browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Queda de energia em 13 estados do Norte, Nordeste, São Paulo e Minas Gerais (Causa poderia ser atividade solar?)

Posted by on 21/03/2018

Queda de energia afeta cidades em 13 estados do Norte e do Nordeste. Governo afirma que apagão foi causado por “falha” em usina no Pará. Também houve registro de falta de energia em São Paulo e Minas Gerais. As Centrais Elétricas do Pará (Celpa), por sua vez, informam que um  problema foi detectado na usina de Tucuruí, no nordeste do estado. Em São Paulo, a concessionária Eletropaulo – que atende a capital e 24 municípios da região metropolitana – informou que a rede foi “parcialmente afetada entre 15h48 e 15h55”.

Edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Queda no fornecimento de energia afeta cidades em 13 estados do Norte e do Nordeste e partes de Minas Gerais e São Paulo. 

Fonte: https://g1.globo.com/

Municípios de ao menos 13 estados do Norte e do Nordeste do país enfrentam queda de energia nesta quarta-feira (21): Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Piauí, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Sergipe e Tocantins. Também houve registro de falta de energia em São Paulo e Minas Gerais.

Apagão nos estados do Norte e do Nordeste (Foto: Alexandre Mauro/G1)

O problema foi registrado às 15h48. Em nota, o Operador Nacional do Sistema (ONS) informou que uma “perda de carga” causou o apagão. Ainda segundo o ONS, as causas do desligamento estão sendo investigadas, e as equipes trabalham para a recomposição dos sistemas (leia a íntegra da nota mais abaixo).

De acordo com o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, o apagão ocorreu após uma falha na usina de Belo Monte, no Pará.

“Eu não tenho informação mais precisa, mas foi uma interrupção em uma das linhas de Belo Monte”, disse o ministro.

cme-24082014-anim

Em 1989, uma tempestade solar atingiu a Terra e gerou uma tempestade geomagnética que nocauteou e derrubou a rede elétrica através de uma grande parte do Canadá. A perda com efeito em cascata nos Estados Unidos e causou problemas de fornecimento de energia tão distantes como a Califórnia. O maior medo é de uma nova enorme tempestade solar tão grande como a documentada pelo astrônomo Richard Carrington em 1859, que queimou os fios do telégrafo, aconteça novamente.

As Centrais Elétricas do Pará (Celpa), por sua vez, informam que um problema foi detectado na usina de Tucuruí, no nordeste do estado. A usina é de responsabilidade das Centrais Elétricas do Norte do Brasil (Eletronorte) e fornece energia para estados do Norte e Nordeste.

O apagão atinge todo o território dos estados do Rio Grande Norte, da Paraíba, do Maranhão, de Pernambuco, do  Ceará, de Sergipe, da Bahia, do Piauí, do Tocantins e do Pará. No Amazonas, a falta de energia afeta Manaus e Manacapuru, na região metropolitana.

Em São Paulo, a concessionária Eletropaulo – que atende a capital e 24 municípios da região metropolitana – informou que a rede foi “parcialmente afetada entre 15h48 e 15h55”. 


Leia a íntegra da nota do ONS:

Hoje, 21 de março, às 15h48, uma perturbação no SIN causou o desligamento de cerca de 18.000MW, majoritariamente localizados nas regiões Norte e Nordeste, correspondendo a 22,5% da carga total do SIN naquele momento.

Em consequência da perda de carga, entrou em funcionamento o primeiro estágio do Esquema Regional de Alívio de Carga do Sistema Sul, Sudeste e Centro-Oeste, com corte automático de consumidores, no montante de 4.200MW.

Os sistemas Sul, Sudeste e Centro-Oeste ficaram desconectados do Norte e Nordeste.

Às 16h15 já havia sido realizada a recomposição de praticamente toda a carga no Sul, Sudeste e Centro-Oeste.

As equipes do ONS estão neste momento dedicadas à recomposição dos sistemas Norte e Nordeste, já em curso.

As causas de desligamento estão sendo investigadas.


{Excerto do post: Tempestades Solares ameaçam redes de distribuição elétrica

Em 1989, uma tempestade solar atingiu a Terra e gerou uma tempestade geomagnética que nocauteou e derrubou a rede elétrica através de uma grande parte do Canadá. A perda com efeito em cascata nos Estados Unidos e causou problemas de fornecimento de energia tão distantes como a Califórnia. O maior medo é de uma nova enorme tempestade solar tão grande como a documentada pelo astrônomo Richard Carrington em 1859, que queimou os fios do telégrafo, aconteça novamente.

Salem

Acima: Um Transformador da Public Service Electric and Gas (PSE&G) na Salem Nuclear Generating Station em New Jersey, nos Estados Unidos, queimado pelas correntes elétricas geomagneticamente induzidas, causadas pela tempestade geomagnética de 13-14 de março de 1989O custo total do dano foi US$ 20 milhões. Na frente do transformador está Peter Balma, co-autor do estudo sobre os danos ao transformadorOutros transformadores também foram queimados em 2003. A maior causa das correntes gigantescas induzidas nas linhas de distribuição de energia elétrica é a taxa de mudança temporal no campo magnético da Terra. 

“É o tipo de tempestade capaz de acontecer que são bastante raros. Referimos-nos a elas como “cisnes negros “, disse o Dr. Bogdan.  “Se o evento Carrington ocorresse hoje, e se os operadores da rede de distribuição de energia não tomarem medidas e esforços para salvaguardar a sua infra-estrutura, poderíamos estar diante de um cenário como esse”, ou seja: catastrófico. LINK}


 “Haverá muitas mudanças dramáticas no clima do planeta, muitas mudanças nas condições meteorológicas  na medida em que o TEMPO DA GRANDE COLHEITA se aproxima RAPIDAMENTE ao longo dos próximos anos. Você vai ver a velocidade do vento em tempestades ultrapassando 300 milhas (480 quilômetros) por hora, às vezes”.

“Deverão acontecer fortes tsunamis e devastação generalizada NAS REGIÕES COSTEIRAS, e emissão de energia solar (CME-Ejeção de Massa Coronal do Sol)  que fará  importante fusão e derretimento das calotas de gelo nos polos, e subseqüente aumento drástico no nível do mar, deixando muitas áreas metropolitanas submersas em todo o planeta“. Saiba mais AQUI 


Muito mais informações, LEITURA ADICIONAL:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

phi-golden-ratiowww.thoth3126.com.br

 

One Response to Queda de energia em 13 estados do Norte, Nordeste, São Paulo e Minas Gerais (Causa poderia ser atividade solar?)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.