browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Putin-Trump lutam contra o socialismo enquanto a alma da Europa é posta em jogo

Posted by on 04/03/2019

Um novo relatório do Ministério das Relações Exteriores (MoFA) que circula no Kremlin afirma que, com o presidente Putin tendo uma taxa de aprovação entre o povo russo de 64,8%, e o presidente Trump com 49% de aprovação entre os americanos, estes dois poderosos líderes nacional-populistas no mundo agora se erguem sobre seus oponentes socialistas enquanto a tão aguardada batalha pela “Alma da Europa” está prestes a acontecer nos dias 23 a 26 de maio de 2019, quando ocorre as Eleições do Parlamento Europeu que determinarão o futuro de mais de 512 Milhões de europeus vivendo em 28 países membros.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Putin-Trump lutam contra o monstro socialista enquanto a alma da Europa é posta em jogo – assim como a da América

Por: Sorcha Faal – Fonte: http://www.whatdoesitmean.com/index2802.htm

Isso acontece ao mesmo tempo em que a popularidade dos líderes socialistas ocidentais continua a despencar – como é o caso com o primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, vendo sua popularidade cair para 35%, com a líder britânica Theresa May mal com 36% de popularidade entre o seu povo, e o presidente socialista francês Emmanuel Macron tendo apenas 28% do apoio de seu povo na França, e até mesmo a líder socialista alemã, a Chanceler Angela Merkel observa sua popularidade cair para 40% enquanto seu reinado se aproxima do fim.

Desde modo vai se criando, mais uma vez, uma luta titânica por povos livres contra o socialismo demoníaco que, depois de ter sido travado na Europa em 2019, cruzará o Atlântico e entrará na América, nas próximas eleições em 2020. [Nota: Algumas palavras e / ou frases que aparecem entre aspas neste relatório são aproximações em inglês de palavras / frases em russo que não possuem uma correspondência exata.]

De acordo com este relatório, o socialismo é uma ideologia política fracassada cuja crença mais básica favorece a propriedade coletiva de todas as propriedades, versus aquelas pertencentes a indivíduos ou empresas – junto com seu pedido para o estado administrar todos os meios de produção para o {pretenso} benefício exclusivo dos trabalhadores. – e é indistinguível da ideologia do comunismo que estabelece a estrutura política na qual o socialismo existe – e cujo legado catastrófico nos últimos 100 anos deixou cerca de 100 milhões de pessoas mortas por governos ditatoriais. 

Embora o povo americano tenha sido doutrinado para acreditar que o socialismo-comunismo de estado-nação se originou na Rússia após a ascensão ao poder ditatorial de Vladimir Lenin em 1917, após a revolução bolchevique {orquestrada, idealizada e financiada pelos banqueiros – khazares – de Wall Street} este relatório observa que nada poderia estar mais longe da verdade – como o primeiro líder mundial a implementar esta ideologia falida e destrutiva foi o 26º Presidente dos Estados Unidos Theodore Roosevelt.

Após o assassinato do presidente William McKinley em 14 de setembro de 1901, ele foi sucedido por seu vice-presidente Theodore Roosevelt – e imediatamente após tomar o poder, Roosevelt declarou guerra total contra as corporações americanas e as classes da elite financeira e lançou um novo programa “New Green Deal”, quando unilateralmente apreendeu mais de 250 milhões de acres de terra de seus proprietários privados para criar o que hoje é conhecido como Sistema Nacional de Parques dos EUA. 

Durante o seu segundo mandato, este relatório continua, Roosevelt tentou impor aos Estados Unidos sua agenda socialista plena – mas foi impedido de fazê-lo por seu próprio Partido Republicano que, em 1908, concorreu à presidência e venceu com seu novo candidato William Howard Taft. – que se tornou o 27º presidente dos Estados Unidos.

Não desistindo de seus sonhos socialistas para a América, entretanto, com mais detalhes, Roosevelt buscou a presidência novamente em 1912 – mas depois de ter sido impedido de ser nomeado por seu próprio Partido Republicano, criou um novo partido chamado The Progressive “Bull Moose” Party. – o resultado foi Roosevelt ganhando 4,1 milhões de votos (27%), comparado a 3,5 milhões de Taft (23%) – e foi derrotado pelo candidato do Partido Democrata Woodrow Wilson que ganhou 6,3 milhões de votos (42% do total) e um enorme maioria de votos no Colégio Eleitoral de 435 votos eleitorais para se tornar o 28º Presidente dos Estados Unidos.

O mais importante a observar sobre a candidatura de Roosevelt à presidência em 1912, diz o relatório, é que ele trocou o nome “socialismo” por “progressista” – com a explicação de sua razão para fazê-lo durante seu infame “Discurso do Novo Nacionalismo” dizendo ele que não queria ser chamado de um comunista, o que ele realmente era – cujo discurso foi adotado em sua totalidade para a Plataforma do Partido Socialista em 1912 – e foi um chamado de Roosevelt ao povo americano para desistir de sua liberdade e ser governado apenas por Washington – e por essa razão ele declarou como:

“Isso significa que nosso governo, nacional e estadual, deve ser libertado da influência sinistra ou controle de interesses especiais”. Exatamente como os interesses especiais do algodão e da escravidão ameaçavam nossa integridade política antes da Guerra Civil, agora os grandes interesses comerciais especiais muitas vezes controlam e corrompem os homens e os métodos do governo para seu próprio proveito. Devemos expulsar os interesses especiais da política. Essa é uma das nossas tarefas hoje. Não pode haver controle efetivo das corporações enquanto sua atividade política permanece. Acabar com isso não será uma tarefa fácil nem em pouco tempo, mas pode ser feito”.

Embora Roosevelt tenha fracassado em seu objetivo de impor ao povo norte-americano sua agenda socialista em 1912, este relatório aponta que suas táticas bem-sucedidas de dividir os povos de sua nação em linhas ideológicas e de classe para alcançar o poder político total foram notadas por seus homólogos socialistas europeus – os dois mais importantes deles sendo o Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães (também conhecido como Partido Nazista) e o Partido Social-Trabalhista Russo (também conhecido como Partido Comunista da União Soviética) – ambos foram capazes de assumir o controle total de seus países, dos governos dessas duas nações e obtendo o controle total sobre seus povos usando as táticas de divisão de classe {e da doutrinação} de Roosevelt – mas um dos resultados mais catastróficos disso foi a Segunda Guerra Mundial.

Deixado para depois da Segunda Guerra Mundial, explica o relatório, os líderes mundiais estavam perplexos e divididos quanto à melhor maneira de lidar com o apelo popular da ideologia socialista que causou dezenas de milhões de mortes – cujos seguidores mais fervorosos acabaram sendo a maioria da população em cada nação – seus povos da classe trabalhadora que sempre foram manipulados pela ganância, corrupção e manipulação de suas classes políticas, corporativas e bancárias.

A escolha da União Soviética era manter uma sociedade socialista rígida governada pela ideologia comunista – mas cujas contradições maciças de todas as coisas eram controladas de cima para baixo, não dando ao indivíduo nenhum incentivo ou liberdade para fazer algo independente da vontade do Estado (a maioria trabalha realmente apenas para viver uma vida miserável, sem criatividade, liberdade de ir e vir, são escravos) e o sistema, com o tempo, implodiu sobre si mesmo em 1991, com o colapso da URSS {oficialmente em 31 de dezembro de 1991}, dois anos após a simbólica queda do Muro de Berlim em 1989.

A escolha dos países da Europa Ocidental foi adotar o que eles chamaram de sistema democrático-socialista – que deu a seus povos liberdades limitadas em troca de serviços sociais “do berço ao túmulo” – mas cuja conseqüência catastrófica levou à queda das taxas de natalidade na medida que o custo de vida elevado provocou que as pessoas já não podiam mais ter famílias, o esmagamento das taxas de impostos sobre os cidadãos e as empresas já não bastam para pagar o custo “social” de economias estagnadas que hoje se aproximam do colapso.

Nos Estados Unidos, no entanto, este relatório diz que eles adotaram um sistema do que melhor pode ser descrito como “socialismo leve” – que eles chamam de “rede de segurança social” que permite que seu povo tenha liberdade total, enquanto ao mesmo tempo vez que eles estão protegidos dos piores excessos de ganância de capital impostos aos trabalhadores por sua classe corporativa e bancária – e apesar de ser um sistema econômico cíclico com momentos de altos e baixos assustadores, os americanos têm conseguido manter o maior motor econômico para riqueza que o mundo moderno já viu uma nação produzir.

Com a agenda socialista centenária do presidente Theodore Roosevelt sendo apresentada na América novamente para outra rodada {as eleições em 2020}, este relatório conclui, suas táticas para semear a divisão de classes estão sendo amplificadas por tantos outros pontos fracos da atual sociedade (como raça, religião, partido, sexo, cor) pelos membros do Partido Democrata e seu colégio esquerdista de mídia {controlada} mainstream de propaganda da esquerda a quem os cãozinhos amestrados obedecem – todos os quais estão sendo enfrentados pelo presidente Trump que jurou que nunca permitirá que os Estados Unidos se tornem uma nação socialista.

Particularmente porque Trump sabe do fato que o socialismo nunca funcionou, em lugar nenhum, nunca, e que cem milhões de pessoas foram assassinadas pelos ditadores socialistas/comunistas por causa disso, e precisamos de um mundo com liberdade, incentivo à iniciativa individual, ao empreendedorismo, mais rico, não de distribuição de riqueza daqueles que trabalham para os ociosos – fatos que também eram conhecidos pelo presidente Ronald Reagan, que ficou famoso ao observar a União Soviética implodir sobre os escombros de seu comunismo:

“O socialismo só funciona em dois lugares: no céu onde eles não precisam dele e no inferno onde eles já o têm”.

Em 3 de março de 2019 © EU e EUA todos os direitos reservados. Permissão para usar este relatório é concedida sob a condição de que ele seja vinculado de volta à sua fonte original WhatDoesItMean.Com. Conteúdo do Freebase licenciado sob CC-BY e GFDL.


A Matrix (o SISTEMA de CONTROLE): “A Matrix é um sistema de controle, NEO. Esse sistema é o nosso inimigo. Mas quando você está dentro dele, olha em volta, e o que você vê? Empresários, professores, advogados, políticos, carpinteiros, sacerdotes, homens e mulheres… As mesmas mentes das pessoas que estamos tentando despertar.

Mas até que nós consigamos despertá-los, essas pessoas ainda serão parte desse sistema de controle e isso as transformam em nossos inimigos. Você precisa entender, a maioria dessas pessoas não está preparada para ser desconectada da Matrix de Controle Mental. E muitos deles estão tão habituados, tão profunda e desesperadamente dependentes do sistema, que eles vão lutar contra você para proteger o próprio sistema de controle que aprisiona suas mentes …”


Saiba MUITO mais, informação adicional:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.