browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

CIA e a agenda para DROGAR com ÓPIO os EUA

Posted by on 02/12/2017

OPIOIDES SATISFAZEM UM NÚMERO DE REQUISITOS PERFEITAMENTE.

Há muito tempo, entrevistei John Marks, autor de ‘Search for the Manchurian Candidate’, o livro que expôs o programa de controle mental MKULTRA da CIA. Ele me disse que, em 1962, quando o MKULTRA supostamente acabou, a CIA realmente transferiu o programa para o seu Escritório de Pesquisa e Desenvolvimento, onde ficou completamente em segredo. 

Tradução, edição e imagensThoth3126@protonmail.ch

O PLANEJAMENTO DOCUMENTADO DA CIA, DE LONGO PRAZO, PARA CRIAR UMA SOCIEDADE DROGADA E DEBILITADA: OS OPIOIDES SÃO PERFEITOS

Por Jon Rappoport – Fonte: http://www.wakingtimes.com/

Um representante da CIA disse a Marks que havia uma centena de caixas de material no “novo”  MKULTRA, e ele, Marks, nunca veria nada disso, não importa quantos pedidos sob a lei FOIA (Freedom Of Information Act-Lei de Liberdade de informação) ele fizesse. ”  (The Underground, Jon Rappoport)

“Os planos para controlar a humanidade e o mundo podem ser formados e lançados há muito, muito tempo antes de vermos os resultados. Não assumir que causa e efeito são meramente e apenas de curto prazo. Essa é uma idéia injustificada. “  (The Underground)

Drogas para transformar indivíduos … e até mesmo, por implicação, a sociedade inteira, e manter o controle sobre tudo e todos. A pesquisa sobre a utilização de drogas para o controle mental vai muito além das breves descrições usuais do Programa MKULTRA. A intenção, a agenda está lá, no registrada.



Um documento da CIA foi incluído na transcrição das audiências do Senado dos EUA de 1977 no MKULTRA, o programa de controle mental criado sob o controle da CIA. O documento é encontrado no Apêndice C, a partir da página 166. É rotulado apenas como “Rascunho”, datado de 5 de maio de 1955.

Começa assim: “Uma parte do Programa de Pesquisa e Desenvolvimento da Divisão de TSS / Ciência da CIA é dedicada à descoberta dos seguintes materiais e métodos:”

O que se seguiu foi uma lista de drogas esperadas para serem usadas e a sua aplicação. Estou relatando abaixo, a lista das intenções de 1955 da CIA em relação à sua própria pesquisa sobre o uso e efeitos das drogas. O alcance dessas intenções é impressionante. Todas as declarações são citações diretas do documento “Rascunho” do senado dos EUA.

MKUltra-documento

O Projeto MK-ULTRA começo no início dos anos 1950 e perdurou até pelo menos a década de 1960, utilizando-se de cidadãos americanos e canadenses como os seus assuntos e alvos de teste. As evidências publicadas indicam que o Projeto MK-ULTRA envolveu a utilização de diversas metodologias para manipular os estados mentais individuais e alterar as funções cerebrais, incluindo a administração sub-reptícia de drogas e outras substâncias químicas, a privação sensorial, o isolamento e abuso verbal e físico.

Alguns dos meus comentários obtidos de estudar a lista:

A CIA queria encontrar substâncias que “promovessem o pensamento ilógico e a impulsividade”. Seria importante considerar a ideia de que medicamentos psiquiátricos, aditivos alimentares, pesticidas e produtos químicos industriais (como fluoretos) acabariam por satisfazer esse requisito. [OS OPIOIDES FUNCIONAM PARA OBTER PARTE DA PRESENTE AGENDA]

A CIA queria encontrar substâncias químicas que “produziriam os sinais e sintomas de doenças reconhecidas de maneira reversível”. Isso sugere muitas possibilidades – entre elas, o uso de drogas para fabricar doenças e, assim, dar a falsa impressão de epidemias causadas por germes e bactérias.

A CIA queria encontrar drogas que “produzam amnésia”. Ideal para desacreditar denunciantes, insiders, dissidentes, certos candidatos políticos e outros investigadores. (Scopolamine, por exemplo). [OS OPIOIDES TEM ESSE EFEITO]

A CIA queria descobrir drogas que produziriam “paralisia das pernas, anemia aguda, etc.” Uma maneira de reduzir a saúde das pessoas como se fossem sintomas de doenças.

A CIA queria desenvolver drogas que “alterassem a estrutura da personalidade” e, assim, induzem a dependência de uma pessoa para outra pessoa. Como sobre a dependência em geral? Por exemplo, dependência de instituições, governos? [OS OPIOIDES SÃO UMA FORMA PERFEITA]



A CIA queria descobrir produtos químicos que “diminuíssem a ambição e a eficiência geral de trabalho dos homens”. Parece uma descrição geral da evolução da nossa caótica sociedade. [OS OPIOIDES SÃO UMA FORMA PERFEITA]

Ao ler a lista, você verá mais implicações / possibilidades. Aqui, a partir de 1955, citado textualmente do documento da Agência, estão os tipos de drogas que os homens do Programa de controle mental MKULTRA da CIA estavam procurando:

  • Substâncias que promoverão o pensamento ilógico e a impulsividade até o ponto em que o destinatário seria desacreditado em público. 
  • Substâncias que aumentam a deficiência mental e da percepção.
  • Materiais que irão prevenir ou contrariar o efeito intoxicante do álcool.
  • Uma droga que ira promover o efeito intoxicante do álcool.
  • Materiais que produzirão sinais e sintomas de doenças reconhecidas de forma reversível para que possam ser utilizados para malformação, etc.
  • Uma droga que torna a indução de hipnose mais fácil ou de outra forma aumenta sua utilidade. [OPIOIDOS SÃO PERFEITOS PARA ESTE PROPÓSITO]
  • Substâncias que irão aumentar a capacidade dos indivíduos para resistir a privação, tortura e coerção durante o interrogatório e os chamados “brain-washing” (lavagem cerebral para controle mental).
  • Materiais e métodos físicos que produzam amnésia para eventos anteriores e durante o uso. [OPIOIDS É ÚTIL PARA CRIAR A AMNÉSIA]
  • Métodos físicos de produção de choque e confusão durante longos períodos de tempo e capazes de uso sub-repticio. [OPIOIDS PRODUZ A CONFUSÃO]
  • Substâncias que produzem incapacidade física, como paralisia das pernas, anemia aguda, etc.
  • Substâncias que produzirão euforia “pura” sem desistência subseqüente.
  • Substâncias que alteram a estrutura da personalidade de tal forma que a tendência do destinatário para se tornar dependente de outra pessoa é reforçada. [OPIOIDES SÃO PERFEITOS]
  • Uma droga que causará confusão mental de tal tipo que o indivíduo sob sua influência terá dificuldade em manter uma falsificação qualquer sob questionamento. [OPIOIDES POSSIVEMENTE ÚTIL] 
  • Substâncias que reduzirão a ambição e a eficiência geral de trabalho dos homens quando administrados em quantidades indetectáveis. [OPIOIDOS PERFEITOS, E DISPONÍVEIS EM FARMÁCIAS ABERTAMENTE]
  • Substâncias que promovem fraqueza ou distorção da visão ou das faculdades auditivas, de preferência sem efeitos permanentes.
  • Uma pílula nocaute que pode ser subrepticiamente administrada em bebidas, alimentos, cigarros, como um aerossol, etc., que será seguro de usar, fornecer um máximo de amnésia e ser adequado para uso pelos tipos de agentes em uma base ad hoc (um fim específico). [Ópioides de alta dose]
  • Uma droga que pode ser administrada subrepticiamente pelas meios acima e que, em quantidades muito pequenas, tornará impossível para um homem realizar qualquer atividade física. [OPIOIDS , EM ALTAS DOSES]

Essa é a lista.

Se você examinar toda a gama de medicamentos psiquiátricos desenvolvidos desde 1955 [mais opióides], você verá que alguns deles se encaixam na agenda da CIA. Químicos do tipo velocidade, que aumentam o cérebro a longo prazo, para tratar o chamado TDAH (é um transtorno que causa déficit de atenção, hiperatividade física ou mental, impulsividade, esquecimentos.)

Medicamentos anti-psicóticos, para tornar os pacientes cada vez mais dependentes de outros indivíduos (e do governo) à medida que afundam em deficiência profunda e incorrem em danos cerebrais motores irreversíveis. E, claro, os antidepressivos SSRI (Selective serotonin reuptake inhibitors), como Prozac, Paxil e Zoloft, que produzem altos e baixos e são debilitantes – e também empurram as pessoas para a violência.

Essas drogas arrastam toda a sociedade para níveis baixos e inferiores de consciência, atitude e ação. Se esse é o objetivo de uma agência governamental muito poderosa e clandestina … ela está conseguindo, com enorme sucesso.

Jon Rappoport is the author of three explosive collections, THE MATRIX REVEALEDEXIT FROM THE MATRIX, and POWER OUTSIDE THE MATRIX, Jon was a candidate for a US Congressional seat in the 29thDistrito da Califórnia. 


Leitura adicional:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

thoth(172x226)www.thoth3126.com.br

 

17 Responses to CIA e a agenda para DROGAR com ÓPIO os EUA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *