Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

BRICS deveriam criar sua Própria Internet, propôs deputado russo

A Rússia deveria desenvolver uma Internet alternativa em colaboração com as outras nações do BRICS, propôs o primeiro vice-presidente do Comité de Controle da Duma do Estado, o deputado Dmitry Gusev. De acordo com um documento visto pela RIA Novosti, o funcionário apresentou um pedido para trabalhar na criação de “um ciberespaço BRICS+ único e inclusivo” a Maksut Shadaev, chefe do Ministério de Desenvolvimento Digital, Comunicações e Meios de Comunicação de Massa da Rússia. 

BRICS deveriam criar sua Própria Internet, propôs deputado russo

Fonte: Rússia Today

A proposta de desenvolver “uma Internet onde prevaleçam os valores tradicionais e o bem” poderia ser implementada “utilizando capacidades técnicas, organizacionais e civilizacionais comuns a toda a associação” de países do BRICS.

Segundo Gusev, o 5º Fórum Municipal Internacional BRICS+, que está em andamento na cidade russa de São Petersburgo, é uma boa oportunidade para discutir uma internet unificada para os países membros do BRICS.

Atualmente, o BRICS compreende Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, mas será acompanhado pela Argentina, Egito, Etiópia, Irã, Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos já em janeiro de 2024. O grupo alargado para onze países, referido como BRICS+6, deverá representar quase metade do PIB global até 2040.

No início desta semana, o presidente da China, Xi Jinping, também apelou a mudanças na forma como a Internet global funciona, para beneficiar as pessoas de todos os países.

“Defendemos a priorização do desenvolvimento e a construção de um ciberespaço mais inclusivo e próspero”, disse ele na cerimônia de abertura da Cúpula Wuzhen da Conferência Mundial da Internet de 2023.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *