilo de uma  Nova Ordem Mundial . Dado este retrospecto, Putin teve o benefício de aprender com o grande legado de Kennedy, tanto nos sucessos notáveis como nos erros fatais.

Vladimir Putin foi escolhido pelo Universo como um agente de mudança global.

No interesse de fortalecer a Rússia, Vladimir Putin teve a sorte de estar rodeado com os melhores e mais brilhantes que a Rússia tinha para oferecer.  Esta eventualidade pré-ordenada era absolutamente necessária, porque Putin, obviamente, nunca poderia completar esta missão sozinho, ou mesmo com o seu pequeno círculo de ajudantes e confidentes de São Petesburgo. Este é um ponto crítico e que diverge consideravelmente da narrativa de JFK. Onde Kennedy se cercou de amigos íntimos, família confiável (RFK) e pessoas bem-intencionadas, sua administração foi povoada em grau desmedido com muitos membros do CFR (Conselho de Relações Exteriores), um dos grandes Think Thank instrumento da Cabala. Até mesmo seu vice-presidente (LBJ) era altamente antagonista e bastante inimigo político. Este estado de coisas na versão 1960 de Kennedy de Camelot condenou-o desde o início de seu governo.

jfk-citação

Putin, por outro lado, foi por pura necessidade obrigado a manter seus muitos planos em segredo, mesmo daqueles em quem confiava. As intrigas internacionais e as maquinações políticas no Kremlin – pós-colapso da União Soviética – foram tão intensas como sempre. Boris Yeltsin, o predecessor de Putin, enfrentou-os diariamente e, eventualmente, sucumbiu às pressões extraordinárias. Aqui novamente, Vladimir Putin foi dada a perspectiva afortunada de retrospectiva de ambas as administrações de Yeltsin e de Gorbachev a fim tramar mais eficazmente um destino bem sucedido para os melhores interesses da Rússia.

Pouquíssimos líderes nacionais conseguiram ir adiante exercitando tanta liberdade de expressão e flexibilidade de governança, especialmente quando confrontados com tantas forças externas diversas,manipuladoras e poderosas. Este é o fato onde muitas pessoas inteligentes e conscientes no Ocidente foram enganados (quer consciente ou inconscientemente) por acreditar que Putin está realmente trabalhando com a Cabala dominante do planeta e é, portanto, um dos homens maus, mais um Bad Guy. Eles simplesmente não conseguem imaginar um líder político altruísta e reto que nunca se elevou a tais alturas no século XXI, até mesmo por causa da propaganda enganosa dos principais veículos da Mídia Ocidental Mainstream controlados pela Cabala. A civilização planetária inteira é povoada com tantos líderes nacionais marionetes da Cabala e ruins que essas pessoas confusas estão em uma perda total do timing atual. A liderança terrivelmente egoísta, corrupta (levada ao extremo no BRASIL) e incompetente é o que o cidadão comum tem vindo a aceitar como normal em todos os países (notoriamente no Brasil, sempre governado por CORRUPTOS marionetes do sistema da Cabala); lideranças e “líderes” extremamente terríveis  está rapidamente se tornando o novo normal em todos os países.

As diferenças de LÍNGUAS, CULTURAS e RELIGIÃO sempre foram manipuladas e preparam o terreno para a guerra, usados como instrumentos de divisão pelos membros da Cabala

Quando mesmo aqueles que são iniciados no Grande Jogo foram desviados sobre o real valor de Vladimir Putin, isso demonstra claramente a ascendência da falsidade sobre a verdade durante estes últimos dias do período crepuscular atual desse final de ciclo do KALI YUGA. O Grande Jogo sempre foi travado, em primeiro lugar, no domínio da mídia, da disseminação da informação. O veículos da Mídia Ocidental Mainstream controlados pela Cabala tem sempre produzido duas coisas:

  • Reforçar o terreno comum entre todas as nações de língua inglesa (Anglo American Axis-AAA) e
  • Destacar as diferenças entre as potências (América do Norte e os países europeus-OTAN) ocidentais e todos os demais países, que devem ser explorados em suas riqueza naturais.

A língua sempre foi a primeira arma anglo-americana de escolha. A propaganda cuidadosamente guiada fornece os explosivos de meios incendiários que podem incitar qualquer país a guerra quando detonada no momento “certo” e no lugar “certo”. Porque o inglês tem sido a língua franca global desde o estabelecimento do Império Britânico, goza de uma imensa vantagem sobre qualquer outra língua. A Rússia de Putin está bem consciente desse fato da vida e tomou muitas iniciativas para enfrentá-lo. A criação do site RT.com é apenas um exemplo dos russos usando fogo para combater o fogo … especialmente no domínio público do ciberespaço ocidental.

O russo, por comparação, é uma língua eslava do leste que não é nenhum fósforo real à língua amplamente usada da guerra moderna – o inglês. Mesmo o manuscrito cirílico da Rússia, apesar de ser um dos sistemas de escrita mais usados no mundo, foi relegado a um status muito inferior pelo mundo dominado pelos países AAA. Aqueles que criaram o Grande Jogo  sabiam que língua estrangeira, cultura estrangeira e religião estrangeira eram a chave para sua estratégia de divisão e conquista. Pois é muito mais fácil incitar a guerra contra “estrangeiros” do que iniciar conflitos armados entre nações que compartilham a mesma “LÍNGUA, CULTURA e RELIGIÃO”.

Se não fosse a RT.com, o Pravda, o Sputnik International, a TASS, bem como outras fontes de notícias russas que anteriormente caíam sob o guarda administrativo da RIA Novosti, Putin seria duramente pressionado para manter-se com seus adversários de língua inglesa e escrita. os jornais e os tabloides britânicos, e o que antes eram conhecidos como as publicações da Fleet Street, são particularmente notáveis em suas incitações históricas à guerra por meio do engano e manipulação. Assim é também com os “principais” instrumentos de propaganda da Cabala no ocidente, a Senhora Cinzenta, também conhecida como The New York Times, bem como The Washington Post, USA Today e The Wall Street Journal. Cada um desses órgãos de propaganda dos interesses da Cabala tem funcionado, em relação às diretrizes furtivas do governo federal dos Estados Unidos, de acordo com o ditado Por meio do engano, você deve fazer a guerra” (lema adotado pelo serviço secreto de ISRAEL, o MOSSAD).

presstitutes-don't trust-midia

A cultura fundamentalmente agrária e matriarcal da Rússia evoluiu ao longo dos séculos; os EUA foram desenvolvidos pelo PATRIARCADO durante uma noite em núcleos de grandes cidades e contextos urbanos  

Deve-se notar também que as nações de língua inglesa dos países AAA têm habilmente explorado as diferenças na cultura e religião que existem entre a Rússia e o Ocidente. A cultura russa até hoje é agrária e espalhada pelas vastas estepes da grande Mãe Pátria. Embora a massa de terra da Rússia seja muito maior que a dos EUA, há muito poucas cidades lá que são até mesmo reconhecíveis pelo nome. Com exceção de Moscou e São Petersburgo, a maioria das pessoas não poderia sequer citar o nome de outras cidades importantes na Rússia. Os EUA, por outro lado, têm muitas grandes áreas metropolitanas importantes, cada uma das quais ilustra a urbanização penetrante e profunda da cultura americana e, principalmente, do modelo de manipulação, controle e exploração adotado pela Cabala.

A verdade é que a grandeza da cultura russa, como se manifesta gloriosamente na requintada cidade de São Petersburgo (cidade natal de Putin), envergonha o kitsch grosseiro, grosseiro e grosseiro que emana de sua contraparte americana, a cidade de Nova York (não sem significado, apelidada de a “GRANDE MAÇÔ, onde existem DOZE TEMPLOS REPTILIANOS subterrâneos ). A arte e a música russas, a religião, filosofia e grandes pensadores e escritores russos têm feito grandes contribuições ao mundo ao longo de sua história. Nas áreas da ciência e da tecnologia, a Rússia ultrapassou em muito o ocidente em muitas frentes. Na verdade, esta crescente disparidade é a causa de muita tensão hoje. Quando certas invenções e inovações, que são produtos das tecnologias avançadas secretas da Rússia, sejam liberadas pela Rússia de Putin, o mundo literalmente mudará da noite para o dia.

De volta às profundas diferenças culturais entre Oriente e Ocidente, russas e norte americanas. O temperamento russo é forjado pelas vastas estepes russas e florestas intactas, o norte americano por paisagens e intermináveis selvas urbanas. Onde Manhattan representa o pico da alta sociedade americana e sua “sensibilidade cosmopolita”, São Petersburgo é o principal centro cultural e de arte em virtude de sua localização e infra-estrutura planejada. Verdadeiramente, os russos ainda estão muito perto da Mãe Terra em todo o coração rural e só se mudam para uma grande cidade por necessidade.

Este contexto cultural tradicional promoveu naturalmente uma sociedade mais MATRIARCAL (orientada pelo FEMININO) guiada pelas migrações periódicas do xamanismo siberiano (ao contrário da depravação e contaminação da cultura norte americana). A figura da Babushka ou avó russa está sempre no coração da família russa. Ela é a mãe do urso que você não vai querer provocar (o urso da resistência russa que derrotou Hitler na batalha de Stalingrado, mudando o curso da II grande Guerra).Infelizmente para os agentes secretos de Langley (sede da CIA), os “diplomatas” do Departamento de Estado dos EUA, bem como o Conselho de Segurança Nacional da Ala Oeste da Casa Branca, já alimentaram a ira dos ursos russos, especialmente os da Ucrânia. Aqueles belicistas norte-americanos terão muita sorte em escapar da ira destas babushkas ferozes, mesmo que residam a milhares de quilômetros de distância; seu eficaz xamanismo siberiano cuidará disso.

O ponto final aqui é que onde as nações AAA são decididamente patriarcais em sua natureza, como evidenciado por suas “Pátria” reverenciadas, a Rússia continuou sua tradição matriarcal multi-sécular como refletido por sua pátria sagrada. Nisto reside outra distinta diferença entre o Oriente e o Ocidente (Rússia x EUA). Cada uma dessas disparidades foi deliberadamente ampliada e posteriormente explorada nos últimos cem anos por um grupo diaspórico de comunidades judaicas da Europa Oriental e Central (algumas das quais migraram da Ucrânia e de outras partes da Rússia) que sofreram durante os pogroms do século XIX E no início do século XX. É muito importante entender que praticamente todos os magnatas, diretores de estúdios, diretores de cinema e produtores de Hollywood durante a Era de Ouro de Hollywood surgiram da ancestral terra natal localizada na mesma região. Conseqüentemente,

  • O termo “pogrom” tornou-se comumente usado em inglês depois que uma onda em grande escala de tumultos anti-judeus varreu o sudoeste da Rússia Imperial (atual Ucrânia e Polônia) de 1881 a 1884 (nesse período mais de 200 eventos anti-judaicos ocorreram no Império Russo, notadamente os pogroms de Kiev, Varsóvia e Odessa).
  • O gatilho para esses pogroms foi o assassinato do czar Alexandre II, pelo qual alguns culparam “os judeus”.
  • O primeiro pogrom é por vezes considerada como o de Odessa em 1821 (na moderna Ucrânia ) após a execução do patriarca ortodoxo grego Gregory V em Constantinopla, em que 14 judeus foram mortos. Os iniciadores dos pogroms de 1821 foram os gregos locais, que costumavam ter uma diáspora substancial nas cidades portuárias de que era conhecido como Novorossiya. Algumas fontes consideram o primeiro pogrom como  sendo os tumultos de 1859 em Odessa. [1]

Muitas destas ‘vítimas’ destes mesmos grupos de pogrons(*) se tornaram advogados, médicos, intelectuais, cientistas e acadêmicos, ativistas políticos e empolgados revolucionários e agitadores. Eles se mudaram para as grandes cidades e montaram lojas de comércio com a intenção de derrubar a ordem existente da Rússia. Derrubar a monarquia russa tornar-se-ia seu objetivo não declarado que foi finalmente alcançado pela Revolução Bolchevique (completamente idealizada, planejada e financiada por judeus de Wall Street, N. York, EUA). Esses mesmos revolucionários foram financiados por seus irmãos judeus que administravam os maiores bancos de Nova York e Londres. Eles também receberam muito apoio da mídia dos jornais mais influentes e com alta tiragem e circulação diária em toda a Europa e nos EUA (o principal bloco de países controlados pela Cabala). Apoio material para a sua rebelião veio das nações próximas e distantes que sentiam que deveriam apoio às vítimas dos pogrons particularmente quando eles compartilhavam as mesmas raízes religiosas judaicas. Desta maneira aconteceu a “Revolução Russa bolchevique de 1917” conduzida por forças remotas (banqueiros judeus em Wall Street, New York, EUA) usando procuradores e marionetes locais.

putin-russia-urso

“NEMO ME IMPUNE LACESSIT” – Ninguém me provoca com impunidade”

(*)Os pogroms foram eventos encenados concebidos para inflamar a comunidades-alvo na Ucrânia e semear sementes de descontentamento e discórdia entre a população em geral se utilizando das “diferenças culturais e, principalmente, a religiosa”. Neste caso, as comunidades judaicas em toda a Rússia foram levados a acreditar que o czar era seu inimigo. Ele não o era, mas uma vez que eles acreditaram isso e depois de muitos judeus emigraram para a Europa ocidental, o palco e a peça a ser encenada estava definido. As paixões inflamadas (pela Cabala) de ambos os lados da divisão religiosa, cultural e econômica foram então facilmente (mais uma vez) manipuladas por aqueles cujo único interesse era ganhar o Grande Jogo e dominar e explorar os vastos territórias da Rússia.

Diferenças religiosas e culturais entre os povos são rotineiramente exploradas pela estratégia de controle e manipulação usadas pela Cabala AAA

Naturalmente, a religião é sempre o campo de batalha onde as diferenças são propositadamente exploradas pelo Eixo de domínio Anglo-Americano (AAA). Neste particular respeito a Ortodoxia russa é tão diferente do cristianismo ocidental como Vênus é de Marte. Enquanto a Igreja Ortodoxa Russa está satisfeita em servir as suas centenas de milhões de adeptos em todo o mundo, o catolicismo romano ocidental procura uma sociedade em constante expansão e submissa ao seu controle e manipulação, algo que esta com os seus dias CONTADOS, pois em breve ROMA e o VATICANO serão destruídos.. Desta forma, suas tendências marcianas e patriarcais (AAA) para a belicosidade estão sempre em exibição, como estão agora na Ucrânia e na Síria.

“Os líderes ortodoxos russos acusaram a Igreja católica ucraniana alinhada com o Vaticano de tentar recuperar igrejas e afastar crentes do Patriarcado Ortodoxo de Moscou”. [2]

O trecho precedente de um artigo de REUTERS deve dar uma dica sobre a guerra cada vez mais intensa escondida na Ucrânia. A competição real opõe Roma contra Moscou; O Vaticano contra o Patriarcado de Moscou. Aqui está o verdadeiro campo de batalha entre o Oriente e o Ocidente. Curiosamente, esta guerra religiosa em curso na Ucrânia é bastante semelhante à história real em torno da Guerra do Vietnã. Em Saigon, foi a minoria católica romana sob o presidente Diem, que foi autorizada a desautorizar sistematicamente os budistas maioria muito maior e tradicional da população. A Guerra do Vietnã foi realmente processada pelos EUA por causa desse conflito religioso fabricado no EUA … em nome do Vaticano.

A história de bastidores na Ucrânia, é claro, diz respeito a uma disputa entre diferentes denominações de cristãos. Os cristãos ortodoxos russos, que também são a população de língua russa do quadrante sudeste do país, não foram apenas sujeitos a medidas discriminatórias e repressivas, mas são objeto de um ataque militar em grande escala. Fora da região de Donbass, os ucranianos ortodoxos russos são submetidos a todo tipo de perseguição religiosa e coerção econômica. Se alguém quer manter ou conseguir um bom emprego, por exemplo, sua filiação religiosa deve ser politicamente correta. O trecho a seguir é um retrato perspicaz do que realmente aflige o coração ucraniano e, portanto, acrescenta combustível para o fogo da guerra civil.

(nota de Thoth: Aqui também devemos salientar que a região da Ucrânia é o BERÇO DO ATUAL JUDAÍSMO praticado em todo o mundo, por um povo da raça branca, os khazares do reino da Khazaria, um povo NÃO SEMITA, que apenas adotou a religião judaica por volta do século V e que se espalhou pela Europa)  

Não há dúvida de que, mesmo sem a guerra civil em erupção na Ucrânia, a divisão entre Roma e Moscou vai muito mais profundo do que uma contagem de membros da igreja e receitas de dízimo. Na verdade, as diferenças que são manipuladas são muito mais profundas, direto para o coração das próprias Igrejas – o Sanctum Sanctorum. Os ortodoxos (Russia) orientais sempre tiveram um lugar muito especial para rituais sagrados e muitas outras antigas tradições místicas e práticas religiosas associadas com a sabedoria espiritual original do gnosticismo e muito mais voltada ao feminino. A Igreja Católica Romana, orientada essencialmente pelo PATRIARCADO masculino, não está tão inclinada nesses caminhos da verdade (da Gnosis-conhecimento) e muitas vezes marginalizou suas seitas mais místicas nas ordens monásticas. Considerando que o Vaticano se preocupou muitas vezes com a concretização de artigos de fé, esclarecendo questões doutrinárias e reforçando dogmas religiosos, os ortodoxos orientais enfatizaram a vida de oração de um indivíduo e sua conexão interior com Deus. Enquanto a Igreja Romana sempre encorajou boas obras, especialmente sob a forma de trabalho evangelizador e missionário, os seus homólogos orientais se concentraram em viver sua espiritualidade primeiro, falando sobre isso em segundo lugar. [3]

A Rússia de Putin não tolerará um mundo unipolar dominado por uma superpotência tirânica.

Deve-se notar que Putin levantou sistematicamente Moscou para seu status anterior na arena intercontinental. Nas áreas de assuntos internacionais, relações e diplomacia, o Kremlin realizou-se proficientemente onde nenhuma outra nação se atreveu a ir. Ao fazê-lo, Putin trouxe a ira da única superpotência – os EUA – sobre a Rússia. Enquanto o Presidente Putin viaja de continente em continente, de país para país, recebe o respeito incomparável e o sincero agradecimento e apoio de muitas nações oprimidas que desejam abandonar o domínio e exploração da Cabala AAA. Como um poderoso corretor de poder global, a Rússia de Putin é o único obstáculo que permanece no caminho da Nova Ordem Mundial da Cabala AAA, fato que ficou muito claro com a intervençao da Rússia no conflito criado na Síria, por mercenários contratados, financiados, armados (pela CIA, MOSSAD israelense e MI-6 da Inglaterra) e sob orientação da Cabala.

putin-capa-times

Putin, quase sempre demonizado pela mídia ocidental

Não só a estatal russa de petróleo ROSNEFT é a Supermajor original entre todas as empresas produtoras de petróleo e gás da Rússia, ela exerce muito mais influência do que a Mídia Ocidental Mainstream controlados pela Cabala AAA  jamais reconheceria. Isto provou ser outro espinho ENORME no flanco da indústria anglo-americana do óleo & gás. É também por isso que as Forças Armadas dos Estados Unidos, as Agências de Inteligência e os Serviços Secretos são tão facilmente recrutados por todas as administrações dos EUA na perseguição de guerras e provocação de conflitos dentro da esfera tradicional de países da influência russa. Esta situação em curso se desenvolveu até o ponto em que esse comportamento é totalmente inaceitável para a Rússia. O campo de batalha apocalíptico conhecido como o Oriente Médio é exatamente o que Putin não quer replicado no quintal da Rússia.

Como é que tantos analistas geopolíticos de poltrona sentem falta desse ponto óbvio e crucial? Que as ameaças – militares e geopolíticas, econômicas e financeiras – que a Rússia enfrenta são verdadeiramente existenciais. Uma “tempestade de recolhimento” (Lembre-se do Afeganistão e do Iraque pós o false flag ATAQUE “TERRORISTA” do 11 de setembro!) Está ganhando fúria e ferocidade. O enorme desespero do eixo anglo- americano AAA  é agora tão palpável que a Rússia se sentiu obrigada a enviar missões regulares de reconhecimento ao redor do mundo ficando de sobreaviso e alerta 24 horas por 7 dias de cada semana. Putin também achou necessário trazer a Marinha Russa para a última conferência do G-20 (talvez agora o G-19) na Austrália. Na realidade, a Rússia está sob implacável assalto em tantas frentes diferentes – a maioria delas completamente invisível e inaudível – que é uma maravilha que tenham sido administrados de forma tão eficiente.

A projeção do poder militar AAA [4] é agora incessante e executada com total impunidade em todo o planeta. A estrutura de poder global nunca foi tão desequilibrada e ditatorial. Putin sabe que a Rússia é a única força contrária à agressão ocidental em série e cleptomania compulsiva. Embora a aliança dos BRICS forme um baluarte filosófico contra o aquecimento global da agenda AAA, ela ainda precisa concretizar as estruturas institucionais e o processo internacional necessários para combater efetivamente a hegemonia liderada pelos Estados Unidos e Reino Unido. No entanto, a Rússia de Putin faz tudo o que pode para trazer à luz a verdadeira agenda da AAA para estabelecer a tão maldita  Nova Ordem Mundial (*).

(*) A Nova Ordem Mundial  é na verdade a Ordem do Mundo Antigo (OWO-Old World Order) desde o império romano. A única diferença real é que agora ela saiu do armário. Em outras palavras, a AAA agora quer operar em todo o reino planetário como o indisputado “Mestre do Universo”. A tríade do Vaticano (controle pela religião), a City da Coroa de Londres (controle financeiro e econômico) e Washington, DC (Forças Armadas a serviço da implantação da NWO) formam a superestrutura supra-nacional encarregada da implantação e administração do novo governo NWO também conhecido como OWO. Desta forma, o Quarto Reich (sim, existem muitos nazistas, como a família BUSH, dos EUA, lutando por esse objetivo) pode finalmente mostrar-se como o fez durante a altura do Primeiro Reich também conhecido como o Império Romano. Durante todo o Império Romano os fasces [5] eram desfilados em toda parte onde uma tribo era vencida ou uma terra era conquistada e precisava de um exemplo dramático, de implantação da disciplina nas terras conquistadas.

Rússia de Putin: a ponte entre o Oriente e o Ocidente

Na realidade, o Kremlin de Putin representa a última grande esperança que permitirá (e capacitará) o mundo a emancipar-se dos grilhões do capitalismo predador judeu-anglo-americano. A águia americana icônica, símbolo da República Americana, quando se comporta de maneira não-combatida e com tendências basicamente imperialistas, é a ave de rapina suprema dos céus, das terras e das águas, das riquezas do planeta. Quando caça sua presa, sua instintiva natureza predatória assume completamente o poder cru e a agressão nua. Porque uma vez que o controle dos Estados Unidos da América foram completamente assumidos por homens e mulheres dessa natureza, só resta uma maneira de terminar as atividades da máquina de guerra da Cabala AAA.

Com o risco de começar uma 3ª Guerra Mundial completa e total, Putin sabe que combater o fogo com fogo na arena militar só trará prematuramente o temido Armageddon da humanidade e do planeta. Ele também ouve atentamente os gostos de Xi Jinping da China e Narendra Modi da Índia. Pois é do Oriente que tal sabedoria vital é agora necessária para matar inofensivamente o DRAGÃO que cospe fogo. Os homens sábios do Oriente sabem que o Yang (o masculino do patriarcado ocidental) extremamente agressivo dos “Yankees” americanos só sucumbirá ao Yin (o feminino da paciência oriental) discretamente gentil  do Oriente. Não pode haver outra maneira. Naturalmente, pode ser necessário que o DRAGÃO simbolizando a Cabala AAA ocidental fora de controle, que dispara fogo, apenas consiga o clássico e colossal tratamento de bombeiros e suas mangueiras de combate ao incêncio.(*).

(*)Você sabe como isso vai ser: Putin oferece a Obama um copo de água real não fluoretada, mas ele se recusa a beber. Então Putin dá-lhe um bule de chá com água não aquecida em forno microondas e Obama também não aceita. Em seguida, Putin prepara um banho frio de água não contaminada por chemtrails mas Obama desiste disto também. Finalmente, Putin manda um caminhão de bombeiros (cheio com água pura de nascente fresca das montanha dos montes Urais) bem no meio do dia 4 de julho, feriado nacional máximo dos EUA num piquenique da Casa Branca. Você sabe o resto da historia …

É exatamente onde a Rússia de Putin se posicionou em relação aos EUA de Obama, o Reino Unido de Cameron, o Canadá de Harper, a Austrália de Abbot, a Alemanha de Merkel, a França de Hollande e Israel de Netanyahu. Certamente todas as aberturas possíveis foram feitas. Os Estados Unidos, o Reino Unido e Israel têm continuamente feito zombaria das Nações Unidas, particularmente através das muitas resoluções cínicas e enganosas que foram emitidas pelo seu Conselho de Segurança. O Eixo Anglo-Amerciano (AAA), especialmente os EUA, também tem minado cada instituição internacional com qualquer influência significativa, a fim de impor a sua tirania de controle em todo o mundo. Toda e qualquer aparência de ordem e ordem internacional foi sistematicamente corroída e, em alguns casos, completamente destruída pelo malévolo AAA, o eixo anglo- americano da Cabala.

bilderberg-nwo

Novorossiya: O Leste da Ucrânia e o lar dos oradores russos

Sem dúvida, a desventura de Obama na Ucrânia por insistência da russofobos virulentos como o Khazar nascido na Polônia em Varsóvia, Zbigniew Brzezinski (nota Thoth: Um típico Khazar. Sua influência em diferentes processos de tomada de decisão são objeto de controvérsia, mas alguns analistas consideram que Brzezinski foi o “autor intelectual” da operação da CIA no Afeganistão para desestabilizar a URSS, que teria coordenado ou supervisionado pessoalmente junto com diretor da CIA, William Caseye).  O judeu húngaro, nascido em Budapeste, outro Khazar, George Soros representa o maior desastre da política externa dos EUA desde a Guerra do Vietnã. Seus falcões da Guerra no Departamento de Estado (Victoria Nuland), na Agência Central de Inteligência (John Brennan) e na Agência de Inteligência de Defesa (Tenente-General Michael T. Flynn) provaram ser bem-sucedidos em reiniciar desnecessariamente a épica Guerra Fria com a Rússia.

A manipulação da situação na Ucrânia foi a gota (e o ALERTA) final para Putin depois de muitas promessas quebradas pela OTAN que ocorreram a pedido daqueles mesmos falcões de guerra dos EUA. Este mesmo elenco de personagens também manipulou a liderança da União Europeia em Bruxelas em um padrão não característico de comportamento ofensivo em relação à Rússia. A renúncia da França à venda do porta helicópteros  Mistral Helicopter-Carrier é um exemplo mais flagrante da contínua sabotagem econômica perpetrada contra a Rússia.

Este desastre na Ucrânia foi planejado e projetado em Washington. Putin não fabricou o golpe em Kiev, Obama & companhia sim. O governo da Ucrânia, controlado pela CIA, fabricou então as provas falsas contra a Rússia depois que os aviões de guerra de Kiev derrubaram o avião comercial do voo MH17 sobre a Ucrânia Oriental. Este pretexto foi então usado para acelerar a guerra civil contra os moradores russos. As principais iniciativas de Putin após a salvaguarda da Criméia foram enviar regularmente comboios de caminhões para Novorossiya para entregar os suprimentos necessários de comida, remédios e roupas.  Ele também continuou a iniciar um plano de paz após outro apenas para vê-los metodicamente serem sabotados pelo governo dos EUA, a junta de Kiev e outras partes interessadas na economia de guerra perpétua, como os marionetes da Europa.

O que é particularmente alarmante relativamente a esta situação de deterioração é que a Europa toma repetidamente ações ofensivas em relação à Rússia que são claramente contra o seu próprio interesse. Além disso, as grandes perucas em Bruxelas continuam a tomar decisões de peso que expõem toda a do Zona Euro a um possível cenário de 3ª Guerra Mundial. Por que o Parlamento Europeu não faz todo o possível para impedir uma reprise da Primeira Guerra Mundial e da Segunda Guerra Mundial é um testemunho das cordas que estão sendo puxadas e manipuladas pelos controladores nos EUA, e que estão fora de perigo protegido por dois oceanos, mas não do arsenal nuclear da Rússia e da China.

Qual é o ponto aqui? A Rússia de Putin está agora sob ameaça extrema da OTAN e das ex-repúblicas soviéticas e nações satélites que foram lançadas pela Cabala AAA contra os russos e seus interesses legítimos. As reações da Rússia a tantos atos de sabotagem, conspirações, manipulações e agressão militar foram tomadas no interesse de manter a paz e evitar a destruição total de uma 3ª guerra mundial. O subseqüente terrorismo econômico e sabotagem financeira infligido pelos países da Cabala AAA também foi cumprido com respostas russas proporcionais. No final de tudo, no entanto, realmente parece que a equipe da Cabala dos EUA-Reino Unido está conduzindo a Europa para a guerra com a Rússia e depois contra a CHINA.

Escusado será dizer que a Rússia irá eventualmente e formalmente estabelecer o estado da Novorossiya apesar dos melhores esforços da AAA para subjugar esse território de língua russa. Nem os EUA nem a Europa tomarão isso a sério; Portanto, o mundo está no limiar de mais uma guerra global. No entanto, há uma poderosa e selvagem carta neste jogo e que seria a estável, pacífica e iluminada liderança do presidente Putin, caso contrário, há muito tempo a 3ª guerra mundial, tão necessária para os cabalistas ocidentais, em seus jogos de poder e controle, já teria acontecido há muito tempo.

Holodomor: Um “exterminio pela fome” na república socialista soviética ucraniana perpetrada por aqueles que controlaram a URSS

Claramente, este capítulo muito triste na história da Ucrânia está sendo explorado por aqueles que realmente sempre cometeram as atrocidades conhecidas coletivamente como o Holodomor. Enquanto a União Soviética era usada como instrumento de opressão, eram esses poderes (sempre à serviço da Cabala) ocultos que controlavam a União Soviética que planejavam a servidão comunista da sociedade agrária ucraniana, que mais tarde deveria ser implantada por todo o planeta. Quem foi que empurrou os botões de um verdadeiro genocídio que acabou matando mais de 6 a 7,5 milhões de pessoas?

Foram os mesmos banksters ocidentais em Wall Street, New York, EUA, que financiaram Vladimir Lenin e Leon Trotsky para detonar a “Revolução Bolchevique” em 1917. Cada reinado sucessivo do terror soviético foi financiado igualmente pela mesma Cabala anglo-americana que controlou o destino da Rússia até 1999. A grande quebra e derrocada na influência ocidental da Cabala sobre a Rússia ocorreu apenas por pura determinação do povo russo durante os anos de transição da presidência de Boris Yeltsin até Vladimir Putin assumir seu primeiro mandato como presidente.

O ponto desta discussão é que os russos não foram responsáveis por seus irmãos ucranianos terem passado fome. A camada superior da liderança soviética foi povoada por um contingente brutal de operários judeus sionistas. Não só eles estavam determinados a implementar políticas que assustariam os judeus russos para se mudarem para o Estado Moderno de Israel, eles também tentaram colocar os russos contra seus irmãos e irmãs e contra seus pais e mães. Desta forma, conseguiram impor um reinado literal de terror que foi eficientemente “policiado” por todo o país pelos próprios cidadãos.  Aliás, este sistema de polícia secreta e de denúncias, vigilância 24 horas de todos os dias, espionagem, sabotagem e escutas telefônicas não é muito diferente do atual regime interno de vigilância estilo Big Brother sobre os cidadãos dos EUA administrado pelo Departamento de Segurança Interna, utilizando todas as ferramentas criadas pela própria Cabala, como as mídias sociais, Facebook, WhatsApp, programas de computadores da Microsoft, conforme denunciado pelo escândalo provocado por Edward Snowden, ex contratado das principais agências de inteligência dos EUA.

O ponto final aqui é que o Presidente Putin sabe muito bem que o Holodomor está sendo usado pelo regime neofascista em Kiev para conduzir uma cunha entre os oradores russos e o resto da Ucrânia. Esta disputa sectária vem acontecendo desde 1933, então não é muito difícil para o Ocidente tirar proveito das animosidades putrefatas e voláteis. Este é talvez o maior desafio de Putin na Ucrânia, e que a Cabala ocidental AAA está muito empenhada em explorar ao máximo. Pode vir a ser o único grande impedimento para uma paz duradoura, mas Putin sabe que esse abismo deve ser superado e transposto.

Conclusão

As forças prevalecentes contra a Rússia de Putin são muitas e formidáveis. Um prodigioso judeu-anglo-americano Juggernaut  rola em todo o planeta desimpedido, e apenas a Rússia fica em seu caminho. Para entender tanto a tática como a estratégia do Kremlin de Putin, é imperativo que o leitor possua, em primeiro lugar, alguma informação básica e perspectiva histórica e principalmente tenha INTERESSE em descobrir a realidade. Estes serão retomados em um próximo ensaio.

O drama real que agora está se desenrolando na Rússia e em todo o mundo é bastante inescrutável e difícil de se compreender, sendo um leitor desavisado e comum, e mesmo para os estrategistas geopolíticos mais experientes. As muitas tramas e intrigas, obras de bastidores e manobras que dão a verdadeira agenda subversiva da Cabala AAA em todos os sentidos, são rejeitadas pela Rússia com extraordinária eficácia. É quase como se a Rússia soubesse (e SABE) o que está vindo um golpe bem antes da execução dos esquemas coordenados pela CIA.

In this Gustave Dore engraving from Milton's Paradise Lost, Satan, the Fallen Angel, is flung from Heaven and nears the confines of the Earth on his way to Hell

Somente o importante assunto de ” O Poder (s) ” por trás de Putin pode abordar corretamente a verdadeira história do ressurgimento desta guerra épica entre Oriente e Ocidente. Apesar do inexorável desenvolvimento da agenda da Cabala anglo-americana em todo o mundo, a Rússia e a Aliança dos países BRICS possuem o que é necessário para curvar permanentemente o Juggernaut. Na medida em que sejam bem sucedidos irá determinar o destino e / ou fortuna de toda a civilização planetária. Verdadeiramente, o futuro do mundo está no equilíbrio, como em nenhum outro momento durante esta era atual de final de KALI YUGA.

Nota do Autor:

“Talvez o fato de eu não querer ser qualquer tipo de presidente tenha ajudado!” – Putin

A citação acima de Vladimir Putin fala muito sobre como ele acabou servindo como primeiro-ministro ou presidente da Rússia desde 1999. De sua própria boca, ele nem queria estar lá. Ainda assim ele foi o escolhido. Escolhido por quem … por que poder (es) ???

