browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Quem é Lúcifer e por que ele e seus seguidores estão aqui na Terra? (6) Insubstancialidade do luciferianismo

Posted by on 16/03/2020

Lúcifer é etimologicamente definido como o “portador da luz” e “a estrela da manhã”, o portador da luz e da sabedoria. No entanto, Lúcifer também é amplamente considerado como a personificação do puro ‘mal’. De todos os assuntos para se aventurar, escrever sobre Lúcifer pode estar entre os mais contenciosos de todos. Muitos leitores provavelmente entrarão na discussão com noções (fruto do sistema de controle) pré-concebidas e gatilhos emocionais que são difíceis de serem deixados de lado, mesmo apenas pelo tempo que leva para ler este artigo. Mas coloque as suas emoções sobre o assunto à margem, caso existam, pois devemos agir assim, se quisermos ter um vislumbre frutífero sobre este tópico controverso.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Quem é Lúcifer e por que ele e seus seguidores estão aqui na Terra? Parte 6: Insubstancialidade do luciferianismo

Por Richard Enos  –  Fonte:  https://www.collective-evolution.com/

  • Os fatos: Através do testemunho do insider Illuminati “Mão [Hidden Hand] Oculta“, não há indicação de que a alma do grupo Lúcifer considere o luciferianismo ou outras tradições esotéricas relacionadas como parte da verdade espiritual mais elevada.
  • Refletir sobre: Práticas esotéricas como o luciferianismo pode ter alguma substância se sua própria natureza estiver fundamentada na dualidade?

(Nota: Se você não leu as cinco primeiras partes deste artigo, eu recomendo que você as leia primeiro aqui:  Quem é LÚCIFER e por que ele e seus seguidores estão aqui na Terra?[1,2,e 3], aqui [4] e aqui [5], porque elas fornecem um contexto essencial para a discussão apresentada nesta matéria.)

Chegou a hora, finalmente, de examinar os princípios por trás do  luciferianismo , o que a insider Svali [uma ex satanista, Illuminati e luciferiana] chama de iluminismo , e enquanto estamos nisso, vamos lançar uma “Luz” sobre o satanismo , e os seus derivados. Existem semelhanças e diferenças entre todos esses sistemas, e até discordâncias sobre os princípios básicos subjacentes a cada título. Fazer pesquisas sobre esses corpos de conhecimento em livros antigos acaba levando a mais confusão do que clareza, e acredito que há uma razão para isso, que discutirei à medida que avançarmos.

Este artigo não examinará as raízes históricas de cada uma, nem as várias maneiras pelas quais seus ramos se entrelaçam ao longo do tempo. Em vez disso, focaremos a base fundamental subjacente a essas tradições e como elas se relacionam com a missão da alma do grupo de Lúcifer. Primeiro, vamos dar uma olhada na descrição de Svali da religião ou “filosofia” de seu grupo Illuminati que ela chama de Iluminismo, cujas origens nos remetem à história:

Para entender a programação cult dos Illuminati, primeiro é necessário entender um pouco sobre a estrutura e a filosofia da organização. Os Illuminati são um grupo de pessoas que seguem uma filosofia conhecida como “Iluminismo” ou “iluminação”. Os Illuminati foram nomeados centenas de anos atrás, mas traçam suas raízes e história até as antigas religiões misteriosas do Egito, da antiga Babilônia e até da Mesopotâmia [nota de Thoth: Os Illuminati surgem no período final de Atlântida, antes do Dilúvio e são recriados e se manisfestam em nosso nível de consciência em meados do século XVIII, em Ingolstadt, na Baviera, com a família judeu khazar Rothschild atuando nos bastidores dessa organização desde o seu princípio]. Dessas religiões antigas, praticadas secretamente por centenas e centenas de anos, surgiram grupos esotéricos que continuaram a praticar os ritos, tradições e aculturações trazidos dos grupos originais.

