BRICS+5: Rússia ultrapassa os EUA como maior Fornecedor de Diesel ao Brasil

Os embarques do combustível Diesel da Rússia para o gigante país sul-americano aumentaram cerca de 6.000% no ano passado, enquanto Moscou busca novos mercados para seus produtos petrolíferos. A Rússia destronou os EUA como o maior exportador de produtos petrolíferos para o Brasil, informou o Financial Times na terça-feira, citando números oficiais do governo americano e dados da empresa de análise econômica Kpler.

BRICS+5: Rússia ultrapassa os EUA como maior Fornecedor de Diesel ao Brasil

Fonte: Rússia Today

Como a Rússia tem se concentrado em encontrar novos mercados para os seus produtos petrolíferos à luz das pesadas sanções ocidentais ao país por causa do conflito com a Ucrânia, um dos grandes novos compradores tem sido o Brasil.

Em 2023, o colega BRICS importou 6,1 milhões de toneladas de diesel russo no valor de 4,5 bilhões de dólares em 2023, de acordo com o relatório. Isto representa um aumento em relação às apenas 101.000 toneladas, no valor de US$ 95 milhões, no ano anterior, um aumento de 6.000% em termos de volumes. 

Enquanto isso, os embarques russos de óleo combustível para o Brasil em 2023 valeram US$ 5,3 bilhões, acima dos apenas US$ 1,1 bilhão registrados em 2022, marcando um crescimento anual de 400%.

De acordo com dados rastreados pela Kpler, o Brasil ultrapassou a Turquia em outubro para se tornar o maior comprador de diesel russo, enquanto o enorme aumento nas importações de diesel registrado em 2023 significa que a Rússia ultrapassou os EUA como o maior fornecedor desse combustível ao Brasil.

Enquanto isso, o aumento nas exportações de óleo combustível empurrou os embarques de produtos petrolíferos refinados da Rússia nas quatro semanas até 31 de dezembro para o nível mais alto em oito meses, mostraram dados da Vortexa e compilados pela Bloomberg no início deste mês.     

O comércio do Brasil é “influenciado por múltiplos fatores” e o aumento significativo das importações de combustíveis é “resultado de decisões tomadas por agentes privados e segue a lógica da oferta e da procura”, segundo o Ministério da Indústria e Comércio Exterior do país, citado pelo FT dos EUA .

Funcionários do governo brasileiro também disseram ao canal que o forte aumento nas compras ajudou a manter os preços ao consumidor sob controle. Os baixos preços internos dos combustíveis também ajudam o enorme setor agrícola do país. 

A Rússia começou a diversificar o seu fornecimento de energia em 2022, depois de a UE, o G-7 e os seus aliados terem imposto um embargo ao petróleo russo transportado por via marítima, juntamente com um limite de preço de 60 dólares por barril para segurar e transportar petróleo bruto, num esforço para reduzir as receitas energéticas do país.

Restrições semelhantes foram posteriormente introduzidas para as exportações de produtos petrolíferos. Como resultado, os produtores de petróleo russos redirecionaram os fornecimentos para a Ásia e a América Latina com sucesso, tornando sem efeito as sanções ocidentais.


SEJA UM ASSINANTE DO BLOG: Para os leitores do Blog que ainda não são assinantes e desejam acessar as postagens em seus endereços de E-Mail, solicitamos, por favor, que façam a sua inscrição aqui neste LINK: https://linktr.ee/thoth3126

Convidamos também a conhecerem e seguirem nossas redes sociais:
Instagram: https://www.instagram.com/th.oth3126/
Facebook: https://www.facebook.com/thoth3126.blog
X (antigo Twitter): https://twitter.com/thoth3126_blog
Youtube: https://www.youtube.com/@thoth3126_blog

Siga o canal “Blog Thoth3126” no WhatsApp: https://www.whatsapp.com/channel/0029VaF1


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba nosso conteúdo

Junte-se a 4.327 outros assinantes

compartilhe

Últimas Publicações

Indicações Thoth