browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Reptilianos: fato ou ficção?

Posted by on 09/03/2019

reptiliano-empalhado-base-subterranea-01A história do Arizona Wilder foi apresentada ao mundo em 1999 pelo autor de conspiração David Icke, (pioneiro autor e líder mundial da teoria reptiliana) através de uma entrevista gravada em vídeo intitulada “Revelations of a Mother Goddess” (Revelações de uma Deusa Mãe). Neste ponto: o próprio Icke admite que nunca conheceu um reptiliano. Mas durante a década de 1990, as pessoas começaram a se aproximar dele com histórias de encontros com reptilianos. 

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

História de Arizona Wilder:  Reptilianos, FATO ou FICÇÃO?

Fonte:  http://reptilian-facts.blogspot.com.br/

De acordo com Icke: “Uma mulher até assistiu seu namorado se transformar em um reptiliano” (FENÔMENO CONHECIDO COMO “SHAPESHIFTING” [MUDANÇA DE FORMA]) . No entanto, nenhuma foto autêntica ou gravação de vídeo de um reptiliano apareceu nos 20 anos desde que Icke fez sua reivindicação pela primeira vez. No entanto, ele os discutiu extensamente em todos os livros que escreveu desde ” The Biggest Secret “, de 1999 .

Na época em que Icke conduziu sua entrevista em vídeo com Arizona Wilder (nascida Jennifer Ann Nagel), ela era uma mulher norte americana de meia-idade que afirmava ter sido uma alta sacerdotisa do rito satânico por grande parte de sua vida. Wilder explicou como ela foi criada desde a infância para se tornar uma sacerdotisa satanista, e foi programada pelo Dr. Josef Mengele (o conhecido Anjo da Morte da Alemanha nazista).

Sacerdotisa Satânica

Wilder (Jennifer Ann Nagel), disse a Icke que ela foi pré-selecionada para se tornar uma sacerdotisa (também conhecida como Deusa Mãe ou Starfire[Estrela de Fogo]). Ela alegou que os reptilianos estão obcecados com as linhagens genéticas e Wilder aparentemente tinha o perfil genético perfeito. Além de seu perfil genético, os reptilianos procuravam usar suas habilidades psíquicas. Curiosamente, ela não explica como essas habilidades foram detectadas.

Ela afirma não saber quem era seu verdadeiro pai; só sabia que ele não poderia ser o homem que se chamava pai dela, porque ele veio de uma “linhagem impura”. Wilder não divulgou sua herança precisa, mas ela se identifica como Ariana e diz que ela tinge seus cabelos louros para manter os Illuminati longe dela. Paradoxalmente, ela também sugere que sua ascendência materna envolve a família dos judeus khazares Rothschild.

Wilder (Jennifer Nagel) teve uma educação aparentemente normal na Califórnia, criada por sua mãe biológica e por um homem que ela identificou como seu padrasto. Ambos os pais eram professores do ensino fundamental. Suas memórias de reptilianos satânicos foram “recuperadas” durante sessões de psicoterapia quando adulta. Em 1989, ela percebeu que seu passado continha grandes quantidades de tempo perdido (Lapsos de memória “perdida”).

Gradualmente, ao longo de uma década (1989 -99), ela recuperou memórias de abuso sexual efetuadas por seu padrasto, programação de controle mental e abuso ritual. Ela percebeu que seus pais tinham sido forçados a se mudar para a Califórnia em sua infância para que ela pudesse começar a ser treinada como uma suma sacerdotisa nos ritos Illuminati, que pratica o “satanismo”. (Rituais com sacrifício humano).

Jornada Pessoal 

O estado da Califórnia, explicou ela a Icke, é a sede internacional do Alto Conselho Illuminati. O controle mental baseado em trauma foi usado para compartimentar ajovem Wilder com transtorno de identidade dissociativa (DID). Wilder também foi submetida a eletrochoques, privação de sono, privação sensorial, sobrecarga sensorial e formas mais sofisticadas de controle da mente, incluindo freqüências triltonais (?). A programação era combinada com elementos de rituais druídicos antigos, e conduzidas em bases militares, principalmente China Lake Naval Base no deserto de Mojave, na Califórnia.

O principal programador de Wilder foi Josef Mengele, (o nazista Anjo da Morte) que ela alega ter sido trazido para os EUA sob proteção do Projeto Paperclip para conduzir experimentos psicológicos horríveis em crianças. Mengele fez pouco esforço para disfarçar sua aparência física ou seu forte sotaque alemão, mas se chamou “Dr. Green”. Dr. Green introduziu Wilder ao satanismo, levando-a aos rituais nos EUA, França e Grã-Bretanha. Seus pais não interferiram, como sendo vítimas de Transtorno da Identidade Dissociativa (DID). Vários grupos dentro do sistema Illuminati ensinaram Wilder sobre a história (real), as artes paranormais e a magia ritual.

Ela contou como foi levada para uma instalação militar subterrânea sob a Área 51 (Nellis Air Force Base) para se encontrar com seres híbridos clonados de golfinhos alienígenas ciborgues conhecidos como cybers, bem como alienígenas reais. Em outra base militar, ela aprendeu a se comunicar com golfinhos. O Grupo Janus ensinou-lhe então como assassinar pessoas alvo psiquicamente. Quando tinha cinco anos, foi levada para Leningrado (URSS) para experimentos psíquicos conduzidos em conjunto por cientistas soviéticos e pela KGB.

Os soviéticos submeteram o jovem Wilder a uma experiência de quase afogamento, em água gelada em três ocasiões distintas, para induzir experiências de quase-morte, como parte de sua pesquisa. As Mães das Trevas ensinaram a ela que os arianos vieram à Terra de Marte cerca de 6000 anos atrás, depois que alienígenas reptilianos invadiram Marte. Ela então falha em explicar quem são as Mães das Trevas; ou se este é de fato outro termo usado para as deusas mães.

Os Reptilianos 

Os Reptilianos seguiram os arianos, 2000 anos depois, disfarçados de deuses para enganar os humanos para obedecê-los. Ao cruzar com arianos selecionados, os reptilianos criaram uma linhagem de elite que persiste até hoje. Embora pareçam humanos, na verdade são projeções holográficas em torno de lagartos bípedes de 7 a 12 pés (2,13 a 3,65 metros) de altura, que podem entrar e sair de outras dimensões à vontade. Esses híbridos humano-alienígenas reptilianos mantêm sua forma humana a maior parte do tempo, mas quando expostos ao sangue humano eles perdem o controle sobre suas projeções holográficas, transformando-se em suas verdadeiras identidades e aparência reptilianas. Wilder e Icke se referiram a isso como “mudança de forma (Shapeshifting)” .

Segundo Wilder; “os reptilianos não possuem muitas emoções humanas, mas eles têm um desejo de adorar a Satanás”. Além disso, eles precisam que os humanos conduzam seus rituais satânicos, porque eles não possuem habilidades psíquicas. Aparentemente habilidades psíquicas são necessárias para adorar o diabo da maneira apropriada. É aqui que entra Wilder e as outras sacerdotisas Mães das Trevas.

Era dever de Wilder, como suma sacerdotisa, ficar dentro de um hexagrama, um pentagrama e um triângulo desenhado no chão e invocar os “Antigos” do mal . Ela sugeriu que eles são antigos reptilianos de outra dimensão. Wilder descreve que a religião reptiliana é algo entre a adoração dos ancestrais, cruzada com paganismo e satanismo.

As “Deusas” Mães

De acordo com Wilder: em qualquer momento, há apenas três deusas-mães em todo o mundo. Wilder continua a mencionar, por tradição, que elas são substituídas por suas próprias filhas quando atingem a idade de 52 anos. No entanto, Wilder não consegue explicar por que as deusas-mães têm uma vida útil tão curta.

Wilder escapou desse destino, apenas porque ela começou a recuperar suas memórias reprimidas em torno de seus quarenta anos, e ainda assim, estranhamente, não menciona sua própria mãe, dentro desse contexto. O título alternativo para as deusas-mães é “Starfire”, que é uma referência ao sangue menstrual. Em The Biggest Secret“, Icke chama a “essência lunar feminina”, muito apreciada pelos antigos. “As sacerdotisas virgens ofereciam-no (o sangue menstrual) à elite como o “néctar dos deuses” que prolonga a vida.

