browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Um Ciclone nomeado Guará se formou no litoral brasileiro

Posted by on 10/12/2017

Como já vinha sendo esperado, a tempestade subtropical Guará (ave das águas, em Tupi – Guarani), se formou neste sábado, 9 de dezembro. Uma tempestade subtropical é caracterizada por uma forte área de baixa pressão atmosférica e não tem nenhuma relação com frente fria. É um sistema independente e que provoca chuva e vento fortes na sua região de atuação. Tempestade  subtropical se formou no mar, próxima ao Espírito Santo e à Bahia; fenômeno deve desviar para Sudeste no final da noite deste domingo.

Edição e imagensThoth3126@protonmail.ch

Ciclone Guará se formou no litoral brasileiro. Tempestade subtropical se formou no mar, próxima ao Espírito Santo e da Bahia; fenômeno meteorológico deve desviar para Sudeste no final da noite deste domingo

Fonteshttps://www.climatempo.com.br/ – https://veja.abril.com.br/

Um ciclone se formou neste sábado na costa do Espírito Santo e no Sul da Bahia, informou a Marinha por meio de nota. Caracterizado como tempestade subtropical, ele recebeu o nome de Guará (ave das águas, em Tupi – Guarani) e está ocasionando ventos fortes e ondas  entre 3 e 5 metros.

A tempestade subtropical Guará (ave das águas, em Tupi – Guarani), se formou neste sábado, 9 de dezembro. Uma tempestade subtropical é caracterizada por uma forte área de baixa pressão atmosférica e não tem nenhuma relação com frente fria.

De acordo com a nota, o ciclone estaria se afastando do litoral e se deslocando para o leste. A partir do final da noite de sábado, ele iria desviar para a região Sudeste. O fenômeno deve perdurar até a próxima segunda-feira. A Marinha alerta para que navegantes evitem a região.


Sobre fenômenos oceânicos no litoral do BRASIL:


Imagem de satélite mostra a formação de um ciclone em março deste ano (Nooa/Nasa/AFP)

O ciclone Guará se originou a partir de uma forte queda da pressão atmosférica que ocorreu em 9 de dezembro de 2017 entre o litoral sul da Bahia e o norte do Espírito Santo.

Na sequência de imagens de satélite é possível ver a formação da tempestade subtropical Guará. O sistema aparece como uma massa de nuvens que gira no sentido horário sobre o mar, entre o Espírito Santo e a Bahia. A maior instabilidade no sistema aparece na parte leste.


 “Haverá muitas mudanças dramáticas no clima do planeta, muitas mudanças nas condições meteorológicas  na medida em que o TEMPO DA GRANDE COLHEITA se aproxima RAPIDAMENTE ao longo dos próximos anos. 

Você vai ver a velocidade do vento em tempestades ultrapassando 300 milhas (480 quilômetros) por hora, às vezes.

poçocoletivoDeverão acontecer fortes tsunamis e devastação generalizada NAS REGIÕES COSTEIRAS, e emissão de energia solar (CME-Ejeção de Massa Coronal do Sol)  que fará  importante fusão e derretimento das calotas de gelo nos polos, e subseqüente aumento drástico no nível do mar, deixando muitas áreas metropolitanas submersas em todo o planeta“. Saiba mais AQUI 


Saiba mais, leitura adicional:

Permitida a reprodução desde que mantida na formatação original e mencione as fontes.

phi-golden-ratiowww.thoth3126.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.