browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Rússia avisa navios dos EUA para ficarem longe da Crimeia “para seu próprio bem”

Posted by on 13/04/2021

Rússia avisa navios de guerra dos EUA para ficarem longe da Crimeia “para seu próprio bem” :  Em um momento em que os Estados Unidos parecem dispostos a enviar seus navios de guerra para perto da UCRÂNIA [Crimeia], no Mar Negro, como uma forte ‘mensagem de dissuasão’ contra as forças russas reunidas perto da fronteira leste de Donbass, a Rússia alertou na terça-feira que é melhor que os navios dos EUA fiquem longe da Crimeia “para seu próprio bem”.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Rússia avisa navios dos EUA para ficarem longe da Crimeia “para seu próprio bem”

Fonte:  Zero Hedge

Uma declaração do Kremlin ainda chamou a nova implantação dos navios de guerra dos EUA no Mar Negro uma séria “provocação” que não serve a nenhum outro propósito a não ser testar a “força” e os “nervos” da Rússia .

O Ministério das Relações Exteriores da Turquia confirmou na sexta-feira que deu permissão para navios de guerra dos EUA usarem os estreitos de Bósforo e Dardanelos para entrar no Mar Negro em um momento em que as tensões com a Rússia sobre a Ucrânia estão aumentando com ameaças conflito generalizado. Dado que revelou que a notificação inicial foi há duas semanas, os dois navios de guerra americanos devem entrar em breve no Mar Negro .

O vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Ryabkov, emitiu o seguinte aviso na terça-feira :

“Não há absolutamente nada para os navios americanos navegarem para perto de nossas costas, esta é uma ação puramente provocativa. Provocante no sentido direto da palavra: eles estão testando nossa força, brincando com nossos nervos . Eles não terão sucesso”. 

“Advertimos os Estados Unidos de que será melhor para eles ficarem longe da Crimeia e de nossa costa do Mar Negro. Será para o seu próprio bem” , acrescentou.

No final da semana passada , o Ministério das Relações Exteriores da Turquia confirmou que concedeu permissão para os navios de guerra dos EUA usarem os estreitos do Bósforo e Dardanelos para entrar no Mar Negro. O Pentágono minimizou a implantação, mantendo-se a maior parte do tempo calado sobre isso, apenas dizendo que é “rotina” os navios de guerra dos EUA “patrulharem” o Mar Negro .

O Kremlin alertou que são as próprias ações do governo ucraniano de Kiev e o aumento inicial de tropas na região separatista de Donbass e próximo a eles que estão arriscando uma “guerra mais ampla” na região. Dias atrás, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse:

“A tendência no comportamento do lado ucraniano cria o risco de uma retomada da ação militar em grande escala”.

O mais recente alerta da Rússia de que é melhor que os navios dos EUA não cheguem perto da Crimeia provavelmente também tem em mente as primeiras palavras de Joe Biden sobre a crise de longa duração na Ucrânia, emitidas no início de sua presidência. Ele disse em um comunicado de 26 de fevereiro que os EUA “nunca” reconhecerão as reivindicações da Rússia sobre a Crimeia :

Os Estados Unidos não reconhecem e nunca reconhecerão a suposta anexação da península da Crimeia pela Rússia, e estaremos unidos com a Ucrânia contra os atos agressivos da Rússia. Continuaremos a trabalhar para responsabilizar a Rússia por seus abusos e agressões na Ucrânia.

Ele ressaltou na declaração que “reafirmamos uma verdade simples: a Crimeia é da Ucrânia”. Enquanto isso, o rublo russo continua em declínio à medida que a retórica e a incerteza ficam mais quentes com uma provável erupção de conflito em larga escala na região.

A Rússia anexou a península da Crimeia desde 2014, após um referendo popular em que uma esmagadora maioria de 95% dos eleitores apoiou a união oficial com a Rússia, no entanto, a anexação foi considerada ‘ilegítima’ pela UE, os EUA e seus aliados ocidentais – que eles continuam a chamar de “anexação” hostil mesmo tendo sido uma escolha da imensa maioria da população local.


“E ouvireis de GUERRAS e de rumores de GUERRAS ; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim.  Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares. Mas todas estas coisas são (apenas) o princípio de dores. Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome. Nesse tempo muitos serão escandalizados, e trair-se-ão uns aos outros, e uns aos outros se odiarão. E surgirão muitos falsos profetas, e enganarão a muitos. E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará. Mas aquele que perseverar até ao fim, esse será salvo. E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim. –  Mateus 24:6-14


Mais informação adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.