Icke também nos diz que a palavra “ritual” deriva dessa prática, como ritu significa “vermelho” em algum idioma antigo. Para os reptilianos, no entanto, isso é mais do que apenas uma prática ritual. Icke nos diz: “Beber sangue menstrual sempre foi uma característica das linhagens reptilianas porque eles precisam de sangue humano para viver nesta dimensão. Sem isso, eles não podem manter sua forma humana”. A reverência do sangue menstrual. No entanto, as evidências sugerem que as pessoas, ao longo dos tempos, descobriram que o sangue menstrual é imundo.)

Wilder continua: “os Reptilianos sacrificam todos os seus primogênitos, assim como muitas outras vítimas. Entre elas, crianças criadas especificamente para o sacrifício”. Wilder alegou presidir muitos rituais desagradáveis ​​que transformavam homens e mulheres em monstros vorazes. Bebendo o sangue de suas vítimas e consumindo partes escolhidas de sua carne em rituais de canibalismo. Esses rituais geralmente eram realizados em feriados pagãos. Porque essas atrocidades foram cometidas enquanto sob controle mental; Wilder não tinha nenhuma lembrança consciente delas até entrar em terapia em 1989.

Já em 1990, no entanto, ela começou a falar contra a Nova Ordem Mundial, e atraiu a atenção do autor da web de conspiração Brian Desborough; que alega ajudar os sobreviventes que despertam do programa de controle da mente. É provável que Desborough tenha levado Wilder à atenção de David Icke.

Wilder, em sua entrevista com Icke, menciona numerosas pessoas famosas como sendo híbridos reptilianos (grande parte dos “astros” do showbiz, de Hollywood, tais como: Beyonce, seu marido Jay-Z, a satanista Lady Gaga, Tom Cruise.  Estranhamente, Wilder também envolveu o antigo autor alienígena Zecharia Sitchin. O falecido Sitchin escreveu muitos livros sobre uma raça de alienígenas humanóides que visitaram a Terra a partir de um décimo planeta em nosso sistema solar, Nibiru; cujos habitantes se disfarçaram como os deuses da antiga Suméria.  (Enquanto em rituais) Wilder disse: “Sitchin se gabava de se “livrar” de pessoas que interferiam em seu trabalho”.

Neste ponto da entrevista: Icke revelou que Sitchin uma vez o alertou para ficar longe de investigar a presença reptiliana  na Terra. No entanto, é inteiramente possível que Sitchin mencione isso a Icke; porque ele não concorda com as teorias reptilianas dos alienígenas Annunaki. Na verdade, ele descreve esses alienígenas como essencialmente humanos na sua aparência.

Wilder prosseguiu explicando que os reptilianos vinham perseguindo os povos arianos ao redor do universo por milênios para colher seu sangue. O sangue da raça branca, de cabelos loiros e olhos azuis era particularmente importante para eles. Wilder também mencionou que o atual chefe dos Illuminati não é um Rothschild. Na verdade, é um híbrido reptiliano-humano conhecido pelo título de Píndaro (que significa o “pênis do Dragão), ou o Marquês de Libeaux. De acordo com Wilder, Píndaro, em sua forma reptiliana, é tão aterrorizante que até mesmo a rainha-mãe (outra metamorfose, segundo Wilder), se acovardou diante dele. Seu nome significa “Pênis do Dragão” e seu totem pessoal é um “falo de ouro”. Pindar impregnou muitas mulheres arianas para perpetuar sua linhagem. Ele é o verdadeiro pai do príncipe Charles e talvez também de William (nota Thoth: Toda a “realeza” britânica SÃO híbridos reptilianos).

Em sua apresentação de 2001 (Escravos controlados Mentalmente): Wilder afirma que não foi liderada, influenciada ou coagida durante a entrevista com Icke. Ela acredita que as informações obtidas foram precisas. Ela também mencionou estar em terapia com um terapeuta reconhecido internacionalmente, que se especializou no tratamento de vítimas de abuso ritual e controle da mente. Também na mesma apresentação: Wilder explicou que ela usou jornalismo e arte como parte de seu processo de recuperação de memória e terapia. Foi notado em sua apresentação de 2001 pelos participantes que ela apareceu muito mais animada e expressiva nesta apresentação do que na entrevista com Icke. Ela não hesita com tanta frequência. Wilder também fez algumas apresentações em diferentes reuniões de grupos de estudo da Nova Era e teorias da conspiração; e foi entrevistado por apresentadores de rádio em várias ocasiões. Então de repente:

O retorno da deusa mãe: (Jennifer Kealey / Arizona Wilder)

Em uma carta aberta postada no blog ‘Silence is Betrayal’ (2011), Wilder (conhecida como Jennifer Kealey ) expõe o que ela acredita no que realmente aconteceu com ela. Sua atual história de vida fala agora de traumas geneticamente modificados e do programa MK-ULTRA da CIA. Mas, curiosamente, ela agora contesta as ‘Revelações de uma Deusa Mãe’

A Entrevista Icke:

Ela agora afirma que em 1998, ela foi seqüestrada e submetida a controle mental; através de choques elétricos por pessoa desconhecida (ou pessoas). Ela também alega ter sido mentalmente manipulada antes de sua entrevista com David Icke, que também é parte da rede de conspiração satânica, que Wilder chama de “O Sistema”.

Agora é sua crença que os perpetradores desconhecidos a programaram com falsas histórias reptilianas e a guiaram para Icke, a fim de proteger o “Sistema” por trás de uma cortina de fumaça de desinformação. Nenhuma explicação é dada como Icke e os outros fizeram com que ela relatasse e repetisse sua desinformação reptiliana, ou porque ela deu uma palestra em 2001 sobre o assunto.

Ela deve pelo menos estar parcialmente consciente do que ocorreu durante as filmagens de ‘Revelations of a Mother Goddess’, porque ela explica que antes da entrevista, “Icke instruiu-a a não gesticular com as mãos, e foi forçada a remover os óculos, então ela foi incapaz de ver muito bem” . Wilder afirma que ela estava sendo preparada para seu papel de desinformação reptiliana em 1996, e foi até programada para mudar seu nome para “Arizona Wilder”.

Depois de seus dias no circuito de palestras conspiratórias, Wilder gradualmente percebeu que a coisa reptiliana era um absurdo, meramente implantada em sua mente por manipuladores do mal, e se distanciara dela. Em 2006, ela mudou legalmente seu nome para Jennifer Nagel. Ela agora acredita que a elite controladora opera abertamente e planeja encenar desastres (e provocar a Terceira Guerra Mundial) que passarão como atos de Deus; matando bilhões de pessoas no hemisfério norte.

Uma questão de credibilidade:

Parece haver alguma contradição dada na entrevista original de Wilder com David Icke. Esquecendo e desconsiderando o fraco desempenho e a falta de credibilidade, em contar sua história. Há muitas lacunas inexplicáveis ​​dentro de sua história. Por exemplo: ela não menciona suas personalidades alteradas, e se ela agora está integrada, ou ainda sofre DID.

Além disso, ela não conseguiu explicar por que a raça com o tipo de cabelos loiros e olhos azuis era o tipo de vítima que [os reptilianos] desejavam mais do que qualquer outra. No entanto, quase nenhum dos indivíduos que ela viu nos rituais se encaixam nessa categoria genética. Estas são apenas algumas de suas inconsistências durante a entrevista com Icke.

O que isso significa para os buscadores da verdade? Bem, é verdade que nem todos (na época) aceitaram as histórias de Wilder. Alguns notaram que ela tinha um olhar hipnotizado ou drogado no vídeo, enquanto outros simplesmente não achavam seus contos satânicos de orgias de sangue convincentes. Um dos ex-colaboradores próximos de Icke na época: Ivan Fraser, era abertamente cético sobre quase tudo o que ela tinha a dizer, e achava que Icke havia sido criado por alguém tentando desacreditá-lo. No entanto a maioria das pessoas (incluindo Icke) aceitou a história de Wilder pelo seu valor nominal.

 

Hoje, (surpreendentemente) Wilder contesta a maior parte do conteúdo de sua entrevista com Icke, e alega que as mesmas pessoas que a sujeitaram ao controle da mente controlaram a programação e o abuso ritualístico em sua infância, a manipularam para contar histórias sobre reptilianos. Então parece que ela se retratou de tudo a partir de sua entrevista de vídeo ‘ Revelations of a Mother Goddess ‘. Eu suspeito fortemente que seus críticos anteriores estavam corretos em sua suposição de credibilidade.

Nota do editor * Mengele estava morando na América do Sul.


Pindar (Píndaro)

Quem ou o que é Pindar

O nome Pindar apareceu pela primeira vez quando o autor da conspiração David Icke escreveu sobre Pindar em seu livro de 1998, The Biggest Secret“. A descrição e o conhecimento de Icke sobre Pindar limitavam-se a alguns parágrafos; ao longo do capítulo reptiliano. Icke afirmou que o Pindar era um verdadeiro líder alienígena que mudava de forma na 4ª dimensão. Icke não parece saber quem é essa figura de mudança de forma ou mesmo se essa figura é uma pessoa real.

Em Oslo, na Noruega, existem duas estátuas de repteis subjugando ambos, o masculino e o feminino….

Icke escreveu;

“Píndaro freqüenta as principais cerimônias satânicas na Europa e depois voa para a Califórnia para participar dos rituais lá efetuados”.  Mais tarde no livro (The Biggest Secret“), Icke diz isso; “Píndaro, o ‘Marquês de Libeaux’ viaja em uma limusine branca (‘branco’ é um código entendido por juízes, polícia, militares etc. Significa: olhe para o outro lado ou não processe essa pessoa)”. Página 453; Icke afirma que, “… a rainha faz comentários cruéis sobre iniciados inferiores, mas tem medo do homem de codinome” Píndaro “ (o Marquês de Libeaux), que é mais alto que ela em posição satânica no controle dos negócios da Terra.

Durante a entrevista gravada em vídeo de Icke com Arizona Wilder (Revelações da Deusa Mãe) Icke declarou isso; “Pindar, aparentemente, tem uma semelhança com o príncipe Charles. Arizona Wilder diz que Píndaro é o verdadeiro pai de Charles. Icke supõe, junto com Arizona Wilder, a possibilidade de a princesa Diana estar grávida no momento de seu assassinato e que a criança poderia ter sido de Pindar e não de Dodi Fayed. a criança foi sacrificada em uma cerimônia ritual.  Icke acredita ainda que Diana foi sacrificada porque ela não iria cooperar com a organização reptiliana. Icke insiste que apenas uma ‘tensão’ da raça reptiliana é antagônico em relação a nós:  “considerar como ‘maus’ todos os reptilianos é como considerar todos os humanos da mesma maneira. Patentemente falso ”. Icke O Maior Segredo (1998)

Segundo David Icke; os reptilianos são descritos como tendo entre 5 e 12 pés de altura. Existem vários tipos e existe um sistema de hierarquia forte:

  • A “Realeza” Reptiliana: Alada com a mais alta casta sendo o tipo Albino[Draco Royal White (semelhante a Píndaro)].
  • Reptilianos de menor estatura, verdes acinzentados: sem asas, descritos como tendo escamas maiores em suas costas. São da casta inferior de trabalhadores.
  • Pequenos Greys: Descritos como sendo ou escravos como uma espécie de drones dos reptilianos e/ou uma forma de vida extraterrestre.
  • Humanos: na base da pirâmide escravizados mentalmente por um sistema de controle mental planetário.  

{Sobre PINDAR ou PÍNDARO, saiba mais no post: Conexão Reptiliana entre o Vaticano e judeus khazares Rothschild através do Estado (Deep State) Profundo:

É aqui que se torna muito útil relatar uma história contada por Bill Deagle, MD, ex-médico da Força Aérea dos EUA, que descreveu no site Project Camelot um misterioso encontro com um dos principais membros da família Rothschild, o barão Guy De Rothschild, em 1992:

-Acordei no meio da noite, me endireitei e me sentei. E eu tinha todas as luzes acesas porque eu teria que ir periodicamente ao banheiro ou qualquer outra coisa. Eu tinha todas as luzes acesas. E esse cara estava em pé na minha frente vestindo o que eu chamo de um smoking de US$ 5.000, não um cabelo grisalho na cabeça, partido ao meio, magro e elegante.

-Eu disse: como você chegou aqui?

-E ele diz: É maravilhoso ver você, meu filho.

-Eu disse: você não é meu pai.

-E eu olhei para esse cara e ele parecia da nobreza francesa. Certo? E eu disse: quem é você?

-Ele diz: Eu sou o Barão Guy de Rothschild, o Píndaro.

-E eu tive isso realmente, o que eu chamo de choque ou uma espécie de medo profundo no meu espírito. E eu soube imediatamente, porque tenho esse dom. Certo? Sem entrar em uma grande discussão longa, eu soube imediatamente.

