browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

A Evidência dos ‘Danos Devastadores’ que as vacinas Covid podem causar

Posted by on 27/12/2021

As “VACINAS COVID” são “o lançamento de medicamento biológico mais perigoso da história da humanidade”, disse o Dr. Peter McCullough: Injetar bilhões de pessoas com incontáveis ​​cópias de um gene que instrui o corpo a produzir uma proteína [Spike] tóxica pode não parecer muito sensato. Mas esperava-se que esta abordagem, a base da vacina COVID, ajudasse a minimizar os danos causados ​​pela proteína – o ‘Spike’ que o   SARS-CoV-2 geneticamente modificado usa para invadir as células do nosso corpo – quando encontramos o vírus real .

A Evidência dos ‘Danos Devastadores’ que as vacinas Covid podem causar

Fonte: LifeSiteNews – O LifeSiteNews produziu uma página extensa de informações sobre as vacinas COVID-19Veja aqui. 

No mês passado,  relatamos  a descoberta de um cardiologista americano de que a maioria de seus pacientes apresentava alterações bioquímicas sinalizando aumento do risco cardiovascular nas semanas seguintes após serem injetados com a injeção de mRNA de COVID. Os marcadores de inflamação, morte celular e resposta imune à lesão da artéria coronária aumentaram em comparação com os resultados de alguns meses antes. Os resultados gerais indicaram um aumento “dramático”, de 11 por cento para 25 por cento, na probabilidade de um ataque cardíaco ou evento semelhante ocorrer em algum momento nos próximos cinco anos, caso essas mudanças persistam.

O relatório foi apresentado como um resumo em uma reunião da American Heart Association (AHA) e posteriormente publicado na  Circulation , o jornal da AHA. Depois de tornado público, uma “expressão de preocupação” foi adicionada ao resumo, dizendo que há “erros potenciais” e o relatório pode não ser confiável.

No entanto, há todos os motivos para levá-lo a sério – exceto pelo fato de que pesquisadores do Reino Unido supostamente encontraram resultados semelhantes, que não estão  preparados para publicar  por medo de perderem dinheiro com suas pesquisas.

Na última sexta-feira, a evidência mais detalhada dos danos que a vacina pode causar foi apresentada em um  simpósio online sobre a ciência COVID organizado por Doctors for COVID Ethics. Este é um grupo internacional que há muito tempo se opõe ao lançamento em massa da injeção [pseudo vacina] mRNA da COVID, argumentando em particular que o sistema imunológico pode atacar nossos próprios tecidos quando detecta a presença da proteína spike através da vacina.

Milhares de mortes foram relatadas após a injeção, mas os reguladores afirmam que a maioria delas “são coincidências” e negligenciaram a investigação detalhada sobre se a vacina foi ou não a responsável pelas mortes.

Exatamente esse tipo de investigação foi realizada pelo patologista alemão Professor Dr. Arne Burkhardt, que tem 40 anos de experiência na área. Ele examinou os tecidos e órgãos de 15 pacientes onde foi realizada uma autópsia, uma oportunidade excepcional que surgiu porque os corpos estavam em institutos de medicina legal e institutos de patologia.

Eram sete homens e oito mulheres, com idades entre 28 e 95 anos. Eles morreram entre sete dias e seis meses após a injeção. Em essência, Burkhardt encontrou danos internos na maioria dos mortos, causados ​​por um processo de autodestruição no qual células do sistema imunológico – linfócitos – invadiram diferentes partes do corpo.

Em cinco dos 15 casos, concluiu-se que a correlação com a vacinação era muito provável; em sete, era provável; e em dois casos não estava claro, mas era possível. “Em um caso, não encontramos nenhuma dessas mudanças significativas”, disse Burkhardt.

Ele apresentou slides mostrando como os linfócitos se infiltravam no músculo cardíaco em particular, causando inflamação. As lesões resultantes eram pequenas e facilmente esquecidas, “mas a destruição de apenas algumas células musculares pode ter um efeito devastador”, disse ele. “Se a infiltração inflamatória for encontrada onde o impulso para a contração do coração é dado, isso pode levar à insuficiência cardíaca.”

Resumindo a apresentação de Burkhardt, o microbiologista canadense Dr. Michael Palmer disse: “Qualquer pessoa com formação médica verá como o efeito dessas vacinas pode ser devastador, pelo menos naqueles que morrem após a vacinação. . . agora também sabemos por que as autoridades estavam muito hesitantes em fazer autópsias nessas vítimas”.

Em outro lugar, Palmer argumentou que, embora as mortes após a vacinação sejam poucas em comparação com o número de pessoas que receberam a vacina, “a dose total ao longo da vida dessas vacinas de mRNA mensageiro que você pode tolerar antes de morrer é limitada. Não sabemos a quantidade exata porque simplesmente não há dados experimentais suficientes. Esse é um dos grandes escândalos dessas vacinas, que nenhum estudo de toxicidade adequado foi sequer realizado”.

As descobertas de Burkhardt, destacando a infiltração de células imunológicas em tecidos onde a proteína spike induzida pela vacina se manifestou, surgem na esteira de muitos avisos de tal mecanismo e são apoiados por vários estudos que sugerem riscos a longo prazo. Esses incluem:

O médico americano, Dr. Patrick Whelan, alertou a US Food and Drug Administration um ano atrás, antes do lançamento da vacina, que as injecções baseadas na proteína spike podem desencadear sintomas de COVID grave, incluindo coágulos sanguíneos, inflamação do cérebro e danos ao coração, fígado e rins. Whelan, um especialista em pediatria que cuida de crianças com síndrome inflamatória multissistêmica, recomendou cautela especial ao dar a vacina a crianças e adultos jovens, pois seus organismos normalmente lutam contra a infecção em seus estágios iniciais. Antes que qualquer uma das vacinas fosse aprovada para uso generalizado em humanos, disse ele, deveria haver uma avaliação dos efeitos no coração.

A vacina inclui uma  modificação no código do RNA que  visa sintetizar cópias abundantes da proteína spike – chegando a trilhões de moléculas, de acordo com esta  tela  produzida pelo Dr. Charles Hoffe, um médico canadense. Ele diz que a maioria das pessoas que recebem a injeção COVID “estão adquirindo coágulos sanguíneos que nem imaginam que estão tendo”. A modificação, junto com um dispositivo que protege o mecanismo do RNA contra a destruição imediata pelo corpo, pode permitir que as injeções mRNA apresentem um risco maior em alguns receptores do que a infecção natural, uma vez que geralmente é tratada com sucesso por um sistema imunológico saudável. Ninguém sabe exatamente quanto da proteína é produzida pela injeção, nem quanto tempo ela dura no corpo humano.

O Dr. Robert Malone, inventor da tecnologia de mRNA, diz que “várias referências revisadas por pares” demonstram que o pico de proteína do vírus envenena as células do corpo (veja por exemplo  aqui ), mas os desenvolvedores da vacina  não demonstraram a segurança  de sua versão da proteína . A avaliação adequada dos riscos ainda não está sendo feita, afirmou.

Outro patologista alemão descobriu, a partir de autópsias realizadas em 40 pessoas, que morreram na sequência da injeção, que  30-40 por cento estavam relacionadas com a vacina . O professor Peter Schirmacher acredita que muitas dessas mortes passam despercebidas, e os médicos as atribuem a causas naturais.

O experiente cardiologista e editor de jornal médico americano, Dr. Peter McCullough, alertou que a vacina pode danificar o tecido cardíaco de maneiras que passam despercebidas no início, mas que criam tecido cicatricial que pode causar disfunção cardíaca permanente mais tarde na vida. “Isso será considerado o lançamento de medicamento biológico mais perigoso da história da humanidade”, diz ele . McCullough também destacou um aumento nas mortes de crianças no Reino Unido desde que o NHS começou a vacinar adolescentes com 12 anos ou mais contra o COVID.

Uma análise dos dados de reações adversas do ‘Cartão Amarelo’ no Reino Unido  pela Consultoria de Medicina Baseada em Evidências do Dr. Tess Lawrie encontrou milhares de relatos de coagulação sanguínea após as injeções de mRNA COVID. Quase todas as veias e artérias foram afetadas, e todos os órgãos, incluindo partes do cérebro, pulmões, coração, baço, rins, ovários e fígado, “com consequências fatais e transformadoras”. Lawrie instou os reguladores do Reino Unido, já em junho passado, a declarar a vacina insegura para uso em humanos por causa das mortes e reações adversas relatadas.

Um reconhecimento ‘arrepiante’ dos riscos específicos de miocardite (inflamação do músculo cardíaco) e pericardite (inchaço no tecido ao redor do coração) após a vacinação COVID foi emitido este mês pela Agência de Segurança de Saúde do Reino Unido. A agência ainda insiste que esses casos “são raros” e que a maioria dos pacientes se recupera totalmente, mas evidências como a de Burkhardt sugerem que muitas mortes podem [consciente e propositalmente] não ser reconhecidas como relacionadas às vacinas mRNA Covid-19.

É uma bagunça terrível e há uma necessidade desesperada de uma revisão de toda a estratégia da vacina COVID. Patologistas do Reino Unido, por favor, venham para o resgate!

Reproduzido com permissão de The Conservative Woman


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal  AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)”. para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


Parece duvidoso se, de fato, a política de “Botas no rosto” pode continuar indefinidamente. Minha própria convicção é que a oligarquia governante encontrará maneiras menos árduas e perdulárias de governar e de satisfazer sua ânsia de poder, e essas formas serão semelhantes às que descrevi em Admirável Mundo Novo [uma verdadeira profecia publicada em 1932]. Na próxima geração, acredito que os governantes do mundo descobrirão que o condicionamento INFANTIL e a narco-hipnose são mais eficientes, como instrumentos de governo, do que prisões e campos de concentração, e que o desejo de poder pode ser completamente satisfeito “SUGERINDO” às pessoas para que “AMEM A SUA SERVIDÃO” ao invés de açoita-los e chuta-los até obter sua obediência“. – Carta de Aldous Huxley  EM 1949 para George Orwell autor do livro “1984”


Saiba mais, leitura adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

One Response to A Evidência dos ‘Danos Devastadores’ que as vacinas Covid podem causar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.