Ao longo dos séculos, esses grupos praticaram abertamente em alguns países, e secretamente em países onde o catolicismo de Roma ou outras religiões se opunham a suas práticas. Alguns dos grupos de estudos ocultistas que surgiram dessas raízes antigas incluíam a ordem dos Cavaleiros Templários, os Rosacruzes, e cultos do Druidismo. Esses grupos foram os precursores, ou raízes, do Iluminismo moderno. Os líderes iluministas originais escolheram considerar as melhores práticas da gnosis [conhecimento] raiz, combiná-las em princípios e depois organizar esses princípios de acordo com diretrizes específicas.

‘Um sistema’ de controle

Se seguirmos a narrativa do insider Illuminati “Mão [Hidden Hand] Oculta” de que a alma do grupo Lúcifer é a principal entidade responsável por promover o mal no planeta, o Iluminismo se torna não tanto um culto de adoração a Lúcifer quanto um tipo de ‘filosofia’ que serve como sistema secreto e eficaz de controle global.

Esse controle precisa ser entendido como duplo: principalmente, o controle é mantido sobre os membros dos Illuminati pela alma do grupo Lúcifer para seguir sua direção de acordo com o mandato de Lúcifer;  secundariamente, as linhagens humanas, proporcionavam uma quantidade suficiente de conhecimento oculto, bem como as posições geracionais de riqueza e poder (por exemplo, famílias reais) têm o poder político e econômico de controlar o resto do mundo, em sua missão conhecida como novus ordo seclorum (Nova Ordem Mundial), uma missão que, como observado no artigo anterior, não foi projetada por Lúcifer para ter sucesso.

Conforme descrito por Svali acima, essa filosofia foi adotada a partir da deturpação e corrupção do conhecimento sagrado e suas práticas ou cultos humanos antigos que podem ter surgido organicamente de grupos humanos de maneira um pouco independente do funcionamento da alma do grupo de Lúcifer. A maneira mais fácil para o grupo de almas de Lúcifer se organizar e se impor foi através de uma infiltração gradual ao longo do tempo nesses grupos, especialmente os grupos secretos cujo próprio sigilo facilitaria a realização de seus objetivos assumindo as hierarquias através da corrupção do conhecimento e dos seus membros [nota de Thoth: um exemplo dessa infiltração e corrupção do sagrado é o surgimento/criação da maçonaria tendo como base a deturpação do conhecimento dos Cavaleiros Templários, após a dissolução da ordem em 1.312].

Origens positivas?

Um exame histórico completo dessas sociedades secretas pode provar que a maioria delas tiveram origens positivas.  Se sim, por que elas seriam sociedades “secretas”? Aqui está um exemplo possível: um grupo de pessoas praticava abertamente um profundo conhecimento esotérico verdadeiro [gnosis] em torno do estudo do som, luz, energia e manifestação [ e algo “muito mais profundo” …]. Um grupo mais militante os invade e agora tenta frustrar essas práticas porque impede que esse grupo militante ganhe controle. O primeiro grupo deve jurar publicamente essas práticas sob pena de morte. Os grupos podem levar suas práticas à clandestinidade e continuá-las em segredo, para preservar o conhecimento e a possibilidade de evolução, transmitir aos seus filhos e, esperançosamente, um dia reintroduzi-las no mundo, quando e se a massa de zumbis ignorantes estiver receptiva aos ensinamentos sagrados.

Em alguns casos, esse grupo militante era a Igreja Católica. Como observa Svali, algumas das práticas só se tornaram “secretas” como conseqüência da perseguição ao cristianismo verdadeiro ou outras religiões dominantes em certos países.  Obviamente, através da Igreja Católica, o cristianismo foi abandonado e o dogma do catolicismo se tornou um mecanismo de controle que não estava fundamentado nos princípios cristãos de amor, aceitação e do perdão.  O catolicismo de Roma ganhou um tremendo poder e riqueza no mundo. É possível que a alma do grupo Lúcifer tenha corrompido e assumido o cristianismo original nos níveis mais altos também?  Certamente explicaria a natureza secreta do Vaticano e a pedofilia, satanismo, sacrifício humano [denunciado por Svali, que com doze anos participou, nas catacumbas do Vaticano, de ritual de sacrifício humano de uma criança com participação de membros da “santa igreja de Roma”] desenfreada em todos os níveis dentro da podridão da estrutura satânica do Vaticano.

O catolicismo de Roma, experimentado através da história como o mecanismo de controle da Igreja Católica Romana, deu origem a uma oposição natural de pessoas que resistem a serem controladas, obrigadas ou instruídas no que devem acreditar, especialmente em uma igreja que suprime intencionalmente o conhecimento para manter o controle sobre as pessoas mantidas na ignorância e divididas pelo medo. Aqueles que se opunham às táticas de controle da igreja de Roma [a Grande Prostituta do Apocalipse], exemplificados pelas Cruzadas, especialmente pela Ordem dos Cavaleiros Templários e outros movimentos desse tipo, podem estar inclinados a ver o anjo caído Lúcifer como o herói em vez de Deus.

Com sua aparência original como a serpente no Jardim do Éden, como observamos nesta série, Lúcifer é caracterizado como o libertador e também o portador da Luz do conhecimento. É preciso questionar, no entanto, se o luciferianismo é realmente dar liberdade e conhecimento à humanidade como um todo, como fez Lúcifer no Jardim do Éden, ou se o indivíduo é livre para ‘fazer o que quiser’, como defendeu o mago negro Aleister Crowley, em total desrespeito e até condenação das consequências de tais atos?

Religiões [especialmente o catolicismo romano, o judaísmo e o islamismo] de serviço a si próprio  como instrumento EFICAZ de controle

Apesar de a Igreja Católica ser um poderoso mecanismo de controle, o cristianismo verdadeiro nunca praticado por Roma, através dos ensinamentos de Jesus Cristo, é baseado em uma mentalidade de serviço aos outros . Por mais dilaceradas e fragmentadas que suas palavras se tornassem na manipulada, interpolada história da “Bíblia oficial”  sancionada, elas ainda evocam amor, caridade e humildade entre aqueles que as lêem com os “olhos” da alma. A regra de ouro, “Faça aos outros como gostaria que eles fizessem a você” é a peça central imutável e permanece o princípio norteador dos cristãos verdadeiros e dedicados.

Isso contrasta marcadamente com as outras tradições de que falamos. Independentemente das várias nuances ou diferenças óbvias entre luciferianismo, satanismo, rosacrucianismo, baphetomismo, druidismo ou os inúmeros outros cultos / religiões / práticas esotéricas, ocultas ou secretas, existe um conjunto claro de distinções que nos ajudam a separar o trigo do joio: eles promovem uma orientação de serviço a si mesmo, uma mentalidade de ‘nós e eles’, uma agenda de controle? Eles permitem danos e controle aos outros, encontram valor no engano e perdem de vista o fato de que somos todos um? Nesse caso, essas práticas não estão enraizadas no fundamento do ser. 

Eles são insubstanciais, produtos das limitações da consciência de 3ª densidade polarizada, carregadas de ignorância, divisões e entrincheiradas no medo. Sua essência não existe porque não é real e não pode sobreviver aos reinos mais elevados da existência, porque a dualidade é uma construção essencial para essas práticas fazerem algum sentido, e nos reinos superiores a dualidade não tem legitimidade, pois a unidade reina como verdade suprema.