Como representado por seus humildes começos e vida ordinária, Vladimir Putin era um candidato improvável para os mais altos cargos na Federação Russa. Mesmo suas fotos revelam um personagem que reflete uma pessoa que parece não estar preocupada com a aquisição de poder ou estatura pública ou participar da vida na alta sociedade. Nem foram ou são os seus interesses pessoais típicos daqueles que querem ” governar o reino”.

Toda esta investigação, portanto, leva a perguntar seriamente: ” Quem realmente escolheu o presidente Vladimir Putin? “E, por que ele foi o escolhido para liderar a Rússia durante este período crítico e delicado da história global e da própria Mãe Rússia?

Os verdadeiros líderes da humanidade são sempre escolhidos pelo próprio Universo. Raramente eles querem ser presidentes ou primeiro-ministros, reis ou rainhas. Geralmente eles evitam tais posições de alta autoridade. Os reis justos dos tempos antigos sabiam que não eram coroados para serem servidos e se servirem; em vez disso, eles foram escolhidos para servirem a cada sujeito no seu reino. Esta é a compreensão verdadeira e original do “Direito Divino dos Reis”.  –  Estado da Nação

Glossário

Eixo anglo- americano (Anglo American Axis-AAA):

contagem-regressivaO eixo anglo- americano está representado, em primeiro lugar, pelos principais países de língua inglesa do mundo: Estados Unidos, Reino Unido, Canadá, Austrália, Nova Zelândia e Israel. Os países europeus membros da OTAN, como Alemanha, França, Itália, Espanha, Portugal, Bélgica, Luxemburgo e Holanda também estão estreitamente alinhados com a AAA como estão todos os países escandinavos. Assim também estão alinhadas as nações do Círculo do |Pacífico, como o Japão, Coréia do Sul, Taiwan e Filipinas. A Arábia Saudita, o Egito, o Paquistão, o Kuwait, a Jordânia, o Bahrein, os Emirados Árabes Unidos e o Catar também devem sua lealdade ao AAA, mas alguns deles podem estar mudando de lado. O Governo Mundial das SOMBRAS é uma organização ultra-secreta e supranacional que controla completamente o eixo anglo-americano e trabalha incansavelmente para implantar um governo global totalitártio estilo NWO-Nova Ordem Mundial.

Notas finais

[1] Pogroms Anti-Judaicos no Império Russo 

[2]  Fim do comunismo não é bom para o cristianismo: Vaticano

[3]  WORLD WAR III: Anglo-American Axis versus BRICS Alliance

[4]  Os EUA: braço militar da nova ordem mundial

[5]   O complexo governo-corporativo toma o controle completo dos EUA


“Até quando vocês, inexperientes, irão contentar-se com a sua inexperiência? Vocês, zombadores, até quando terão prazer na zombaria?  E vocês, tolos, até quando desprezarão o conhecimento?” –  Provérbios 1:22


Mais informações em

  1. http://thoth3126.com.br/e-u-a-o-exercito-dos-illuminatinova-ordem-mundial/
  2. http://thoth3126.com.br/falsos-ataques-terroristasfalse-flag-attack/
  3. http://thoth3126.com.br/o-governo-oculto-secreto-nos-eua-ii/
  4. http://thoth3126.com.br/a-estrada-para-o-ira-passa-primeiro-por-damasco-na-siria/
  5. http://thoth3126.com.br/israel-tem-submarinos-com-armas-atomicas/
  6. http://thoth3126.com.br/euao-poder-militar-illuminati-nwo-invade-o-planeta/
  7. http://thoth3126.com.br/os-eua-estao-jogando-roleta-russa/
  8. http://thoth3126.com.br/siria-luta-contra-mercenarios-terroristas-de-83-paises/
  9. http://thoth3126.com.br/grande-israel/
  10. http://thoth3126.com.br/a-guerra-dos-eua-otan-nwo-illuminatis-contra-a-siria/
  11. http://thoth3126.com.br/profecia-de-1912-sobre-fim-dos-eua-e-obama/
  12. http://thoth3126.com.br/intervencao-na-siria-iniciaria-iii-guerra-mundial/
  13. http://thoth3126.com.br/russia-esta-derrotando-mais-do-que-o-ei-estado-islamico-na-siria/
  14. http://thoth3126.com.br/eua-e-israel-assinaram-acordo-de-ajuda-militar-com-valor-recorde/
  15. http://thoth3126.com.br/o-mais-perigoso-segredo-de-israel/
  16. http://thoth3126.com.br/ei-estado-islamico-e-uma-criacao-dos-eua-cia-e-israel-mossad/
  17. https://thoth3126.com.br/midia-de-israel-preve-conflito-entre-israel-e-russia/
  18. https://thoth3126.com.br/russia-x-grupo-bilderberg-nwo-illuminatis/
  19. https://thoth3126.com.br/china-russia-e-ira-contra-o-imperio-do-caos/
  20. https://thoth3126.com.br/elite-quer-a-guerra-eua-europa-x-russia/

Permitida a reprodução desde que respeite a formatação original e mencione as fontes.

thoth(172x226)www.thoth3126.com.br

One Response to Putin: o Presidente da Rússia, o Poder que o apoia e o “poder” que o odeia…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *