Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Centenas de Mortos em Terremotos Devastadores na Síria e Turquia

Terremotos devastadores, o primeiro de 7,8º e uma réplica [entre dezenas de outros sismos] de 7,5º na escala Richter sacudiu o Oriente Médio esta madrugada de segunda. Os tremores foram os mais fortes em quase 30 anos, disse o chefe de sismologia da Síria. Os abalos sísmicos tiveram seu epicentro no centro da Turquia e foram sentidos na Síria, Chipre, Líbano, Israel e Iraque. Um alerta de Tsunami foi emitido pela Itália e depois cancelado.

Terremoto de magnitude 7,8º seguido de réplicas de 6,7º e 7,5º na escala Richter já matou mais de 1,5 mil pessoas na Turquia e na Síria

Fontes: Rússia TodayG1

Tremor, o maior na região desde 1939, durou mais de um minuto e meio, gerou dezenas de réplicas – a última delas de magnitude 7,5º – e também foi sentido em Israel, na Síria, no Líbano, no Iraque e na Ilha de Chipre. Milhares de pessoas ainda estão desaparecidas sob os escombros de milhares de prédios que desabaram..

As paredes do Castelo de Gaziantep foram destruídas no terremoto Governador de Gaziantep, Davut Gül: Há entalhes em 531 prédios

Este é o terremoto mais forte desde 1939 na região, que fica sobre várias placas tectônicas. Segundo relatos, o tremor durou mais de um minuto e meio e gerou dezenas de réplicas. A última delas foi outro terremoto de magnitude 7, também na região central da Turquia por volta de 13h30 no horário local (07h30 no horário de Brasília).

profundidade rasa, de cerca de dez quilômetros, e a duração do tremor são dois fatores que explicam a grande destruição provocada – imagens mostram prédios inteiros desabados e municípios amplamente destruídos.

Um histórico castelo construído a cerca de 2,2 mil anos ficou destruído após o forte terremoto de magnitude 7,8º na escala Richter que atingiu o Sul da Turquia e norte da Síria, na madrugada desta segunda-feira. O Gaziantep Kalesi, situado no território turco, teve as paredes desabadas com o tremor de terra. 

Foto
Castelo com 2.200 anos, Gaziantep Kalesi, situado no território turco, teve as paredes desabadas com o tremor de terra. 

Segundo as autoridades, se sabe que:

  • Segundo o último balanço do governo turco, 912 pessoas morreram na Turquia;
  • Na Síria, foram 592 mortos, segundo a agência de notícias síria Sana;
  • Mais de 50 mil pessoas ficaram feridas, e milhares ainda estão desaparecidas;
  • Até a última atualização desta reportagem, mais de 40 réplicas foram registradas;
  • O epicentro foi a 10 quilômetros da superfície, segundo o Centro Alemão de Pesquisa em Geociências – esta é uma profundidade considerada baixa, muito próxima ao solo, e pode explicar, em parte, o tamanho da destruição provocada;
  • O epicentro do tremor foi no povoado de Kahramanmaras, próximo à cidade de Gaziantep, no sudoeste, bem perto da fronteira com a Síria, e atingiu um raio de cerca de 250 km;
  • O noroeste da Síria também foi fortemente afetado;
  • O tremor também foi sentido em Israel, Chipre e no Líbano;
  • Segundo o governo turco, mais de 45 países já anunciaram que enviarão ajuda humanitária e equipes de busca (leia mais abaixo);

Equipes de resgate salvaram uma criança ensanguentada dos escombros de prédios desabados na cidade de Azaz, no noroeste da Síria, depois do terremoto.

At least 912 killed in quake – Erdogan
A operação de busca e resgate está sendo realizada nos destroços de um prédio após o terremoto de magnitude 7,8º atingir as províncias do sul de Turquia, no distrito de Iskenderun de Hatay, Turkiye, em 06 de fevereiro de 2023. ©  Sezgin Pancar / Agência Anadolu via Getty Images

Imagens capturadas pela Reuters mostraram o momento dramático em que um grupo de resgate retirou a criança dos escombros antes de carregá-la às pressas para longe do local.

A região atingida na Síria está entre as principais áreas afetadas pela guerra que o país vive há 12 anos. Por conta disso, as contruções estão mais fragilizadas e suscetíveis a desmoronar.

O número de mortos no terremoto no noroeste da Síria aumentou para 326 pessoas, disse o vice-ministro da Saúde, Ahmad Dumeira, à agência de notícias SANA na segunda-feira. Ele disse que pelo menos 1.042 pessoas ficaram feridas, e as províncias de Aleppo, Hama, Latakia e Tartus foram as mais afetadas.

“Imagens do colapso de vários prédios residenciais na cidade síria de Aleppo como resultado do terremoto #earthquake #Syria

O Dr. Raed Ahmed, diretor-geral do Centro Nacional de Sismologia da Síria, disse à agência de notícias SANA que o terremoto na Síria foi o mais forte desde o início dos registros em 1995.

Ahmed disse que todos os hospitais foram mobilizados para tratar as vítimas, e ambulâncias adicionais e equipes de resgate foram enviadas para as áreas atingidas pelo desastre.


“E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim. Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares. Mas todas estas coisas são [apenas] o princípio de dores”. – Mateus 24:6-8


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal   AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa) para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


Mais informação adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

0 resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *