Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

China Ordena Evacuação de todos os seus cidadãos ainda na Ucrânia, Gerando Temores de Escalada na Guerra. Rússia ataca Kiev.

O Ministério das Relações Exteriores da China emitiu no último sábado um apelo urgente para que quaisquer cidadãos chineses que ainda estejam na Ucrânia saiam imediatamente do pais, dando início a especulações sobre o que está por trás do apelo não especificado. A Embaixada chinesa na Ucrânia ajudará na organização e na evacuação de cidadãos chineses necessitados.

China ordena evacuação de todos os seus cidadãos ainda na Ucrânia, provocando temores de escalada na guerra, Rússia efetua nova onda de ataques à infraestrutura crítica nessa segunda, 17.

Fontes: DiáriodeNotíciasZero HedgeRússiaToday

A notificação está sendo amplamente vista como a ordem de evacuação da Ucrânia mais forçada até agora e sugere que Pequim pode estar ciente dos planos russos para ataques aéreos maiores e abrangentes contra cidades ucranianas, como os ataques generalizados de escalada realizados na última segunda-feira até terça-feira, com nova onda de ataques com mísseis se repetindo hoje.

Com a atual situação de segurança sombria na #Ucrânia, o Ministério das Relações Exteriores da China e a Embaixada da China na Ucrânia no sábado pedem aos cidadãos chineses no país que reforcem as precauções de segurança e evacuem. A Embaixada ajudará na organização da evacuação de pessoas necessitadas”.

A primeira grande evacuação de cidadãos chineses ocorreu a partir de março passado, na qual cerca de 6.000 cidadãos chineses deixaram o país em meio à invasão russa. Mas agora, como a mídia estatal  Global Times escreve:

“Alguns cidadãos chineses ainda na Ucrânia se inscreveram para a evacuação do país, com a maioria se registrando para evacuações organizadas, enquanto outros estão se preparando para deixar a Ucrânia por conta própria, o Global Times soube no domingo, depois que o Ministério das Relações Exteriores da China instou os cidadãos chineses a deixar a Ucrânia, citando a grave situação de segurança.”

O Ministério das Relações Exteriores e a embaixada chinesa alertaram para a “grave situação de segurança” e ordenaram uma partida imediata, citando a necessidade de “reforçar as precauções de segurança e evacuar”.  O comunicado indicava que “a embaixada ajudará a organizar a evacuação de pessoas necessitadas”. Fontes estatais russas também começaram no domingo a divulgar a nova notificação de alerta.

A GT está relatando que uma evacuação está em andamento: 

Até o momento desta publicação, no domingo, 161 pessoas haviam se registrado no formulário que a embaixada enviou para evacuação organizada e outras 27 pessoas se registraram no formulário de auto-evacuação, de acordo com uma contagem do Global Times do registro na conta WeChat da embaixada . 

Alerta de “Situação de Segurança Grave” é enviado aos cidadãos chineses na Ucrânia. A China alertou os cidadãos para que saíssem anteriormente devido à guerra, mas isso parece ser de natureza mais urgente, mas não especificada”.

Além disso, isso ocorre em um momento de intensificação dos ataques transfronteiriços à cidade russa de Belgorod, que fica ao norte da fronteira ucraniana, em frente a Kharkiv. 

Embora ainda não se saiba exatamente o que desencadeou o apelo urgente e intensificado para que todos os cidadãos chineses restantes saíssem da Ucrânia, é possível que a resposta venha nessa segunda-feira ou nos dias seguintes. 

Isso sinalizaria uma maior escalada russa da guerra no horizonte?

Também a Embaixada do Egito na Ucrânia publicou um alerta aos seus cidadãos para que deixem o país com efeito imediato. O jornal Egypt Today referiu que diplomatas egípcios pediram também aos cidadãos do Egito para que tenham “o máximo de cautela durante a sua partida e fiquem longe de áreas perigosas”.

Nas últimas horas, a Embaixada da Sérvia na Ucrânia fechou temporariamente por motivos de segurança, segundo uma mensagem publicada na página da internet da missão diplomática.

“A equipa diplomática continuará a trabalhar desde Belgrado até que se cumpram as condições para regressar à Ucrânia”, refere a mensagem.

A Rússia invadiu a Ucrânia em 24 de fevereiro deste ano, desencadeando uma guerra que mergulhou a Europa naquela que é considerada a mais grave crise de segurança desde a Segunda Guerra Mundial (1939-1945).

Central Elétrica em Kiev atingida por drones kamikaze em nova onda de ataques da Rússia. Os últimos ataques na capital ucraniana teriam como alvo a “infraestrutura crítica”

Várias explosões abalaram o centro de Kiev na manhã dess segunda-feira (17), confirmou o prefeito Vitaly Klitschko, em meio a relatos de uma nova onda de ataques de drones e mísseis russos em todo o país. A notícia chega uma semana depois que Moscou lançou um ataque significativo à infraestrutura de energia crítica e à infraestrutura militar da Ucrânia.

Rússia ataca capital da Ucrânia

“Uma explosão no distrito de Shevchenko – no centro da capital”, escreveu Klitschko em seu canal Telegram por volta das 7h da manhã dessa segunda-feira, antes de relatar outra explosão na mesma área vários minutos depois. Um incêndio ocorreu em um prédio não residencial e vários prédios residenciais foram danificados, acrescentou ele mais tarde.

Testemunhas teriam ouvido o som de drones kamikaze no ar, de acordo com Anton Gerashchenko, assessor do ministro do Interior, que disse que eles visavam infraestrutura crítica na área da estação ferroviária central de Kiev. Vários vídeos que circulam nas redes sociais afirmam mostrar os drones nos céus de Kiev, bem como um dos locais de impacto.

Mais tarde, o prefeito postou uma foto do que ele disse serem partes de um drone que foi destruído. Um fragmento apresentava a palavra ‘Geran-2’, o nome de um drone kamikaze usado pelas forças russas. De acordo com alguns relatos, o Geran-2 é uma versão localizada do drone Shahed-136, fabricado no Irã. Nem Moscou nem Teerã confirmaram o envio de UAVs para a Rússia. O Irã disse no passado que é neutro em relação ao conflito.


O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é fim-dominio-eua-otan-nabucodonosor-fim-roma.jpg

{Nota de Thoth: Em breve haverá um novo papa, será um francês, e será o ÚLTIMO  . . .  A estrondosa queda da “Estátua de Nabucodonosor“, com o fim do Hospício e os psicopatas da civilização ocidental e a própria destruição da região da cidade de Roma [incluso a cloaca do Vaticano] estão bem próximos de acontecer. O Hospício Ocidental, o circo do G-7 [do qual dois marionetes já caíram, Mario Draghi e Boris Johnson], os ditos “Países de Primeiro Mundo” vão fazer face ao seu carma “liberal“}


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal   AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)” para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1

Artigos Relacionados:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *