browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Acordo Artemis é primeiro passo para ONU Espacial e uma futura Frota Estelar da Terra

Posted by on 19/10/2020

“O objetivo destes acordos é estabelecer uma visão comum por meio de um conjunto prático de princípios, diretrizes e melhores práticas 
para melhorar a governança da exploração civil e a exploração do espaço exterior com a intenção de fazer avançar o Programa Artemis. A adesão a um conjunto prático de princípios, diretrizes e melhores práticas na realização de atividades no espaço sideral tem como objetivo aumentar a segurança das operações, reduzir a incerteza e promover uso do espaço exterior de forma sustentável e benéfico para toda a humanidade. Os acordos representam um compromisso político com os princípios descritos neste documento, muitos dos quais prevêem a implementação operacional de obrigações importantes contidas no Tratado do Espaço Exterior e outros instrumentos”. 

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Acordo Artemis é um primeiro passo para uma ONU Espacial e uma futura Frota Estelar

Fontes:  NASA  –  Exopolitics

“Os princípios estabelecidos nestes Acordos se destinam a ser aplicados às atividades espaciais civis conduzidas pelas agências espaciais civis de cada pais Signatário. Essas atividades podem ocorrer na Lua, Marte, cometas e asteróides, incluindo suas superfícies e subterrâneos, bem como na órbita da Lua ou Marte, nos pontos Lagrangianos para o sistema Terra-Lua, e em trânsito entre estes corpos celestes e suas localizações. Os países Signatários pretendem implementar os princípios estabelecidos nestes Acordos por meio de suas próprias atividades, tomando, conforme o caso, medidas como missão, mecanismos de planejamento e contratuais com entidades que atuam em seu nome”.

Assim esta definido, no primeiro parágrafo do acordo, o propósito e abrangência  sobre os Acordos Artemis e mais abaixo está um  video da assinatura  em 13 de outubro entre os países signatários, os Estados Unidos e mais sete nações aliadas com os seus programas espaciais nacionais: Austrália, Canadá, Itália, Japão, Luxemburgo, Emirados Árabes Unidos e Reino Unido. 

Embora a linguagem seja projetada para se adequar às disposições do Tratado do Espaço Exterior ratificado pelos países membros da ONU em 1967, estes são acordos bilaterais com os Estados Unidos, e a ONU é apenas o palco onde os acordos são colocados para reconhecimento internacional dos demais países afiliados à ONU. 

O Acordo de colaboração espacial Artemis contêm disposições de defesa mútua se qualquer uma das oito nações signatárias sofrer interferência prejudicial em suas explorações da Lua, Marte, asteróides e planetas menores. Este é o primeiro passo em direção a uma ONU Espacial e, eventualmente, uma futura Frota Estelar da Terra.

A escolha do nome Artemis para o acordo assinado entre as oito nações também é simbolicamente muito significativo, dado o que tem acontecido no espaço exterior em termos de armas espaciais, eventos de bandeira falsa, comércio de escravos galácticos, etc., por grandes nações como a China e múltiplos programas espaciais secretos desonestos.

Na mitologia grega Ártemis é a deusa da caça, da Lua, da castidade, do parto e dos animais selvagens. É uma das mais veneradas divindades da mitologia grega e na mitologia romana ela foi chamada de Diana. Considerada uma fantástica caçadora, Ártemis era cultuada por aliviar as doenças femininas, proteger as crianças e os jovens.

A intenção  oculta do Acordo Artemis é limpar e talvez eliminar esses programas espaciais secretos desonestos, garantir um comportamento ético no espaço e, principalmente, controlar o desenvolvimento da China comunista no domínio do espaço exterior, um pais dominado por um regime comunista e ateu que planeja se tornar a hegemonia indiscutível tanto na Terra assim como no Espaço.

Para atingir estes objetivos os comunistas chineses foram ampla e secretamente ajudados por membros do Deep State dos EUA e países europeus, que secretamente, ao longo das últimas décadas, tem transferido tecnologia de ponta dos EUA e países do ocidente, para o dragão asiático, visando utilizar a China Comunista e seu sistema de governo como um modelo ideal para a implantação de um “novo” governo global, estilo NWO-Nova Ordem Mundial.

Michael Salla, Ph.D.


Em meio à visita que faz ao Brasil, o conselheiro de Segurança Nacional dos Estados Unidos, Robert O’Brien, convidou o país parceiro a integrar o programa espacial Artemis, que pretende levar a primeira mulher à lua em 2024.

“Em nome do presidente Donald Trump, tenho a honra de convidar o Brasil a assinar os Acordos Artemis. Esses acordos guiarão os Estados Unidos, o Brasil e parceiros com interesses semelhantes à medida que fortalecemos os esforços de exploração espacial para um futuro próspero”, disse O’Brien por meio de sua conta no Twitter.

De acordo com a agência espacial norte-americana (NASA), o pouso na superfície lunar deve acontecer em 2024, na missão Artemis 3, terceira fase do programa. Antes disso, a NASA vai lançar dois testes de voo ao redor do satélite para verificar o desempenho, suporte de vida e capacidades de comunicação do foguete e da cápsula onde viajarão os astronautas. A primeira missão está preparada para 2021, sem astronautas, e a Artemis 2 será com a tripulação, em 2023.

O objetivo da agência é, em colaboração com parceiros comerciais e internacionais, estabelecer a exploração sustentável da superfície lunar até o final da década. A missão é uma espécie de preparação para um outro desafio, ainda mais ousado: enviar astronautas a Marte. A primeira vez que o homem esteve na lua foi em 1969, com a missão Apollo 11. Pelo mesmo programa, em 1972, a NASA realizou a última viagem tripulada ao satélite.


A Matrix (o SISTEMA de CONTROLE MENTAL):   “A Matrix é um sistema de controle, NEO. Esse sistema é o nosso inimigo. Mas quando você está dentro dele, olha em volta, e o que você vê? Empresários, professores, advogados, políticos, carpinteiros, sacerdotes, homens e mulheres… As mesmas mentes das pessoas que estamos tentando salvar. 

“Mas até que nós consigamos salvá-los, essas pessoas ainda serão parte desse sistema de controle e isso os transformam em nossos inimigos. Você precisa entender, a maioria dessas pessoas não está preparada para ser desconectada da Matrix de Controle Mental. E muitos deles estão tão habituados, tão desesperadamente dependentes do sistema, que eles vão lutar contra você  para proteger o próprio sistema de controle que aprisiona suas mentes …”


Saiba MUITO mais, informação adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

 

 

2 Responses to Acordo Artemis é primeiro passo para ONU Espacial e uma futura Frota Estelar da Terra

  1. Filipe

    Finalmente os Países vão adentrar o espaço profundo.É um passo tão importante como a chegada do Homem à Lua.Mas eu gostaria mesmo de saber de ti Thoth se vai ser possível a população de todos os Países possuirem e aprenderem a pilotar essas naves estelares que nem as pessoas dos Países hoje tem seus carros e sua motos.

  2. vick luz

    Nunca, acho difícil. De repente, serão selecionados os que vão participar desse projeto.. digo os engenheiros, e os cabeças inteligentes..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.