browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Virologista chinesa afirma ter “evidências” que vírus COVID-19 foi criado em laboratório da China

Posted by on 13/09/2020

Mais uma vez, as afirmações de uma cientista chinesa que fugiu do seu pais tem muito a dizer sobre a atual pandemia, e pelo menos algumas evidências para apoiá-la, mas que foram ignoradas pela grande mídia  [PRE$$TITUTE]. Ainda em seu pais, a médica virologista chinesa Dra. Li-Meng Yan, cientista PhD, que foi uma das primeiras a estudar o vírus em uma universidade de prestígio em Hong Kong e um laboratório de referência da Organização Mundial de Saúde, onde trabalhou antes de fugir da China, recentemente apareceu no programa de entrevistas britânico ‘Loose Women’ no final da semana passada. 

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Virologista chinesa ‘dissidente’ afirma ter “evidências” que o vírus COVID-19 foi criada em um laboratório da China

Fonte:  Zero Edge

Durante a entrevista, ela respondeu a perguntas sobre suas alegações e denuncias e reiterou que o PCCh não apenas encobriu deliberadamente o início do surto do vírus COVID-19 de uma maneira que levou a milhares de mortes desnecessárias, o partido também sabia que o novo vírus SARS-CoV-2 foi criado por Cientistas chineses em laboratório chinês.

Questionada sobre a origem do vírus, a médica disse que ele “surgiu de um laboratório”, rejeitando novamente relatórios do ano passado de que o vírus se originou de um mercado úmido de Wuhan, conforme foi amplamente difundido pelo regime comunista, com a Dra. Li-Meng Yan alegando que isso se tratava de uma “cortina de fumaça”.

A Dra. Li também comentou sobre suas afirmações de que Pequim tentou deliberadamente encobrir o surto quando soube da existência do vírus assassino, permitindo que ele escapasse da China se espalhando pelo mundo e infectasse o planeta inteiro. 

Quando ela deu o alarme sobre a transmissão do vírus de pessoa para pessoa ainda em dezembro do ano passado, seus supervisores da Escola de Saúde Pública de Hong Kong, um laboratório de referência da Organização Mundial de Saúde, a silenciaram. Depois de um tempo, ela “não conseguia ficar calada” e decidiu fugir de seu pais.

Em abril, a Dra. Li-Meng Yan teria fugido de Hong Kong e foi para a América em um esforço para escapar da perseguição do partido comunista tentando abafar suas descobertas e ”espalhar a verdade” sobre o início e, principalmente, a origem da pandemia do novo vírus Covid-19.

“Desde o início, decidi espalhar esta mensagem para o mundo e foi muito assustador para todos porque sou médica e sabia que se não contasse a verdade para o mundo me arrependeria no futuro. Nunca pensei que isso fosse acontecer quando fiz a investigação secreta, pensei que falaria com meu supervisor e eles fariam a coisa certa em nome do governo”.

“Mas o que eu vi foi ninguém responder a isso. As pessoas estão com medo do governo, comunista mas isso era algo urgente, e na época do Ano Novo Chinês, [eu sabia que] este era um vírus perigoso e todas estas coisas significava que eu não poderia ficar calada,  colocando os seres humanos e a saúde global [em risco].”

De acordo com Yan, ela relatou suas descobertas sobre o vírus várias vezes a seus superiores, incluindo uma em 16 de janeiro, após o que ela disse que foi advertida por seu supervisor “para ficar calada em silêncio e ter cuidado”.

A comissão nacional de saúde da China negou que o surto tenha começado no laboratório de Wuhan, conforme inúmeras evidências apontaram, insistindo que “não há evidências” de que o novo coronavírus foi criado em um laboratório. Beiing já escolheu um grande grupo de oficiais locais do partido para imputar-lhes os “erros no controle” da disseminação do vírus.

Assista abaixo o vídeo das denuncias da Cientista e Virologista PhD, Dra. Li-Meng Yan:

Mas o testemunho da Dra. Li-Meng Yan continua extremamente convincente e muito inconveniente para as “autoridades” comunistas da China, por mais que eles encontrem “bodes expiatórios” para jogar a culpa pela surgimento do novo vírus.


“E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim.  Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá FOMES, PESTES e TERREMOTOS, em vários lugares. Mas todas estas coisas são [APENAS] o princípio de dores. – Mateus 24:6-8

“E faz que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos, lhes seja posto um sinal na sua mão direita, ou nas suas testas, Para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome. Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento, calcule o número da BESTA; porque é o número de um homem, e o seu número é seiscentos e sessenta e seis[666]“.  –  Apocalipse 13:16-18


Mais informações, leitura adicional:

Permite reproduzir desde que mantida a formatação original e a conversão como fontes.

phi-cosmoswww.thoth3126.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.