Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Armas Nucleares Estratégicas podem ser usadas pela Rússia para defender território ucraniano anexado

“O establishment ocidental e todos os cidadãos dos países da Otan em geral precisam entender que a Rússia escolheu seu próprio caminho”, disse Medvedev. O ex-presidente russo Dmitry Medvedev disse nessa quinta-feira que qualquer arma no arsenal de Moscou, incluindo armas nucleares estratégicas, poderia ser usada para defender territórios anexados à Rússia da Ucrânia.

Armas Nucleares Estratégicas podem ser usadas pela Rússia para defender território ucraniano anexado

Fontes: Jerusalém PostNewsPunch.com

Medvedev, que também atua como vice-presidente do Conselho de Segurança da Rússia, disse que os referendos planejados por autoridades russas instaladas e separatistas em grandes áreas do território ucraniano ocorrerão e “não há como voltar atrás”.

“Portanto, vários idiotas aposentados com listras de generais não precisam nos assustar com a conversa sobre um ataque da OTAN na Crimeia”, escreveu Medvedev no Telegram. “Os mísseis hipersônicos têm a garantia de atingir alvos na Europa e nos Estados Unidos muito mais rápido.”

“O establishment ocidental e todos os cidadãos dos países da Otan em geral precisam entender que a Rússia escolheu seu próprio caminho”, acrescentou Medvedev.

Um míssil balístico intercontinental russo Yars é lançado durante os exercícios das forças nucleares em um local desconhecido na Rússia, nesta imagem estática tirada do vídeo divulgado em 19 de fevereiro de 2022. (photo credit: Russian Defence Ministry/Handout via REUTERS)

“Ventos” Nucleares da Guerra

Durante seu discurso de quarta-feira mobilizando reservistas russos, o presidente russo, Vladimir Putin, fez ameaças nucleares veladas contra os aliados ocidentais da Ucrânia. 

“Aqueles que estão tentando nos chantagear com armas nucleares devem saber que o vento pode virar em sua direção.”

Presidente russo Vladimir Putin

Putin afirmou que os países ocidentais “cruzaram todas as linhas” e tentaram “chantagear” a Rússia com armas nucleares.

“Estamos falando não apenas do  bombardeio da usina nuclear de Zaporizhzhya , que é encorajada pelo Ocidente, que ameaça uma catástrofe nuclear, mas também das declarações de alguns representantes de alto escalão dos principais estados da OTAN sobre a possibilidade e admissibilidade de usar armas de destruição em massa contra a Rússia – armas nucleares”, disse Putin. 

 “Aos que se permitem fazer tais declarações sobre a Rússia, gostaria de lembrar que nosso país também possui vários meios de destruição, e para alguns componentes mais modernos que os dos países da OTAN. E se a integridade territorial de nosso país está ameaçada, certamente usaremos todos os meios à nossa disposição para proteger a Rússia e nosso povo. Não é um blefe”.

O vice-presidente do Conselho de Segurança da Rússia, Dmitry Medvedev, dá uma entrevista na residência do estado de Gorki, nos arredores de Moscou, Rússia, em 25 de janeiro de 2022. (crédito: SPUTNIK/YULIA ZYRYANOVA/POOL VIA REUTERS)

“Aqueles que estão tentando nos chantagear com armas nucleares devem saber que o vento pode virar em sua direção”, alertou o presidente russo, acrescentando que a Rússia usará “todos os meios disponíveis”.

 Putin afirmou que o Ocidente está tentando “enfraquecer e destruir a Rússia”, acrescentando que “quando a integridade territorial de nosso país estiver ameaçada, certamente usaremos todos os meios à nossa disposição para proteger a Rússia e nosso povo. Isso não é um blefe. .”

A Guerra Nuclear é possível?

Um alto funcionário do governo de “Dementia’ Joe rejeitou a linguagem carregada de energia nuclear de Putin na quarta-feira, dizendo que “nós o ouvimos antes de acenar em torno da opção nuclear, e ouvimos novamente em seu discurso hoje. E, de fato, a linguagem e a fórmula que ele usou hoje são bastante semelhante à forma como ele falou antes.”

{ARMAS NUCLEARES TÁTICAS: Elas pertencem a uma subcategoria e possuem menor alcance, podendo chegar a 500 quilômetros — e menor potência em termos de carga útil — e são criadas para atingir alvos menores, ou para a execução de ataques diretos em campo de batalha.

Devido ao curto alcance, as armas nucleares táticas não são intencionadas para causar destruição nuclear ou radioativa em massa, seja por objetivos táticos ou para evitar problemas para o lado lançador. Essas armas incluem mísseis de curto alcance, minas terrestres, projéteis de artilharia, cargas de profundidade e torpedos.

Estima-se que a Rússia tenha cerca de 2 mil armas ATÔMICAS táticas, que podem ser usadas em vários tipos de mísseis que habitualmente carregam explosivos convencionais. Ainda que menores em poder de fogo, elas não são ausentes de alto risco, uma vez que ainda são bombas nucleares. O seu uso em campo de batalha pode acabar escalando o nível do conflito na Ucrânia.}


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal  AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)”. para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


Saiba mais, leitura adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *