browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Rússia acusa Israel como responsável por ataque contra base síria.

Posted by on 09/04/2018

As autoridades israelenses ainda não confirmaram o incidente, contudo, vários veículos da mídia apontam para a presença de aviões de Israel no local do ataque. Dois caças F-15 da Força Aérea de Israel realizaram ataques com oito mísseis contra a base síria T-4, comunicou nesta segunda-feira (9) o Ministério da Defesa russo. “No dia 9 de abril, no período entre as 3h25 e as 3h53, no horário de Moscou [21h25 e 3h53 segundo o horário de Brasília], a Força Aérea de Israel, sem invadir o espaço aéreo da Síria, realizou do território libanês ataques com oito mísseis contra a base T-4. As unidades da defesa antimíssil síria, em combate aéreo, conseguiram abater cinco mísseis”, afirmou o ministério russo. 

Edição e imagens: Thoth3126@protonmail.ch

Os militares russos detalharam também que “três mísseis atingiram a parte ocidental da base”. 

Fonte: https://br.sputniknews.com/

Israel ainda não confirmou as informações, enquanto a mídia libanesa informou que aviões de reconhecimento israelenses foram avistados na área no momento do ataque. Anteriormente, a agência estatal da Síria SANA comunicou que a base aérea T-4, localizada na província síria de Homs, foi alvo de um ataque de mísseis, apontando suspeitas de envolvimento dos EUA. Contudo, a Casa Branca desmentiu o envolvimento e frisou que, no momento, os EUA não estão realizando operações militares contra a Síria.

O ataque contra a base síria foi levado a cabo um dia depois de os EUA, UE, bem como a Turquia terem acusado o governo sírio de utilizar armas químicas em Ghouta Oriental. Várias mídias, citando fontes militares da área, comunicaram sobre o alegado ataque com cloro gasoso, o que, supostamente, resultou na morte de dezenas de civis.

Damasco vem negando todas as acusações, afirmando ter avisado que os radicais na área estavam planejando provocações com o uso de armas químicas. A Rússia e o Irã condenaram as acusações, divulgadas por controversas organizações não-governamentais como os Capacetes Brancos, que já estiveram envolvidos na falsificação de relatórios, qualificando estas acusações como infundadas. 


Retirada das Forças Aéreas dos EUA da “Linha Vermelha” Russa Depois que as Defesas Aéreas Sírias Obliteraram ataque de mísseis Israelense.

Por: Sorcha Faal – 09 de abril – Fonte:  http://www.whatdoesitmean.com/

Um novo relatório do Ministério da Defesa (MoD) circulando no Kremlin hoje afirma que por volta do dia 9 de Abril aviõesdos EUA e da OTAN que operam na zona de guerra no Oriente Médio se retiraram para os seus vários abrigos do Oriente Médio e plataformas marítimas ( porta-aviões sem que tenham violado as novas regras de engajamento (ROE – ” Linha Vermelha“) impostas pela Rússia a essas forças militares ocidentais hostis – e cuja retirada rápida veio após um ataque aéreo israelense fracassado a uma base aérea síria cujas defesas aéreas destruíram 5 dos 8 mísseis disparados contra ele  

De acordo com este relatório, em dezembro passado (2017), a Rússia impôs novas regras de engajamento para todas as forças hostis ocidentais alinhados que operam na guerra no Oriente Médio-e cujos contornos básicos foram claramente afirmado pelo Chefe de Gabinete russo Valery Gerasimov que advertiu essas forças hostis que “conselheiros russos, treinadores, oficiais de serviço de inteligência, pessoal de artilharia e todas as outras  unidades militares russas foram integrados em todas as tropas de combate sírias, brigadas, unidades e até mesmo pequenos batalhões ” – e que qualquer ataque contra essas forças será imediatamente visto como um ataque contra a Federação Russa, com a resposta da Rússia  sendo a destruição da Marinha dos Estados Unidos e / ou de navios e aviões de guerra da OTAN a partir de qualquer ataque com míssel contra a Síria foram lançados.

Como os pilotos de aviões de guerra americanos que operam na Zona de Guerra da Síria estão cada vez mais ” temerosos e nervosos” serem rastreados pelos sistemas de defesas aéreas russas muito superiores, este relatório diz que, até agora,  o silêncio dos sistemas de defesa aérea russo S-300 e S-400 na Síria que impediram uma guerra nuclear – e é devido a que os EUA e seus aliados da OTAN respeitarem plenamente as novas regras de envolvimento declaradas pela Rússia.

Sério, não é preciso ser um gênio para descobrir isso, não é?

Quanto ao por quê da Rússia precisar mudar suas regras de engajamento na Síria, o relatório explica, é devido a uma batalha cada vez mais hostil entre o governo do Estado (Deep State) Profundo das trevas norte americano e os membros leais do governo do presidente Donald Trump – que viu, em 30 de março de 2017 , o embaixador da ONU de Trump, Nikki Haley declarar que a prioridade dos EUA sobre a Síria não está mais focada em sacar Assad fora do governo, isto foi seguido uma semana depois, no dia 04 de abril de 2017, por um ataque químico de bandeira falsa na Síria jogando a culpa no governo de Assad sem qualquer prova – que foi então seguido três dias depois, em 7 de abril de 2017, por Trump ordenando ataque com, 59 mísseis Tomahawk a serem disparados contra uma base aérea síria (34 dos quais foram abatidos pelas defesas aéreas sírias) – e cujo “ capítulo final ” foi escrito quatro dias depois, em 10 de abril de 2017, quando Trump teve o embaixador Nikki Haley revertendo seu discurso e declarando que “a mudança de regime na Síria é inevitável ”.

Em uma repetição exata do que ocorreu no ano passado, em 29 de março de 2018, o presidente Trump se rebelou novamente contra a manipulação do “Estado profundo” declarando que os EUA iria retirar sua forças da Síria “ muito em breve – no que, previsível e imediatamente, foi respondido, em 7 de abril de 2018 , pelo ” Estado Profundo ” conduzindo outro ataque químico de ” bandeira falsa ” na Síria– e ao qual Trump respondeu ameaçando que haveria ” um grande preço a pagar ” –  mas ele não mencionou contra quem este preço será pago.

A quem o presidente Trump deve exigir o pagamento deste ataque químico de falsa bandeira na Síria, este relatório diz, agentes de inteligência russos e sírios já identificados após terem descoberto que islâmicas terroristas estacionados em Al-Tanf (uma base militar ilegal dos EUA na Síria) tinha recebido 20 toneladas de gás de cloro e detonadores, disfarçados de maços de cigarros, para atacar uma área sob o controle desses terroristas que é densamente habitada por civis – e que durante meses o Ministério das Relações Exteriores e o Ministério da Defesa da Rússia alertaram a respeito.

Como em janeiro deste ano (2018), quando o Crescente Vermelho não encontrou nenhuma evidência de qualquer ataque químico ocorrendo na Síria , e cujos médicos também não puderam encontrar qualquer evidência de qualquer ataque químico , informou o Ministério da Defesa da Rússia, há apenas algumas horas, que seus médicos não haviam recebido nenhum paciente com sinais de envenenamento químico – com oficiais militares  russos que visitaram o local deste suspeito ataque com gás venenoso nos subúrbios da capital síria , também, afirmando que não encontraram evidências para apoiar relatórios anteriores de que um ataque químico ocorreu-e onde conflitos estão ocorrendo agora mesmo, como os últimos terroristas restantes, aos milhares , estão em processo de serem retirados e transferidos para a zona militar turca controlada da Síria –  fazendo com que os cidadãos de Aleppo (da maior cidade Síria) para inundar suas ruas comemorando a derrota total dos terroristas (mercenários) americanos,  que são mais conhecidos por desfilarem os cidadãos sírios reféns que controlavam presos em gaiolas . 

Aproveitando ao máximo a atmosfera de crise do “nevoeiro da guerra” criada pelo que pode ou não ter sido um  ataque químico de “bandeira falsa” na Síria, conclui este relatório, os trapaceiros e velhacos sionistas do estado de Israel, sempre oportunistas, lançaram um ataque à base aérea T-4 (conhecida como Base Aérea Militar de Tiyas e está localizado na província síria de Hom) – e cujo ataque foi iniciado em 9 de abril de 2018, no período entre 0325 e 0353 , horário de Moscou, dois aviões de combate F-15 fabricados nos EUA partirem de Israel, voar para invadir o espaço aéreo do Líbano, em seguida, lançar 8 mísseis – 5 dos quais foram rapidamente destruídos pelas defesas aéreas sírias – mas os outros 3 acertando seu alvo – que não era composto por soldados sírios ou russos, mas um pequeno contingente militar iraniano, e que matou dois militares iranianos e feriu outro sete.– 

O que significa que Israel não violou as novas regras de engajamento da Rússia para a zona de guerra na medida que os israelenses estão lutando uma “crescente e perigosa guerra dentro de uma guerra” na Síria contra o Irã e seus  aliados libaneses do Hezbollah, conflito de que a Rússia ainda não tomou nenhum partido, mas que o Presidente Putin, em suas conversas com a chanceler alemã, Angela Merkel , fortemente sugere não ser repetidas até que uma investigação final para este ataque químico de “bandeira falsa” seja concluído, mas que o  Estado Profundo“, agora controlado pelo presidente Trump, que disse que não esperará mais, em vez disso, Trump  prometeu decidir sobre o fim da ação militar dos EUA na Síria dentro de 24 a 48 horas.

Em 9 de abril de 2018 © UE e EUA todos os direitos reservados. A permissão para usar este relatório em sua totalidade é concedida sob a condição de que ele seja vinculado à sua fonte original WhatDoesItMean.Com.  Conteúdo do Freebase licenciado sob CC-BY e GFDL 


A Matrix (o SISTEMA de CONTROLE): “A Matrix é um sistema de controle, NEO. Esse sistema é o nosso inimigo. Mas quando você está dentro dele, olha em volta, e o que você vê? Empresários, professores, advogados, políticos, carpinteiros, sacerdotes, homens e mulheres… As mesmas mentes das pessoas que estamos tentando despertar. 
Mas até que nós consigamos despertá-los, essas pessoas ainda serão parte desse sistema de controle e isso as transformam em nossos inimigos. Você precisa entender, a maioria dessas pessoas não está preparada para ser desconectada da Matrix de Controle. E muitos deles estão tão habituados, tão profunda e desesperadamente dependentes do sistema, que eles vão lutar contra você para proteger o próprio sistema de controle que aprisiona suas mentes …”


Mais informações:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

 

6 Responses to Rússia acusa Israel como responsável por ataque contra base síria.

  1. Renato Bulhoes

    Ás vezes vocês vão ver os “capacetes brancos”, uma espécie de Defesa Civil, exibindo “provas” de feridos, ataques, etc. Os verdadeiros Capacetes Brancos já atuavam na Síria como socorristas até o Deep State forjar um grupo que os imita em tudo mas são na verdade formados de mercenários, espiões que ajudam a forjar imagens e cenas de guerra. Houve casos de os falsos “capacetes brancos” esperarem o fuzilamento para depois serem feitas as fotos. Não se deixem enganar com tais imagens na TV, afim de culpar o governo sírio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.