browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Vírus na China: 4.295 casos e já são 106 mortos. Alemanha, Cambodja e Nepal entre os 17 países afetados

Posted by on 27/01/2020

De acordo com a Comissão de Saúde da província de Hubei, houve um grande salto em casos e mortes durante a última noite na China. O número de mortos pelo coronavírus na China aumentou para 106, enquanto cerca de 1.300 novos casos foram confirmados , disseram autoridades nessa terça-feira. A comissão de saúde da província central de Hubei, o epicentro da epidemia, disse que mais 24 pessoas morreram com o vírus e 1.291 a mais foram infectadas, elevando o número total de casos confirmados para mais de 4.000 em todo o mundo, em dezessete países.

Tradução, edição e imagens: Thoth3126@protonmail.ch

O número de mortos por um surto de coronavírus na China aumentou para 106 e quase 1.300 novos casos foram confirmados, disseram autoridades chinesas na manhã dessa terça-feira. 

Fontes: https://www.scmp.com/  –  https://www.zerohedge.com/

O número total de casos confirmados subiu para mais de 4.174 somente na China. A maioria dos que morreram são da província de Hubei, que fica no epicentro do surto. As autoridades de saúde de Hubei disseram que mais 24 pessoas morreram com o vírus e mais 1.291 pessoas foram infectadas na província na segunda-feira.

Sumário

  • 4295 Casos confirmados em todo o mundo
  • 106 mortos no mundo
  • 2714 casos em Hubei (até 1291 durante a noite – um impressionante aumento de 91% )
  • 100 mortos em Hubei (até 24 durante a noite – um aumento de 24%)
  • A Coréia do Norte fecha a fronteira chinesa.
  • Alemão relata primeiro caso
  • Os EUA elevam o alerta de viagem para a China para o nível 3 (o segundo mais alto).

A rápida disseminação do novo coronavirus que afeta a China e mais dezesseis países. 

Embora a China atualmente tenha cerca de 3.000 casos no total, conforme relatado anteriormente, de acordo com o último relatório do Centro de Controle de Doenças da China, o número real de infecções pode ser substancialmente maior, devido a que em 27 de janeiro [hora local], cerca de 30.453 pessoas estão atualmente sob observação para o coronavírus . Escusado será dizer que é muito provável que um número substancial dessas pessoas acabe positivo para a doença, mesmo que o total de pessoas sob observação cresça milhares a cada dia.

No início do dia 27 , o epicentro do surto de coronavírus, na província de Hubei, na China, está abrindo 100.000 leitos hospitalares em um esforço para conter a doença, anunciou o vice-governador da província em 27 de janeiro. O vice-governador de Hubei, Yang Yunyan, disse que as autoridades designaram 112 instituições médicas para tratar pacientes com o novo mortal coronavírus, segundo a mídia estatal chinesa. Eles libertaram cerca de 100.000 leitos hospitalares na província, com 3.000 deles somente na cidade de Wuhan, onde a doença começou. Como observa o Epoch Times , “a urgência e a escala das ordens das autoridades levantaram temores de que o surto tenha se espalhado muito mais amplamente do que as autoridades admitem”.

Enquanto isso, nas últimas notícias sobre a disseminação global do coronavírus, a agência de notícias DPA da Alemanha informou que o primeiro caso de coronavírus foi confirmado na Alemanha. De acordo com a força-tarefa de doenças infecciosas da Autoridade de Saúde e Segurança Alimentar da Baviera, o paciente do sexo masculino do distrito de Starnberg está clinicamente em “boas condições” e está sendo monitorado enquanto está isolado. 

Esta imagem de arquivo sem data divulgada pela Agência Britânica de Proteção à Saúde mostra uma imagem de um coronavírus visto num microscópio eletrônico, parte de uma família de vírus que causa doenças, incluindo o resfriado comum e a SARS, que foi identificada pela primeira vez no Oriente Médio. DIVULGAÇÃO / IMPRENSA ASSOCIADA

Aqueles que estiveram em contato próximo com ele foram informados e medidas de controle de infecção foram implementadas. Naturalmente, a Força-Tarefa e o Instituto Robert Koch (RKI) disseram considerar o risco de infecção para a população da Baviera baixo.

Finalmente, olhando para os EUA onde até agora cinco casos foram confirmados, na segunda-feira, o Departamento de Saúde de Maryland confirmou que um residente do estado estava sendo testado por possivelmente ter o coronavírus. Eles dizem que a pessoa está em “boas condições” enquanto aguarda os resultados do laboratório do CDC. Da mesma forma, o Departamento de Saúde do Condado de San Diego também afirmou estar investigando um possível caso do coronavírus. As amostras de teste do paciente foram enviadas aos Centros de Controle de Doenças para confirmação.

O novo coronavírus também chegou ao Camboja e ao Sri Lanka, segundo autoridades locais de saúde citadas pela Reuters e pelo Bangkok Post Agora, o vírus foi detectado em um total de 17 países / regiões autônomas …

Os temores de que o surto afete uma parte considerável do PIB global se inflamaram em meio a relatos de que o “centro nervoso da manufatura” da China está sendo encerrado enquanto Pequim “estende” o feriado do Ano Novo Lunar, de acordo com o Nikkei Asian Review .

Durante a conferência de imprensa do CDC na segunda-feira (que abordamos na íntegra abaixo), o Departamento de Estado dos EUA  anunciou um aviso de viagem atualizado, aconselhando os cidadãos dos EUA a evitar todas as viagens não essenciais à província de Hubei, onde se acredita que o vírus se originou, e tomar as medidas e precauções necessárias ao viajar para e na China. Enquanto o aviso mantinha um nível 3 para a China como um todo, o Departamento de Estado elevou o aviso ao nível 4 para Hubei, o aviso mais grave possível.

Embora não seja exatamente necessário ter um intelecto “genial” para verificar que agora não é um bom momento para viajar para Hubei, infectada por um vírus mortal.

A Dra. Nancy Messonnier, diretora do Centro Nacional de Imunização e Doenças Respiratórias (NCIRD), falou em nome do CDC. Durante a conferência de imprensa, ela disse que os EUA identificaram 110 pessoas que estão sob observação e sendo testadas para o vírus. Enquanto 5 casos já foram identificados nos EUA, outros 32 foram definitivamente negativos.

Embora a vacina permaneça ilusória, Messonnier disse que o CDC desenvolveu um teste de diagnóstico que pode confirmar rapidamente os casos do vírus. Até agora, os pesquisadores do CDC não viram sinais de “mutação” no vírus. Se o vírus sofrer mutação, como sugeriram os cientistas chineses, isso poderá criar problemas para aqueles que tentam desenvolver o exame. Na sexta-feira, um “plano” para o teste foi enviado e compartilhado com o mundo todo.  Todos os governos agora podem seguir esse projeto para desenvolver seus próprios testes.

O número total de casos confirmados subiu para mais de 4.200 em todo o mundo. Foto: AFP

O número total de casos confirmados subiu para mais de 4.200 em todo o mundo. Foto: AFP

No momento, o CDC está focado em fornecer testes para estados “prioritários” (presumivelmente, Califórnia, Washington, Arizona e Illinois, estados onde os casos foram confirmados). Mas em breve eles expandirão o programa para suprir governos carentes.

O CDC também enviou todo o genoma do vírus nos dois primeiros casos. Pelo que o CDC pode dizer até agora, o vírus não parece estar “mutando”, como sugeriram algumas autoridades chinesas. Messonnier enfatizou que esta é uma “situação que muda rapidamente” aqui e no exterior, acrescentando que o vírus se espalhou para mais 16 países além da China.

“Nossos pensamentos estão com as pessoas na linha de frente dessa ameaça emergente à saúde na China”, disse ela.

Os aeroportos internacionais dos EUA estão agora examinando passageiros oriundos de Wuhan. O objetivo disso não é apenas preventivo: destina-se a educar os passageiros sobre os sintomas do vírus e como mitigar o risco de infecção enquanto se viaja para o exterior.  Os viajantes que retornam com sintomas podem ser solicitados a tomar medidas de precaução.

Os preços das ações em queda nos EUA subiram rapidamente quando Messonnier disse que, embora vários casos tenham sido identificados no pais, o risco geral à saúde em geral para a comunidade permanece “baixo neste momento”. Ainda assim, ela advertiu, insistindo que a situação permanece bastante instável.

Enquanto isso, na China, mais indícios das consequências econômicas do surto surgiram: Zheijang, a quarta maior província do país em termos de PIB, não permitirá que as empresas retornem ao trabalho até 8 de fevereiro. Xangai, um município independente dentro da província , anunciou medidas semelhantes anteriormente. Os custos potenciais aqui em termos de perda de produtividade podem ser calculados em centenas de bilhões de dólares.

A mídia estatal chinesa acabou de confirmar que Pequim sofreu sua primeira morte confirmada pelo novo coronavírus. Eles também confirmaram 8 novos casos diagnosticados.

Enquanto isso, o Financial Times relata que a Opep e seus aliados estão pesando cortes mais profundos na produção em resposta às consequências do vírus, que tem afetado os preços do petróleo. O índice internacional Brent caiu abaixo de US $ 60 por barril na segunda-feira. A próxima reunião do cartel está marcada para o início de março, em Viena.

À medida que o mundo entra em pânico, uma equipe de analistas do JP Morgan garantiu a seus clientes que a epidemia – que em breve se qualificaria como uma pandemia, assumindo que a OMS muda o curso – é apenas uma “interrupção da narrativa” e que as consequências seriam confinado à China e à região mais ampla – não ao planeta inteiro.

Enquanto isso, a Austrália confirmou seu quinto caso do vírus: uma mulher de 21 anos que chegou à Austrália no último vôo de Wuhan para Sydney. No Reino Unido, 52 pessoas foram testadas para o vírus, mas nenhum caso foi confirmado, por ITV . Mencionamos anteriormente que os cientistas chineses reverteram suas descobertas anteriores e determinaram que o mercado de peixes de Hunan em Wuhan era, de fato, o epicentro do surto.


“E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim.  Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e PESTES, e terremotos, em vários lugares. Mas todas estas coisas são [APENAS] o princípio de dores. Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome. Nesse tempo muitos serão escandalizados, e trair-se-ão uns aos outros, e uns aos outros se odiarão. E surgirão muitos falsos profetas, e enganarão a muitos. E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará. Mas aquele que perseverar até ao fim, esse será salvo”Mateus 24:6-13


Leitura adicional:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

thoth(172x226)www.thoth3126.com

 

 

 

 

One Response to Vírus na China: 4.295 casos e já são 106 mortos. Alemanha, Cambodja e Nepal entre os 17 países afetados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.