-Eu disse: eu sei quem você é. Você é o representante do poder de LÚCIFER que controla a Terra.

-Ele diz: Sim, eu sou o CEO da Earth, Inc., e eu sou o homem que ocupa a 13ª cadeira do Conselho Druídico. Eu quero que você seja meu substituto, e quando eu transcender quero que você assuma o meu trabalho.

-E eu disse: não, eu não vou.

-Ele disse: Nós conhecemos sua linhagem; nós conhecemos sua genética; nós sabemos tudo sobre você e você é um substituto perfeito para mim.

-E eu disse: não!

O que é interessante aqui é a afirmação de Guy de Rothschild (Barão Guy Édouard Alphonse Paul de Rothschild) de que ele era o Píndaro e era o “CEO da Earth, Inc”. Isso sugere que ele estava apenas dirigindo a Terra em nome de outros, mas quem são esses “outros”? Para uma resposta, podemos procurar informações sobre “Píndaro” fornecida pelo pesquisador britânico David Icke. Icke escreveu sobre o Píndaro em The Biggest Secret depois de entrevistar um ex-participante de cerimônias ocultistas satânicas, Arizona Wilder. Icke escreveu:

Píndaro significa “Pênis do Dragão” … Arizona diz que Píndaro, como todos os reptilianos quando mudam de forma, tem olhos hipnóticos muito poderosos (o “mau olhado” da lenda) e em sacrifícios o rosto da vítima é transformado em Píndaro no momento da morte para ele roubar a alma ou energia da pessoa através desse processo magnético do “olho do mal”. Pindaro freqüenta as principais cerimônias satânicas na Europa e, em seguida, voa para a Califórnia para os rituais satânicos lá realizados. [pp. 302-3]

A ideia de que um membro de alto escalão da família Rothschild, Guy de Rothschild, é um reptiliano que muda de forma, ou um ser híbrido de algum tipo, será um choque para muitos que não acreditam que a vida extraterrestre reptiliana seja uma realidade física, muito REAL e controlando a Terra. FIM DE CITAÇÃO}


Um reptiliano DRACO ROYAL WHITE, oriundo de um planeta do sistema solar de THUBAN, na constelação de Draco (Dragão) com cerca de 4,25 metros de estatura, com peso em torno de 1.360 quilos, ombros de 1,50 metros, estão no topo da pirâmide no comando de nosso planeta e se alimentam das nossas emoções negativas, como o ÓDIO, RAIVA, MEDO, FANATISMO, LUXÚRIA, LASCÍVIA, CORRUPÇÃO, SEXO PROMÍSCUO e DEPRAVADO, etc…. Operam a partir de níveis mais sutis, VAMPIRIZANDO nosso campo (AURA) ENERGÉTICO. Tem bases na Lua e em Marte.

O Bunker  PINDAR

Pindar é um bunker construído sob o Ministério da Defesa em Whitehall. Sua construção, que levou dez anos e supostamente custou £ 126,3 milhões de libras, finalmente chegou a uma conclusão em 1994, mas PINDAR entrou em operação dois anos antes, em 1992. A principal função da PINDAR é servir como centro de gerenciamento de crises e comunicações, principalmente entre A sede da MOD e o centro real de operações militares, a sede conjunta permanente em Northwood.

É relatado como sendo conectado a Downing Street através de túneis sob Whitehall. Embora tenha havido rumores de que se conecta a algum sistema secreto de transporte subterrâneo, o ministro das Forças Armadas Jeremy Hanley disse à Câmara dos Comuns em 29 de abril de 1994 que “a instalação não está conectada a nenhum sistema de transporte”.Embora o PINDAR definitivamente não seja aberto ao público, ele teve uma exposição pública muito limitada. Isso aconteceu no documentário da BBC de 2003 sobre o conflito no Iraque, Combatendo a Guerra, no qual as câmeras da BBC foram autorizadas a filmar uma pequena parte de uma teleconferência entre ministros e comandantes militares.

Conclusão:

O Bunker PINDAR

É provável que a construção e a localização do bunker nuclear PINDAR não tenham sido anunciadas pelo governo devido a preocupações de segurança óbvias. Isso poderia explicar a natureza secreta de ‘PINDAR’; o que possivelmente levou Icke a assumir algo mais sinistro. O bunker foi nomeado após a história da casa de Pindar, o poeta, sendo a única intacta após as forças de Alexandre terem devastado Tebas em 335 aC.

O bunker PINDAR foi concluído em 1994, e houve muita reclamação na época sobre a despesa do projeto em toda Londres. Os túneis eram secretos (de certa forma), mas o projeto claramente não era. Então um misterioso homem francês (que não usa seu nome verdadeiro e não pode ser encontrado-membro da família judeu khazar Rothschild) com o nome “Píndaro” aparece no depoimento fornecido em todo o livro de Icke The Biggest Secret“. David Icke já acreditava que Londres era o centro da conspiração da Nova Ordem Mundial; por isso, sem dúvida, Pindar se encaixava idealmente nessa narrativa.

Fontes: PindarBunker – Icke, D. O maior segredo (1998) – Icek, D. As Revelações de uma Deusa Mãe (1999) – Pindar, o poeta grego


Os reptilianos da família real britânica?

De acordo com o ex-apresentador da BBC Sports (e teórico da conspiração) David Icke: “Nossa família real é descendente de um clã de lagartos extraterrestres chamado de ‘Irmandade Babilônica” .

De acordo com Icke em seu livro The Biggest Secret, a Casa Real Britânica de Windsor é parte de uma cabala de reptilianos em forma humana que secretamente nos controla como parte da Nova Ordem Mundial. Este grupo também inclui bilionários, políticos, presidentes e primeiros-ministros de diversos países, financistas da banca internacional, controlam a indústria bélica, farmacêutica, os principais meios de comunicação e os grandes conglomerados de indústria de alimentos; enquanto não esquecendo a rainha da Inglaterra e toda a sua família “real”.

Icke continua afirmando sua teoria de que todos descendem de uma raça de reptilianos da constelação de Draco (Estrela-sol Thuban, alpha da Constelação do Dragão-Draco). Esses reptilianos invadiram a Terra milhares de anos atrás e podem mudar de forma enquanto bebem sangue humano. Ele baseia essa teoria em sua própria interpretação dos relatos históricos; e testemunhas oculares.

Em maio de 2016, ele revelou na televisão nacional (BBC) que ele acredita que a família real britânica são seres reptilianos híbridos que mudam de forma. O apresentador de ‘ThisWeek’ Andrew Neil interrogou Icke e perguntou se ele ainda achava que a família real era um lagarto que mudava de forma: Icke respondeu: “Sim, eu sei”.

“Eles não são humanos.”  A Princesa Diana

O livro de Icke “The Biggest Secret” afirma que a princesa Diana tinha apelidos para a família real; esses apelidos eram “os lagartos” e “os répteis” . Ela também disse: “Eles não são humanos”. De acordo com Diana, a rainha-mãe era muito mais velha do que as pessoas pensavam. De fato, de acordo com Diana, nenhum ser da Família Real britânica realmente morreu! Mas meramente se recriaram repetidamente. Por estranho que pareça, não há nenhuma evidência “qualquer” para presumir que Diana achava que a família real era um lagarto; nem há qualquer evidência para confirmar que ela já fez tais comentários. A única fonte de Icke para essas alegações vem de uma mulher chamada Christine Fitzgerald (supostamente uma amiga íntima e confidente da princesa Diana durante nove anos). Fitzgerald disse a Icke que:“Diana disse a ela essas coisas, mas não queria contar a ninguém por medo de ser chamada de louca” . The Biggest Secret (1999)

“Eu vi a rainha sacrificando as pessoas e bebendo seu sangue.” Arizona Wilder

Arizona Wilder é uma mulher que afirma ter sido objeto de um experimento de controle da mente pelos reptilianos,  Wilder declarou isso da rainha Elizabeth II:

“Eu a vi sacrificar pessoas e comer sua carne e beber seu sangue. Uma vez ela ficou tão excitada com a luxúria de sangue que não cortou a garganta da vítima da esquerda para a direita no ritual normal, ela apenas ficou louca, esfaqueando e rasgando a carne depois que ela se transformou em um ser reptiliano. Quando ela muda de forma, ela tem um longo rosto de réptil, quase com um bico, e ela é de uma cor quase branca” (caracterisca dos reptilianos Dracos Royal White, do sistema estelar de Thuban).

A Rainha reptiliana da realeza britânica.