Distinguindo Lúcifer do Luciferianismo

Deve-se entender que a alma do grupo Lúcifer de forma alguma acredita no luciferianismo ou em qualquer outra filosofia de serviço ao eu como verdade suprema; eles simplesmente adotaram certas disciplinas e práticas em suas vidas encarnadas aqui na Terra que os ajudaram a cumprir sua missão de governar o planeta e trazer o mal como um catalisador para o nosso crescimento espiritual. Alguns argumentam que o tempo acordado para o seu domínio sobre o planeta Terra está terminado, mas isso é uma discussão para outra época. O insider Illuminati “Mão [Hidden Hand] Oculta” deixa claro várias vezes o que sua alma de grupo acredita ser o verdadeiro propósito de suas atividades aqui na Terra:

“A diferença entre nós e você, no jogo, é que nós sabemos que estamos “jogando”. Superamos as vibrações negativas eras atrás. Nós somos luz e somos amor. É algo muito difícil para nós fazer Espiritualmente, criar toda essa Negatividade na Terra, mas fazemos isso porque amamos vocês, e é para o seu bem maior, no final das contas. Você poderia dizer que é o nosso sacrifício que fizemos, a fim de prestar serviço ao Criador Infinito Único, e a você, nossos irmãos e irmãs no Uno”.

A noção de que Lúcifer criou todo o sofrimento do planeta para nosso próprio bem – de uma pureza de amor que ainda não podemos imaginar – tem sido um ponto de discórdia para muitos leitores, que encontram esse tipo de afirmação feita pelo insider Illuminati “Mão [Hidden Hand] Oculta” como sendo condescendente, arrogante e pomposo.

Embora eu possa respeitar esses sentimentos e continuo aberto à possibilidade de que Hidden Hand não seja a verdadeira ‘fonte’ desse conhecimento, eu ainda considero verdadeiro o que é dito aqui pelo insider Illuminati “Mão [Hidden Hand] Oculta – que em um nível superior , a promoção do ‘mal’ no planeta, de uma maneira que contribua para o nosso despertar e nossa ascensão, deve finalmente vir de uma fonte benevolente originada de um reino que está posicionado acima da dualidade. É porque a narrativa de Hidden Hand incorpora consistentemente uma perspectiva não dualista que considero suas palavras tão convincentes.

No próximo (e provavelmente último) segmento , discutiremos como podemos usar o testemunho da Mão Escondida para ajudar a nos aproximarmos de nosso objetivo coletivo de ascensão para reinos superiores ao vencermos este nível de consciência de um mundo dividido pela polaridade.


O último Grande Mestre nos alertou, a cerca de dois mil anos atrás: 

“Então disse Cristo aos seus discípulos: Se alguém quiser vir após mim, renuncie-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz [Carma], e siga-me; Porque aquele que quiser salvar a sua vida [material], perdê-la-á, e quem perder a sua vida por amor de mim, achá-la-á. Pois que aproveita ao homem GANHAR o MUNDO INTEIRO, se PERDER a SUA ALMA? Ou que dará o homem em recompensa da sua alma? –Mateus 16:24-26

“E o diabo, levando-o a um alto monte, mostrou-lhe num momento do tempo todos os reinos do mundo.
E disse-lhe o diabo: Dar-te-ei a ti todo este poder e a sua glória; porque a mim me foi entregue, e dou-o a quem quero. Portanto, se tu me adorares, tudo será teu. E Jesus, respondendo, disse-lhe: Vai-te para trás de mim, Satanás; porque está escrito: Adorarás o Senhor teu Deus, e só a ele servirás”. –  Lucas 4:5-8


Para uma MELHOR compreensão das 13 LINHAGENS SANGUÍNEAS, Lúcifer e a estrutura de CONTROLE DO PLANETA, por favor acesse os seguintes links: 


“A sabedoria (Sophia) clama lá fora; pelas ruas levanta a sua voz. Nas esquinas movimentadas ela brada; nas entradas das portas e nas cidades profere as suas palavras:  Até quando vocês, inexperientes, irão contentar-se com a sua inexperiência? Vocês, zombadores, até quando terão prazer na zombaria? 

E vocês, tolos, até quando desprezarão o conhecimento? Atentai para a minha repreensão; pois eis que vos derramarei abundantemente do meu espírito e vos farei saber [o conhecimento] as minhas palavras. – Provérbios 1:20-23


Leitura adicional:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.