browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Queimadas na Amazônia viram assunto mais comentado do Twitter no mundo

Posted by on 21/08/2019

Homem diante de fogo na AmazôniaA hashtag #PrayForAmazonas está entre os assuntos mais comentados no Twitter em todo o mundo nesta quarta-feira, 21 de agosto – chegou a ocupar o primeiro lugar, com centenas de milhares de publicações sobre o tema. O motivo são os recentes incêndios que se espalham pela região amazônica e em outros biomas do país, o que levou muitas pessoas a publicarem mensagens na rede social para denunciar a situação.

Edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

A hashtag #PrayForAmazonas: Queimadas viram assunto mais comentado no Twitter no mundo

Fonte:  https://www.bbc.com/portuguese/salasocial-49416194

Dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, que usa imagens de satélite para monitorar focos de calor no país, mostram que houve um aumento de 83% no número de incêndios florestais no Brasil entre 1º de janeiro e 19 de agosto em comparação com o mesmo período do ano passado.

Há tanta fumaça de incêndios florestais ocorrendo na floresta amazônica que São Paulo mergulhou na escuridão na tarde de segunda-feira (19 de agosto), com o dia se transformando em noite. A atmosfera, lembrando Mordor em “O Senhor dos Anéis”, lembrou que os incêndios florestais na Amazônia cresceram 82% este ano em comparação com o mesmo período do ano passado (de janeiro a agosto), segundo dados do próprio governo brasileiro. do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais do governo (INPE), conforme relatado pelo El Pais.

Foram 72.843 queimadas neste ano, em comparação com 39.759 neste período em 2018. Deste total, entre os biomas brasileiros, 52,5% foram registrados na Amazônia, 30,1% no Cerrado e 10,9% na Mata Atlântica. O restante ocorreu no Pantanal, na Caatinga e no Pampa.

Os Estados mais afetados até o momento foram o Mato Grosso e o Pará. O Amazonas foi o terceiro no ranking de queimadas neste ano. Entre 2018 e 2019, houve um aumento de 146% de incêndios florestais. Esses dados, junto a imagens de focos de incêndio, se alastrando pela região vêm gerando grande comoção.

A ampla maioria da população brasileira, incluindo eleitores de Jair Bolsonaro no segundo turno das eleições presidenciais de 2018, defende um aumento do combate ao desmatamento ilegal da Floresta Amazônica, segundo uma pesquisa recém-divulgada pelo Ibope, em parceria com a plataforma de campanhas Avaaz.

Perguntados sobre se “o presidente Jair Bolsonaro e o Governo Federal devem aumentar as medidas de fiscalização para impedir o desmatamento ilegal na Amazônia”, 96% dos entrevistados responderam que concordam total ou parcialmente. A mesma porcentagem se repetiu entre pessoas que declararam ter votado em Bolsonaro no ano passado.

Enormes áreas da floresta amazônica estão queimando de incêndios provocados pelo homem, como mostrado por esta imagem de satélite tomada em 13 de agosto.  (Crédito da imagem: Imagens do Observatório da Terra da NASA por Lauren Dauphin, usando dados MODIS da NASA EOSDIS / LANCE e GIBS / Worldview, dados VIIRS da NASA EOSDIS / LANCE e GIBS / Worldview, e a Parceria Nacional Polar-orbitando de Suomi)

Alguns usuários recordaram que as queimadas têm um impacto sobre outras partes do país, com destaque para a segunda-feira passada, quando o céu escureceu ainda durante o dia em cidades do Sudeste por causa do encontro entre a fumaça dos incêndios e uma frente fria.

Muitos usuários do Twitter acusam o presidente Jair Bolsonaro de descaso com a situação ou atribuem a culpa deste aumento ao seu governo. Outros cobram de Bolsonaro medidas imediatas contra os incêndios. O presidente disse recentemente que ONGs podem estar por trás das queimadas por terem perdidos recursos em sua gestão.

“Nós tiramos dinheiro de ONGs, repasses de fora, 40% ia para ONGs, não tem mais. De modo que esse pessoal está sentindo a falta de dinheiro. Pode estar havendo, não estou afirmando, a ação criminosa desses ‘ongueiros’ para chamar a atenção contra minha pessoa contra o governo do Brasil”, disse o presidente.

Membros da oposição criticaram a fala de Bolsonaro, como o deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ), para quem o presidente é “cínico” por fazer tal declaração.

Mas também houve quem, em sua postagem, lembrasse que o problema das queimadas na Amazônia não é de agora. Dados do Inpe mostram por exemplo que o Brasil terminou 2017 com um número recorde de queimadas desde 1999, quando teve início a série histórica do órgão.

fires wildfires Brazil Bolivia

Mapa mostrando calor (os pontos vermelhos) e fumaça na Bolívia e no Brasil detectados por um satélite 14 de agosto de 2019.  Clique para ampliar

Nem a própria hashtag escapou de críticas. Um usuário afirmou que não é rezando que a situação se resolverá, mas com “boas políticas ambientais, manifestando-se contra a corrupção de muitos partidos políticos, votando com a cabeça”.


Image result for the end gifs

Isto é tudo pessoal, o Tempo acabou!

“Haverá muitas mudanças dramáticas no clima do planeta, muitas mudanças nas condições meteorológicas  na medida em que o tempo da grande colheita se aproxima muito rapidamente  ao longo dos próximos anos. Você vai ver a velocidade do vento em tempestades ultrapassando 300 milhas (480 quilômetros) por hora, às vezes. Deverão acontecer fortes tsunamis e devastação generalizada NAS REGIÕES COSTEIRAS, e emissão de energia solar (CME-Ejeção de Massa Coronal do Sol)  que fará  importante fusão e derretimento das calotas de gelo nos polos, e subseqüente aumento drástico no nível do mar, deixando muitas áreas metropolitanas submersas em todo o planeta“.  SAIBA MAIS noLINK


Muito mais informações, LEITURA ADICIONAL:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

 

One Response to Queimadas na Amazônia viram assunto mais comentado do Twitter no mundo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.