browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Surpreendente descoberta sobre o núcleo do Sol intriga cientistas

Posted by on 09/01/2019

O Observatório Solar e Heliosférico ( SOHO ) é uma nave espacial construída por um consórcio industrial europeu liderado por Matra Marconi Space (agora Astrium ) que foi lançado em um veículo de lançamento Lockheed Martin Atlas II AS em 2 de dezembro de 1995 para estudar o Sol e Descobriu mais de 3000 cometas

O núcleo do Sol gira quase quatro vezes mais rápido do que a superfície da estrela. A descoberta, publicada na revista Astronomy and Astrophysics, surpreendeu os cientistas. A ideia de que o núcleo solar pudesse girar mais rápido do que sua superfície era motivo de especulação há mais de duas décadas, mas o fenômeno nunca tinha sido de fato medido. Os cálculos foram baseados em dados coletados durante 16 anos de observações com um instrumento chamado Golf, sigla para Global Oscillations at Low Frequency instalado em uma sonda especial chamada SoHo, abreviação para Solar and Heliospheric Observatory

Edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

A surpreendente descoberta sobre o núcleo do Sol que intriga cientistas

Fonte: http://www.bbc.com/ e https://sohowww.nascom.nasa.gov/

“A explicação mais plausível é que a rotação do núcleo seja um resquício do período em que o Sol se formou, há cerca de 4,6 bilhões de anos”, afirma Roger Ulrich, professor emérito da Universidade da Califórnia em Los Angeles e um dos autores do estudo.

“É muito emocionante pensar que descobrimos uma relíquia da formação do Sol”, acrescenta o cientista, que estuda o interior do astro há mais de 40 anos.

estrutura-sol

Quando o Sol nasceu

A rotação do núcleo solar pode dar pistas sobre o processo de formação da estrela. De acordo com Ulrich, após o nascimento do Sol, o vento solar provavelmente desacelerou a rotação da parte mais externa da estrela.

A rotação também pode ter impacto sobre as manchas solares, segundo o especialista. As manchas solares são áreas do Sol com uma temperatura mais baixa do que o ambiente e elevada atividade magnética. Uma única mancha pode ter diâmetro semelhante ao da Terra.

Oscilações

soho

Os pesquisadores analisaram as ondas acústicas na superfície da atmosfera solar – algumas penetram no núcleo e interagem com outras ondas. Ao medir as ondas sonoras, os cientistas determinaram com precisão o tempo que essas ondas levam para ir e voltar da superfície para o centro do Sol.

Os cálculos foram baseados em dados coletados durante 16 anos de observações com um instrumento chamado Golf, sigla para Global Oscillations at Low Frequency (Oscilações Globais de Baixa Frequência).

O instrumento se encontra, por sua vez, em uma sonda especial chamada SoHo, abreviação para Solar and Heliospheric Observatory(Observatório Solar e Heliosférico), projeto da NASA em parceria com a ESA-Agência Espacial Europeia.

15 milhões de graus

O núcleo do Sol também se diferencia da superfície em outro sentido. A temperatura do núcleo é de cerca de 27 milhões de graus Fahrenheit ou 15 milhões de graus Celsius. Já a superfície da estrela é menos quente, com temperatura de aproximadamente 10 mil graus Fahrenheit ou 5,5 mil graus Celsius.

Enviada ao espaço em 2 de dezembro de 1995 para estudar o núcleo do Sol, a atmosfera solar e os ventos solares, a sonda SoHo segue em operação.


 “Haverá muitas mudanças dramáticas no clima do planeta, muitas mudanças nas condições meteorológicas  na medida em que o MOMENTO da GRANDE COLHEITA se aproxima RAPIDAMENTE ao longo dos próximos anos. contagem-regressiva-azulVocê vai ver a velocidade do vento em tempestades ultrapassando 300 milhas (480 quilômetros) por hora, às vezes.

Deverão acontecer fortes tsunamis e devastação generalizada NAS REGIÕES COSTEIRAS, e emissão de energia solar (CME-Ejeção de Massa Coronal do Sol)  que fará  importante fusão e derretimento das calotas de gelo nos polos, e subseqüente aumento drástico no nível do mar, deixando muitas áreas metropolitanas submersas em todo o planeta“. Saiba mais AQUI 


Muito mais informações, LEITURA ADICIONAL:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

thoth(172x226)www.thoth3126.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.