Wilder também diz que a princesa Diana foi vítima de controle mental pelos reptilianos. Ela lembrou de um ”ritual’‘ que ela e Diana compareceram. Isso aconteceu em 1981, pouco antes do casamento de Diana com o príncipe Charles.  Wilder diz que a rainha, a rainha-mãe, o príncipe Philip, o pai de Diana, Earl Spencer, o príncipe Charles e Camilla Parker-Bowles estavam presentes quando Diana foi levada para a sala. Depois de ser drogada, Diana foi informada pela realeza que seu casamento com Charles era nada mais do que um meio para produzir herdeiros híbridos. Aquela Camilla Parker-Bowles era a verdadeira consorte do príncipe Charles, não ela.

Icke também acredita que a morte trágica de Diana em um acidente de carro em 1997 foi um assassinato ritualístico cometido pela Família Real reptiliana, um sacrifício à antiga deusa Diana.

“Ele se casou com sua esposa crocodilo.” Mohammed Al-Fayed

Mohammed Al-Fayed não é fã da família real. Ele acredita que eles conspiraram para assassinar a princesa Diana e seu filho, Dodi Fayed. Ele não é uma fonte testemunha ocular do livro O Maior Segredo de Icke e nem há qualquer evidência que sugira que ele assine a teoria dos lagartos de Icke. Quando Al-Fayed acusou o príncipe Charles de estar envolvido na morte de Diana, ele disse: “ele estava limpando os conveses, para poder casar com sua esposa crocodilo” [Camilla Parker-Bowle]. Ele também se referiu à família real como “Família Drácula” .

Conclusão

Ao considerar a credibilidade das principais testemunhas de Icke; é preciso considerar sua confiabilidade como testemunhas genuínas e se suas informações (ou evidências) podem ser correlacionadas com documentação ou outros depoimentos de testemunhas oculares. O que se sabe sobre este suposto amigo de Diana vem de David Icke. Ele afirma ter uma gravação em áudio de sua entrevista com ela [Fitzgerald], mas nunca divulgou essa gravação. Fitzgerald é uma de suas principais testemunhas oculares; que ele afirma ter encontrado enquanto pesquisava para seu livro (The Biggest Secret, 1999). Icke nunca provou que ela era amiga de Diana ou se é uma pessoa real.

A outra testemunha principal de Icke é Arizona Wilder. É improvável que ela possa ser descrita como confiável e genuína; considerando suas reivindicações passadas e presentes. E não esquecendo que ela se retratou de todas as suas alegações anteriores [sobre reptilianos]. Al-Fayed nunca foi entrevistado por Icke e tampouco tem qualquer conexão (conhecida) com Icke. Não se sabe se Al-Fayed subscreve as teorias de Icke; mas ele é conhecido por suas performances de pantomima.

Fontes: Arizona Wilder: The Royal Family are lizards; Arizona Wilder: Open missive from Jennifer Ann KealeyBBC: This WeekDaily Mail: Al-Fayed claims Prince Charles wife is a crocodile


A Matrix (o SISTEMA de CONTROLE): “A Matrix é um sistema de controle, NEO. Esse sistema é o nosso inimigo. Mas quando você está dentro dele, olha em volta, e o que você vê? Empresários, professores, advogados, políticos, carpinteiros, sacerdotes, homens e mulheres… As mesmas mentes das pessoas que estamos tentando despertar.
Mas até que nós consigamos despertá-los, essas pessoas ainda serão parte desse sistema de controle e isso as transformam em nossos inimigos. Você precisa entender, a maioria dessas pessoas não está preparada para ser desconectada da Matrix de Controle. E muitos deles estão tão habituados, tão profunda e desesperadamente dependentes do sistema, que eles vão lutar contra você para proteger o próprio sistema de controle que aprisiona suas mentes …”


Mais informações:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

 

2 Responses to Reptilianos: fato ou ficção?

  1. Daniel Mangala

    Ficção pura.

    Sinceramente, sei que é difícil ter matérias novas toda semana, não cansa de ficar repostando a mesma matéria toda hora (alterando apenas a data, para parecer que é coisa nova.)
    Tem matéria que li a uns anos atrás (nas épocas dos meus primeiros acessos), que foram republicadas e não tiveram alteração nenhuma.
    Isso desmotiva a pessoa a acessar esse site.

Deixe uma resposta para Daniel Mangala Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.