browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Trump assina ‘Families First’ coronavirus Act com estímulo adicional de US$ 1 trilhão

Posted by on 18/03/2020

Trump assina ‘Families First’ coronavirus Act [ato de coronavírus ‘Famílias em Primeiro Lugar’], com um estímulo adicional de US$ 1 trilhão em andamento no congresso. O Senado dos EUA votou por 90-8 votos no projeto da Câmara que prevê testes gratuitos de coronavírus, licença de emergência paga para os infectados e mais financiamento para programas sociais. Em seguida, há outro projeto de lei que distribuirá dinheiro aos americanos.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Trump assina ‘Families First’ coronavirus Act [ato de coronavírus ‘Famílias em Primeiro Lugar’], com estímulo adicional de US$ 1 trilhão em andamento

Fonte:  https://www.rt.com/usa/483454-senate-coronavirus-stimulus-testing/

Apelidado de “Lei das Famílias pela Primeira Resposta ao Coronavírus” pela Câmara dominada pelos democratas, o projeto foi aprovado no Senado nessa quarta-feira com 90 votos a favor e apenas oito contra. 

Esse projeto pode incluir US$ 500 bilhões em pagamentos diretos de dinheiro aos americanos, outros US$ 100 bilhões para indústrias que precisam de resgate, US$ 300 bilhões em empréstimos a pequenas e médias empresas e, possivelmente, mais depois. A quantia em dólar, que continua subindo (Kudlow recentemente colocou um total de US$ 1,3 trilhão), pretende chocar e admirar o público e acalmar o pânico generalizado, enquanto milhões de americanos perdem seus empregos.

Ontem, Mnuchin (Secretário do Tesouro dos EUA) disse aos legisladores que, se não aprovassem a lei, o desemprego neste país poderia atingir 20% dos trabalhadores – embora Trump tenha dito que é um “cenário absoluto, no pior dos casos”, e “não estamos nem perto disso”.   Suspeitamos que o sentimento em relação às chances da conta comece a afetar os preços das ações.

O líder da maioria no Senado, Mitch McConnell (R-Kentucky), teve que lidar com as críticas de seu partido sobre o que eles disseram serem tentativas da presidente da Câmara Nancy Pelosi (D-Califórnia) de percorrer uma lista de desejos de expansões de direitos permanentes no que deveria ser uma conta de emergência.

Não ficou claro quais disposições podem ter sido retiradas nas negociações finais. Algumas estimativas dizem que o projeto pode custar até US$ 350 bilhões, principalmente na área de licenças remuneradas de assistência médica e assistência infantil a empresas já estressadas pela economia que parou devido ao surto do coronavírus.

“É um produto bipartidário bem-intencionado, montado pelos democratas da Câmara e pela equipe do presidente Trump, que tenta defender e expandir algumas novas medidas de alívio para os trabalhadores norte americanos”, disse McConnell.

Embora tenha “falhas reais”, acrescentou, “neste caso, não acredito que devamos deixar a perfeição ser inimiga de algo que ajudará até um subconjunto de trabalhadores”.

O projeto fornece testes gratuitos de coronavírus Covid-19 para todos que precisam, além de licença de emergência do trabalho paga para aqueles que estão infectados ou cuidando de um membro da família. Além disso, concede financiamento adicional ao programa federal de saúde Medicaid, vale-refeição e benefícios de desemprego.

É o segundo projeto de lei de gastos massivos que o Congresso dos EUA adotou em resposta à pandemia pelo coronavírus, após a apropriação de US$ 8,3 bilhões da semana passada para pesquisa e desenvolvimento de vacinas.

Os republicanos do Senado estão agora se movendo em “velocidade de dobra”, segundo McConnell, para elaborar o terceiro projeto de lei – com base em uma proposta de US$ 1 trilhão da Casa Branca que incluiria até US$ 500 bilhões em pagamentos diretos [distribuição pura e simples de DINHEIRO] aos americanos, a partir de 6 de abril. do dinheiro seria destinado a resgatar o setor de aviação e outros setores “estressados” da economia dos EUA, bem como as pequenas empresas forçadas a fechar pela pandemia.

Quarentenas, bloqueios e “distanciamento social” colocam uma grande pressão sobre os norte americanos, a grande maioria dos quais vive de salário em salário e depende de escolas para cuidar de suas crianças. Fechamento de trabalho também significa demissões em massa e trabalhadores perdendo seu seguro de saúde. A Casa Branca já se movimentou para interromper o pagamento de dívidas, despejos e execuções das hipotecas em atraso, em um esforço para mitigar as dificuldades enfrentadas pelos americanos.

Até agora, houve 8.403 infecções por Covid-19 confirmadas nos EUA, e a doença foi relatada atuando em todos os estados. São esperados mais infecções à medida que os testes se expandem. Nessa quarta-feira, houve um total de 133 mortes devido à doença.


 “E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim.  Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá FOMES, PESTES e TERREMOTOS, em vários lugares. Mas todas estas coisas são [APENAS] o princípio de dores. Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome. Nesse tempo muitos serão escandalizados, e trair-se-ão uns aos outros, e uns aos outros se odiarãoE surgirão muitos FALSOS PROFETAS, e enganarão a muitos. E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará. Mas aquele que perseverar até ao fim, esse será salvo”.  Mateus 24:6-13

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.